Livros e Documentos Esotéricos
CLXV
Luz e Fogo






Prólogo

Na época que nos propomos a fazer este primeiro estudo sobre o Daimon, este que vos fala tinha um grande temor sobre este Tema e constantemente se deparava com estes Mistérios quando da leitura dos Livros do V.M Samael e do V.M Lakhsmi, então para evitar um afastamento do Gnosticismo por uma incompreensão destes termos e destes assuntos, decidimos que pelo bem da Obra deveríamos encarar os fatos e compreender que Mistérios este personagem resguardava e seus significados.
Este material levou entorno de dois anos e talvez um pouco mais para ser organizado, devidamente estudado e publicado para a apreciação dos demais.
Não fizemos este material com o intuito de ferir a sensibilidade das pessoas, senão que de compartilhar este entendimento e ajudar estas pessoas que como eu carregam estes dogmatismos religiosos que nos afastam muito dos Princípios Divinos e verdadeiros e que não condizem com a realidade dos fatos. Este livro que estamos nos propondo a reescrever e reorganizar será uma terceira versão de um mesmo material, aonde incluímos um entendimento mais ampliado e mais preciso destes fatos, sem claro perder o foco e a clareza que nos propomos para abordar este tema.
Este é um tema bastante incompreendido e até mal visto pelos próprios Gnósticos, o que dirá pela humanidade. Necessitamos nos liberar das amarras do tempo e da memória que pertencem ao Eu e encarar estes conhecimentos com a naturalidade e a simplicidade que necessitam para que seja a Consciência e não algum Defeito que dê sua interpretação a estes Mistérios.
“Quanto a mim, irmãos, não pude falar a vocês como a homens maduros na fé, mas apenas a uma gente fraca, como as crianças em Cristo. Dei leite para vocês beberem, não alimento sólido, pois vocês não o podiam suportar. Nem mesmo agora o podem, pois ainda se deixam levar por instintos egoístas. De fato, se entre vocês há invejas e brigas, não será pelo fato de serem guiados por instintos egoístas e por se comportarem como qualquer um? Quando alguém declara: "Eu sou de Paulo", e outro diz: "Eu sou de Apolo", não estarão vocês se comportando como qualquer um? Quem é Apolo? Quem é Paulo? Apenas servidores, através dos quais vocês foram levados à fé; cada um deles agiu conforme os dons que o Senhor lhe concedeu. Eu plantei, Apolo regou, mas era Deus que fazia crescer. Assim, aquele que planta não é nada, e aquele que rega também não é nada: só Deus é que conta, pois é ele quem faz crescer. Aquele que planta e aquele que rega são iguais; e cada um vai receber o seu próprio salário, segundo a medida do seu trabalho. Nós trabalhamos juntos na obra de Deus, mas o campo e a construção de Deus são vocês. Eu, como bom arquiteto, lancei os alicerces conforme o dom que Deus me concedeu; outro constrói por cima do alicerce. Mas cada um veja como constrói!” I Coríntios 3, 1-10
Em todos os tempos sempre se falou ao povo, sempre se viu a necessidade de entregar este alimento da divindade, o maná secreto que é a sabedoria do céu e do abismo. Dizemos sabedoria do céu porque é para lá que vamos e dizemos sabedoria do Abismo porque necessitamos conhecer as amarras que nos prendem neste lamaçal que hoje é nossa vida, para assim conhecendo onde estamos e para aonde vamos, tenhamos a condição de realizar um trabalho concreto.
Vemos que no passado nem sempre se foi permitido falar de Mistérios como o do Grande Arcano, igualmente sempre houveram outros mistérios por detrás destes Mistérios, o próprio Grande Arcano é tão somente a primeira chave do Mistério do Sexo, então claro há muito mais por ser dito sobre todos estes assuntos.
Se a Venerável Loja Branca nos entrega estes ensinamentos por meio dos Mestres e de outros Discípulos é porque se faz necessário compreender todos estes personagens que são de grande importância para nosso trabalho na Grande Obra do Pai.
Faz-se urgente que cada pessoa se dê a tarefa de Despertar a Consciência, porque as pessoas que não Despertam se vêem presas aos dogmas sejam eles profanos ou Gnósticos. Porque mesmo dentro do meio gnóstico há muitos Dogmas, há muitas frases de impacto e muitos conhecimentos que as pessoas tomam como uma verdade absoluta e na verdade mesmo quando dizemos quase o oposto, dependendo do contexto continua a ser uma verdade. Então tenhamos cuidado com a mente e vamos nos dar a tarefa de eliminar todos estes defeitos psicológicos que nos impedem de compreender e de encarnar a verdade.
Conforme trabalhamos e deixamos de lado estes instintos egoístas, e nos damos a tarefa de trabalhar sobre nós mesmos, somos instruídos pela potestade que está no Céu e igualmente por esta potestade que hoje se encontra em nosso Abismo interior e necessita de um resgate. Lúcifer caiu porque o homem caiu, o Cristo não pode cair então ele projeta sua Sombra para que nos acompanhe cá em baixo onde hoje estamos. Este Ser conforme tem confiança em nós de que não vamos permitir que volte a ficar preso na dura rocha, nos entrega seu Poder, sua Força e sua Luz, para que possamos com esta sabedoria e com estes dons, realizar este resgate de nós mesmos e por consequência dele, para que o próprio Cristo venha a nascer em nós e posteriormente que se integre definitivamente com Ele.
Deus, como principio criador de tudo é o que conta, seus mensageiros, seja o que entrega a carta, seja o que lê, nada mais são que servidores, somos todos irmãos, cada um com seu dom, com seu trabalho. Não há mais em um carteiro do que em um padeiro, por mais que a carta seja bela, ou o pão gostoso, o que escreveu a carta não foi o carteiro, o que fez o pão, o fez com a graça da Divindade.
Necessitamos fazer crescer os dentes (Despertar a Consciência) e preparar nosso organismo, para estes novos manjares, estes novos alimentos, cada vez mais sólidos que a divindade permite alimentar-nos.
“Não há coisa melhor remunerada que se esmerar pelo ensinar; a essa pessoa lhe dão sabedoria. Porque do que tem, dá... Por isso há que receber e receber, mas não guardá-lo como ensinamento, e sim compartilhá-lo;” V.M Lakhsmi
“Quanto às carnes sacrificadas a ídolos, ‘sabemos que todos nós temos conhecimento.’ Mas o conhecimento envaidece; é o amor que constrói. Quando alguém julga ter alcançado o saber, é porque ainda não sabe onde está o verdadeiro conhecimento. Ao contrário, se alguém ama a Deus, é conhecido por Deus. Portanto, quanto ao consumo de carnes imoladas a ídolos, "sabemos que um ídolo não é nada no mundo, e não existe outro deus a não ser o Deus único". É verdade que existem aqueles que são chamados deuses, tanto no céu como na terra, e neste sentido há muitos deuses e muitos senhores. Contudo para nós existe um só Deus: o Pai. Dele tudo procede, e para ele é que existimos. E há um só Senhor, Jesus Cristo, por quem tudo existe e por meio do qual também nós existimos. Mas nem todos têm esse conhecimento. Alguns, até há pouco acostumados ao culto dos ídolos, comem a carne dos sacrifícios como se fosse realmente oferecida aos ídolos. E a consciência deles, que é fraca, fica manchada. Não são os alimentos que nos aproximam de Deus: se deixamos de comer, nada perdemos; e se comemos, nada lucramos. Cuidem, porém, que a liberdade de vocês não se torne ocasião de queda para os fracos. Você tem consciência esclarecida: mas alguém o vê sentado à mesa num templo de ídolo; será que esse alguém, tendo consciência fraca, não se verá arrastado a comer carne sacrificada aos ídolos? Desse modo, por causa do conhecimento que vocês têm, perecerá o fraco, esse irmão pelo qual Cristo morreu. Se vocês pecam assim contra os próprios irmãos e ferem a consciência deles, que é fraca, é contra Cristo que vocês estão pecando. Ora, se um alimento for motivo de queda para meu irmão, para sempre eu deixarei de comer carne, a fim de não causar a queda do meu irmão.” I Coríntios 8, 1-13
Irmãos de minha Alma, por mais que possa parecer, nada sabemos, e mesmo que soubéssemos muito sobre todos os mistérios do universo, de que valeria se não os utilizamos, se não os aplicamos? De que vale saber uma oração se não é feita? Mais vale o que se faz do que se sabe, pois pode ser que um não saiba quaisquer oração, mas a faz de coração, e isto vale mais do que saber. Quanto a estes conhecimentos, alimentos sólidos, se não compreendemos os mistérios, nos utilizamos de forma equivocada destes alimentos. Há os que tem consciência fraca, e fica manchada, como uma indigestão por tamanho alimento. Se querem se alimentar, se alimentem, porem não dêem estes alimentos aos fracos, as crianças, pois morreriam. Que não seja por causa do conhecimento que hoje temos que pereça o fraco, este irmão pelo qual a divindade se sacrificou. Se ferimos o Hermetismo, se pecamos contra estes irmãos, já que eles são os maiores prejudicados, é contra ti mesmo, contra o Cristo que está pecando.
“Que os homens nos considerem como servidores de Cristo e administradores dos mistérios de Deus. Ora, o que se espera dos administradores é que eles sejam dignos de confiança. Quanto a mim, pouco me importa ser julgado por vocês ou por qualquer tribunal humano. Nem eu julgo a mim mesmo. É verdade que a minha consciência de nada me acusa, mas isso não significa que eu seja inocente: quem me julga é o Senhor. Por isso, não julguem nada antes do tempo; esperem que chegue o Senhor. Ele porá às claras tudo o que se esconde nas trevas, e manifestará as intenções dos corações. Então, cada um vai receber de Deus o louvor que lhe corresponde.” I Coríntios 4, 1-5
Que o Divino Daimon, este bendito ser, nos guie até a nossa redenção, custe o que custar e doa o quanto doer, porque não estamos mais dispostos a seguir levando esta vida de forma a desviar do caminho rumo ao nosso Pai bem amado. Antes de encontrar o Cristo, muito antes de chegar ao Pai, necessitamos sair destes abismos que nos encontramos e ele é o único que tem as chaves para nos ajudar no trabalho de liberação deste Abismo, já que a conquista do céu fazemos com o Amor do Cristo bendito... mas antes há que se liberar do abismo, pois é aqui que hoje nos encontramos.
“Temos muito a dizer sobre este assunto, mas é difícil explicar, porque vocês se tornaram lentos para compreender. Depois de tanto tempo, vocês já deviam ser Mestres; no entanto, ainda estão precisando de alguém que lhes ensine as coisas mais elementares das palavras de Deus. Em vez de alimento sólido, vocês ainda estão precisando de leite. Ora, quem precisa de leite ainda é criança, e não tem experiência para distinguir o certo do errado. E o alimento sólido é para os adultos que, pela prática, estão preparados para distinguir o que é bom e o que é mau.” Hebreus 5,11-14
O Que entregamos hoje a você, não é apenas um livro, mas um pacto, uma aliança, entre um homem e sua Divindade interior. Quanto mais se sabe, mais se é cobrado, quanto mais se tem, mais deve dar.
Hoje, 3 de Novembro de 2011, nos damos a tarefa de reler, rever e reescrever este material que foi escrito a mais de Sete anos, para que possamos dotar este material deste novo estado de consciência que hoje possuímos, e por consequência de beneficiar ao leitor em sua busca pela verdade.
O Autor


O Espírito Santo
“É claro que o Fogo é fogo e pode se utilizar para a luz ou para as trevas. De todas as maneiras o Lúcifer não é outra coisa que o mesmo TERCEIRO LOGOS... Da Mônada Divina surgem distintos desdobramentos, de todas as maneiras a Mônada Divina é o Shiva da sabedoria oriental, o TERCEIRO LOGOS, o PRIMOGENITO DA CRIAÇÃO, dele surgem diversos desdobramentos” V.M SAMAEL – Desdobramentos da Mônada
“No passado foi o Arcanjo mais luminoso, mais resplandecente do espaço infinito. Ele, em si mesmo, é digamos a parte mais importante de nosso Ser; é nosso mesmo Ser, que em outros tempos foi luminoso, resplandecente, maravilhoso; o Arcanjo mais excelente. Desafortunadamente, quando caímos na degeneração animal, ele foi precipitado até o Averno.” O Eterno Feminino
O Desdobramento do Espírito Santo em nós chamamos de Lúcifer, assim como nos céus infinitos temos o Espírito Santo, em nós temos este principio do fogo que é denominado Lúcifer.
Se observarmos a Trindade em nós, vemos que existe o Íntimo, a Consciência Divina e a Vontade, a Vontade é exatamente este desdobramento de Lúcifer, já que é o fogo ativo da criação, o Cristo vemos como a Consciência Divina e claro o Íntimo nosso Pai que está em segredo.
“Quando o Um, se desdobra em Dois, surge o Terceiro, e este é fogo, que cria e torna a criar novamente. Este terceiro pode criar com o poder da Palavra, com a Palavra Solar ou a Palavra Mágica ou a Palavra do Sol Central. Assim cria o Logos!” A Pedra Filosofal
“A Força Sexual, o Sexo, é o poder do Espírito Santo” Pistis Sophia
“Cristus-Lucifer nos dá o impulso sexual mediante o qual poderemos transformar-nos radicalmente” Ritual de 5º Grau
Quando o Pai se desdobra como dualidade, vemos o surgimento do Espírito Santo e do Filho, quando caímos foi exatamente este complemento do Filho que veio conosco ao Abismo e por isto para sairmos deste Abismo necessitamos deste que é o único que conhece este caminho aqui em baixo.
A Força Sexual é o Poder do Espírito Santo, e Lúcifer em nós como desdobramento do Espírito Santo é o responsável pela energia Sexual.
Por isto fica fácil compreender porque há tantas religiões que abominam o sexo, exatamente porque compreendem a origem da força sexual, mas não entendem que é somente por esta força que conseguimos nos regenerar.
Saímos do Éden pelo Sexo e por este impulso Luciférico e necessitamos deste impulso Luciférico purificado para que possamos pelo Sexo regressar ao éden.
Lúcifer não é o Diabo, o Diabo é Lúcifer revestido de nossos próprios defeitos, por isto que temos que eliminar estes defeitos, para que se purifique este Lúcifer interior e que possa ascender junto conosco.
Vemos que o Fogo como impulso sexual pode ser utilizado para a procriação, pode ser usado para a fornicação, mas igualmente pode ser utilizado para a Transmutação e por consequência para a purificação desta Alma e obviamente por fim a união desta pessoa humana e de suas diversas partes autônomas do Ser e ao final o próprio Ser.
Não podemos abominar o nosso Salvador, pois tal qual o Cristo, Lúcifer tem um papel importante em nossa regeneração e em nossa redenção.
“Amem a justiça, vocês que governam a terra. Pensem corretamente no Senhor e o procurem de coração sincero. Pois ele se deixa encontrar por aqueles que não o tentam, e se manifesta para aqueles que não recusam acreditar nele. Os pensamentos tortuosos separam de Deus, e o poder dele, posto à prova, confunde os insensatos. A sabedoria não entra na alma que pratica o mal, nem habita num corpo que é escravo do pecado. O espírito santo, que educa, foge da fraude, afasta-se dos pensamentos insensatos, e é expulso quando sobrevém a injustiça. A sabedoria é um espírito amigo dos homens, mas não deixa impune quem blasfema com os lábios, porque Deus é testemunha de seus sentimentos, observa de fato a sua consciência e ouve as palavras de sua boca. O espírito do Senhor enche o universo, dá consistência a todas as coisas e tem conhecimento de tudo o que se diz. Por esse motivo, quem fala coisas injustas não escapará dele, e a justiça vingadora não o poupará”. Sabedoria 1, 1-8
Na Quinta Iniciação de Mistérios Menores é quando ocorre aquele processo em que Liberamos este Prometeu interior de suas ataduras. Este é o momento em que vamos conseguir observar claramente os nossos defeitos psicológicos.
Por isto que normalmente para as Terceiras Câmaras se pede o tempo de três anos, para que a pessoa tenha sido submetida às provas internas e tenha passado pela prova do Guardião do Umbral e pelas provas dos quatro elementos.
Desta forma este iniciado tem livre este personagem que é quem nos mostra nossa maldade interior para que possamos ir eliminando gradativamente cada um de nossos defeitos.
Vejam, isto nos explicam claramente os Mestres, Lúcifer é o tentador e por meio da tentação ele nos dá a chance de que possamos nos redimir.
Se não há o tentador não há escolha e por consequência não há virtude, na tentação encontramos a chance do Triunfo e ali resgatamos as preciosas gemas da virtude e da consciência.
Há que procurar este Senhor com coração sincero, pois ele deixa ser encontrado, deixa ser percebido, ser visto, manifestado por aqueles que não recusam acreditar nele. A Sabedoria é percebida de acordo com os olhos de quem vê, com os ouvidos de quem ouve, por isto que necessitamos ir gradativamente purificando nossos sentidos e nos despindo do peso que são nossos Defeitos Psicológicos.
Lúcifer é uma força dentro de nós que sempre está trabalhando, ele tem por objetivo nos levar ao Céu ou ao Abismo, na humanidade Lúcifer carrega a todos ao abismo, impulsionando cada pessoa a cometer seus delitos e a satisfazer suas paixões.
Nos Iniciados Lúcifer é o educador, ele nos coloca os obstáculos para que passo a passo tenhamos condições de ir purificando nossa Alma e por consequência conquistando a Consciência plena.
Lá quando ainda não tínhamos o conhecimento do Bem e do Mal, Lúcifer foi quem nos deu o impulso de provar a Maçã que simbolicamente era o fruto proibido, então com a queda sexual o homem teve a consciência não só do bem, mas do mal, e com o livre arbítrio temos condições de mais uma vez restaurar este estado paradisíaco perdido, mas agora tal qual os Deuses, pois com a ciência do Bem e do Mal.


Lúcifer é pois o Iniciador, e conquista sua sabedoria o que abdica do mal e do pecado, ele educa mediante seus processos de tentação, sem os quais não há virtudes.
“Aqueles que amaldiçoam temerariamente a Lúcifer, anatematizam a Deus Vivo manifestando-se em matéria e renegam da sempre incompreensível sabedoria, revelando por igual os contrários de Luz e Trevas.” Tarot e Kabala
“Como poderia ser má a sombra do eterno Deus vivo? Refleti nisto um pouco, por favor!” Sim há inferno, Diabo e Karma
Sabemos que para algumas pessoas é difícil compreender isto, mas existe o bem, existe o mal, e assim como o bem tem desdobramentos o mal igualmente.
Se observarmos a Misericórdia e a Justiça, podemos dizer que são a Loja Branca e a Loja Negra, não? Porque se você observar toda a miséria humana, a dor e a morte, isto é aplicado pela Lei Divina.
Não podemos dizer que esta força que está aplicando estes karmas é má, porque cumpre com um papel importante para a divindade.
Claro que conforme vamos desdobrando estas forças, vamos encontrando outras manifestações destas forças.
O Cristo é a Infinita Misericórdia, Lúcifer é a Sublime Justiça...
Então vemos que o Eu nada tem a ver com isto, o Eu é o contrario destes dois princípios, porque o Eu não tem Misericórdia e muito menos é Justo, então dizemos que o Eu é a maldade da maldade, é o desdobramento negativo de uma força já negativa.
O Cristo é Vida, e o Espírito Santo é Doador de Vida.
Se tu não recebes O Carteiro, como vais receber a carta? Temos que compreender que somente com os serviços deste Prometeu liberto temos como ir eliminando o Eu, porque veja que não é a sabedoria do Cristo a sabedoria da Morte, o Cristo é Amor, é Misericórdia, ele conhece o que é sublime e o que é divino. Então temos que conhecer a Doutrina de Lúcifer que é a doutrina da Morte Psicológica, é a sabedoria da Aniquilação Budista, por isto que dizemos que é algo terrível, porque vejam as analogias, nascemos por uma misericórdia e morremos pela justiça...
Quando nascemos vemos que são belos anjos que vão ligar o cordão de prata do recém nascido e que auxiliam no processo do nascimento...
E Na morte meus irmãos? Não são por acaso os terríveis anjos da morte que comparecem? Estes sagrados seres que se vestem de negro e com suas foices cumprem com a determinação da Lei?
Pois dentro de nós esta força é igualmente Negra, pois é Lúcifer quem tem a sabedoria da Morte Psicológica, aceitem ou não, acreditem ou não... é o que é.
Claro que temos que branquear o Latão, tanto que é assim que representam os Alquimistas este Trabalho com Lúcifer. “Branqueia o latão e queima os livros” diziam os alquimistas, nos mostrando como já conheciam estes mistérios e claro nos indicando que há que sermos práticos, por isto falavam de queimar os livros, porque não se faz isto com teorias e o Latão é Lúcifer.
“Eu sou a chama que arde em cada coração humano e no núcleo de cada estrela. Eu sou a vida e o dispensador de vida e sem dúvida, é por isso minha sabedoria, a Sabedoria da Morte. Eu sou Mago e Exorcista. Sou o Eixo da Roda e o Dado de um Círculo” Ritual de 2º Grau
Lúcifer é o doador de vida, ele é quem vivendo no centro da terra da vida a ela, ele dá e dispensa a vida, sua sabedoria é a sabedoria do Abismo, da Morte dos defeitos, é Mago e Exorcista pois nele está o Poder. É ele que sustenta a vida como conhecemos.
No Universo sabemos que o Cristo é o Sol e que Lúcifer está no centro da Terra. O Lúcifer Cósmico estando atualmente no interior da terra torna este o único planeta que possui tamanha Vida e vegetação tão diversificada.
Vejam que isto da Vida ser assim, uns vão dizer mas é que o Cristo é vida, sim mas ele como Sol junto com sua sombra, Lúcifer, é o que permitem que a vida seja como é.. pois no final os dois atuam juntos.
“Mas o Espírito Santo descerá sobre vocês, e dele receberão força para serem as minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os extremos da terra.” Atos 1, 8
“E nós somos testemunhas dessas coisas, nós e o Espírito Santo, que Deus concedeu àqueles que lhe obedecem.” Atos 5, 32
Vejam que estes processos vão acontecendo naturalmente, quando uma pessoa vence o Guardião do Umbral que não é outro personagem senão Lúcifer revestido de nossos defeitos, esta pessoa demonstra que não está mais disposta a continuar sendo escrava de seus defeitos, isto é, cometendo estas mesmas maldades.
Conforme vai passando a prova dos elementos libera Lúcifer como já dissemos na quinta de menores, ai ele vai colocando as provas e as dificuldades para que esta pessoa que está disposta a eliminar seus defeitos consiga se observar, compreender e rogar a bendita Mãe para que os elimine... assim vai se purificando e por consequência limpando este Lúcifer e o liberando.
“Salve, Cisne Sagrado! Hamsa Milagroso. Salve, Ave Fênix do Paraíso! Salve, Íbis Imortal! Pomba do Graal. Energia Criadora do Terceiro Logos!” Ritual Gnóstico
É verdade que o preço é demasiado elevado aqueles que se lançam ao abismo, que perdem a Ave Fênix, pois faz padecer aos Deuses e ao Cristo Íntimo, mas bem sabemos que a ressurreição da Ave Fênix é poderosa, cada vez que ressuscita é mais poderosa, mais gloriosa que antes. Horrores espantosos passou a Sombra da ave fênix, muita dor, ciclos de transmigrações. Não façamos mais sofrer a Horus.
Lúcifer almeja tanto quanto nós a liberdade, na verdade ele é quem mais sofre... ele claro almeja voltar a ser aquele belo Arcanjo de outrora, no entanto ele igualmente necessita de nossa ajuda, assim como nós dele.
Estamos falando de processos íntimos de cada indivíduo, aqueles que não compreendem isto tem que observar desde o ponto individual de cada pessoa, pois o Lúcifer exterior já é branco, nós supomos negro porque o nosso é, e ao mundo olhamos como um espelho.
Se uma pessoa não tem maldade em si, jamais olharia o outro com desconfiança ou medo, vemos esta maldade nos demais porque é o que carregamos dentro, imaginamos o que o outro é capaz de fazer, porque nós somos capazes e assim projetamos nos demais.
“Porem tenha em conta que ainda que ela seja esposa do Terceiro Logos, dentro do Terceiro Logos está o Segundo Logos e está o Primeiro Logos, porque ao fim o logos é Triuno, Indivisível, Unitotal e Integro, se necessita muita sutileza para entender isto, muito refinamento, muito sintetismo e Intuição.” Tarot e Kabala
Os desdobramentos espirituais são impossíveis de serem compreendidos com os sentidos ordinários, só com o auxilio do Revelador é possível conhecer a sabedoria da Luz e das Trevas. Algumas vezes se diz que a Mãe é o Próprio Terceiro Logos, ela que se desdobra nele, ou ele que se desdobra nela, pois tudo esta correto, ainda que nem tudo em totalidade. Por um outro angulo podemos dizer também que o Pai se desdobra em dois, na mãe e no espírito santo. E o filho? Está no ventre da Mãe! Não ignoramos que a Mãe é um desdobramento do Espírito Santo, resulta que dependendo do angulo que observamos encontramos soluções diferentes para a mesma equação.
“O Revelador é sempre o Espírito Santo. O Gentil-Homem, iluminado e perfeito, é o resultado concreto da cristalização do Espírito Santo em nós.” Pistis Sophia
“Há que aprender a manejar a Espada Flamígera. Na morada de Plutão, o Senhor do Tempo ensina-nos a manejar a Espada. A morada de Plutão é o Tartarus Grego, o Averno Romano, os Mundos Infernos no interior da Terra.” Pistis Sophia Desvelada
Os Deuses não são forjados no céu, eles tomam o céu por assalto quando estão preparados, mas sua preparação é no Abismo, porque ali são provados e tentados até os extremos possíveis, e tendo triunfado sobre as tentações e vencido suas provas, tem o direito de ascender as regiões divinas.
Vejam a história de Dante na Divina Comédia, querendo penetrar no céu, lhe levam ao Abismo, exatamente porque toda exaltação é precedida de uma terrível humilhação.
Quando pedimos algo, nós não ganhamos aquilo que pedimos, a divindade nos dá a chance de conquistar aquilo. Se pedimos Força, este Deus nos joga fardos pesados, assim nos fazemos fortes. Ou não é assim?
Se pedimos serenidade nos põe pensamentos desordenados e situações complicadas, para que nos desvencilhemos da mente e deixemos de pensar no que não existe em realidade, já que o mundo que vivemos não é real em sua totalidade.


O Cristo
“Existem três formas de Cristo: O Cristo Restaurador (O Divino Daimon), o Cristo Redentor, e o Cristo Penitente.” O Ultimato
“A Crucifixão do Cristo ocorreu Sexta-Feira, as 3:00 horas da tarde. As 3:00 da Tarde são 15 horas. No Número 15 morrerá Tifão e será liberado o Divino Daimon de toda a feiúra que temos formado. Neste dia às 3 da tarde, crucificaram ao Divino Mestre. Porem o Divino Mestre de quem? NOSSO!.” O Ultimato
O Número 15 é muito significativo, se estudamos os Arcanos vamos encontrar os Mistérios do Divino Daimon esculpidos neste número. Quando o Cristo é crucificado ele vai ao Abismo exatamente para resgatar e se integrar com o Daimon, com Lúcifer. Porque se o Mestre (o Iniciado), fez bem seu trabalho de purificação do latão (Lúcifer), o que retornará do Abismo será Cristo-Lúcifer, esta Mescla do Cristo e de sua sombra resgatada desde o Averno.
Aqui igualmente pode se formar um hanasmussem se não se realizou devidamente o trabalho de morte psicológica.
Mas o resultado maravilhoso deste processo é a união da Arca com o Anjo, esta arca é Lúcifer este tesouro perdido resgatado e do Cristo que é a perfeição Divina.
Ao Longo do trabalho vemos muitos processos aonde este Senhor se faz presente de forma mais ativa, e vamos nos integrando com ele em alguns momentos, porque vemos que ele é nosso amigo já que quer nos liberar, mas igualmente temos que ficar de olho muito aberto, porque este Senhor está sempre trabalhando, e se a pessoa para, ele continua ensinando, se não quer aprender a Sabedoria da Luz ele ensina a Sabedoria das Trevas, ele está sempre nos impulsionando, para cima ou para baixo, há que se ter muito cuidado para não se levar uma rasteira quando se menos espera.
Por isto em alguns momentos os Mestres dizem que ele é o melhor amigo que temos e em outra diz que é nosso pior inimigo. Não estão se contradizendo, senão que explicando suas diferentes atuações em nosso trabalho.
Por isto que temos que ter a mente de crianças para entrar no reino dos céus, se não somos capazes de analisar cada ensinamento com a naturalidade e a simplicidade de um eterno Aprendiz, não logramos compreender estes mistérios nem muito menos executá-los, porque o Eu é o tempo e a memória desta e de outras existências, ele sempre busca suas memórias e faz suas projeções por meio da mente e se damos atenção ele se prepara para passar desapercebido por nossos sentidos e não nos deixa ver a verdade, senão que oculta dentro de nós mesmos estes mistérios e no dia que se sinta ferido, traz a tona todos estes ensinamentos incompreendidos e todos estes projetos dele que não vimos e raro é o que não cai em sua artimanha (dos Defeitos).
O Diabo, Tifão, Divino Daimon, Moisés, INRI, e Cristo, são alguns dos nomes que recebe este Divino personagem no decorrer de seu processo de liberação do homem.
É o Diabo quando na humanidade, porque é ele quem incentiva e leva a todos para a maldade; E é Cristo quando se une ao Cristo e se faz um com ele.
“Ao Cristo há que imitar, ou seja, a este homem que se chamou Cristo em diferentes épocas, há que imitá-lo, porque passa por meio de todos inadvertido, ninguém o molesta, ninguém o incomoda, nem descarrega o peso de suas responsabilidades, não descarrega em ninguém, ELE as leva até o Gólgota, onde se crucifica. Recordem, o que é isto que leva sobre os braços da cruz? As Mãos. E que é que nos fazemos com as mãos? Ganhamos a vida, quer dizer o trabalho que nós mesmos fazemos. Ali estão os elementos que Lúcifer maquina para poder subsistir nas pessoas. As águas porque os põe a fornicar, o ar porque os põe a pensar, é um pensador fornicário, é um discípulo de Lúcifer. O Que faz o Cristo? Semeia na terra para que seu fruto nasça no céu na vertical.” Lakhsmi, Semana Santa 99
A Vida é um oceano, e são poucos que conseguem suportar suas embravecidas ondas, poucos são os que não sucumbem quando tem que atravessar todas estas tentações. Lúcifer nos testa, nos prova em relação a vida, há que se crucificar na vida, isto ele o faz, porem não podemos cair na tentação, porem há que haver a tentação.
“Antes de que existisse Lúcifer, já existia o Cristo. Não sei se me entenderam? Ele é imortal, Ele nunca morre, nem Lúcifer tão pouco. ELE é parte D´ELE Porem se teve um começo, quando houve a separação? Ele foi lançado, e o ritual diz: “o lançou ao Patala”... por ai diz, algo assim...” Lakhsmi, Semana Santa 99
Cristo e Lúcifer se separaram quando da queda sexual, Lúcifer foi projetado a matéria junto com a humanidade... Por isto que do Abismo saímos graças a ele, porque ele vai junto e se une com o Cristo novamente em certo momento.
Por isto que na Pistis Sophia encontramos Cristus-Lúcifer, porque no principio estas duas forças são uma só. São polaridades de uma só força aonde como a totalidade não desce parte vem. É como o Ser, ele não desce até aqui o mundo físico, desce? Claro que não, ele envia seu Bodisatwa que é a Alma Humana e por meio desta Alma humana quando devidamente preparada ele se expressa, assim é como um Ser tem sua vivência aqui na terra, ele não vem, mas se expressa por seus desdobramentos.
O Cristo não pode fazer este trabalho por nós, então ele ordena a Lúcifer que faça, para que nos preparemos para encarnar o Cristo e por consequência o Pai.
“Quer dizer, o Cristo é a Luz que ilumina os mundos, aos homens e aos Deuses; porem há uma fogueira que está dividida d´ELE, então com isto quase quisera dizer e isto aclaro para que não hajam mal entendidos, que alguns digam que eu sou Lúcifer... é que a mente é assim, porem não é uma força que faz um enlace.. (eu não quero me estender mais a isto), entre o que é a luz astral e a luz infradimensional, dentro do que é a luz ultravioleta do sol e o que é a infravermelha do sol, é uma simbiose muito difícil de entender, porque não se sabe a que momento esteja qual, posto que as duas tem que estar dando ensinamentos, porque o ensinamento dos dois, ao final da raça, como doutrina, se encontra, porque cada um deles tem sua doutrina, e a doutrina dos dois se sintetiza nos três fatores da revolução da consciência.”, Lakhsmi, Semana Santa 99
O V.M Lakhsmi deixa claro que a Doutrina que nos ensina o Cristo e a Doutrina que nos ensina Lúcifer são exatamente o que vemos nos Três Fatores de Revolução da Consciência. A Morte é nitidamente um trabalho com Lúcifer, pois é Lúcifer quem conhece este Abismo e como apóstolo nos denota Judas que é quem leva até o Mestre os que buscam ao Cristo, nos permitindo encontrar estes elementos dentro de nós (nossos Defeitos Psicológicos.
Claro que a Alquimia é igualmente um processo nitidamente Luciférico, já que o principio do fogo em nós é este desdobramento do Espírito Santo.
Vejam, o Mestre nos ensina que o Espermatozóide é Luciférico porque ele tem cauda... um espermatozóide se observarmos é uma pequena cabeça com cauda, então para a criação sempre se utiliza este principio luciférico, quando há a gestação se une este principio Luciférico que é o espermatozóide ao Óvulo.. este perde a cauda, demonstrando que já é algo Divino.
Assim nós quando vamos realizar a Obra, necessitamos deste fogo Luciférico e literalmente roubamos o fogo do diabo, porque em vez de fornicarmos em vez de entregar esta energia a nossos defeitos, transmutamos, sublimamos a energia, utilizamos a energia para nossa Regeneração física, interna e até mesmo psicológica no que tem relação com nossos defeitos.
A Parte do Cristo é o resultado disto, um complemento, que vemos pela expressão da consciência que vai se liberando, vemos na manifestação do conhecimento divino que recebemos, e do Amor que vamos desenvolvendo que é o que nos permite realizar o Terceiro Fator que é o Sacrifício pela Humanidade.
O Próprio conhecimento que é entregue vez ou outra depende de um ou de outro, porque temos que liberar a Essência, e isto faz Lúcifer, logo fusionar esta essência como uma Consciência Desperta e Ativa e isto nitidamente vemos como função deste Cristo bendito, é uma bela simbiose que ocorre no final da raça, exatamente porque não temos tempo de em uma existência fazer uma parte do trabalho e depois em outra existência outra, agora ou fazemos tudo ou não teremos tempo para fazer futuramente.
Tenho entendido que por isto vemos no Xadrez as casas brancas e as casas negras, ou no piso dos templos, porque são exatamente estas duas forças que temos que manejar em determinado momento em prol de nosso Ser... e não há maldade nenhuma nisto.
“Lograr, pois, a Cristificação é urgente, inadiável, impostergável... 8700 miríadas de Luz é uma quantidade simbólica. 8 mais 7, mais 0, mais 0, é igual a 15. Inquestionavelmente, o Arcano Quinze é Terrível. Tiphon-Baphometo, Lúcifer, é o Arcano Quinze. O Mistério de Baphometo fundamenta-se na Transmutação Sexual. Tiphon-Baphometo é o reflexo do Logos Solar dentro de nós próprios, aqui e agora. Lúcifer-Baphometo dá sempre o impulso sexual, se o refrearmos no ato sexual, obtemos a Transmutação. Lúcifer-Baphometo dá o grande impulso, mas se cravarmos a Lança da Vontade no seu dorso, vencemo-lo. Vencer a tentação equivale a subir pelas costas de Lúcifer. Lúcifer é escada para subir. Lúcifer é escada para descer. 1 mais 5 igual a 6, o Enamorado, o Amor. Seis é a chave do Arcano Quinze. Lúcifer converter-nos-á em Arcanjos, se realizarmos em nós próprios o Mistério do Baphometo. É necessário branquear o Latão. Queima os teus livros e branqueia o Latão. Branqueai o Diabo, convertei-o em Lúcifer. Branqueia-se o Diabo quando se transmuta a Energia Sexual e se elimina o Ego. As pessoas têm o seu Lúcifer convertido em Diabo. Lúcifer resplandecente, integrado no Homem, converte-nos em Arcanjos da Luz. No Adepto totalmente Cristificado, essa Luz é de 8700 miríadas, tu o sabes. Somente Aqueles que trabalharam com Lúcifer nos Infernos podem chegar a possuir tal Luz. Ali está o Mistério do Baphometo e de Abraxas. A Luz nasce das Trevas e o Cosmos brota do Caos.” – Pistis Sophia Desvelada

A Pistis Sophia é a Bíblia de nós os Gnósticos, não podemos ignorar estes mistérios relacionados a Lúcifer, porque somos os detentores desta sabedoria, temos que estudar e vivenciar estes ensinamentos.
É Graças ao Mistério 15, que encarnamos nossa Alma (6); Não podemos abominar estas partes internas que nos auxiliam em nosso Trabalho, saibam que toda pessoa terá em sua Obra no mundo físico um Judas, um Pilatos e um Caifás, vejam que isto é parte do Drama Crístico e por consequência parte do drama de todo iniciado que trilhe este caminho.
Então temos que aprender primeiramente a reconhecer o trabalho destas forças dentro de nós, e posteriormente aceitar a fatalidade destes eventos fora de nós, assim cumprimos com aquela máxima do Cristo Jesus que nos diz para perdoar os nossos piores inimigos e oferecer a outra face... que é exatamente não reagir senão que perdoar e demonstrar o amor deste Cristo interior.
“E agitaram todos os Aeons e todas as Esferas e todas as suas Ordens, invadidos de temor e agitação, devido à Grande Luz que estava comigo, a qual não tinha o mesmo poder que tinha quando Eu estava na Terra, quando a Veste de Luz veio até Mim, porque o Mundo não podia suportar a Luz tal como era na realidade; se tivesse sido assim, o Mundo e tudo ao seu redor teria sido destruído nesse momento, pois a Luz que tinha comigo nos Doze Aeons era de uma intensidade de 8700 miríadas mais do que a Luz que tinha quando estava no mundo entre vós.” Pistis Sophia Desvelada
“Quando o Mestre foi baixado da cruz e posto no sepulcro, o que lhe deu ali todos os tratamentos para a ressurreição, foram as Santas Mulheres que o embalsamaram, foi Lúcifer, neste tempo que o Mestre esteve no sepulcro fisicamente, se retirava ELE ao AIN, mundo do Logos, a confirmar, quer dizer a preparar, assim quando eu chegue aqui venho com fulano e então ELE lá olha, o olham que tão cristalino esta Lúcifer, que tem que estar como um diamante, não ter nem um milímetro de imperfeição para que então o Mestre depois da ressurreição passe pelos quarenta dias de jejum e já esteja disposto, para entrar no Absoluto através da montanha da Ascensão.” Lakhsmi, Semana Santa 99
“Judas deu corpo físico ao DIVINO Daimon porque o Divino Daimon havia cumprido com a magistral Obra na Vida do Senhor e se disponha a chegar até o Sepulcro do Senhor e estar ali, preparado ao Terceiro Dia para a Ressurreição.” O Ultimato
“A Pedra Filosofal é o Cristo Intimo, Horus, o Espírito Divino, recoberto sempre com uma envoltura metálica maravilhosa.”
A Pedra Filosofal é o Cristo quando unido a Lúcifer, por isto dizemos que é recoberto com uma envoltura metálica. Porque é este latão branqueado.
Muito do que estamos dizendo aqui se necessita um certo nível de consciência para assimilar, pois a mente e os pensamentos não logram compreender estes mistérios, estamos falando de detalhes que ocorrem praticamente passos antes de entrar no Absoluto, e outras coisas que são bastante adiantadas no trabalho. Mas fazemos isto porque tudo isto se origina lá no começo da Obra, e vai se repetindo e se intensificando até culminar nisto que vemos a citação dos Mestres. Estudar e meditar sobre estes assuntos é fazer consciência de tudo que necessitamos realizar.
Aqui neste material nos restringimos a falar da Divindade em seu aspecto negativo, exatamente porque é o que não é dito e é o complemento necessário para boa parte do ensinamento que foi e está sendo dado.


Lúcifer
“O ´INTIMO´ dentro de nós é aquele Ruach Elohim que segundo Moisés, lavrava as águas no principio do mundo. O ‘Intimo’ é a ‘Monada’ de Carpócrates, o ‘DAIMON’ de Sócrates, a Seidade dos tibetanos, o silencioso Gandarva ou Músico Celeste dos Hindus.” Medicina Oculta
“O Lúcifer, o Divino Daimon é a perfeição das perfeições, é o amor dos amores, Luz das Luzes, Sabedoria da Sabedoria.” O Ultimato
“Seidade Todo-Poderosa, Seidade Cósmica, Tu, cujo brilho ilumina os Mundos; Tu, que és o hálito que faz tremer e estremecer a tudo; com o signo da cruz (+), eu te conjuro Grande Ser para que apareças sobre teu Trono do Globo Solar. Abre pois o caminho, a Porta da Criação, e traça um sendeiro de relação entre nós, e tua luz ilumine nosso entendimento, anime nosso coração; deixa que teu resplendor infiltre e inflame nosso sangue para lograr nossa encarnação” Ritual Gnóstico de 1º Grau.
Lúcifer, é esta Seidade cujo brilho ilumina os mundos, pois é a Luz das Luzes, ELE faz tremer e estremecer a tudo, seu trono é o globo solar pois é o Senhor do mundo. Sendo ele o possuidor dos Grandes Mistérios, sendo ele o guardião da Porta, cabe a ele abrir a porta e deixar passar os que conhecem o Mistério de Hermes. É a sabedoria dele que ilumina nosso entendimento quando eliminamos o ego. Está depositado no núcleo de cada estrela, é o eixo da roda e o dado de um circulo.
Claro que se observarmos nosso Lúcifer interior não será esta bela criatura que os V.M. relatam nem esta expressão de Divina Brancura, porque a nós cabe o trabalho de purificar-nos e então sim chegaremos a esta etapa do trabalho.
“P. – Mestre, não será que esse diabo da ortodoxia dogmático com seu cornos, cauda e garfo, na realidade, existe como uma representação dos agregados psíquicos que constituem o ego? V.M. – Distinto cavalheiro! Já disse, em passadas conferências, que devemos fazer uma clara diferença entre o que é o divino Daimon e o que é o ego. Indubitavelmente, o ego em si mesmo, com todos os seus agregados psíquicos, é luz astral pervertida, mente maligna; nada tem a ver com Lúcifer. É, ao contrário, a antítese dele, seu oposto fatal.” Sim Há Inferno Diabo e Karma
Que fique claro que Lúcifer nada tem da mau, na verdade em nós o Ego é a própria Antítese, Lúcifer é a própria essência imaculada, contrario a qualquer defeito. Por isto temos que desenvolver primeiro a Alma Humana e depois a Divina e não é difícil compreender porque o coração tem uma Câmara Branca e uma Câmara Negra, é pois o mistério da dualidade da vida.
“Falemos agora um pouco, porem com grande tino, sobre o Divnio Daimon de Socrates, o famoso Lúcifer da Catedral de Notre Dame de Paris, o mesmissimo Xolotl Nahuatl” ...“Xolotl, a sombra vivente de Quetzalcoatl, Lucifer-Prometeo, é ele o portador de luz, a estrela da manhã, o símbolo vivente de nossa pedra angular, a pedra de angulo, a Pedra Filosofal, na qual está a chave de todos os poderes. Lúcifer-Xolotl, tomado às vezes com o aspecto do Cabrito Macho de Mendes, simboliza a potencia sexual.” A Doutrina Secreta de Anahuac
“Lúcifer é o Cristo vivo, porém ele para não nos deixar-nos sós assume diferentes formas para estar com nós nos momentos mais difíceis, nos põe as provas mais espantosas, Santo Deus Bendito!, assim é, porem porque ele não quer covardes, o que lhe acontece, acontece com a nossa Bendita Mãe, ela não quer filhos covardes, acontece com as damas, ou que levante a mão aqui alguma dama que gostaria ter um covarde, um frouxo de marido, creio que nenhuma; a mulher sempre aspira a ter um Macho, uma pessoa que tenha esta linhagem, essa linhagem... isto faz a mulher, isto faz nossa Mãe Bendita e isso nos exige Lúcifer. Claro, lhe tem medo porque ele é o anjo que está na porta do Éden com uma espada de fogo, e o que vença a este anjo e entrará novamente no Édem, ali esta isto que recordava eu agora, o INRI, “Ignis Natura Renovatur Integram”...” V.M Lakhsmi
A Imagem que vemos do Bafometo, que é o Cabrito-Macho de Mendes, é exatamente esta representação da potência sexual nos diz o Mestre Samael, vejam que aos olhos de nossos defeitos podemos dizer que isto seria um Demônio, que é o Diabo ou qualquer outra coisa... no entanto em verdade é tão somente a força que há de redimir o homem.
Porque saímos do éden pelo impulso sexual (comemos a maçã), agora nos cabe fazer uso deste mesmo Mistério para retornar ao éden.
Com isto se explica o porque que nos antigos mistérios se tinham a figura deste Cabrito, porque realmente os Templários, os antigos Maçons e muitas outras instituições secretas conheciam a importância da Potência Sexual e do impulso Luciférico no homem para sua redenção.
Digam o que digam o falso cristianismo da atualidade, o autêntico Cristão, aquele que almeja ser redimido pelo Cristo bendito, necessita antes de mais nada utilizar-se desta potência, desta força sexual devidamente projetada para dentro e para cima (transmutação), para unir-se com o Cristo mediante estas purificações interiores que é exatamente a eliminação dos defeitos.
Deus Santo! Quantas infâmias já disseram sobre ti, porem bem sabemos nós que teu sacrifício é grande, que teu trabalho é augusto, por teu auxilio sombras de mundos viram sóis, não tememos mais a ti, pois conhecemos o teu Mistério. Levantai tua espada, deixai passar a aqueles que te vencerem, porem cuidado para não ferir as pobres estrelas com tua valorosa espada.
P.: V. Mestre Lakhsmi, Lúcifer é um grande amigo dos Mestres, Verdade? Quando o V.M Samael casa a aposta com Lúcifer, ele não vê como um adversário, não obstante, por trás disto há uma grande amizade entre eles dois. Como é isto? R: Há que ter em conta que o planeta tem um Lúcifer e a pessoa tem outro, porem no fundo são o mesmo. Ele casou uma aposta com o Lúcifer que tem envolta a humanidade, não com o dele, porque o dele era divino; porque logrou encarnar a Pedra Filosofal, e a Pedra Filosofal é a integração do Cristo e Lúcifer. Na Pedra Filosofal está a chave do Movimento Perpétuo, isto é Lúcifer”. Gravação da Jóia do Dragão Amarelo 25
O Mestre Samael tem como missão entregar estes conhecimentos para a humanidade e por consequência dar a chance de que cada pessoa humana consiga a possibilidade de sua redenção. Hoje fazemos um grande esforço por levar a Gnosis por todos os lados, exatamente para que o V.M. Samael consiga vencer esta aposta que fez com o Lúcifer do planeta, este Lúcifer planetário tem a humanidade inteira envolta nesta aura sinistra de fascínio e de adormecimento.
O Conhecimento Gnóstico é a força do Despertar deste sono hipnótico que o mundo tem sobre nós. Por isto que se faz tão inadiável a prática destes ensinamentos. Se não vivemos estes ensinamentos o Eu os guarda na mente como se fosse lixo, e não fazemos nada por nós mesmos e muito menos pelos demais.
Este conhecimento deve ser vivido em cada centro de nosso organismo, assimilado por cada átomo de nosso corpo, assim nos auto-realizamos, pela prática. Ninguém nasce de teorias, ninguém conquista a Maestria por suas intenções ou seus projetos.
“PROMETEO LÚCIFER é o Ministro do LOGOS SOLAR e Senhor das Sete Mansões do HADES... “ As Três Montanhas
“LUCIFER certamente é o Espírito da Iluminação Espiritual da Humanidade e a Liberdade de escolha, e metafisicamente, o fogo da humanidade, o LOGOS em seu aspecto superior, e o adversário em seu aspecto inferior, o Divino e preso Prometeu; a energia ativa e centrifuga do universo; fogo, luz, vida, luta, esforço, consciência, liberdade, independência, etc, etc, etc.” – As Três Montanhas

Lúcifer nos conferiu muitas graças quando do processo edenico, muitos foram os que se deram conta e não caíram, também não puderam subir. Lúcifer conferiu ao homem entre outras coisas fogo, luz, vida, luta, esforço, consciência, liberdade, independência.
Todo este drama de queda e reconquista do paraíso se faz necessário para que aquela Divina Consciência que não tinha auto-consciência de si mesma, pudesse por meio da matéria e do drama do ascenso mais uma vez ao Céu, se fazer consciente de si mesma e conhecedora de mistérios que do éden não poderia experimentar.
O Problema não foi a queda, mas a incapacidade da maior parte da humanidade em retornar a estes estados paradisíacos, ficaram presos a matéria e infelizmente terão que ir ao Abismo e perder todos estes valores adquiridos por esta incapacidade de realizar a Obra.
“O Décimo Quinto dia da lua corresponde-se com Lúcifer. A Chave de Lúcifer é o Arcano A.Z.F., a Força Sexual. Inquestionavelmente, o poder criador do Logos está nos órgãos criadores. O Sol Interior Profundo resplandece no Caminho do Iniciado. A Força Sexual luminosa brilha extraordinariamente na Aura dos Cristificados. A Força Sexual, em última síntese, vem da Luz das Luzes a qual é precisamente o Logos. Inquestionavelmente, tal Luz sai do Último e Primeiro Mistério, que na realidade é o Mistério Vinte e Quatro, o da Grande Obra, o do Trabalho no Grande Laboratório do Universo.” - Pistis Sophia Desvelada
Saímos do Éden pelo sexo, no sexo, sob tutela de lúcifer abrimos a porta dos Grandes Mistérios, com a Chave que é o Arcano AZF. A Força sexual resplandece sob a forma de cornos na aura dos iniciados, a Força Sexual vem da Luz de Luzes que é precisamente Lúcifer em seu aspecto superior. O Mistério vinte e quatro é o tear de Deus que é precisamente o sexo que provê a matéria para os corpos solares do homem.
Os Rituais e Missas gnósticos são positivamente luciféricos, pois a energia que recebemos na unção são o Pão (Matéria Sexual, Sêmen) e o Vinho (Fogo Sexual, Libido), forças relacionadas a criação, aos órgãos sexuais, ao Terceiro Logos, a Lúcifer. Quando o Sacerdote impregna estes princípios da força Crística, vemos a integração dos átomos Divinos com estes Luciféricos, assim nos indica que a energia de Lúcifer está sendo utilizada para nossa purificação e não para os prazeres nefastos da carne, impulsionados por nossos Defeitos Psicológicos.
O Pão sem o vinho é como a sabedoria sem o poder, inútil, desce seco pela garganta, pois se sabe o que fazer e é impotente. O Vinho sem o Pão, é como o Poder sem a sabedoria, é desagradável e resulta inútil, já que se tem o poder mas não se tem a sabedoria para fazê-lo.
Igualmente pode se ter o poder, e ter o conhecimento e utilizar mal estes princípios, por isto há que acima de tudo estarem guiados por esta força maior que é o Divino Cristo, por isto se depositam ali estes átomos.
Da conjuração dos Sete relembro o seguinte: “...e pelo signo do pentagrama que tenho na mão direita...” Observem que o sinal de passe é o símbolo do pentagrama, vejam a capa do livro Logos Mantram e Teúrgia (algumas editoras) a sombra do sinal do pentagrama.

Encontramos exatamente o símbolo do cabrito de Mendes mais uma vez. O Cristo Jesus em algumas de suas pinturas é representado com a mão direita fazendo o sinal gnóstico e com a mão esquerda no coração, indicando que primeiro devemos trabalhar com a força sexual, para posteriormente encarnarmos estas virtudes arrebatadoras do espírito, claro que são símbolos velados e mal interpretados pelos sistemas religiosos caducos da atualidade.
No Livro Teúrgia e Magia Pratica vemos que o V.M Samael descreve o que é um anjo: “Os anjos são chamas ardentes. Os anjos são meninos ardentes cheios de Luz e Beleza”. O Que certamente nos deixa claro que Luz e Fogo (chama), são anjos, Lúcifer em certo grau de perfeição.
Recordemos que o trabalho com as serpentes consiste em levantar primeiramente as serpentes de Fogo, depois as serpentes de Luz. Luz e Fogo = Lúcifer. Não é a toa que o trabalho com as serpentes de Luz tem relação com esta fusão do Cristo e Lúcifer
“O Cristo Desdobrado ou, diríamos melhor, o Duplo Vivente do Cristo, é Lúcifer, o Criador de Luz.”, “Christus-Lúcifer é o Salvador dentro de cada um de nós.”, “«Demonius Est Deus Inversus», o Demónio é o inverso de Deus. O Inferno é a matriz do Céu. No Averno está a outra face de Deus. O Averno é a Sombra da Luz” Pistis Sophia Desvelada
Temos que resgatar esta face de Deus depositada no Abismo, para posteriormente nos integrarmos com a Divindade das alturas, esta é a realidade do trabalho Gnóstico, do trabalho Cristão e da religião em seu mistério mais verdadeiro ao longo dos séculos da história.
Isto é algo íntimo e interior de cada pessoa, é algo que somente uma pessoa é capaz de fazer por si mesmo, e tanto Lúcifer, como o Cristo, como os Apóstolos e todos estes personagens não só do simbolismo cristão, mas egípcio, maia, tolteca, etc... estão presentes em nosso interior e são partes indispensáveis de nossa Obra.
O Próprio Thor na mitologia nórdica morre no Apocalipse frente ao seu arquiinimigo, exatamente porque matando e morrendo se fazem um. O Pássaro emplumado Quetzalcoatl, não é mais do que o Deus Divino assimilando o Deus Matéria e se fazendo um com ele. Quetzal é o pássaro, símbolo do Cristo, Coatl é a Serpente, símbolo de Lúcifer. Quetzalcoatl = Cristo-Lúcifer.
Não estamos falando nada novo, nem nada que não pode ser diretamente observado pela consciência de cada pessoa tendo em vista os mistérios de cada época e de cada cultura.
O Próprio Cristo Jesus disse a Satã quando no deserto, “ao senhor teu Deus não tentarás”, exatamente demonstrando que este Satã bíblico tem um Deus, e certamente serve a este Deus em seu propósito.
“Quando ferimos de morte o Baphometo com a Lança de Longibus, transmutamos o chumbo em Ouro.” – Pistis Sophia Desvelada
No livro Mistérios Maias diz o seguinte “Quando um com a lança crava no costado de Lúcifer, quando vence a tentação, ascende um grau mais nas costelas de lúcifer. Assim vai ascendendo até chegar um dia ao Gólgota do Pai”
Internamente todos estes processos que vivemos são representados misticamente como os V.M. relatam, é uma verdadeira luta tal qual temos que usar a energia gerada pelo inimigo contra ele mesmo, e assim por meio destas constantes purificações vamos logrando perfeccionar a nossa Alma e nos aproximamos de nossa Cristificação íntima.
“Transmutação sexual resulta fundamental para a Cristificação, esse é o Mistério do Baphometo.”
“A Ascensão do Cristo Íntimo em nós torna-se absolutamente possível quando se compreende o Mistério Quinze, o qual é o mesmo que o do Lúcifer-Baphometo.”
“Lúcifer é o Sábio dos Sábios, é Senhor dos Senhores, é o dono absoluto do mundo, de tudo, assim que para nós iniciar a regenerar-nos, a branquear Lúcifer, cada um que vamos branqueando a Lúcifer, vamos adquirindo a Luz e a sabedoria, porque é ELE que nos dá. Se não nos esforçamos a branqueá-lo, não nos entrega os segredos, porque ele não sabe se ele nos entrega o segredo e ELE fica preso a matéria.” Lakhsmi – Semana santa 99
Temos que nos tornarmos filhos fiéis de nosso Pai Íntimo, sem este requisito, não há como Lúcifer nos entregar os mistérios mais altos, conforme o branqueamos, como o fazia Aladin com sua lâmpada, vamos recebendo a recompensa por libertá-lo, se não o libertamos, não o branqueamos, ele não tem como saber se ao entregar-nos os mistérios fica mais uma vez ele preso a matéria e por isto não o faz.
“Vishnu tem uma esposa... porem qual é a esposa de Vishnu? Se Vishnu é o Cristo. Qual é a esposa do Cristo? (Lucifer).” Lakhsmi – Semana santa 99
O Cristo como a encarnação de Vishnu, entregou sua doutrina, posteriormente vem Lúcifer e entrega a sua, restaurando, recordem que Lúcifer é o restaurador. A Esposa do Cristo é Shiva, Lakhsmi, o Terceiro Logos, o Divino Daimon.
“Canta, ó Deusa da Sabedoria, a majestade do fogo!
Levantemos nossas taças e brindemos pela Hierarquia das Chamas...
Escancaremos nossas ânforas de ouro e bebamos o vinho da luz até embriagar-nos...
Ó Demóstenes! Quão rápidos foram teus pés em Queronéia...
Mesmer, Cagliostro, Agripa, Raimundo Lulle, a todos conheci, a todos vi, e os chamaram loucos.
De onde tirastes vossa Sabedoria? Por que a morte selou vossos lábios? Que se fizeram de vossos conhecimentos?
Beberei o vinho da sabedoria esta noite, no cálice de vossos augustos crânios e num gesto de rebeldia onipotente me rebelarei contra a antiga dificuldade.
Romperei todas as cadeias do mundo e me declararei imortal, mesmo que me declarem louco...
Empunharei a espada de Dâmocles e farei ruir o inoportuno hóspede...
Porém, não poderás contra mim, muda caveira, porque sou Eterno...
Cristo Ígneo, Cristo ardente, levanto meu cálice e brindo pelos Deuses, e Tu, batiza-me com fogo...
De onde surgiu esta enorme criação?
De onde surgiram estas imensas massas planetárias que, como monstros milenares, parecem sair das fauces do Abismo, para cair noutro mais terrível e espantoso que o primeiro?
Levanto meus olhos ao alto e sobre a cabeça ígnea do maior de todos os sacrificados leio esta palavra: INRI. IGNIS NATURA RENOVATUR INTEGRAM (O Fogo Renova Incessantemente toda a Natureza).
Sim, amados discípulos, tudo no Universo não é senão granulações do FOHAT.
Ó Hierarquias do Fogo! Ó Hierarquias das Chamas!
Rosas ardentes, ardentes... Serpentes ígneas... Silvai... Silvai eternamente sobre as águas da vida, para que surjam os mundos... Silvai, silvai, silvai eternamente, com o silvo do Fohat, Santas Chamas... Bendito seja o FIAT luminoso, o Fiat espermático do eterno Deus vivente que pôs em existência o universo.
Divino fogo, tu és o lume divinal de todas as existências infinitas e quando a chama subterrânea devorar a forma e queimar os fundamentos do mundo, tu serás como eras antes, sem sofrer mudança alguma. Ó fogo divino e eterno!”
Samael Aun Weor – A Revolução de Belzebu

“Se Lúcifer e o Cristo não se unem, não se pode, pratique 100 anos de arcano e não tenha um comportamento retísimo no diário viver e verá que Lúcifer não branqueia. A Lúcifer se branqueia saindo vitorioso de todos os problemas que a vida lhe impõe. Lhe põe a um a oportunidade que roube uma coisa, ali o esta o escurecendo, põe uma oportunidade de dizer uma mentira, ali o esta escurecendo, lhe põe a oportunidade para que fique gordo, e eu mando, e eu posso, ali o esta negando; quer dizer milhões de dificuldades lhe põe para que o Lúcifer esteja negro. Quem põe as dificuldades? Ele mesmo, porque é a mesma vida.” Lakhsmi, semana santa 99
Já é chegado o tempo de levarmos a sério isto, há uma obra a ser feita, vemos que os mistérios vem se retirando a bastante tempo, vem se perdendo. Lúcifer nos tempos atuais tem nos dado muitas tentações para que não caiamos, permitindo que roube seu fogo, sua luz, branqueando-o. Lamentavelmente, se não o fazemos, este se torna mais negro que antes, pior, muito pior que antes que tivesse conhecido esta sabedoria. Ele vai salvar-nos, seja pelos céus, seja pelos infernos. Temos que subir rio acima, nadar contra a corrente, não há outra forma do que contar com este grande amigo que temos, que nos dá o impulso necessário. Observemos as pequenas coisas, se nos pedem algo, por que não fazemos? Por que não damos? Se nos perguntam algo, por que mentimos? Porque tomamos o que não nos pertence? Porque desperdiçamos nossas energias inutilmente? Refleti, ainda há tempo, pois vai ser feita uma nova aliança entre o céu e a terra. Porem deverás estas pronto para atravessar o mar das tentações, se conseguires, sereis como os Deuses.
Há processos muito difíceis, há detalhes e vivências que são inevitáveis, temos que aprender a compreender o que é inevitável e não só aceitar o inevitável mas vivenciar todos estes processos plenos de consciência, com uma postura verdadeiramente Santa, já que são qualificações destes processos.
“Quando Lúcifer entrou nos infernos estava só, porem se surpreendeu (a surpresa foi espantosa), porque ele ia passando e viu a outro que andava com ELE e disse: “porem quem anda comigo?” e se deu conta que era a sombra de Lúcifer...... então aqueles Arquideuses lhe deram permissão para falar com o Cristo, foi e lhe disse: “Porque não me conhecia? Porque não me havia visto?, disse: “Porque Tu e Eu somos UM e somos LUZ”; “E porque a mim toca a parte pior agora? Porque agora estou de sombra?” E disse: “Porque tu reinaras neste mundo onde a Luz é projetada deste outro angulo por mim.” Lakhsmi, semana santa 99
Cristo e Lúcifer são forças indivisíveis, embora separados, São UM, são Luz embora que imperceptível para alguns. Teve Lúcifer que cumprir com este papel, recebeu o reino do Mundo para que governasse e para que por meio desta dualidade escolhêssemos entre este reino material ou o interno, o corruptível ou o incorruptível, o mortal ou o eterno.
“Agora me pergunto e pergunto a vocês, onde esta a maldade de Lúcifer? Os resultados são os que falam, se não há tentação não há virtudes; o importante é não cair na tentação, e por isso devemos rogar ao Pai dizendo: “Não me deixes cair na tentação”.” Tarot e Kabala
São coisas muito singelas e óbvias, estas palavras dos Mestres atacam uns como flechadas, exatamente porque ferem os Defeitos Psicológicos relacionados ao inverso destes conhecimentos. Este é o conhecimento da consciência, da experiência, da lógica dialética e da observação direta dos fatos. Os Fatos são fatos e diante dos fatos temos que nos render.
“Lúcifer Prometeu é um com o Logos Platônico, o Ministro do Demiurgo Criador e Senhor resplandecente das Sete Mansões do Hades (inferno), Sabaoth e do mundo manifestado, a quem estão encomendadas a Espada e a Balança da Justiça Cósmica...” Tarot e Kabala
“Não pensem que eu vim trazer paz à terra; eu não vim trazer a paz, e sim a espada. De fato, eu vim separar o filho de seu pai, a filha de sua mãe, a nora de sua sogra. E os inimigos do homem serão os seus próprios familiares. Quem ama seu pai ou mãe mais do que a mim, não é digno de mim. Quem ama seu filho ou sua filha mais do que a mim, não é digno de mim. Quem não toma a sua cruz e não me segue, não é digno de mim. Quem procura conservar a própria vida, vai perdê-la. E quem perde a sua vida por causa de mim, vai encontrá-la." Mateus 10, 34-39
A Doutrina de Cristo-Lúcifer é uma doutrina para fortes, este senhor resplandecente tem em suas mãos a Espada e a Balança, veio ele trazer a Guerra, não a Paz, a Guerra Santa, no caminho nos impõe escolhas dificílimas, pois cria uma luta de coração contra coração. Quem em plena batalha é capaz de estar consciente e recordar, “Deus Primeiro”, e fazer a escolha certa? Quem certamente ama a qualquer coisa mais do que a Ele, perderá o que ama, porem aquele que der tudo, absolutamente tudo por ele, receberá tudo e muito mais. Quem não toma a Cruz, quem não trabalha com estes Três Fatores de Revolução da Consciência entregues tanto pelo Cristo como por Lúcifer, não é digno de chegar a ser um Espírito Santificado. Quem tenta conservar a própria vida a perde, pois a vida sempre acaba, porem aquele que perde esta vida ordinária por causa do Grande, certamente encontra esta Vida, que há além da própria Vida.
“ Nos fala amplamente sobre o Divino Daimon o Lúcifer Bíblico, o Anjo Caído do Céu, o qual levamos dentro. O Divino Daimon, foi habitante do Éden, este é distinto do Querubim do Éden que formam os CASTOS durante o MAITHUNA, é o mesmo Solochoel, Prometeu, o qual tem potestade sobre o céu e a terra sobre o qual disse Dante o seguinte: “Mais nobre que criatura alguma e a soma de todas as criaturas”” A Doutrina Secreta de Anahuac
Lúcifer, esta criatura divina, esta diluída em todas as criaturas, e é conformado pela soma de todas elas. Porem existe em diversas formas e manifestações, sem deixar de ser o que é, Lúcifer.
Vejam que o impulso sexual está presente em todas as criaturas, desde a improvável pedra se reproduz, a nobre vegetal, o animal e o homem. Os Deuses criam graças a esta potestade do Fogo. Este impulso sexual é a semente luciférica para que o Daimon Divino seja criado em nós.
“PROMETEO-LUCIFER é um fogo misterioso desprendido do LOGOS SOLAR e fixado sabiamente no centro da terra pela força da gravidade e peso da atmosfera. Escrito está com palavras de ouro no Livro da Vida: “O Ingrediente superlativo do ANIMA MUNDI é o PHOSFOROS LUCIFÉRICO". Parsifal Desvelado, V.M Samael
“LOGOS, um Anjo(a sombra do Senhor), cheio de desejo progresso e é óbvio que ele Divino Arquiteto do Universo lhe deu domínio dos MUNDOS-INFERNO. Assim pois inquestionavelmente que a parte superior deste vil gusano que atravessa o coração do mundo é IOAN, SWAN, CHOAN, JOÃO, O VERBO, O EXÉRCITO DA VOZ, O LOGOS. PROMETEO-LUCIFER descendido até o fundo do Averno para liberar de suas torturas as vitimas, vem a nos recordar HERCULES, o DEUS SOLAR, baixando ao Hades ou Cova da iniciação para salvar as almas perdidas. LÚCIFER é a energia ativa e centrifuga do universo, fogo, vida, auto-independência, rebeldia psicológica. O inferno de seu ímpeto revolucionário é a expansão da nebulosa para converter-se em novas unidades planetárias.” Parsifal Desvelado, V.M Samael
“PROMETEO-LUCIFER é um fogo misterioso desprendido do LOGOS SOLAR e fixado sabiamente no centro da terra pela força da gravidade e peso da atmosfera. Escrito está com palavras de ouro no Livro da Vida: “O Ingrediente superlativo do ANIMA MUNDI é o PHOSFOROS LUCIFÉRICO". Parsifal Desvelado, V.M Samael
“LOGOS, um Anjo(a sombra do Senhor), cheio de desejo progresso e é óbvio que ele Divino Arquiteto do Universo lhe deu domínio dos MUNDOS-INFERNO. Assim pois inquestionavelmente que a parte superior deste vil gusano que atravessa o coração do mundo é IOAN, SWAN, CHOAN, JOÃO, O VERBO, O EXÉRCITO DA VOZ, O LOGOS. PROMETEO-LUCIFER descendido até o fundo do Averno para liberar de suas torturas as vitimas, vem a nos recordar HERCULES, o DEUS SOLAR, baixando ao Hades ou Cova da iniciação para salvar as almas perdidas. LÚCIFER é a energia ativa e centrifuga do universo, fogo, vida, auto-independência, rebeldia psicológica. O inferno de seu ímpeto revolucionário é a expansão da nebulosa para converter-se em novas unidades planetárias.” Parsifal Desvelado, V.M Samael
Vejam que o V.M Samael compara Lúcifer com Hércules, o Cristo (E Obviamente o Pai) certamente é Zeus, que desde o Olimpo ajuda, guia e protege o corajoso Hércules em sua jornada.
O Próprio INRI é Lúcifer, este “anima mundi” depositado no interior da Terra.
“No lapso de tempo que o Mestre passa a ponte das maravilhas, que é onde se enforca a Judas e se dispõe a levantar as serpentes de Luz; as serpentes de luz estão cem por cento relacionadas com a integração com Lúcifer, porque Lúcifer é Luz e não pode ser antes porque ELE tem que ter a tentação e a haver tentação, não se passou pela Ponte das Maravilhas, o Mestre esta em perigo de que alguma tentação possa o derrubar. Ele, Lúcifer não se atreve todavia a integrar-se com ELE porque o tem que tentar e pode ser em uma tentação voltem a cair os dois, como quando da separação dos sexos.” Lakhsmi, Semana Santa 99
Há um processo que chamamos de Ponte das Maravilhas, é o momento em que se completa as iniciações de Fogo e vamos perfeccionar tudo que foi vivido com as iniciações de Luz. Lúcifer não se integra antes da ponte das maravilhas, porque não sabe se não iremos cair, e se caímos ele volta a ficar preso, então tem que aguardar até o fim das iniciações do fogo (Nona Iniciação de Mistérios Maiores).
“Ao haver um Cristo Branco e ao haver um Cristo Negro, como o Cristo Negro, o Divino Prometeu ficou atado a dura rocha da matéria, lhe tocou a seguir ELE com as mortes e com os nascimentos.” Lakhsmi, Semana Santa 99

Vejam, dizemos Cavaleiro Branco ao Cristo e igualmente Cavalheiro Vermelho a Lúcifer, mas aqui vemos o V.M. Lakhsmi afirmar Cristo Branco e Cristo Negro, e certamente é a mesma coisa, pois é um Cristo, pois é um com o Cristo Branco mesmo que hoje atado a matéria.
Quem foi que ficou atado a rocha da matéria? Quem que constantemente nasce e morre. Nós, a Alma Humana, a Essência e o Eu. Se a Lúcifer se representa como aquele que se reveste de nossos defeitos, vemos que isto faz alusão a essência. Pois a Consciência Divina como Cristo não desce, a Consciência Humana sim, esta caiu na matéria e se perverteu terrivelmente.
“Então já quando este chegou e o outro companheiro da má vontade foi a mente. Então a mente entrou e lhe disse: “Por que lhe disseram que não faça isto? Por que?” E então o vinho da razão disse: “Já sei, o que passa é que eles sabem que o dia que vocês comam a maçãs se convertem em Deuses como eles, e eles não querem que seja assim como eles.” E então o homem: “Estes barbas branca que há lá, que chamam de Mestres, estes que nos tem oprimido e que não querem que nos demos conta o bom que é ser isto”. Então como já estava o gérmen, veio a tentação, foi quando já apareceu Lúcifer e: “Esta fruta é para come-la...” A Comeram... Porem a surpresa d´ELE foi que apenas a comeram, ELE lá no abismo já se viu com cornos. De acordo com a sabedoria dos Deuses, Arqui-Deuses, nem ELE sabia o que o homem ia passar, ele pensava que ao homem lhe passaria, porem não que ELE ia se converter em fazedor de pecado e que o homem ia ficar encima..” Lakhsmi, Semana Santa 99
Certamente, nem mesmo Lúcifer sabia da grande aventura que lhe esperava quando do processo de queda edênica, se não fosse por este GRANDE Ser, hoje não teríamos a chance de ser como Deuses, não que ambicionemos isto, mas somos impulsionados a isto. Certamente não é um trabalho para todos, o que seria dos humanos se não existissem os animais, as plantas. O Que seria dos Mestres se não fosse a humanidade? Assim nós recebemos este convite para nos Auto-realizarmos, o faz quem tem o impulso, a disciplina e a vontade.
“Inquestionavelmente, o Divino Daimon é a reflexão de Deus dentro de nós mesmos, aqui e agora, e pode conferir-nos o poder, a sabedoria e a igualdade divina: "Eritris sicut dei." "Sereis como Deuses." A Pedra Filosofal, LUCIFER-XOLOTL esta depositado no fundo mesmo de nossos órgãos sexuais, e tem que reconciliar aos contrários, "Coincidentia oppositorum", e aos irmãos inimigos. O Fogo vivente e filosofal dos velhos alquimistas medievais, faz-se latente em nosso sistema seminal e só aguarda misticamente o instante de ser despertado. INRI: Ignis Natura Renovatur Integram (O fogo renova incessantemente a natureza). In Necis Renascor Integer (Na morte nascer intacto e puro).” A Doutrina Secreta de Anahuac
Se observarmos a ligação do ascenso do Kundalini com a energia sexual, vamos compreender a ligação entre Lúcifer e a Divina Mãe Kundalini.
Maria, Maia, Isis, Réa, esta divina Mãe oculta sob o véu dos mistérios é impulsionada e elevada pela sábia manutenção e utilização do impulso luciférico sabiamente canalizado (transmutado), e pelo correto aproveitamento do sistema Tentador de Lúcifer (as Tentações do diário viver).
Pois a Mãe necessita das virtudes para sua ascenção e é Lúcifer quem fornece o material prático para que frente aos fatos possamos escolher entre a virtude ou o defeito.
“Santo Tomás disse: "O mais alto, e mais perfeito dos anjos, o anjo preferido de Deus." Dante escreve: "Mais nobre que criatura alguma e a soma de todas as criaturas." Indubitablemente, não é de modo algum XOLOTL-LUCIFER um agente estranho fora de nossa psique, ao contrario, é certamente a sombra de nosso Ser Divino dentro de nosso “fundo intimo particular”. Escrito está e com palavras de ouro no Livro da Vida, que na garra da pata direita de LÚCIFER NAHUATL resplandecem gloriosamente certos signos áureos terrivelmente divinos” A Doutrina Secreta de Anahuac
“... certas confrarias que propagam por aqui, por ali e por lá, néscias infundidas difamantes contra o CHINOUPES SOLAR GNÓSTICO, ao CHRISTOS AGATHODAEMON, A SERPENTE DO GÉNESIS, o LUCIFER NÁHUATL, o RESPLANDESCENTE DRAGÃO DE SABEDORÍA. Malvisto, malquisto, XOLOTL-LÚCIFER por aqueles que repudiando ao Espirito que vivifica, hão interpretado a alegoria da guerra nos céus, a luta de Miguel contra o dragão a letra morta, sem compreender a sua funda significação.” A Doutrina Secreta de Anahuac
Lúcifer quando interpretado a letra morta é incompreendido, sabiamente observado é o CHRISTOS AGATHODAEMON, nosso RESPLANDESCENTE DRAGÃO DE SABEDORÍA, nunca os exotéricos compreenderam a real alegoria desta guerra nos Céus. Nem mesmo os Gnósticos da atualidade se deram a tarefa de observar de forma objetiva tais alegorias.
A Luta de Lúcifer e de Miguel, é a mesma que hoje nos propomos a realizar, Lúcifer não almeja vencer Miguel, senão que realizam o mesmo drama que hoje ocorre dentro de nós, Lúcifer almeja a liberdade de Miguel e a nossa, e por este motivo nos põe a prova, porque temos condições de abdicar de nossa maldade e vencer a ele, e vencendo a ele nos integramos com ele e por consequência com o Cristo e com o Pai.
Isto recordamos é o mesmo que ocorre com Quetzalcoatl, quando a Águia devora a Serpente dando origem a Serpente Emplumada ou o Pássaro-Serpente.
“Inquestionavelmente, um dos três triplos poderes, Eros desviado ou Cupido desencaminhado ocasiona, a Pistis Sophia, o pior dano. Nunca nos pronunciaremos contra Eros, Shiva, o Espírito Santo ou contra Cupido-Eros, pois bem sabemos que nos Mistérios Tântricos do Lingam-Yoni se encontra a chave de todo o poder. Caos-Gae, Eros, a Trindade Grega, convida-nos à reflexão. Realmente, só nos pronunciamos contra a fornicação, o adultério e o abuso sexual.” Pistis Sophia Desvelada
Jamais, em nenhuma época os autênticos gnósticos se pronunciaram contra Lúcifer, porem existe o cupido desencaminhado, a força do Terceiro Logos, mal utilizada. Certamente tamanho poder utilizado negativamente vem a causar o pior dano a Pistis Sophia, o sexo é sagrado, é santo, porém há que ser bem utilizado.
Como Gnósticos jamais poderíamos nos abster do sexo, ou falar quaisquer infâmias sobre o sexo, há as depravações sexuais claro e isto não aceitamos, mas o sexo em sua síntese mais pura é divinal e mágico e transformativo.
”O Poder que sai do Cristo é o desdobramento de Cristo. O Desdobramento do Cristo dá o impulso erótico ao homem. O Cristo Desdobrado ou, diríamos melhor, o Duplo Vivente do Cristo, é Lúcifer, o Criador de Luz. Graças ao Criador de Luz, Pistis Sophia liberta-se. No Duplo do Cristo encontram-se depositados os Poderes do Cristo. O Poder que sai do Cristo Íntimo é a Alma Cristificada de Sabaoth, o Bom, juntam-se, integram-se, tornam-se um só Raio de Luz, um todo único.” Pistis Sophia Desvelada
KIRIE PHALE! Em Lúcifer encontra-se o poder do Cristo, por isto não poderíamos sair do Abismo sem este resgate de Lúcifer, se não purificamos totalmente o impulso sexual, se não eliminamos nossas debilidades mais íntimas, abandonamos o Poder do Cristo no Abismo e não seremos salvos.
Ele, Lúcifer, dá o impulso erótico ao homem, que se canalizado positivamente não só libera Pistis Sophia como Cristifica a Alma e fusiona com o próprio Cristo. Há que nascer, há que morrer, há que haver o sacrifício pela humanidade, isto é o que necessitamos em ultima síntese.
“Os Mistérios Sexuais encontram-se na Nona Esfera. O Salvador Gêmeo encontra-se no Sexto Aeon. É o «Homem-Causal» com o Cristo Encarnado. É deveras assombroso o Cristo que desceu do Reino de «Chokmah» para se manifestar em «Tiphereth». Nasce, o Senhor, do ventre da Divina Mãe Kundalini. O Senhor é concebido por Obra e Graça do Espírito Santo. O Senhor Encarna no «Homem-Causal». É, pois, o Homem-Causal, o Filho do Filho. O Senhor somente Encarna nos verdadeiros Bodhisattvas, motivo pelo qual se diz que Cristo é Bodhisattva. Cristo é a Unidade Múltipla Perfeita. Cristo é Logos Platónico. Cristo é o Demiurgo Arquiteto do Universo. Cristo é o Nosso Senhor Quetzalcoatl. Quetzalcoatl é a Serpente Emplumada. Unidade Múltipla Perfeita. O Salvador Gêmeo é superior aos Nove Guardiões no Reino devido a que Ele se fez mestre dos Mistérios da Nona Esfera.” Pistis Sophia Desvelada
O Salvador Gêmeo é a Alma Humana, o Cristo se manifestando por meio desta Alma Humana (Lúcifer), é o Bodhisattva pelo qual o Ser tem condições de se expressar. Quando este Ser que vem de baixo se une com o que vem de cima, se abre uma ligação direta com o Pai e assim se expressa o Pai supremo, o Kether individual. Porque unimos o Cavaleiro Branco com o Cavaleiro Vermelho, o Cristo Branco com o Cristo Negro e o Cristo tal qual Abraxas é representado com a cara de uma ave mas os pés de serpentes.
“Lúcifer-Prometeu, o Adversário, esse vil gusano que atravessa o coração do mundo, teve o rosto mais belo, ainda que agora se ache encadeado à rocha fatal da impotência. Não pensemos em um Lúcifer dogmático, senão no Lúcifer interior de cada qual, naquele reflexo do Logos que se encontra no fundo íntimo de toda pessoa. Diz-se que chora com seis olhos e este número convida à reflexão. 666 é o número da Grande Rameira e, somando cada número entre si, teremos o resultado 18. Continuando com novas adições chegaríamos à seguinte síntese: 1 + 8 = 9, a nona esfera, o nono círculo dantesco. Lúcifer é, pois, essa força revolucionária que se acha no fundo de nosso sistema sexual e que, sabiamente manejada, pode transformar-nos em deuses. O aspecto negativo de Lúcifer-Prometeu nos conduz ao fracasso inevitavelmente e por isso se diz que ele é o Adversário que mora no coração do mundo. A antítese de Lúcifer, ou o aspecto superior do mesmo, é o Logos Solar, o Cristo Cósmico. Lúcifer é escada para baixar ao Averno e escada para subir. Compreensão é indispensável; recordai que nosso lema-divisa é thelema (vontade).” Sim Há Inferno Diabo e Karma
Lúcifer é impotente porque se encontra aprisionado pelos defeitos humanos, porque se viu escravo das satisfações mais bestiais imaginadas pelo homem, desde as abominações sexuais, até sentimentais e mentais, mesmo motoras.
Se observarmos o oposto de 666, teremos 999, isto somado teremos 27 e mais uma vez o 9, assim vemos que mesmo seu inverso (sua antítese), encontramos atrelados a necessidade do trabalho na Nona Esfera, caímos pelo sexo, e retomamos o éden pelo sexo.
“’PROMETEU-LÚCIFER’, sustentado sobra as patas de besta em vez de pés, me olhava ameaçadoramente... Dois espantosos cornos luziam pavorosos em sua frente sinistra, porem estava vestido como um elegante cavalheiro... Aproximando-me dele serenamente lhe dei algumas palmadinhas no ombro ao mesmo tempo que dizia: Tu a mim não me espantas, te conheço muito bem, não pudeste vencer-me, estou vitorioso... O colosso se retirou e eu, sentando-me no arrumado e perfumado leito de caoba, aguardei um momento... Posteriormente penetrou na alcova uma fêmea perigosamente bela; desnuda se encostou na cama...Quase desmaiada de luxuria, a formosa me envolveu em seus impudicos braços, convidando-me aos prazeres da carne... Deitado junto a ela demonstrei meus poderes ao Diabo; dominei a mim mesmo... Depois me levantei da cama de prazeres; a beldade aquela quase morre de lubricidade, sentindo-se defraudada me contemplou inutilmente... em continuação entrou no local uma criança resplandecente, radiante criatura terrivelmente Divina... ELE infame, sublime, ricamente trajado com formosa túnica sacerdotal de cor negro muito especial, atravessou o exótico recinto... Eu o reconheci de imediato e aproximando-me dele muito próximo lhe disse: É inútil que continue disfarçando, te reconheço sempre: Oh! Lúcifer... Tu jamais pode vencer-me... Aquela Criatura sublime, terror dos ignorantes, sorriu então com doçura infinita... Inquestionavelmente; ele é o Divino Daimon de Sócrates; nosso treinador especial no Ginásio Psicológico da Vida... Justa é sua Liberdade depois de seu duro trabalho; o LOGOS o traga, lhe absorve.” Sim Há Inferno Diabo e Karma
Lúcifer toma varias formas para nos tentar, para nos provar, não nos dá provas que não possamos passar, ou suportar, seria absurdo se o fizesse. Ele dá a cada um o que é capaz de suportar, e quanto maiores as dificuldades, maiores as exaltações, quanto mais tentações, mais virtudes, este bento ser é nosso instrutor, é nosso treinador, nosso Guru no campo da vida.
Muitas das vezes nos mundos internos as formosas provas que encontramos não são frutos do Ego, senão que frutos deste Senhor que as põe para provar-nos em nossos propósitos e certamente nos exalta internamente se não cedemos nestas tentações. Não é raro uma pessoa em meio a sonhos e experiências internas se deparar com diversas manifestações e formas de seu Lúcifer Individual.
“P. – Querido Mestre, ao trabalhar com Lúcifer na nona esfera para eliminar o ego, estamos fazendo com as forças tanto positivas como negativas de Lúcifer? V.M. – Distinto cavalheiro, senhoras! Obviamente Lúcifer é escada para baixar e escada para subir e para poder trabalhar e dissolver o ego no laboratório da alquimia sexual. Indiscutivelmente, só mediante o fogo luciferino podemos reduzir a cinzas as cristalizações negativas de nossa psique, os elementos infra-humanos, os agregados psíquicos, infelizes desvios do poder luciférico. É assim, amigos, como o Fohat transcendente, a eletricidade sexual, o poder maravilhoso do Christus-Lúcifer, redime, trabalha, desintegra o inútil, a fim de liberar a Essência, a Consciência, o Buddhata.” Sim Há Inferno Diabo e Karma
O Poder para dissolver qualquer defeito psicológico se encontra depositado dentro do próprio homem, com o trabalho de laboratório, eliminamos o Ego, mediante o Fogo que lúcifer nos confere. A Própria Divina Mãe Kundalini como desdobramento do Espírito Santo, tal qual Lúcifer empunha a energia sexual luciférica e a projeta sobre qualquer defeito previamente estudado e compreendido e o resultado de tal façanha é a completa desintegração deste defeito.
“Por favor, rogo-lhes que saiam da ignorância em que se encontram; suplico-lhes que estudem estes livros e que os vivam. Dói-me, em verdade, vê-los a todos vocês convertidos em sombras débeis e miseráveis. ” Sim Há Inferno Diabo e Karma
O Próprio Mestre Samael dizia, que quanto maior o Ser do iniciado mais humilde ele deveria ser, pois somos somente a Sombra daquele que jamais pecou. Sombras, que atualmente são débeis e miseráveis pelo estado decadente que nos encontramos, se faz necessário e inadiável o trabalho sobre nós mesmos.
Estamos em ignorância se ignoramos o que nos dizem, vemos aqui que já lemos tantas vezes estes livros e não nos damos a tarefa de compreender o que estes V.M. nos ensinam, se ignoramos os Mistérios de Lúcifer, se ignoramos a chave de nossa salvação, como pretendemos nos auto-realizar? Há que de verdade rogar ao Cristo Bendito (Cristo Branco), para que Advogue por nós junto ao Cristo Negro (Lúcifer), para que nos permita conhecer seus mistérios, para que sejamos capazes de esgrimir esta força divina depositada no interior de nossas gônodas sexuais, para que possamos nos purificar totalmente de nossas debilidades e por consequência fazer uso destas forças para eliminar as trevas das trevas que em nosso interior carregamos.
“Não sou o único iniciado que conhece os mistérios do drama cósmico, tampouco sou o único que tem a honra de saber o papel de Judas, pois já sabemos que existiu a seita gnóstica dos iscariotes, especializada precisamente no evangelho do grande Mestre Judas, fiel discípulo de Nosso Senhor, o Cristo. Os ignorantes ilustrados, os velhacos do intelecto, os sequazes de muitas seitas mortas lançaram-se contra nós pelo fato mesmo de haver divulgado estas questões. Entretanto, cumprimos com o nosso dever e com o maior prazer jogamos a luz nas trevas, custe o que custar. ” Sim Há Inferno Diabo e Karma
Particularmente tenho que afirmar que não temo como Gnóstico em ser incompreendido, pois isto é parte do drama Gnóstico no decorrer dos séculos, vida após vida somos incompreendidos e não aceitos devido a esta doutrina Revolucionária, sabemos que este conhecimento só chegará a prática na consciência de alguns poucos indivíduos que se darão a tarefa de levar isto a prática, no entanto nos cabe a missão de entregar e desvelar estes ensinamentos porque é uma exigência destes tempos e que já ensaiamos tantas vezes. É Lamentável ver um Sacerdote Gnóstico, um Bispo Gnóstico se esquivar destes assuntos por uma falta de consciência do que é a Gnosis, ou por medo destes assuntos, é realmente lamentável.
Muitos se perderam não porque não aceitaram esta doutrina, mas porque estes que estavam a frente não tinham a devida vivência e a solvência moral para explicar e ensinar adequadamente sobre estes mistérios.
Lúcifer é um ser justo, dá o que deve dar a quem deve receber, toma daquele que não merece. Sejamos justos para com ele, para com Judas, fiel discípulo do Cristo, servo da divindade, foi necessário tudo o que ocorreu, sem ele não haveria, não há e não voltaria a haver o drama Crístico.
“Para Judas, repito, não se fez justiça, apesar de ser o mais excelso de todos os doze. O que sucede é que à humanidade desagrada horrivelmente eliminar o ego e, como a doutrina do Iscariotes é precisamente contra o eu, contra o mim mesmo, então o mais natural é que até os próprios eruditos das diversas escolas pseudo-esotéricas e pseudo-ocultistas o odeiem mortalmente. ” Sim Há Inferno Diabo e Karma
A Sabedoria de Judas (Que é o próprio Daimon, Lúcifer) é a sabedoria da morte do ego, como esta doutrina é a doutrina da aniquilação, poucos a aceitam, poucos a vivem, poucos a executam plenamente. A Maioria realmente a odeia mortalmente, preferem a doutrina dos muitos, não querem passar pela aniquilação budista. Aos Humanóides compreendemos que não queiram morrer, porque não tem este conhecimento, porque quiçás não receberam as fórmulas precisas do poder para isto, mas e a estes gnósticos que se escondem sob as catedrais gnósticas e sendo fieis depositários destes ensinamentos se põe a viver e não morrem em si mesmos?
“LÚCIFER, é o Guardião da Porta e das chaves do Santuário, para que não penetrem nele, senão os ungidos que possuem o segredo de Hermes...” As Três Montanhas
“O Cristo-Lúcifer dos Gnósticos é o Deus de Sabedoria com distintos nomes, o Deus de nosso planeta Terra sem nenhuma sombra de maldade, porque é um com o Logos Platônico...” As Três Montanhas
Moabom! Exclamam os que encontram a Hiram.


INRI
“O MANTRAM “INRI” ENCERRA UM TREMENDO SEGREDO, QUE NÃO POSSO DIVULGAR” – Matrimonio Perfeito de Kinder
“...pois é a alegoria do bem, é símbolo do mais alto sacrifício (Cristo-Lúcifer) dos Gnósticos e é Deus da Sabedoria com infinitos nomes. Luz e Sombra, misteriosa simbiose do Logos Solar, unidade múltipla perfeita, INRI é Lúcifer” - As Três Montanhas
“Temos de aprender a ver o Cristo não do ponto de vista meramente histórico, mas como o fogo, como uma realidade presente, como INRI” - O Despertar da Consciência
Cristo-Lúcifer é o IO primordial, esta dualidade que enlaça a matéria e o espírito, Luz e Sombra. Compreendo que nesta altura já fica mais fácil compreender que INRI é este “Ignis Natura Renovatur Integran” (O Fogo renova incessantemente a natureza), é este fogo do qual tanto falamos que vem para nos purificar quando nesta vida humana.
“O Fogo é INRI dos Cristãos, o Zen dos Japoneses, o Tao dos chineses, o Quetzacoatl dos Astecas, o Demiurgo dos gregos, o Júpiter dos romanos” - Cristo Social
“Devemos liberar a Alma e ao Deus Prometeu, aquele que descreve a mitologia grega, atado à dura rocha e um abutre devorando seu ventre, assim temos nós a nosso Pai (bem amado) atado a rocha viva da matéria, incapacitado para manifestar-se” - As Três Montanhas
Os Gnósticos conjuram em nome de Júpiter (Demiurgo, INRI, LÚCIFER), Pai de Todos os Deuses. Pai de Todos os Deuses, sim, pois tudo nasce do Sexo, e não pensemos o sexo como o ato carnal da cópula, podemos recordar que as nebulosas são a própria ação sexual universal atuando para criar sistemas, planetas, etc. É Lúcifer pois o Pai, ou não é assim? A Mãe Divina é sua esposa, e ela gesta Deuses. Posteriormente o Pai o instrui, lhe entrega a Sabedoria.
“...agudo canto que é a essência da palavra perdida INRI...” - Magia Cristica Asteca
“O Mistério do Cristo com uma só palavra que consta de quatro letras: INRI” – A Grande Rebelião
Há que buscar a Palavra Perdida, o próprio mistério do Cristo se resume nisto. INRI é o Cristo, mas o Cristo completo, os dois Cristos, o de cima e o de baixo, por isto se dividem em duas sílabas, IN e RI.
Na Cruz escrevem INRI exatamente porque na Cruz, quando daquela morte surgirá o INRI, que é a mescla do IN com o RI (Cristo Negro e o Cristo Branco).
Recordemos que ele não é negro por sua maldade mas pela amplitude de sua manifestação. É como o Sol e as sombras que geram no mundo... isto não é questão de maldade mas de relações e regiões.
“O Cristo Íntimo é «INRI», Fogo Devorador, Fogo Vivente” - Pistis Sophia
“Na Lemúria, antes da cópula química, em pleno Templo, o homem e a mulher passavam por brilhantes cerimônias místicas; se rendia culto ao divino, ao Grande Alaya do Universo, a isto que os chineses chamaram TAO, a isto que os gnósticos denominam o INRI, a isto que é o que sempre foi e o que sempre será.” – O Eterno Feminino
Antes da cópula o homem tem que se fusionar com o Principio do Espírito Santo, e a Mulher com a Divina Mãe, para tanto, se utilizavam desde os antigos tempos às místicas cerimônias, onde o homem e a mulher se preparavam para ritualizar com o fogo, na nona esfera. Ou não é o Terceiro Logos que ordenado pelo Primeiro Logos fecunda a sua esposa, a matéria caótica?
“Agora, creio que estão entendendo porque a nós interessa a assinatura astral do fogo, a chama da chama, o oculto, o aspecto esotérico do fogo. É que na realidade o fogo é crístico. Ele tem poder para transformar tudo o que é, tudo o que foi e tudo o que será. INRI é o que nos interessa. Sem INRI não é possível que nos cristifiquemos” – O Despertar da Consciência.
“Temos de aprender a ver o Cristo não do ponto de vista meramente histórico, mas como o fogo, como uma realidade presente, como INRI” – O Despertar da consciência
Comentários exatos sobre a obra de Quetzacoatl – SAW “...é necessário dizer de forma enfática e com total claridade, que Quetzalcoatl não é um mito. Indiscutivelmente Quetzalcoatl é o Verbo, a Grande Palavra, o Logos platônico, o Demiurgo Arquiteto do Universo, o Criador. Quando estudamos a Quetzalcoatl descobrimos nele o mesmo Drama Cósmico de Josua Ben Pandirá, de Jesus Cristo. Quetzacoatl, carregando a cruz nos recorda ao mártir do Calvário. Portanto, em realidade, Quetzalcoatl é o Logos, é o que é, o que sempre foi e o que sempre será. É a vida que palpita em cada átomo como palpita em cada sol... Quetzalcoatl é a Unidade Múltipla Perfeita, é o Cristo... Os Mistérios Sexuais foram ensinados por nosso Senhor Quetzalcoatl encarnado, realmente convertido em um homem vivo e não em um simples personagem histórico. O Cristo Cósmico, o Logos platônico, o Demiurgo grego, é a Unidade Múltipla Perfeita. Inquestionavelmente, o Logos platônico, é o Demiurgo grego, é a Unidade Múltipla Perfeita. Inquestionavelmente, Quetzalcoatl é o Cristo, é o INRI, que analisado, significa: Ignis Natura Renovatur Integram. É o fogo que renova incessantemente a natureza. O Fogo quetzalcotliano existe no fundo de toda unidade cósmica, que nasce, no fundo de todas as constelações, de todos os planetas, de todos os sóis. É por isto que Quetzalcoatl não pereceu e jamais perecerá, é por isto que ele existe muito antes do universo existir e seguirá existindo por toda a eternidade.”
Percebemos que o Mestre se refere ao Cristo Intimo como Lúcifer, também percebemos que se refere ao Cristo Cósmico como Lúcifer, o INRI, este que a tudo purifica. É a unidade múltipla perfeita, o Logos, o Demiurgo, e sempre representa o mesmo drama, porem com diversos nomes.
Podemos observar que a palavra IN-RI, assim como HAM-SAH, bem como CAM-PO (Estudado no Curso de Agrocultura), se decompõe em duas partes, e devem ser bem analisadas já que ali reside o Grande Mistério da Divindade.
Se observarmos o IN, este tem relação com o Fogo, o Vinho, aspectos relacionados à mulher. Ignis Natura – O Fogo Renova / In Necis – Na Morte.
Já o RI, é o aspecto positivo, relaciona-se com a Sabedoria, o Pão, relaciona-se com o homem.. Renovatur Integram – Incessantemente a Natureza / Renascor Integer - Intacto e Puro.
O Fogo confere o Poder, e a Luz a sabedoria. O Fogo roubamos do Diabo quando da pratica do Arcano AZF, já a sabedoria, lhe extraímos na vida, nos eventos. Se vamos observar os madeiros da Cruz, vemos que o Poder, o Fogo, tem relação com o falo Vertical, o que passa por detrás da coluna vertebral do Cristo, é pois certamente no cetro que reside o poder, no cajado, na vara, na Serpente.
Com o Arcano nos fazemos Fortes, com as corretas decisões na Vida nos fazemos Sábios.
“Na parte superior das grandes construções religiosas da idade media, com sua adição de uma cúpula semicircular ou elíptico soldado ao teto, vemos a forma do signo hierático egípcio da Cruz de Ansata, que se lê Ank, designa a vida universal oculta em todas as coisas. Por outro lado, o equivalente hermético do signo ANK é o emblema de Vênus, ou ciprina-lúcifer, o cobre, bronze ou latão. A Doutrina Secreta de Anahuac
Pois este símbolo, Luciférico, é o que o Sacerdote faz toda vez que sobe o Altar, toda vez que vai trabalhar com a Pedra, o Sexo, sempre que vai a Nona Esfera buscar a espada, depositada na Pedra, o que faz dele um Rei, e posteriormente ordena os elementos, e até mesmo aos Logos.
“Claro, lhe tem medo porque ele é o anjo que está na porta do Éden com uma espada de fogo, e o que vença a este anjo e entrará novamente no Édem, ali esta isto que recordava eu agora, o Inri, “Ignis Natura Renovatur Integram”...” V.M Lakhsmi
“Quetzalcoatl, ressurecto depois de haver branqueado o latão, se converte em luzeiro da manhã.” A Doutrina Secreta de Anahuac
“Os Vinte e Quatro Anciãos conhecem muito bem a Alma Humana. Os Vinte e Quatro Anciãos sabem que o Cristo é o Fogo Central da Terra. Cristo é I.N.R.I., o Fogo Central da Terra e de qualquer Sol ou Galáxia. O Fogo Vivente ou Filosofal arde no núcleo de qualquer Unidade Cósmica.” Pistis Sophia
Como dizer aos Iniciados, como dizer então a Humanidade, a Grande Verdade? Como? Pois sabei agora, ou melhor, recordai, já que o que hoje é dito a muitos já foi dito em outras épocas, em outros tempos, Cristo é INRI, este fogo central da terra, este fogo central de qualquer Sol ou Galáxia, e este bem sabemos, é Lúcifer, o que doa a vida.


A Estrela da Manhã
O Pentagrama Esotérico símbolo vivente de Lúcifer nosso Ser, o Homem Auto-Realizado. Se a estrela caída é Satan, a estrela matutina (Vênus), não é outra coisa que Lúcifer.
"... Ao vencedor, e aos que guardarem até o fim as minhas obras, eu lhe darei autoridade sobre as nações. E com cetro de ferro as regerá, e as reduzirá a pedaços como se fossem objetos de barro; Assim como também eu recebi de meu Pai, dar-lhe-ei ainda a Estrela da Manhã " - Apocalipse de São João
No Livro A Pedra Filosofal encontramos o seguinte “Os Alquimistas Medievais disseram “Queima teus livros e branqueia o latão”. Sabemos que o latão é cobre, e o cobre está relacionado com Vênus, A Estrela da Manhã”

O Pentagrama, elevando para o alto o seu raio superior, representa o Salvador do Mundo nos diz a Pistis Sophia.
“Descorrei o véu que cobre aos Espíritos Celestes; vede que cada homem e cada mulher são uma estrela, igual a lâmpadas misteriosas colocadas no Firmamento.” – Ritual de 2º Grau.
Recordemos da Conjuração dos Quatro que diz “... pela virtude do pentagrama que é a Estrela Matutina”. Ordenamos os elementos com a força de Lúcifer
Jesus é a estrela da manhã, pois se integrou com Lúcifer, após Branquear o mesmo.
“Eu, Jesus, enviei o meu anjo para vos testificar estas cousas às igrejas. Eu sou a raiz e a geração de Davi, a brilhante estrela da manhã” – Apocalipse 22, 16
"Como caíste do céu, estrela da manhã, filho da Aurora! Como foste lançado por terra, dominador das nações! Tu, que dizias em teu coração: Subirei até os céus; acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte santo me assentarei, no cume da montanha celeste. Subirei sobre o cume das nuvens e serei igual ao Altíssimo. Pois bem, ao sepulcro baixou, e as profundidades do abismo." Isaías, XlV,12-15
“Os Deuses surgem do Abismo e se perdem no seio do Eterno Pai Cósmico Comum. Os Espíritos com Cabeça de Gavião alcançarão o SAGRADO ANK LAD” – Ritual Gnóstico
Certamente todo aquele que quer subir até as alturas, deve baixar as mais terríveis profundidades, e é por tal motivo que lúcifer querendo ascender acima das estrelas de Deus (Absoluto), desce até o abismo, cumprindo com o postulado que diz que toda exaltação é precedida por uma terrível humilhação. Bem sabemos que o inferno é a Matriz do Céu.
“No Apocalipse de São João, o pentagrama cai do céu para a terra e as águas humanas tornam-se amargas, convertem-se em absínto. O profeta Isaías disse: "Como caíste tu do céu, estrela brilhante, que eras tão esplêndida em teu nascimento". (Capítulo 14. Versículo 12. Isaías).
“Mas, o astro luciférico (o homem caído) brilhará um dia como a estrela da manhã na mão direita do Verbo.” – Curso Esotérico de Cabala
A Estrela da Manhã, Lúcifer, brilhará na mão direita do Pai, este santo servo do altíssimo cumpre sempre com esta dolorosa função, porem sabemos, quanto maior a humilhação maior a exaltação, não temais nada que ocorra, tudo passa, até a vida. E Ao fim, este Ser terá seu trabalho reconhecido pela Divindade Suprema.


A Justiça
Na cadeia de irradiar amor pedimos que todos os seres sejam Felizes (Filho), que todos os seres sejam Ditosos (E.S) e que todos os Seres estejam em Paz (Pai)
Quando pedimos que “todos os seres sejam ditosos” como atributo do Espírito Santo, quer dizer ter um destino favorável. Porém sabemos que o destino nos é conferido quando liberamos o Prometeu interior, nosso Ser, este lúcifer de sua prisão, na quinta iniciação de mistérios menores, após passarmos pelo guardião do umbral e pelos quatro elementos, nos recordando o número 5 que corresponde ao Jerarca, a LEI.
“Christus-Lúcifer é o nosso Salvador, o Redentor de Pistis Sophia” - Pistis Sophia Desvelada
“Christus-Lúcifer empunha a Balança e a Espada como Senhor da Justiça.” - Pistis Sophia Desvelada
Na Parte superior do pentagrama vemos “O Olho do Espírito” ou o Olho Divino citado no ritual de sétimo grau que diz “O Olho Divino, por ordem vossa, corta as cabeças e esfaqueia os pescoços, arranca e destroça os corações e desfaz aos condenados no duplo Lago de Fogo.”. Uma vez Lúcifer sendo liberto ele coloca em nosso caminho os agregados que devemos eliminar, então por vossa ordem derrubamos aos seus inimigos, aos Demônios Vermelhos de Seth.
Lúcifer tem a Espada e a Balança, por isto ele nos cobra as dívidas, como símbolo da Justiça, quer que sejam eliminados os delinqüentes que o mantiveram acorrentado a dura rocha durante tantos milhares de anos, a bendita Mãe Devi Kundalini advoga por nós por simbolizar a misericórdia divina.
Por isto na Missa diz-se o seguinte: “O Espírito Santo como em mim, desce a todos e a todos há de levá-los ao supremo lugar da luz. Por isso vos tenho dito, que vim trazer Fogo à Terra, que é o mesmo que redimir os pecados do mundo mediante o Fogo”.
“A Luz, o Fogo, INRI, salva-nos do poder do Leão da Lei..” - Pistis Sophia Desvelada
A Luz, o Fogo, Lúcifer é quem advoga por nos, quem mostra ao leão da lei a balança.
“... eu sou a Grande Ave Fênix de Heliópolis; eu sou o guardião do Livro do Destino, no qual se escreve tudo quanto foi e tudo o que será” – Ritual Gnóstico
Na quinta iniciação de mistérios menores, ganhamos o destino, nosso destino é chegar a Deus. A Humanidade não tem destino, vai rumo ao abismo.
“A LUCIFER estão encomendadas, a Espada e a Balança da Justiça Cósmica, pois ele é a norma do peso, da medida e do número.” – As Três Montanhas
E observando o Bafometo ele demonstra a runa NOT de forma inconfundível nos deixando clara sua relação com a justiça.

Os Órgãos reprodutores femininos nos recordam a balança da justiça, símbolo do rigor da lei, lúcifer. O Homem quando conectado com a mulher é o marcador da balança.
“Mas o Advogado, o Espírito Santo, que o Pai vai enviar em meu nome, ele ensinará a vocês todas as coisas e fará vocês lembrarem tudo o que eu lhes disse."” João 14, 26
O Nosso Advogado, o Espírito Santo, é nosso instrutor, nosso guia.
“Tomem muito cuidado! Entregarão vocês aos tribunais. Vocês serão torturados nas sinagogas, serão levados diante de governadores e reis por minha causa, para vocês darem testemunho diante deles. Mas antes a Boa Notícia deve ser anunciada a todas as nações. Quando conduzirem vocês para serem entregues, não se preocupem com aquilo que vocês deverão dizer: digam o que vier na mente de vocês nesse momento, porque não serão vocês que falarão, mas o Espírito Santo. Um irmão entregará seu próprio irmão à morte, e o pai entregará o filho; os filhos ficarão contra os pais, e os entregarão à morte. Vocês serão odiados por todos por causa do meu nome. Quem perseverar até o fim, será salvo.” Marcos 13, 9-13
Realmente as provas, os processos de purificação são espantosos, porem não ficai aflito, tudo passa, não nos preocupemos com as conseqüências, tratemos de eliminar as causas, branquear o latão. Permiti então que por vossa boca, por vossos atos, se expresse a sabedoria do Espírito Santo.
“Todos os dias nos põe uma balança, porque aceitamos trabalhar com a Doutrina do Divino Daimon.” Lakhsmi, O Ultimato
Aceitamos trabalhar com a Doutrina de Lúcifer, a doutrina da morte dos muitos, nossos defeitos tem que morrer, se não morremos, o Divino Daimon nos apresenta a balança, e com isto vem a dor, o sofrimento, a morte dos valores que divinizam. Não sujai mais o latão, há que branquear. Não devemos perder um só instante sem aproveitar para fazer-nos perfeitos.
Vemos que Lúcifer em seu aspecto Masculino é a Justiça, e a Mãe Divina como seu desdobramento Feminino representa a Misericórdia, comumente é ela que advoga por nós, mesmo quando estamos caídos.


A Essência
Sabemos que a essência é o que temos de puro, é uma pequena parte da divindade em nós, nosso Ser, sabemos também que esta está aprisionada, nos recordando a lenda grega do Prometeu, acorrentado à dura rocha.
Quando não trabalhamos sobre nós mesmos ela passa por terríveis processos para ser liberada quando entra nos processos involutivos nos mundos infernais.
"E é óbvio que a Essência, ou fogo engarrafado no agregado psíquico que desintegremos, resplandecerá, será liberada. E à medida que formos desintegrando os agregados, as porcentagens de Essência, que é fogo crístico, se multiplicarão; e um dia, o fogo resplandecerá dentro de nós mesmos, aqui e agora." - O Simbolismo do Natal
Recordemos que Lúcifer quer dizer Luz e Fogo.
O Livro Medicina Oculta relata o seguinte: “Atualmente, no Avitchi da lua negra, existem milhões de seres humanos que estão pagando terríveis Karmas. A Mente do Mago se horroriza ao contemplar a Lúcifer submergindo em fogo ardente e enxofre.”
“Antes de nós querermos eliminar um Ego, temos que conhecer-lo, temos que estudar-lo e temos que separar-lo de Lúcifer” 16ª Joia do Dragão Amarelo
Lúcifer em um desdobramento é a essência, o fogo aprisionado pelo ego, que quando liberado nos dá a Sabedoria e Poder, Luz e Fogo. Na Questão sexual por exemplo temos que compreender que o Fogo nos dá o impulso sexual, há que diferenciar o que é o impulso sexual natural e normal sem qualquer manifestação negativa, e o que é o defeito que é a fumaça em meio a este fogo sexual. Sem compreender isto estaríamos eliminando o Fogo e o fogo necessitamos para nossa purificação, temos que eliminar sim a Fumaça que é o Eu que se esconde com suas impurezas em meio a chama e a profana.
“A 13ª Jóia do Dragão Amarelo, pertence ao Cristo, a 14ª ao Espírito Santo e a 15ª a isto, pode ser que alguma pessoa diga, porem isto é Lúcifer, e onde está o Pai e aonde está o filho?, sendo que isto é, volto a dizer, a reflexão de Deus, é o único elemento que nós temos neste momento para produzir uma mudança, é a reflexão que façamos com a consciência superlativa do Ser, para deixar de ser “isto”...” 15ª Jóia do Dragão Amarelo
Nossa essência é a reflexão de nossa Alma, parte integrante de nosso Ser, e é o único elemento que nós temos neste momento para produzir uma mudança.
“Entra outro tema, que há que analisá-lo em separado. O que involuciona, não é Lúcifer, nem é o Cristo, tão pouco é um quaternário, quer dizer, unicamente baixam uns princípios, um hálito de vida que vai dentro desse, para liberar-se, porque não serviu.” Lakhsmi, Semana Santa 99
“Abaixo do umbral um branco lírio demonstra a pureza necessária para levar a cabo a grande obra; o piso como nos templos gnósticos é uma continuidade alternada de lajotas brancas e negras; luz e sombras; luzbel e lúcifer” Zodíaco Humano
Recordemos que Samael segundo o Hino Universal das Instituições Gnósticas aprisionou Luzbel, antítese de Lúcifer “Por mil anos encerraste a Luzbel, graças te damos Glorioso Samael...”.
“Diz a lenda dos séculos que, fingindo reconciliar-te com eles, fizeste assassiná-los em célebre banquete, precisamente ao final, no exato instante em que se serviam as sobremesas. Não obstante, continuaste vivendo! Assim parecia às pessoas. Mas, na verdade ingressaste no nono círculo infernal no exato momento em que se consumou o delito. Quem ficou habitando teu corpo? Não foi acaso um demônio? Ai dos traidores? Ai daqueles que cometem semelhantes crimes! Estes são julgados de imediato pelos Tribunais de Justiça Objetiva e sentenciados à morte. Os verdugos cósmicos executam a sentença e tais desditados desencarnam de imediato, passando ao nono círculo dantesco, ainda que seus corpos físicos não morram, pois sabido é que qualquer demônio, substituindo o traidor, fica metido em seu corpo, com o fim de que não sejam alterados os processos cármicos daquelas pessoas ou familiares que, de uma ou outra forma, estejam relacionados com tais perversas personalidades. Ainda que pareça incrível, atualmente perambulam pelas ruas das cidades muitos mortos-vivos, cujos verdadeiros proprietários agora vivem nos mundos infernos.” – Sim Há Inferno, Diabo e Karma
Não são mortos apenas os que perambulam sem veículo físico na Quinta dimensão, ou aqueles cujos corpos jazem em algum leito sob a terra, senão aqueles cuja alma já foi retirada de seu corpo e precipitada a purificação dos tempos.
“Isso de convidar tal ou qual pessoa ou pessoas a um banquete e logo assassiná-las no mesmo, alegando este ou aquele motivo, é um crime tão grave que não se pode pagar de outra forma. Neste caso, o traidor desencarna de imediato e seu corpo fica nas mãos de algum demônio. É evidente que as pessoas de modo algum se dão conta do que sucedeu no fundo da personalidade do traidor; porém, aos Juízes da Justiça Celestial o que lhes interessa é que se cumpra a sentença e isto é tudo!” Sim Há Inferno, Diabo e Karma
“O demônio que substitui o dono de um corpo pode já não ter Essência de nenhuma espécie e, com isto, fica esclarecida completamente minha explicação. Estes são os casos dos desalmados, citados por H.P.B. em sua Doutrina Secreta. Não sou o primeiro a mencionar este assunto, nem tampouco o último; mas, sim, sou o primeiro a esclarecê-lo totalmente.” Sim Há Inferno, Diabo e Karma
O Objetivo de que permaneça vivo o corpo é cumprir com funções Karmicas que este individuo tem que cumprir como personalidade. Vejam que cita-se que os Demônios irão cobrar estes Karmas por orientação da Lei Divina. Fica certamente demonstrada a ligação entre o que é a Loja Negra e o que é a Lei Divina, pois divinamente falando, a Lei Divina é esta contra parte da Suprema Misericórdia, tal qual Cristo e Lúcifer.


A Mulher
Bem sabemos que a Mulher é a força polarizada de forma negativa, pois o homem tem seus órgãos sexuais projetados para fora, demonstrando ser o pólo positivo, ativo. Já a mulher tem os órgãos de forma interna, tornando-se passiva para o ato sexual.
É importante entender esta questão das polaridades, já que no presente tema vamos falar do eterno principio Feminino, como desdobramento Negativo de uma força Positiva, recordo que falamos de polaridades.
O Mestre nos fala que a vida se gesta durante a noite, bem sabemos que o Arcano se pratica a noite, pois é da polaridade negativa que surge a vida.
“O Arcano 15 aparece depois do 13 que é a morte do Ego, do mim mesmo; e do Arcano 14 que é a Temperança ou moderação, a castidade que resulta depois da morte do ego. O Arcano 15 é pois o Andrógino Divino que volta a resplandecer, é o Latão Branqueado” Tarot e Kabala
O Homem-Mulher, quer dizer, Osíris-Isis, são o Adão Divinal, antes da separação sexual, o Bafometo, o Andrógeno Hermafrodita Divino cujo mistério é o 15, que surge depois do mistério 13 que é a morte do ego e depois do mistério 14 que é a moderação.
“Alem... muito dentro, mais alem do corpo, dos afetos e da mente, encontramos ao filho Houros, o Espírito Divino, nosso real Ser, nos braços de sua Divina Mãe Kundalini, ‘Isis, a quem nenhum mortal levantou o véu.’ Ela em verdade é o aspecto feminino de Osíris, o Pai que está em segredo, este em si mesmo é a parte masculina de Isis. Ambos são IOD-HEVE dos Hebreus, Je-hovah.” Mensagem de Natal, 1969-1970
ISIS é O Terceiro Logos, recordai, Isis, Osíris, Houros, Isis é a polaridade negativa do Pai, e a mãe divina é a polarização negativa da polarização negativa, quer dizer o desdobramento negativo do Terceiro Logos. Compreender os desdobramentos em tríades é complicado, requer inspiração e lógica, para tanto deve se observar que o intelecto nada compreende sobre isto.
“Então Jehová Deus fez cair um torpor sobre o homem, e ele dormiu. Tomou então uma costela do homem e no lugar fez crescer carne. Depois, da costela que tinha tirado do homem, Jehová Deus modelou uma mulher, e apresentou-a para o homem. Então o homem exclamou: "Esta sim é osso dos meus ossos e carne da minha carne! Ela será chamada mulher, porque foi tirada do homem!" Por isso, um homem deixa seu pai e sua mãe, e se une à sua mulher, e eles dois se tornam uma só carne.” Gênesis 2, 21-24
Sendo este Osíris-Isis, o Bafometo, o Andrógeno divino, quando da queda paradisíaca, o Homem fica com o pólo positivo e a Mulher com o pólo negativo, não se esqueçam que era ela quem ouvia a serpente, e foi quem tentou o homem guiada pela serpente.
“Agora, quero que entendamos. Quem é mais perfeito entre o Homem e a Mulher? Se a mulher lhe correspondeu encarnar a um Cristo Negro e ao homem correspondeu encarnar um Cristo Branco, como principio da criação, não da Obra que estamos fazendo. Se o Mestre Samael disse: “as mulheres são serpentes do abismo”, a que se referia? A Que elas tem a representação deste Cristo Negro, que como alegoria bíblica aparece na serpente tentadora, porem depois da mulher levantar a este Cristo Negro, converte-o em branco unindo novamente a esta parte primogênita de Deus Qual tem um triunfo maior ante a criação, ante Deus, do homem e da mulher? A Mulher. A Mulher não aparece nos textos porque seria desagrada-la.” Lakhsmi – Semana Santa 99
Lúcifer é um Cristo, porem negro. A Mulher como doadora de vida, como a matriz representa o Cristo Negro, Lúcifer e o homem representa o Cristo Branco. A Cruz é a união da Vida (Lúcifer) com o Caminho (Cristo), da união destes dois seres nos diz a oração a cruz: “Eu sei de teu Mistério, do sagrado mistério que te envolve, pois foste doada ao mundo para fazer infinitas as coisas limitadas.” Da união do Homem e da Mulher, de Cristo com Lúcifer, se dá a redenção do gênero humano, mediante esta união se logra todos os poderes que divinizam. É o Andrógeno Divino.
“Se nós tivéssemos escrito, e digo nós por fatos da vida nos correspondeu..., tivéssemos escrito na Bíblia hebraica ou na Pistis Sophia, em qualquer daqueles livros sagrados, parte dos mistérios que encerra a mulher, de ser encarregada de levantar a este Cristo Negro e unir-lo com o branco, estaríamos desvelando mistérios que os seres humanos passionais acabariam de profanar e danariam praticamente, manchariam este mistério tão glorioso da cruz.” Lakhsmi, Semana Santa 99
A Pistis Sophia diz: “O Néctar da Imortalidade está contido no Santo Graal. O Santo Graal é o Yoni Feminino Sexual.” Sendo o yoni feminino luciférico por ser doador de vida, fica evidente que lúcifer e a mulher nos conferem a imortalidade.
“’Eu não falo de todos vocês. Eu conheço aqueles que escolhi, mas é preciso que se cumpra o que está na Escritura: 'Aquele que come pão comigo, é o primeiro a me trair!' Digo isso agora, antes de acontecer, para que, quando acontecer, vocês acreditem que Eu Sou. Eu garanto a vocês: quem recebe aquele que eu envio, está recebendo a mim, e quem me recebe, está recebendo aquele que me enviou.’ Depois de dizer essas coisas, Jesus ficou profundamente comovido e disse com toda a clareza: ‘Eu garanto que um de vocês vai me trair.’ Desconcertados, os discípulos olhavam uns para os outros, pois não sabiam de quem Jesus estava falando. Um deles, aquele que Jesus amava, estava à mesa ao lado de Jesus. Simão Pedro fez um sinal para que ele procurasse saber de quem Jesus estava falando. Então o discípulo se inclinou sobre o peito de Jesus e perguntou: "Senhor, de quem estás falando?" Jesus respondeu: "É aquele a quem vou dar o pedaço de pão que estou umedecendo no molho." Então Jesus pegou um pedaço de pão, o molhou e o deu para Judas Iscariotes, filho de Simão. Nesse momento, depois do pão, Satanás entrou em Judas. Então Jesus lhe disse: ‘O que você pretende fazer, faça logo.’ Ninguém aí presente compreendeu por que Jesus disse isso. Como Judas era o responsável pela bolsa comum, alguns discípulos pensaram que Jesus o tinha mandado comprar o necessário para a festa ou dar alguma coisa aos pobres. Judas pegou o pedaço de pão e saiu imediatamente. Era noite.” João 13, 18-30
Vale a pena recordar nestes instantes o processo onde se mescla o Pão e o Vinho. O Pão símbolo da sabedoria, a Luz, e o vinho símbolo do Poder o Fogo. Se mesclamos o pão e o vinho, recordamos da Luz e do Fogo, do Lúcifer divino que foi o que tomou posse de Judas quando do processo em que cumpria com seu desígnio. Este bendito ser, Judas cumpriu um papel tão divino que diferente do que muitos pensam recebeu muitíssimo capital cósmico como pagamento pelo seu trabalho.
Saibam e que fique muito claro, que as Nove Iniciações Menores vivemos em parte este mesmo processo, porque ganhamos a Cruz na Primeira Iniciação de Mistérios Menores e nos Crucificamos na Nona Iniciação de Mistérios Menores, é a primeira Crucifixão que se passa. Alguns tiveram que viver este drama fisicamente, não digo que morreram fisicamente, claro que não, mas que viveram este drama tal qual é, muito mas muito próximo desta realidade retratada e de forma Consciente o que é o mais belo. Todos temos em nosso caminho alguém que nos ajuda com nossa Cruz, igualmente todos temos um Judas, um Pilatos e um Caifás, há que saber compreender estes personagens, os perdoar e dar graças a estes benditos seres pela ajuda que nos dão em nossa Cristificação, pois sem eles nada disto seria possível.
“Quando, então eles ficaram dispersos e isto foi a reação deles; Lúcifer neste momento depois que Judas foi e lhe disse ao Mestre: ‘Mestre estes te buscam’, e lhe deu um beijo, que foi quando Ele disse: ‘Com um beijo entregas o Filho do Homem’, se referia ao Lúcifer Paixão, porem não ao Lúcifer Divino que já o esperava no sepulcro.” Lakhsmi, Semana Santa 99
“Judas logo se aproximou de Jesus, dizendo: "Mestre!" E o beijou.” Marcos 14, 45
Judas representa a Lúcifer Paixão nos mistérios Crísticos, o que tenta o cristo, o que mostra os defeitos, mas o entrega a eles. Que afirma o mestre com um beijo e o vende por trinta moedas de prata. Cristo ama a Judas e o tem sempre perto.
“Um pode amar o Cristo, amar e querer ele, porem se não for pela ajuda de Lúcifer, nos da zero de salvação, não se pode, porque a ele há que branqueá-lo para que se voltem a unir e nasça nosso andrógino interior.” Lakhsmi, Semana Santa 99
“A Mulher tem três condições, ela cria, torna a criar e torna a criar, porque ela por sua conduta, por seu comportamento esta branqueando ao seu Lúcifer e esta ajudando o homem para que ele tenha um nascimento e esta utilizando seu ventre para um filho...” Lakhsmi, Semana Santa 99
Judas é a mulher do iniciado que o tenta, que mostra seus defeitos, é Dalila que corta os cabelos (faz com que perca energia) de Sansão(Cristo). O Homem sempre a quer perto porque precisa dela, a ama, e é impossível o trabalho sem ela.
“Assim que equivalente dos passos que damos pelo caminho que não existe porque é o caminho do Cristo, não existe, unicamente há uma coluna espinhal com 33 vértebras que são o trajeto que o Cristo vai fazer, porem que este Cristo vai no momento que vai ascendendo está submetido a que se Cristo Negro derrube a este viajante anônimo que se chama eremita esotérico, o derruba, porque não soube comportar-se emocionalmente, não soube se comportar mentalmente, não soube comportar-se psicologicamente e os eventos da vida lhe ganharam, o Cristo de onde ande, na vértebra que esteja descerá novamente.” Lakhsmi, Semana Santa 99
“Judas Iscariotes é outro caso muito interessante. Realmente, este apóstolo jamais atraiçoou a Jesus, o Cristo. Só representou um papel e este lho ensinou seu Mestre Jesus.” Sim Há Inferno Diabo e Karma
“Assim, pois, cada um dos doze apóstolos de Jesus de Nazaré teve que representar seu papel na cena. Judas não queria executar o que lhe tocou; solicitou o de Pedro; mas Jesus já havia estabelecido firmemente a parte que cada discípulo tinha que simbolizar. O papel que Judas teve que aprendê-lo de memória e lhe foi ensinado por seu Mestre. Judas Iscariote nunca, pois, traiu o Mestre. O Evangelho de Judas é a dissolução do ego; sem Judas não é possível o drama cósmico. É pois, este apóstolo o mais exaltado adepto, o mais elevado de todos os apóstolos do Cristo Jesus.” Sim Há Inferno Diabo e Karma
Não vos esqueçais que como é encima é embaixo, e como é dentro é fora, claro que precisamos internamente deste Lúcifer, que tem distintos desdobramentos, fora, fisicamente, é representado por esta digna criatura que é a mulher, sem a qual não há salvação, sem a qual não há vida, sem a qual, não se pode fazer o trabalho de levantar a serpente.
Há irmãos que reclamam de suas esposas, e talvez realmente esta mulher seja apenas a representação negativa deste lúcifer, digo, talvez não esteja disposta a gestar em seu ventre o Cristo mas isto há que se ter muita consciência para discernir e saber o momento que nos dão um novo Vaso Hermético para continuar a Obra. São coisas delicadas e que se nos pomos a pensar o Ego nos leva, há que se utilizar da consciência e aproveitar estas provas para a morte do eu e para o Despertar.
“Irmãos, era preciso que se cumprisse aquilo que o Espírito Santo, por meio de Davi, tinha anunciado na Escritura a respeito de Judas, que se tornou o guia daqueles que prenderam Jesus.” Atos 1, 16
“A Mulher é a porta do Éden” Samael, Catecismo Gnóstico
Irmãos meus, quem está na porta do éden? Quem guarda com espada de fogo, a entrada ao éden? Recordai a mulher é Lúcifer, como dizia o mestre, a mulher tem uma chave muito preciosa, tão bem guardada em si, que nem ela mesma sabe.
Saímos do éden devido a serpente, Lúcifer, a mulher, e retornaremos graças aos mesmos aspectos, o Sexo e a mulher são pois a chave do Reino.
“Assim que queridos irmãos, a origem da Cruz está na separação que fez o Cristo e Lúcifer para eles poderem encontrar-se novamente entre si, conhecer-se justamente como no trabalho do homem e da mulher.” Lakhsmi, Semana Santa 99
Quando da criação deste hemafrodita divino há esta polarização destes dois Cristos, o Cristo Branco representa o Homem e o Cristo Negro a mulher, porque a mulher é casta por natureza, ela cai e faz o homem cair se quiser, há que se conquistar este Cristo Negro dentro e fora de nós.
Antes da separação dos sexos, dos Cristos, não havia o símbolo da Cruz, esta mística separação foi uma grande aventura criada pelos Deuses para que pudessem se dar a conhecer.
“Dizíamos algo sobre a Origem da Cruz. A única forma, do Cristo e Lúcifer se conhecerem é quando um homem e uma mulher se unem. Agora que me venham a dizer os religiosos que a cruz afugenta o demônio, isto é falso, isto é mentira, nós estamos totalmente, diretamente opostos a todo o palavrório de todos estes religiosos cegos querendo guiar a um povo. Quem disse que a cruz corre o Diabo? Se os braços da Cruz são o Diabo.” Lakhsmi, Semana Santa 99
“Nós adoramos a cruz. E porque adoramos a cruz? Quem me entende? Porque adoramos a cruz? Porque nós sabemos... Lúcifer está na horizontal da cruz e quero fazer este comentário porque verdadeiramente contávamos um ponto que os antigos nunca na história da humanidade haviam dito.” Lakhsmi, Semana Santa 99
Não há como ter uma arvore se não aceitamos suas raízes, Lúcifer é pois parte INTEGRANTE da divindade, indivisível, inseparável mesmo que separado, dividido.
“Quando o Cristo e Lúcifer se unem, onde fica a cruz? Não vê que o Cristo morre para o mundo na Cruz e no mesmo drama Lúcifer morre para a vida... então dai em diante para que a cruz? Si se uniram... O que se fez da cruz. Onde Jesus triunfou? Nada se sabe da cruz.. daqui em diante desaparece, porque não há cruz, porque dai em diante este homem não necessita mais mulher, então para que a cruz? Se converte na cruz, porque disse: “Para doar seu fruto nos céus infinitos...” já doou o fruto, e ela desaparece, como forma.” Lakhsmi, Semana Santa 99
Sempre se ouviu falar de que destino tomou o Cálice bendito usado na ultima ceia, também se sabe sobre a Lança que feriu o costado do senhor, e sabe-se bem do Pano de Verônica, porem que destino tomou a Cruz onde foi crucificado o salvador do mundo? Recordemos que no Fundo, Ele é Ele, uma vez branqueado o diabo este mescla-se com o logos pois é parte do logos, e a cruz sendo uma representação deste drama Crístico já acabou pois durante os Três dias e meio Ele fusiona-se com Ele.
“Irmãs Gnósticas, vocês são a Igreja, não a danifiquem, não a manchem, façam desse homem que têm e as que não têm façam a melhor idéia dessa Igreja, um Templo Sagrado onde sua Mãe Bendita aparece com o véu da Imaculada, ali cobiçando a aura dos paroquianos que se agrupam; não sigamos danificando a Obra do Cristo, não sejamos cruéis.” As Jóias do Dragão Amarelo
"Maridos, amem suas mulheres, como Cristo amou a Igreja e se entregou por ela;" Efésios 5,25
O Mestre Lakhsmi nos dizia nas Jóias que a Igreja é a mulher, e que mistérios residem nesta igreja, mistérios de imaculada grandeza, que não pode ser tomado, senão recebido, pela graça de uma Mulher. Dentro deste templo, encontra-se Isis, a quem nenhum mortal levantou o véu. Aí de ti oh mortal, se levantares o véu de Isis, seu véu é de luz, mas por detrás deste bendito véu encontram-se espessas trevas de augusta fatalidade para os débeis. Augustos mistérios aguardam aquele que for digno de adentrar ao templo e levantar o véu de Isis. Sejais Valentes.
“Voltemos ao tema de que se a mulher é dharmica, karmica ou não sei o que.Alguns religiosos tinham parte do segredo, como os mulçumanos, os gregos, eles não permitem que uma mulher vá tocar em nada, nada, nada. Anteriormente as pessoas sabiam que a mulher era Lúcifer.” Lakhsmi, Semana Santa 99
Bem sabem os oficiantes que a mulher não deve tocar nos implementos fálicos quando as luzes do altar estão acesas, os Santos Rituais logicamente são a representação do próprio Arcano.

Claro que se temos a dita mulher dharmica, ela nos permite manter nossas energias e graças a isto já não se faz tão difícil esta parte do trabalho, mas há que sempre se ficar com o olho aberto para o perigo da queda.
"Vamos ficar alegres e contentes, vamos dar glória a Deus, porque chegou o tempo do casamento do Cordeiro, e sua esposa já está pronta: concederam que ela se vestisse de linho puro e brilhante," - pois o linho representa o comportamento justo dos santos." Apocalipse 19,7
"Depois disso, um dos sete Anjos das sete taças cheias com as últimas pragas, veio até mim e disse-me: "Venha! Vou lhe mostrar a esposa, a mulher do Cordeiro. E me levou em espírito até um grande e alto monte. E mostrou para mim a Cidade Santa, Jerusalém que descia do céu, de junto de Deus, com a glória de Deus. Seu esplendor é como de uma pedra preciosíssima, pedra de jaspe cristalino." Apocalipse 21,9-11
A Esposa do Cordeiro é a Jerusalém Celestial, que quando desposada não precisará nem do Sol nem da Lua para ser iluminada pois a luz do Cordeiro resplandecerá eternamente na Jerusalém Celestial.
"Uma coisa eu digo a vocês, irmãos: o tempo se tornou breve. De agora em diante, aqueles que têm esposa, comportem-se como se não a tivessem; aqueles que choram, como se não chorassem; aqueles que se alegram, como se não se alegrassem; aqueles que compram, como se não possuíssem; os que tiram partido deste mundo, como se não desfrutassem. Porque a aparência deste mundo é passageira. Eu gostaria que vocês estivessem livres de preocupações. Quem não tem esposa, cuida das coisas do Senhor e do modo de agradar ao Senhor. Quem tem esposa, cuida das coisas do mundo e de como agradar à esposa, e fica dividido. Assim também, a mulher solteira e a virgem cuidam das coisas do Senhor, a fim de serem santas de corpo e espírito. Mas a mulher casada cuida das coisas do mundo e de como possa agradar ao marido. Digo isso para o bem de vocês, não para armar uma cilada; somente para que vocês façam o que é mais nobre e possam permanecer sem distração junto ao Senhor" I Corintios 7
Da união do Homem e da Mulher se dá a salvação do gênero humano, mas não fiquemos escravizados pelo mundo e por agradar ao conjugue, não quando a Obra está em jogo, não deve haver a fornicação para agradar o conjugue, não a abandonar o caminho para ganhar o mundo porque o conjugue assim quer. Façamos nossa obra, demos tudo para ganhar tudo.
“A Mulher é o Mistério Gnóstico. Ela guarda os Segredos deste homem o qual está ajudando a levantar. Ela guarda os mistérios iniciaticos deste homem. Deve calar-se em tudo o que sabe com relação ao Marido. Este comentário fez o Mestre por uma pergunta sobre uma passagem na bíblia que diz que a mulher se submete ao homem.” Semana Santa – 2003
Diz o Mestre, que tudo que pedimos recebemos pela mulher, se queremos morrer, quem vai nos auxiliar? A Morte não se faz esperar se Lúcifer esta ao nosso lado.
Esperamos que compreendam tudo o que foi dito, pois seria em vão que a doutrina do Cristo e a Doutrina de Lúcifer viessem a terra e não percebêssemos que aqui esteve. Ignorar a isto é, pois certamente um crime. Que teus olhos vejam, que teus ouvidos ouçam o que o Espírito diz as Igrejas.


A Mãe Divina
A Divina Mãe Kundalini como desdobramento e esposa do Espírito Santo, é certamente para nós um incógnita, mesmo tendo nos explicado os amados Mestres da Venerável Loja Branca, tanto a respeito desta misteriosa Virgem, Mãe do Salvador do Mundo, Filha de seu Filho.
“Uma festa para TEUTI, os filhos do Profeta e os filhos da Viúva”. Ritual de 1º Grau.
“A origem de Jesus, o Messias, foi assim: Maria, sua mãe, estava prometida em casamento a José, e, antes de viverem juntos, ela ficou grávida pela ação do Espírito Santo” Mateus 1, 18
“A Virgem do Mar é a Esposa do E.S” - Pistis Sophia
Maria, Maia, Isis, é Viúva, o Pai deste filho é o Espírito Santo, Lúcifer, pois esta encontra-se presa ao cóccix, nos infernos do microcosmos homem. O Pai ao Entrecelho, Lúcifer o Prometeu fecunda a bendita Mãe, em nome da Grande Aliança com Deus. Recordemos da criação no Absoluto. O Primeiro Logos, ordena ao Terceiro Logos que fecunde sua esposa a matéria caótica.
“Maria perguntou ao anjo: "Como vai acontecer isso, se não vivo com nenhum homem?” O anjo respondeu: "O Espírito Santo virá sobre você, e o poder do Altíssimo a cobrirá com sua sombra. Por isso, o Santo que vai nascer de você será chamado Filho de Deus.” Lucas 1, 34-35
“...o reflexo do Logos, sua sombra particular dentro de nós mesmos, o Diabo, volta ao Logos, mescla-se com Ele, fusiona-se com Ele, porque, no fundo, Ele é Ele...” Sim há Inferno Diabo e Karma
Fica evidenciado que o Espírito Santo, Lúcifer, o Diabo é a Sombra do Altíssimo, que por mediação e graça, nasce o Filho do Deus Altíssimo. Entendam irmãos que o termo Satan, Diabo, tem suas subderivações e polaridades, nos referimos ao aspecto positivo, deste elemento negativo, sua parte divina quando branqueada e fusionada.
A Mãe Kundalini é Lúcifer em nos, um desdobramento dele, sua esposa, Lucas diz que o Espírito Santo, Lúcifer a sombra do Altíssimo, cobrirá Maria, e por tal motivo vem a nascer o FILHO DE DEUS.
“Sophia, a Sabedoria, no fundo é um resultado concreto, uma simbiose da mescla da luz com as trevas.” Pistis Sophia
“Eis que eu envio vocês como ovelhas no meio de lobos. Portanto, sejam prudentes como as serpentes e simples como as pombas.” Mateus 10, 16
Não nos esqueçamos que a verdade brota das trevas, a sabedoria adquirimos baixando e as virtudes adquirimos ao subir. Quer dizer, mesclamos a sabedoria e a virtude, a simplicidade e a prudência.
“Marah, Maria, Isis, a nossa Divina Mãe Cósmica Individual, é a esposa do Espírito Santo e a Filha do seu Filho. Marah é, pois, um desdobramento do nosso Divino Glorian Particular. Ísis, Maria, é o nosso próprio Ser, derivado. Ísis, Maria, é Deus-Mãe em nós, a Virgem do Mar. Ísis, Marah, é o desdobramento do Espírito Santo dentro de cada um de nós. Maria, Ísis, é a nossa Divina Mãe Kundalini. Marah, Isis, possui Sabedoria, Amor e Poder. Ísis, Marah, Tonantzin, ensina-nos, guia-nos e dirige-nos. A Virgem do Mar guia o Alquimista, é a Estrela que nos orienta no borrascoso oceano.” Pistis Sophia
Certamente a terrível força de Lúcifer seria impossível de ser assimilada em nós sem que anteriormente fossemos tragados pela serpente, após sermos tragados pela serpente realmente esta serpente é devorada pela Águia do Espírito, nos convertendo em serpentes emplumadas.
“A Virgem do Mar é a Filha do seu Filho e a Adorada Esposa do Espírito Santo. Ela, Stella Maris, obedece às ordens do Jesus Cristo Íntimo e trabalha com Ele eliminando de nós os elementos psíquicos indesejáveis.” Pistis Sophia
A Bendita Mãe Kundalini é um desdobramento de Lúcifer, o Terceiro Logos, o doador de vida, pois a vida se dá pelos órgãos sexuais, e ali reside este personagem, nada se cria nem se renova sem o Fogo, e nada se sustenta sem a luz. No Ritual de sétimo grau a Isis diz: “Eu sou a Serpente que dá a sabedoria, prazeres sexuais e glória pura”, se no sexo reside este principio luciférico e a Isis como representação da Mãe afirma que dá prazeres sexuais, demonstra que provem desta força e se alimenta desta força.
Nos diz ainda o livro Os Mistérios Maiores: “O Fogo do E.S é a serpente ígnea de nossos mágicos poderes. O Fogo do E.S é Kundalini, fonte de toda a vida”
“A Mulher-Serpente é reforçada na Frágua acessa de Vulcano” Pistis Sophia
“Jesus Cristo, o Cristo Jesus Íntimo em cada um de nós, surge sempre do mundo do Logos Solar para se manifestar aos homens. Em termos Cabalísticos diríamos que o Jesus-Cristo Secreto surge de Chocmah, assim aparece na Arvore da Vida. Inquestionavelmente, desce dessa região para penetrar no ventre da sua Divina Mãe, por obra e graça do Espírito Santo. Stella Maris é Virgem antes do parto, no parto e depois do parto. A Virgem do Mar dá à luz o Seu Filho no estábulo do mundo. O Estábulo de Belém é o mesmíssimo corpo do Iniciado.” Pistis Sophia
“A Esposa do Espírito Santo é a Divina Mãe Kundalini, Marah, o Grande Mar, a nossa Mãe Cósmica Particular, porque cada um de nós tem a Sua Mãe.A Divina Mãe Ísis é um desdobramento do Espírito Santo dentro de nós, uma variante do nosso próprio Ser.” Pistis Sophia


O Grande Arcano
Embora o Mestre tenha desvelado o Grande Arcano é óbvio que restam muitos detalhes a serem esclarecidos, a serem compreendidos.
“Alguns fariseus se aproximaram de Jesus, e perguntaram, para o tentar: "É permitido ao homem divorciar-se de sua mulher por qualquer motivo?" Jesus respondeu: "Vocês nunca leram que o Criador, desde o início, os fez homem e mulher? E que ele disse: 'Por isso, o homem deixará seu pai e sua mãe, e se unirá à sua mulher, e os dois serão uma só carne'? Portanto, eles já não são dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, o homem não deve separar." Os fariseus perguntaram: "Então, como é que Moisés mandou dar certidão de divórcio ao despedir a mulher?" Jesus respondeu: "Moisés permitiu o divórcio, porque vocês são duros de coração. Mas não foi assim desde o início. Eu, por isso, digo a vocês: quem se divorciar de sua mulher, a não ser em caso de fornicação, e casar-se com outra, comete adultério." Os discípulos disseram a Jesus: "Se a situação do homem com a mulher é assim, então é melhor não se casar." Jesus respondeu: "Nem todos entendem isso, a não ser aqueles a quem é concedido. De fato, há homens castrados, porque nasceram assim; outros, porque os homens os fizeram assim; outros, ainda, se castraram por causa do Reino do Céu. Quem puder entender, entenda." Mateus 19, 3-12
No Principio eram Cristo-Lucifer unidos, IO, Isis-Osíris, a mulher sendo Lúcifer, cumpre com certas características que é natural que aborreçam a aquele que segue pelo caminho reto, mas como é possível a obra sem ela? O Divórcio sabemos bem é utilizável quando do vaso hermético quebrado, bem como do adultério, e alguns outros casos. Alguns conhecendo a dificuldade do casamento, preferem não faze-lo, mas se aumentam as dificuldades, aumentam as tentações e por conseqüência, as virtudes, a própria cruz não pode ser formada, e sem ela, não a crucifixão.
É certo pois que muitos ignoram os mistérios do Grande Arcano, quantos foram as pessoas, inclusive iniciados que lançam-se a solidão por incompreensão dos mistérios Isíacos, dos mistérios Luciféricos. Quem nega a união com o sexo oposto, nega a Cruz, e a redenção esta na cruz.
“Podemos e até devemos emitir o seguinte enunciado: “Só mediante estas romarias de esfera em esfera, estaremos em condições de verificar e fazer ressurgir em cada um de nós ao Mestre Secreto, HIRAM, SHIVA, o Esposo de nossa Divina Mãe Kundalini, o Arquierofante o Arquimago, a Mônada particular, individual, nosso Real Ser..” As Três Montanhas
Hiram, Shiva, o Terceiro Logos, Lúcifer é Saturno-Cronos, Arquimago, Arquierofante, a Águia de Anahuac, recordemos de que a busca para eliminar aqueles que mataram Hiram foi dada por 27 mestres, Kabalisticamente o 9, a nona esfera, não há outra forma de resgatar, permitir que esta Fênix possa mais uma vez ressurgir de suas próprias cinzas.
“O Patriarca Enoch depositou seu mais rico tesouro.. O Velocinio de Ouro dos antigos, o Tesouro Inefável e imperecível que buscamos, não se encontra nunca, pois, não esta na superfície da terra, senão que temos que cavar, buscar nas entranhas da Terra, até encontra-lo... Descendo valorosamente as entranhas ou infernos do Monte da Revelação, encontra o Iniciado o Místico tesouro! Sua Monada Divina! Que para ele se conserva através dos incontáveis séculos que nos precederam da história... No Capítulo II do Apocalipse de São João, podemos ler o seguinte: Ao que vencer, darei de comer o Maná oculto, e lhe darei uma pedra branca, e na pedra um novo nome escrito, o qual só sabe aquele que o recebe.” As Três Montanhas
Não te desesperes por saber que tua Mônada Divina se encontra nas entranhas da Terra, tua Mãe te acompanhará, te levará pelo caminho reto. Não te esqueças, Visita o Interior da Terra, que Retificando encontrarás a Pedra Oculta.
“ O Altíssimo, porém, não mora em casa feita por mãos humanas, conforme diz o profeta: 'O céu é o meu trono, e a terra é o lugar onde apóio os meus pés. Que casa vocês construirão para mim?, diz o Senhor; e qual será o lugar do meu descanso? Não foi minha mão que fez todas essas coisas?' Homens teimosos, insensíveis e fechados à vontade de Deus! Vocês sempre resistiram ao Espírito Santo. Vocês são como foram seus pais!” Atos 7, 48-51
A Casa de Deus, um Templo Vivo, para o Deus Vivo, deve ser construído mediante o Tear de Deus, o Sexo, mediante o rigoroso trabalho na Nona Esfera. Não resistam a sabedoria do Espírito Santo, trabalhai na forja dos ciclopes, deves fabricar ouro.
“A Cruz é o mais Santo, é o mais Sagrado, diz o Mestre: “quando nos unimos sexualmente no trabalho alquímico, somos Deuses”,, e alguns dizem que é porque esta unindo um homem e uma mulher, e assim é; porem o que esta unindo é o Cristo Branco e o Cristo Negro e neste momento é um Deus Criador, porque ainda que seja através de instrumentos humanos, porem é na única parte onde dois seres inefáveis, características divinas, se tornam a encontrar para realizar a Obra de Deus.” Lakhsmi, Semana Santa 99
Vale a pena recordar aos Casados, que Juraram, em nome do Terceiro Logos, trabalhar na Nona Esfera.
“Estais vós ante o Hierofante Pedro: ante Patar, ante a Pedra Iniciática, cinzelai-a com cinzel e martelo, dai-lhe a forma cúbica perfeita. Vais agora, homem e mulher, trabalhar com o Hamsa milagroso, a Ave Fênix, o Íbis imortal, a Pomba do Terceiro Logos”. Ritual de Matrimonio.
Te avisaram no principio que a obras que ia empreender era real e séria, não pense que ao fim, não terá de prestar contas, trabalhai, pois há que cozer, cozer, cozer e jamais se cansar disto.
A quadratura do circulo, nada mais é que a medida em relação ao cristo e a lúcifer, Amor e impulso sexual.
Se há mais amor não se pode consumar o ato por uma impotência, se há mais impulso sexual que amor, vem a queda. Por tal motivo se representa a medida com o compasso e com o Esquadro.
Terríveis são as lutas para o alquimista
É a chave do movimento perpetuo, devido a que se há mais espírito que matéria ou matéria que espírito, ou não há energia para o movimento, ou este se desgasta, como devemos seguir o caminho do meio.

“Nos Mundos Infernos abundam os fornicários e também os inimigos do sexo. Nos Mundos Infernos involuem os homossexuais e as lésbicas, assim como os sequazes de Lilith, esses que se esterilizam e as mulheres que usam pílulas anti-conceptivas. Na esfera de Lilith veem-se também os partidários do aborto provocado e as mulheres que abortam à vontade. Na esfera de Nahemah encontramos também os adúlteros e as adúlteras do mundo. Diz-se que Adão tinha duas esposas: Lilith e Nahemah. Lilith é a mãe dos abortos, incestos, homossexualismo, anti-concepcionalismo, pederastia, etc. Nahemah é a mãe dos adultérios, luxúria, fornicação, abuso sexual, etc. Os Mundos Infernos, no interior da Terra, dividem-se em duas esferas inumanas: Lilith e Nahemah.” Pistis Sophia Desvelada


As Duas Árvores do Éden
As Duas Árvores do Éden são: A Arvore do Bem e do Mal e a Arvore da Vida.
Lúcifer, a serpente tentadora disse a MULHER, quando no éden, se comerdes da arvore do bem e do mal terá os olhos abertos, sereis iguais a Deuses, conhecedores do bem e do mal. Vendo a mulher que a arvore era boa tomou o fruto e comeu e deu ao homem. Ao fim disse Deus: “Eis que o homem se tornou como um de nós, conhecedor do bem e do mal; assim para que não estenda a mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente..” Foram lançados para fora do éden para que não se tornassem imortais e colocaram um guardião a porta para guardar o caminho da arvore da vida. A arvore da vida é o Sexo e seu guardião é Lúcifer, o Guardião do Umbral.
“Como poderia ser má a sombra do eterno Deus vivo? Refleti nisto um pouco, por favor!... No Museu Britânico há uma representação do escamoso, por certo, bastante interessante. Também existe, no citado museu, uma pintura arcaica, antiquíssima, onde aparece a Árvore da Ciência do Bem e do Mal, a macieira do Éden... Resulta interessante que, próximo a essa árvore, se vê, na pintura, Adão e Eva, o homem e a mulher, tentando atrair as maças com o propósito de devorá-las. Atrás do tronco daquela árvore, está o Dragão-Serpente e, no alto, nas nuvens, aparecem alguns seres maldizendo a árvore, viva representação de todo clero exoterista ou profano, desconhecedor dos mistérios sexuais. Não cabe dúvida de que os dois seres humanos, homem-mulher estão, pois, diante da Árvore da Ciência do Bem e do Mal. A Serpente-Dragão é o Iniciador e isto devemos saber entender profundamente.” Sim Há Inferno Diabo e Karma
Todas as faculdades e poderes do Intimo se encontram nos frutos da arvore da Vida, dez galhos tem a arvore da vida, dez dedos temos nas mãos. “Por isto vos digo que em vossas mãos esta o numero do nome do Pai que é fonte de Luz”, o numero do pai é 10 IO, homem e mulher unidos sexualmente são a fonte de luz e vida. Dez são os sefirotes da Kabala, representados pelos os sete corpos e a santa trindade. A Coluna espinhal é a representação física da Árvore da Vida. A Árvore da Vida é o Ser. A Árvore do Bem e do Mal em nós é representada pelos órgãos sexuais. Por isto a serpente, lúcifer se encontrava enroscada na Árvore do Bem e do Mal.
“Jehová nos deu seus mandamentos. Lúcifer nos deu auto-independência individual e o Cristo nos redime do pecado. Assim se levantam os Deuses desde o lodo da terra.” Mistérios Maiores
Os Órgãos sexuais femininos, representam o ternário inferior (as gônadas sexuais ficam acima do canal vaginal), Lúcifer(A Energia que se projeta para baixo). O Homem como ternário superior (gônadas abaixo do pênis) representa o ternário superior, que unidos formam o Selo de Salomão. O Ternário Inferior representa o complemento negativo do Cristo, quer dizer do Pai.


Hiram Habif
"Hiram, rei de Tiro, enviou uma embaixada a Davi, com madeira de cedro, carpinteiros e pedreiros, para construir um palácio para Davi" II Samuel 5, 11
"Portanto, mande que cortem cedros do Líbano. Meus operários trabalharão junto com os seus, e eu pagarei o trabalho de seus operários, conforme você determinar. Você sabe que entre nós não há ninguém que entenda de corte de madeira como os sidônios. Quando Hiram ouviu o pedido de Salomão, ficou cheio de alegria, e exclamou: "Que hoje seja bendito Jehová, pois ele deu a Davi um filho sábio para governar esse grande povo". Em resposta, Hiram mandou esta mensagem a Salomão: "Recebi sua mensagem. Vou atender a seu desejo, mandando-lhe madeira de cedro e cipreste. " I Reis 5 20-22
Hiram, rei de Tiro (Lúcifer), faz um contrato com Salomão o Intimo para a construção do Templo em nome de Jehová, o Pai.
Quanto ao Cedro bem sabemos que nos auxilia a abrir as câmaras santas.
"Jeová concedeu sabedoria a Salomão, conforme lhe havia prometido. Houve bom entendimento entre Hiram e Salomão, e os dois firmaram uma aliança." I Reis 5, 20
Jehová, sempre cumpre o prometido, porem é necessário que Salomão e Hiram trabalhem juntos, há que fazer sempre a Grande Aliança.
"E Hiram, rei de Tiro, forneceu a Salomão madeira de cedro, cipreste e todo o ouro que este quis. " I Reis 9, 11
O Ouro, a madeira de Cedro e de Cipreste, são facilmente obtidas pelo nosso Hiram interno, e este a serviço do intimo as entrega a ele.
"Os operários de Salomão, junto com os de Hiram e os giblitas, cortaram e prepararam a madeira e a pedra para a construção do Templo. " I Reis 5, 32
"Filho de uma viúva da tribo de Neftali, cujo pai era natural de Tiro. Hiram trabalhava o bronze, e era dotado de grande habilidade, talento e inteligência para fazer qualquer trabalho de bronze. Ele se apresentou ao rei Salomão e executou toda a obra.
Fundiu duas colunas de bronze, cada uma com nove metros de altura e seis de circunferência." I Reis 7, 14-15
Lúcifer tem intima relação com Vênus, e o metal de vênus é o bronze, Hiram, tudo sabe sobre o bronze, cada coluna do templo tem 9a+6c= 15. O Objetivo da coluna é a aliança do céu e a terra, fora feito de bronze para que seja indissolúvel esta aliança.
“Escutemos o maravilhoso canto de Ezequiel (XXVIII, 12,19) ao belo demônio LUCIFER-XOLOTL:...” A Doutrina Secreta de Anahuac
“Recebi de Jehová a seguinte mensagem: "Criatura humana, diga ao príncipe de Tiro: Assim diz o Senhor Jehová: O orgulho se apoderou do seu coração e você disse: 'Eu sou um deus, sentado em trono divino, bem no coração do mar'. Mas você é apenas homem e não deus. Você acreditava que era igual aos deuses. Você, de fato, é mais sábio que Daniel, e nenhum mistério é obscuro para você. Com sua sabedoria e inteligência, você adquiriu riqueza e acumulou ouro e prata em seus tesouros. Sua esperteza no comércio é tão grande, que você multiplicou a sua fortuna e se elevou com a força da riqueza. Por isso, assim diz o Senhor Jehová: Você igualou seu coração ao coração de Deus. Pois bem! Vou trazer contra você os mais ferozes povos estrangeiros: eles desembainharão a espada contra a sua bela sabedoria e profanarão o seu esplendor; farão você descer à cova e você morrerá de morte violenta, bem no coração do mar. Será que você ousará dizer diante de seus matadores: 'Sou um deus'? Mas você é apenas homem e não deus, entregue ao poder de quem o matará. Você terá a morte de um incircunciso na mão de estrangeiros, porque eu falei - oráculo do Senhor Jehová". Então recebi a seguinte mensagem de Jehová: "Criatura humana, entoe uma lamentação contra o rei de Tiro, e diga: Assim diz o Senhor Jehová: Você era um modelo de perfeição, cheio de sabedoria e beleza perfeita. Você morava no paraíso, no jardim de Deus, coberto de pedras preciosas de todas as espécies: rubi, topázio, diamante, crisólito, cornalina, jaspe, lápis-lazúli, turquesa e berilo; e de ouro eram trabalhados seus pingentes e jóias. Tudo isso lhe vinha sendo preparado desde o dia da sua criação. Fiz de você um querubim protetor de asas abertas. Você ficava na alta montanha de Deus, passeando entre pedras de fogo. Desde quando foi criado, você era perfeito em todos os seus passos, até que se encontrou a maldade em você. De tanto negociar, você encheu-se de violência e pecados. Então eu o expulsei da montanha de Deus e o fiz perecer, ó querubim protetor, no meio das pedras de fogo. Seu coração se exaltou com sua beleza, e sua sabedoria se corrompeu por causa do seu esplendor. Por isso, eu o atirei no chão, fazendo de você um espetáculo para os reis. Por causa da sua grande injustiça e do seu comércio desonesto, você profanou o seu santuário. Por isso, fiz brotar dentro de você um fogo para o devorar. Eu o reduzi a cinzas no chão, diante dos que admiravam você. Todos os povos que o conheceram ficaram espantados diante de você, porque você se tornou um objeto de espanto, e nunca mais existirá"” Ezequiel 28, 1-19
Rei de Tiro, Tu, querubim protetor, tu que ficavas na alta montanha de Deus, tu que passeavas entre pedras de fogo, tu que foste perfeito em todos os seus passos, até que por fim, encontrou a maldade, tiveste que sair da montanha de Deus, todos que te conhecem, ficam espantados diante de você, foste um objeto de espanto. Em nome dos Espíritos Guardiões da Sala de Maat, isto será remediado. Voltaras a habitar na grande montanha, e receberás mais uma vez tuas honrarias e se cobrirá de eternas pedras, digo virtudes preciosas. Não temais!
“Podemos e até devemos emitir o seguinte enunciado: ‘Somente mediante estas romarias de esfera em esfera, estaremos em condições de vivificar e fazer ressurgir em cada um de nós o Mestre Secreto, Hiram, Shiva, o Esposo de nossa DIVINA MÃE KUNDALINE, o ARQUIHIEROFANTE, o ARQUIMAGO, a Mônada particular, individual, nosso Real Ser’.” As Três Montanhas
“Os cordões Ida e Pingala são as 2 colunas J e B da maçonaria, chamadas Jachin e Boaz. Por entre esses canais nervosos sobem as forças solares e lunares que, quando fazem contato no cóccix, despertam Hiram, o fogo divino que constrói o templo para Salomão (o Íntimo). Hiram é também um mantra do Kundaliní. O H se pronuncia como um suspiro. As demais letras vocalizam-se assim: Hiiiiiirrrrraaaaaammmmm. O fogo tem sete graus de poder que são os sete graus de poder do fogo, as sete escalas do conhecimento. A magia sexual nos converte em dragões onipotentes do fogo.” Curso Zodiacal
Não ignoramos que a essência institucional que hoje habita na GNOSIS, em outras épocas, em outras reencarnações institucionais, se chamou Maçonaria, e o que hoje resta, não é mais que a personalidade dos princípios que um dia vieram a se manifestar. Nos antigos tempos, em nossas lojas, quando ali estava o principio que anima a instituição, haviam rituais e ofícios, e praticamente tudo o que ocorria tinha intima ligação com Hiram, que assim como Jesus, teve seus Três Traidores. Percebem o que digo?
Falávamos sobre o Pacto com o Diabo, pois vem a memória o seguinte trecho do Ritual de Batismo: “Que tua mente e teu coração se abram ao Santíssimo Espírito do Deus vivo e que toda tua vida dediques a seu serviço. Que possas compreender os preceitos celestiais e vivas de acordo com eles, de tal maneira que sejas puro templo do Deus vivo”. Pois o Ritual de Batismo é um pacto em que se compromete a trabalhar na Nona Esfera, o Pacto da construção do Templo para o Deus Vivo venha a habitar.


Moisés
“Em cada um de nós existe uma partícula de Moisés.” Convivência da Desvelação
Moisés é um desdobramento deste Espírito Santo, Lúcifer em certo aspecto. Ele é o salvador e é quem nos guia pelo deserto e pelas águas da vida.
“Se diz que no número Três está contida a Lei de Moisés, pois no Três está o Espírito Santo, é ele que nos ilumina, é ele que nos ensina a Lei.” Tarot e Kabala
“Jehová disse ainda a Moisés: "Escreva esses mandamentos; porque é de acordo com eles que eu faço aliança com você e com Israel” Êxodo 14, 27
“Mas o Advogado, o Espírito Santo, que o Pai vai enviar em meu nome, ele ensinará a vocês todas as coisas e fará vocês lembrarem tudo o que eu lhes disse.” João 14, 26
O Espírito Santo é Advogado, é ele por meio de Moisés que permite que se faça a Grande Aliança, que dá a Moises seus cornos reluzentes.
“Quando Moisés entrou na tenda da reunião para falar com Deus, ouviu a voz que lhe falava da placa de ouro que cobre a arca da aliança, entre os dois querubins. E Deus falava com Moisés.” Números 7, 89

Jehová falava com Moises entre os dois querubins da Arca, o Homem e a Mulher unidos sexualmente, durante o impulso sexual máximo retendo em um esforço grandioso sua energia e projetando a cabeça logram alcançar o Êxtase, o Samadhi supremo que permite que Jehová fale com o Homem.
“Jehová falava com Moisés face a face, como um homem fala com o amigo” Êxodo 33,11
“Dimas, teve que baixar ao Abismo para buscar a seu Divino Daimon, e ali emergir com o Daimon do Planeta e preparar-se como o Moisés Bíblico para conduzir um Povo.” O Ultimato
Moisés em si mesmo é o Ser que pode falar face a face com Deus sem morrer, pois já foi salvo das águas e se prepara para salvar a um povo. É Natural que cada raça tenha seu Moisés que não é outra coisa externamente que um Mestre que encarna o Daimon planetário para que salve um povo e o conduza por um êxodo.
“O Terceiro Logos, o Espírito Santo. Nossa Mãe Cósmica particular, que mediante a eliminação dos defeitos inumanos que levamos dentro nos salva das águas tormentosas da vida.” – A Doutrina Secreta de Anahuac
A Mãe é um aspecto importantíssimo no trabalho com as águas, diziam os antigos gnósticos: “Todos vós sereis Deuses, se sairdes do Egito e atravessardes o Mar Vermelho" (o oceano das tentações).
No Ritual de 3º Grau o Sacerdote diz o seguinte: “Tu deves, Oh Profeta! Acompanhar-nos pessoalmente ainda que não te seja prazeroso, porque haveis de provar perigos e dores; porém lembra-te que Ra-hoor-khú está comigo”.
Aquele que está frente ao povo, o que guia o povo, passa pelos mesmos processos que o povo, recordemos deste Santo Profeta, que nos fala a Liturgia, que deve provar perigos e dores, para ele há o perigo que caiamos quando coloca as tentações, dores indizíveis já que é necessário que a carne deixe os ossos, temos que passar pela segunda morte em vida.
Diz o Sacerdote no ritual de 4º Grau: “Vem! Vem! Vem! Profeta de Ra-hoor-Khú, assiste-nos! Guia-nos! Tu podes, Oh Profeta!, conduzir-nos...” Logo após a Invocação diz o Guardião: Estamos em guerra contra os tenebrosos. Representando a liberação do Prometeu (claro que em outro nível).
“Moisés é o Salvo das águas, Moisés é Lúcifer, o Divino Daimon” Convivência da Desvelação
A humanidade tem o Lúcifer convertido em Diabo. Quando Lúcifer resplandece em nós, converte-se no nosso Moisés particular, individual o salvo das águas. Este é nosso guia e quem tem a condição de nos guiar pelo deserto esotérico interior.
“O Divino Daimon é um Ser de Perfeição” Convivência da Desvelação
“O Divino Daimon sai e toma posse do intelecto do iniciado” Convivência da Desvelação
Este Ser que foi o Instrutor de Sócrates, que foi o Iniciador de todos os Iniciados, nos confere a sabedoria e o poder quando tiver a certeza que não vamos o abandonar, o trair mais uma vez, ficar mais uma vez fascinados pelo Nêmesis das Estrelas.
“O Divino Daimon nos entregou a Sabedoria da Morte, porem logo nos qualificará no que logramos no terreno de feitos práticos com esta Sabedoria que ele nos entregou.” Convivência da Desvelação
“O Divino Daimon, é Divino, porem deve cumprir com a terrível missão de separar os que vão ao Espírito e os que vão ao Abismo, e nisto há Terror de Amor e Lei” Convivência da Desvelação
“Recebemos a Sabedoria do Céu, porem também recebemos a Sabedoria do Abismo, a Sapiência da Morte do Pecado: De nós depende então o Resultado Final” Convivência da Desvelação
Vejamos isto, Lúcifer nos entregou a sabedoria da Morte, recordemos as tabuas da Lei, quem morre cumpre com os mandamentos, faz a vontade do altíssimo, até mesmo este Lúcifer cumpre com os desígnios de Deus nos tentando. Este Ser Bendito tem a chave dos céus e dos infernos, tem posse do Segredo dos Segredos, é o Guardião do Livro do Destino, a quem esta encomendada a Espada e a Balança. Vigiai, perseverai, ainda vos resta tempo.
Recordemos então que Moisés foi o Salvo das Águas, ele que retirou o povo Israelita de seus opressores. ISRAEL quer dizer ISIS, RA, EL. EL(Ele), não é outra coisa que o Cristo.
“Os Mestres Redimidos antes foram caídos, perdidos, se regeneraram e chegaram a suprema perfeição Graças a Quem? A Misericórdia de Deus, ao Salvado das Águas e ao Salvador.” Lakhsmi
“Na luta com o diabo para disputar o corpo de Moisés, o arcanjo Miguel não teve a ousadia de acusá-lo com palavras ofensivas; apenas disse: "Que o Senhor castigue você!" Esses indivíduos, porém, dizem blasfêmias contra tudo o que eles não conhecem; e o que conhecem instintivamente, à maneira de animais, é que os conduz à ruína.” Judas 1, 9-10
Muitos sucumbem ante as águas tormentosas do Mar Vermelho, sucumbem ante as águas da vida, levados pela maldade, pela perversidade do mundo. Entre estas águas embravecidas encontramos a Moisés que nos prova, vendo se somos capazes de nos libertar das amarras das demais pessoas que seguem caminho a baixo, a buscar os princípios que nos levam a uma liberação.
“... o Divino Daimon é o Iniciador dos Iniciados. Desgraçadamente os humanos vemos mal o que esta bem e tristemente vemos bem no que esta mal” Lakhsmi
Este Divino Daimon atua dando a chance a pessoa que está nadando rumo ao abismo de que lhe roube o fogo, coloca tentações e se não caiu, não pecou, este Salvador coloca esta pessoa contra a corrente que leva ao Abismo, assim nadando contra tudo e todos se põe na direção certa e evita o infeliz destino.


Os Cornos de Lúcifer
Moisés, após falar com Jehová Deus, descendo do monte, retorna com resplandecentes cornos luminosos, os quais tiveram que ser cobertos por um véu, para não assustar aos seus. Quando baixamos ao averno, criam-se cornos tenebrosos, ao retornar a grande luz, ao branquearmos o latão, estes cornos tenebrosos se convertem em cornos de Luz. Sempre resplandecem os cornos sobre os Grandes Hierofantes.
“No Esoterismo Crístico Gnóstico são sempre citados os Seis Graus da Razão Objectiva do Ser Consciente. Os Graus de desenvolvimento da Razão Objectiva do Ser conhecem-se pelo número de Tridentes que resplandecem nos Cornos do Lúcifer individual de cada um de nós. Obviamente, o Lúcifer individual de cada um de nós é um reflexo do Logos no nosso interior, por isso é chamado Chrístus-Lúcifer. Lúcifer dá-nos o Impulso Sexual, Lúcifer é, por tal motivo, escada para subir e escada para descer. Vencendo Lúcifer subimos, ascendemos. Lúcifer, integrado em nós, converte-nos em Arcanjos. Quando aparece o 4º Tridente sobre os Cornos, aperfeiçoou-se a Razão Objectiva do Ser até ao Sagrado «Ternoonald» e, por isso, só faltam Duas graduações até se conseguir o Grau «Anklad». A Razão do Sagrado «Anklad» é o mais Transcendental e Luminoso que um Ser pode lograr e corresponde ao 3º Grau em relação à Razão Absoluta da Infinitude que tudo sustenta. A Razão do Sagrado «Podkoolad» é a última graduação antes do Sagrado «Anklad». O 5º Tridente sobre os Cornos indica o Grau do Sagrado «Podkoolad». O 6º Tridente sobre os Cornos assinala o Grau do Sagrado «Anklad». É necessário conhecer os Mistérios Taurinos para não nos alarmarmos com os Luminosos Cornos do Christus-Lúcifer, dentro de cada um de nós. Recordemos os Cornos de Prata dos Grandes Hierofantes. Os Cornos dos Demônios são a antítese fatal dos Cornos da Luz. A cada má acção, crescem os Cornos dos Tenebrosos. Não confundamos pois, os Cornos dos Demónios, com os Luminosos Cornos de Christus-Lúcifer. O Triplo-Poderoso: Mente, Desejo e Sexo, em degeneração, nada tem que ver com os Graus da Razão Objectiva do Ser. O animal intelectual nada sabe sobre Pistis Sophia.” Pistis Sophia
“Os Padres da Igreja, Simeão, Pacomio, Eulogio, Antonio, viam cada qual a seu Lúcifer particular, (pois cada pessoa tem ao seu) sob o aspecto de alguma deliciosa donzela ou de algum varão de reluzentes cornos ou uma criança de túnica negra” A Doutrina Secreta de Anahuac
Nosso lúcifer intimo e particular possui tais cornos e de acordo com o número de cornos de luz que o mesmo possui, caracteriza o nível de Razão Objetiva que possuímos, raros são aqueles que chegam ao sagrado Anklad, recordai que o Bafometo, o Arcano 15 tem sobre sua cabeça na lamina do Tarot, seis terminações em seus cornos.
“O RESPLENDOR DE DEUS: “Quando Moisés desceu da montanha do Sinai, levou nas mãos as duas tábuas da aliança. Ele não sabia que o seu rosto estava resplandecente, por ter falado com Jehová. Aarão e todos os filhos de Israel viram que Moisés estava com o rosto resplandecente, e ficaram com medo de se aproximar dele. Moisés, porém, os chamou. Aarão e os chefes da comunidade se aproximaram, e Moisés falou com eles. Depois, todos os filhos de Israel se aproximaram, e Moisés comunicou a eles tudo o que Jehová lhe havia dito no alto da montanha do Sinai. Quando Moisés terminou de falar, cobriu o rosto com o véu. Quando Moisés ia até Jehová, para falar com ele, retirava o véu até a hora de sair; e ao sair, comunicava aos filhos de Israel o que Deus havia mandado. Os filhos de Israel viam que o rosto de Moisés estava resplandecente. Depois, Moisés cobria o rosto com o véu, até voltar para falar de novo com Jehová. Êxodo 34, 29-35
“Moises ao retornar do Sinai, onde havia encontrado Jehová, levava na frente dois raios luminosos em forma de cornos de cabrito macho, o que nos indica que havia trabalhado com a força sexual. Escrito está, e com letras hebraicas, que a Arca da Aliança levava em seus quatro cantos cornos de cabrito macho.” – A Doutrina Secreta de Anahuac
Mediante o trabalho sexual, logramos conquistar os cornos de luz, possibilitando assim reafirmar as tabuas da aliança, o pacto de salvação, é Lúcifer nosso salvador, é Lúcifer nossa perdição.
“Jehová disse a Moisés: "Diga a seu irmão Aarão que nunca entre no santuário além do véu, diante da placa de ouro que está sobre a arca. Ele poderá morrer, porque eu apareço numa nuvem.”” Levitico 16
Ai daqueles que penetrem além do véu do Grande Santuário.
Diz a Pistis Sophia que o 6º Tridente sobre os Cornos assinala o Grau do Sagrado «Anklad». E bem sabemos que o Sagrado Anklad assinala o Absoluto, recordando a Liturgia que diz “Os Espíritos com Cabeça de Gavião alcançarão o sagrado Anklad”.


O Diabo
Entramos agora no tema que creio ser o mais delicado, já que atualmente o Satanismo prega a masturbação, orgias, uma série de rituais, muito diferentes dos antigos Satanianos, que rendiam culto ao salvador e ao salvado, sem nada destas coisas. Quem realmente é o Diabo? Figura que a alguns atrai, a outros atormenta, quem é este ser que é a própria Sombra de Deus?
“O Final de todos os processos relacionados com a ascensão é anunciado por quatro anjos, que encontram-se nos quatro pontos cardeais do planeta terra, fazem cada um soar sua trombeta. Dentro do templo me entregou a Pomba Branca do Espírito Santo, como que dizendo-me: “Trabalhai intensamente na Nona Esfera” se és que quereis encarnar em ti mesmo o “TERCEIRO LOGOS”. Todos estes processos simbólicos se concluíram aos quarenta dias.” As Três Montanhas
“Neste momento de sua suposta agonia, exclamou: Pai, em tuas mãos encomendo meu Espírito, e dizem que morreu. Porem não morreu. Simplesmente entrou em Profundo Extasis para poder suportar as dores que como Humano tinha, e baixar a seu Sepulcro com todas as condições dadas para integrar-se de Imediato com aquele SATANÁS, ou DEMÔNIO, o DIABO, que entrou em Judas naquele dia da Ultima Ceia, quando disse: Ao que der o Pão, ELE(EL) é. ELE É (EL ES) EL (MichaEL, SamaEL, UriEL, etc. (ELE)EL é DEUS)” O Ultimato
Recordai que Ele é Ele, e quem discorrer o véu de Isis terá que prometer guardar silêncio.
“Chegou a hora de saber que todos nós somos filhos do Diabo. Por favor, rogo-lhes que não se assustem. Já sabemos que o senhor Satanás, ou Lúcifer- Prometeu, é exclusivamente a sombra de nossa própria divindade superior, projetada dentro de nós mesmos para nosso bem. É evidente que Lúcifer é o grande treinador que levamos dentro. Por isso, o impulso sexual, no fundo, resulta luciférico..... Deste ponto de vista, podemos assegurar que nós somos filhos do Diabo e isto é dito por Nosso Senhor, o Cristo: “Filhos do Diabo sois”, disse o grande Mestre, “porque se fôsseis filhos de Deus, as obras de Deus faríeis”. É necessário fazer-nos filhos de Deus e isto somente é possível com os Três Fatores da Revolução da Consciência, tal como os temos citado nesta conferência. Filho de Deus é todo aquele que chega a ressurreição. Reflexionai, pois, nestas palavras e não vos presumais de santos, nem de virtuosos; porque todos vós filhos do Diabo sois.” Sim há Inferno Diabo e Karma
“P. – V.M. Ouvi dizer que, em algum dos Evangelho, o Grande Kabir Jesus disse: “Filhos de Satã sois, mas não filhos de Deus.” Poderia explicar-nos isto? V.M. – Distinto cavalheiro! Escuto sua pergunto e com o maior prazer me apresso a responder-lhe. Obviamente, todos somos filhos do Dragão, de Satã, do Diabo das trevas. Se alguém se quer fazer filho de Deus, deve vencer o Dragão, o tentador, o escamoso; então nos teremos convertido em filhos de Deus e em dragões de sabedoria. Sem dúvida, o Grande Kabir Jesus não maldisse jamais a sua sombra. Em nenhum dos quatro Evangelhos foi dito que Jesus tivesse estendido sua destra para maldizer sua própria sombra. Quando Jesus, o grande sacerdote gnóstico, foi tentado por Satã, só exclamou: “Satã, Satã, escrito está: ao Senhor teu Deus não tentarás e a Ele só obedecerás.” Fica, pois, esclarecido que Satã, Lúcifer-Prometeu, deve obedecer a Deus. Seu dever é tentar o Iniciado. Absurdo seria que a sombra do Eterno tentasse o Eterno ou, em outras palavras, que o Diabo tentasse Deus. Vê-se claramente, pelas palavras do Grande Kabir Jesus, que Lúcifer é o ministro do Altíssimo, o guardião das sete mansões, o servo da divindade. Aqueles que anatematizam a sombra do eterno Deus vivo, obviamente, estão anatematizando o próprio Deus, porque Deus e sua sombra são um. Entendido?” Sim Há Inferno Diabo e Karma
O Diabo tem três aspectos a serem observados, dois que vamos tratar aqui, um negativo, Satan como o Ego e um aspecto positivo Satan como o Reflexo do Logos dentro de nós, o AUTENTICO DIABO, o Dragão da Sabedoria com diversos nomes. Satã em seu aspecto Superior é Servo do Altíssimo, a própria sombra do Eterno Deus Vivo.
“Agora estou falando de um dragão diferente. Estou-me referindo ao reflexo do Logos dentro de nós mesmos, aqui e agora, ao autêntico Diabo, ao Dragão sagrado dos dracontes, que nada tem de mau nem de perverso, como supõem as pessoas ignorantes.” Sim Há Inferno Diabo e Karma
“...o reflexo do Logos, sua sombra particular dentro de nós mesmos, o Diabo, volta ao Logos, mescla-se com Ele, fusiona-se com Ele, porque, no fundo, Ele é Ele...” Sim há Inferno, Diabo e Karma

Este reflexo do Logos, a sombra particular do mesmo, este Satan, Diabo, é ELE, que quando purificado e preparado fusiona-se com Deus, que é ELE, em ultima síntese ELE é ELE. No fundo ELE É ELE.
“O único que tem sido capaz através da história de enfrentar a Deus corpo a corpo é o Demônio, porque é um desdobramento de Deus.” Lakhsmi, Semana Santa 99
“O Diabo, o reflexo de nosso Logoi Interior, foi a criatura mais excelente, antes de que caíssemos na geração animal. ...” Tarot e Kabala
“A Pedra Cubica de Jesod situada nos Orgãos Criadores, é certamente aquela Alma Metalica que resulta das transmutações sexuais, poderiamos denomina-la de Mercúrio da Filosofia Secreta, ou falando em linguagem mais simples, Energia Criadora. ELA em sí mesma está alegorizada pelo DIABO, quando decidimos que há que trabalhar com o Diabo é para transforma-lo em Lúcifer, o Fazedor de Luz.” Tarot e Kabala
O Diabo em seu aspecto negativo, o Ego, quando eliminado se torna mais uma vez esta criatura excelente e divina.
Nossa Energia Criadora, a Pedra Cúbica de Jesod, esta pedra que havia sido rejeitada pelos construtores é o Diabo, Lúcifer, Satan, em um de seus desdobramentos, a Energia Sexual, é pois a matéria prima que quando trabalhada, recordemos que tudo que tem, e que é o homem, encontra-se depositado nas gônadas sexuais. Há que branquear o Diabo.
“O Galo é o GAIO, I.A.O., o Mercúrio da Filosofia Secreta. O triunfo do GAIO é o êxito do Mercúrio Enxofrado, a Ressurreição do Senhor.” Pistis Sophia Desvelada
O Mercúrio Enxofrado é a mescla das energias sexuais masculinas e femininas durante a alquimia (sem a queda sexual), se mesclam e ascendem no iniciado.
“Muito se falou sobre o Diabo, bastante se escreveu sobre este tema; porém, são poucos os que o explicaram realmente. A origem deste mito deve-se buscá-la nas criptas iniciáticas do passado e nas cavernas arcaicas. Reflitamos por um momento no que é o Sol. Inquestionavelmente, o astro rei nos ilumina e dá vida; não obstante, faz contraste com as trevas. Qualquer meio-dia, por resplandecente que seja, tem suas sombras, já sob as frondosas árvores do caminho solitário, já dentro das grutas das montanhas, ou simplesmente atrás de qualquer corpo móvel ou imóvel. Cada um de nós projeta sua sombra por aqui, por lá e por acolá. Luz e sombras, em antítese harmoniosa, marcam um completo dualismo, cuja extraordinária síntese é a sabedoria. Vamos agora um pouco mais longe, penetremos no profundo, no ignoto de nosso Ser. Sabemos que mais além do corpo, dos afetos e da mente está o Logói interior, divinal... Inquestionavelmente, isto que é o inefável, isto que é o real projeta seu próprio reflexo, sua sombra particular, dentro de nós mesmos, aqui e agora. Indubitavelmente, o sol íntimo de cada um de nós tem também sua sombra e esta cumpre uma missão específica no fundo mesmo de nossa própria Consciência. Obviamente, tal sombra, tal reflexo logóico é o treinador psicológico, Lúcifer, o tentador...” Sim Há Inferno Diabo e Karma
O Que há além do Físico, da vitalidade, dos desejos, dos pensamentos? Sim! A Alma Humana, o Diabo em um de seus desdobramentos, Lúcifer, do mundo causal para baixo apenas esta sombra divina pode conhecer, este Logoi Interior, projeta nos quatro corpos de pecado a essência, enfrascada no Ego. Quer dizer, O Diabo, porem negro.
“Quero, pois, amigos meus, que compreendais o que é esse fetiche dogmático ou diabo fantástico ortodoxo e o que é, realmente, o reflexo do Logos, a sombra de Deus dentro de cada um de nós, o Diabo real ou Lúcifer, ou Prometeu sagrado...o diabo das seitas dogmáticas é mera fantasia que não existe e que o que verdadeiramente, sim, existe é o Diabo da boa lei, a sombra do Sol espiritual dentro de cada um de nós, a sombra da noite em oposição ao dia, a sombra das árvores à beira do caminho, etc., é óbvio que vos comove e até surpreende; porém, sem deixar esse receio próprio de uma falsa crença que vos inculcaram desde os primeiros anos da infância.” Sim Há Inferno Diabo e Karma
É Lamentável que este bendito Ser tenha sido deturpado, não podemos mais carregar este odre que até hoje carregamos se queremos receber os ensinamentos do mais alto. Há que ter Odre novo para o novo vinho que chega da vinha, deixemos de lado os conceitos, os pré-conceitos e estudemos o que nos ensina o Salvador e o Salvado. Salve ó Fênix Imortal.
“Convém, agora, recordar a seita gnóstica dos naassênios, adoradores da Serpente. Os adeptos de tal ordem simbolizaram o Dragão, ou reflexo do Logos, com a brilhante constelação de sete estrelas. Quero me referir, de forma enfática, clara e precisa, à constelação do Dragão. Alguns supõem que João, o vidente do Apocalipse, é o autor de tal alegoria. Tal suposição é, de fato, equivocada, porque o dragão é de Netuno, da magia atlante... Ressaltam as sete estrelas da constelação do Dragão na mão do Alfa e do Ômega, aquele Verbo do Apocalipse que aparecera a João. É, pois, o Dragão, o Lúcifer, Prometeu, Satã ou o Diabo, em seu aspecto superior, o próprio Logos, “O Nascido por Si”, o Aja hindu. Em seu aspecto inferior é o Dragão ou Diabo esotérico, autêntico e legítimo (diferente do da ortodoxia dogmática). Todo hierofante, todo verdadeiro auto-realizado é um dragão de sabedoria.” Sim Há Inferno Diabo e Karma
O Dragão é pois a alegoria da sabedoria em todos os tempos, também da sombra, do adversário, este dragão é o enviado do Altíssimo para que se cumpra com o que há de cumprir, não podemos negar que ao terminar a obra nos tornamos Dragões de Sabedoria, quem mata o dragão se converte no próprio Dragão.
“No fim, o escamoso Lúcifer, a sombra do Eterno, o reflexo íntimo de nosso verdadeiro Ser divino, voltará a Ele, fusionar-se-á com Ele, resplandecerá n’Ele. Ao chegar a estas alturas, poderemos exclamar com os antigos iniciados: “Eu sou um Dragão! Eu sou Ele, Ele, Ele!”” Sim Há Inferno Diabo e Karma
Seja pois dita a verdade, doa a quem doer, que se rompam novas cadeias, que se avive a consciência daquele que conhece estes mistérios, ou que se cale com augusto silêncio. Já não é mais aceitável que não se compreenda e não se viva estes ensinamentos, falamos claramente disto para que não nos culpem quando do Julgamento de que não sabiam, pois sabem e serão julgados ainda mais severamente por saber se não cumprem com estes mistérios.
“Na Idade Média existiu a seita gnóstica dos satanianos. Também existiu a dos iscariotes. Os adeptos de tais seitas foram queimados vivos na fogueira da Inquisição. É lástima que a seita dos satanianos não possa agora ser restaurada, devido ao fato concreto de que a documentação foi destruída.” Sim Há Inferno Diabo e Karma
É Lamentável como nos diz o Venerável Mestre Samael que a humanidade em nenhum tempo esteve pronta para receber a Grande Verdade, os satanianos, os iscariotes conheciam o mistério além do véu, além da Luz do Véu. Recordemos que Osíris é um Deus Negro e que mais além do bem há o Mal.
“Nas dracontias se reverenciava o Dragão, quer dizer, a sombra do Logos, a sombra do Sol Espiritual, seu reflexo no universo e dentro de nós mesmos. Não olvidem os senhores que atrás deste sol que nos ilumina está o Elon fenício ou Elion judeu, o sol central deste universo no qual vivemos, nos movemos e temos nosso ser.” Sim Há Inferno Diabo e Karma
“Senhores e senhoras! Satanás, o Diabo, é algo mais que tudo isso; é o reflexo de nosso próprio Ser íntimo em nós mesmos e dentro de nossa Consciência, aqui e agora. Revisando velhas mitologias dos antigos tempos, viemos a evidenciar, claramente, que tal mito satânico foi divulgado em todos os rincões do mundo pelos sacerdotes da religião heliólatra ou heliocêntrica, que antes fora definitivamente universal. Recordemos que houve épocas no passado em que se levantaram por toda parte, em todos os lugares do planeta Terra, templos ao Sol e ao Dragão. Então existiram os cultos draconianos e os sacerdotes da citada religião universal diziam-se a si mesmos “filhos do Dragão” ou, simplesmente, qualificavam-se de dragões. O símbolo do dragão foi tomado daqueles répteis voadores gigantescos que existiram nas épocas da Atlântida e Lemúria. Resulta interessante que tal símbolo tenha sido usado para alegorizar toda sombra do Sol, todo reflexo do astro rei, incluindo o Lúcifer íntimo particular de cada ser humano.” Sim Há Inferno Diabo e Karma
“Só aqueles que estudamos o gnosticismo, só aqueles que aprofundamos no esoterismo cainita, sataniano, iscariote, naassênio, essênio, pedatissênio, etc., etc., etc., conhecemos, certamente, o que são os mistérios de Lúcifer e o papel que Judas realizou e o que teve que fazer cada um dos apóstolos do Mestre Jesus no drama cósmico.” Sim Há Inferno Diabo e Karma
Vejam que em nenhum momento os Veneráveis Mestres ousam condenar tais mistérios, senão que nos orienta para que nos aprofundemos e compreendamos o mistério de Lúcifer e de Judas. Porque são a base de nosso trabalho, se hoje não falamos mais abertamente e se não nos aprofundamos tanto nisto é por causa da mente corrompida e negra que tem estes iniciados e a própria humanidade. Más há que cada um ir buscando isto, porque são exigências dos V.M. e da própria Era de Aquário.
Conhecer os mistérios de Lúcifer é indispensável, queres o Céu? Há de ir ao inferno, pois, ali encontará teu Ser, tua Mônada, o Velocinio de Ouro. Se ignoras que a sabedoria de Lúcifer, de Judas, é a sabedoria da morte do ego, como queres despertar a consciência. Nunca foi dito que deveríamos estudar apenas o ritual da vida, estudai pois o ritual da vida e da morte, tu o sabes.
“Muito se disse sobre o mito satânico e alguns supõem que o mesmo chegou ao mundo ocidental desde a terra do Egito. Não negamos, de forma alguma, a vinda à terra dos faraós de muitos deuses solares com seus correspondentes dragões, provenientes do Indostão. Tampouco negamos que a alegoria de Osíris e Tifão tivesse sido representada na velha Europa. Não obstante, vamos mais longe; temos direito a pensar nos hiperbóreos e em seus cultos solares, junto com seus dragões e infernos. Não foi a Índia pré-védica exclusivamente a única que enviou ao Egito seus deuses solares e seus cultos. Fora de toda dúvida, a Atlântida submersa também deixou, no país de Saís e nas margens do Nilo, arcaicos cultos ao Sol e seus dragões.” Sim Há Inferno Diabo e Karma
Hoje em dia se levantam mistérios tão grandes que certamente a humanidade devido a sua degeneração não consegue perceber, sempre, em todas as épocas se rendia culto ao Sol e a seus dragões. Um Hermafrodita, não é mais homem que mulher, nem mais mulher que homem.
“Nos Mistérios, entre os Iluminados Gnósticos-Rosacruzes, havia um cerimonial de Iniciação; o neófito submetido a provas era conduzido até certo lugar vendado; o mais interessante era quando lhe arrancavam a venda, encontrava-se em um salão iluminado, todos se encontravam no centro e ao redor de um Bode, em sua fronte brilhava a Pentalfa, entre seus grandes chifres. Ordenava-se ao Neófito ir beijar o traseiro do Diabo, ou seja, a cauda; ao dar a volta no animal encontrava-se com uma formosa Dama, que lhe dava as boas vindas, o abraçava e o beijava na fronte, então tinha triunfado.”

“O Bafometo dos Templários deve-se ler ao contrário, TEM-O-H-PAB, símbolo das palavras latinas: Templi Ommun Hominum Pacis Abbas. Isto quer dizer: O Pai do Templo. Paz Universal dos Homens.” – Tarot e Kabala
Irmãos, hoje este povo que aqui estamos, somos o fruto das sementes que foram plantadas quando da vinda de Jesus e outros muito antes, a mais de dois mil anos, por uma lei de recorrência, muitos de nós recebemos quantas vezes estes mistérios, quantas vezes fomos queimados, enforcados, apedrejados por conhecer o segredo de Deus.
“Também causa certa dor o fato concreto de que Judas Iscariotes, até a data atual, seja considerado realmente como um discípulo traidor. Se analisamos judiciosamente o que é Satã, o Diabo, Lúcifer, se compreendemos que é só o reflexo de Deus dentro de nós, a sombra do Sol íntimo dentro de cada qual, situado no fundo de nossa alma para o nosso bem, de fato e por direito próprio vamos fazendo justiça a tal seita gnóstica(satanianos).” Sim Há Inferno Diabo e Karma
Não devemos confundir os Satanistas que houveram em todos os tempos, estes bruxos e feiticeiros com os autênticos satanianos, nem mesmo com o gnosticismo equivocado de muitas épocas, falamos da autentica sabedoria do Diabo, depositada no fundo de nossa consciência, não de conhecimentos baseados em dogmas, apetites egoicos, já que aí sim, é um desvio do autentico gnosticismo sataniano. Hoje temos um resgate deste conhecimento por meio deste pequeno livro que trata de resgatar em parte o que foi perdido e o que foi já entregue novamente por meio dos Mestres que hoje se fazem presentes conosco, senão física, internamente.
“Não está demais afirmar, de forma enfática e com plena e com plena lucidez, que matar o Dragão Venus-Lucifer-Xolotl equivale a convertermos em filhos do mesmo, isto é receber a Estrela da Manhã. Os dragões foram tidos em toda a antiguidade como símbolos da Eternidade e da Sabedoria” A Doutrina Secreta de Anahuac
Uma das coisas que viemos fazer na terra, é perder a inocência, não sejamos inocentes a ponto de ignorar o que está sendo dito, pois seria um insulto a consciência que carregamos dentro de cada um de nós, o Dragão, é o símbolo do máximo sacrifício, pois diferente de seu irmão o Sol, é desconhecido, trabalha sem receber seu devido reconhecimento.
“P. Querido Mestre, sendo Satã o reflexo de Deus e, portanto, sendo Satã amor, não seria incongruente dizer que o ego é satânico? V.M. – Distinto cavalheiro! Amigos, senhoras! Recordai que existem dois tipos de trevas. A primeira a denominaremos obscuridade do silêncio e do segredo augusto dos sábios. A segunda qualificaremos de obscuridade da ignorância e do erro. Obviamente, a primeira é a superobscuridade; indubitavelmente, a segunda é a infra-obscuridade. Isto quer dizer que as trevas se bipolarizam e que o negativo é tão só o desdobramento do posítivo. Por simples indução lógica, convido-os a compreender que Prometeu-Lúcifer, encadeado à dura rocha, sacrificando-se por nós, submeteu-se a todas as torturas. Ainda que seja o fiel da balança, o doador da luz, a medida e o peso, o guardião das sete mansões, que não deixa passar senão aqueles que forma ungidos pela sabedoria, que portam em sua direita a lâmpada de Hermes, desdobra-se, inevitavelmente, no aspecto fatal da multiplicidade egóica, nesses agregados psíquicos sinistros que compõem nosso eu e que foram devidamente estudados pelo esoterismo tântrico budista.” Sim Há Inferno Diabo e Karma
É bastante claro que Satã faz um grande sacrifício pela humanidade, e isto que faz não deixa de ser por amor, o Ego, o Eu, o Mim Mesmo não é Satã, o Ego é a ignorância e o erro e nada, absolutamente nada se parece com este Augusto Segredo dos Sábios.
“P. – Mestre, ao diabo se alegoriza sempre com o tridente. Tem algum significado especial este símbolo? V.M. – Esta pergunta do auditório me recorda o tridente da mente que usam os brâmanes do Indostão. Não obstante, nós vamos mais longe, chegamos às três forças primárias do universo, alegorizadas pelo tridente. É claro que, vencendo o Dragão, podemos cristalizar, dentro de nós mesmos, estas três forças e, então, nos converteremos, de fato, em verdadeiros deuses solares. Não é, acaso, o Dragão o reflexo do Sol? Compreendei, então, o que significa o tridente.” Sim Há Inferno Diabo e Karma
Já observaram que o Báculo Sacerdotal tem Três pontas que ficam fora da cana? O Que seriam então as Três bolas do outro Báculo? Certamente nos recorda as três forças primarias, antigamente representadas pelo tridente, postas na mão do Diabo, de Lúcifer, quando vencemos ao mesmo, nos tornamos ELE, por conseqüência encarnamos as três forças primarias.
“Esse Dragão Vermelho, essa sombra do Logos Solar em nós, esse treinador psicológico que cada qual leva em seu interior, mete-nos nos becos da tentação, com o propósito de nos treinar no caminho da virtude.” Sim Há Inferno Diabo e Karma
Escutai, pois existem pois Sete Dragões, esotéricamente falando, vamos nos referir a Três neste ponto, o Dragão Amarelo, o Dragão Vermelho e o Dragão Negro.
Não ignoramos que todos eles são Dragões. O Dragão Amarelo é pois certamente conhecido de todos. O Dragão Negro tem três cabeças, é composto pelas Três Fúrias, pelos Três Traidores de Hiram, são eles Sebal, que utilizou uma régua, Orteluk, utilizando uma alavanca e Stokin com seu martelo que mataram ao Mestre Hiram, também conhecidos como Judas, Pilatos e Caifas, ou ainda Core, Dathan e Abiran, são nossos corpos de desejo, a má mente e má vontade. Se queremos ressucitar o Cristo Interno, há que decapitar o dragão Por fim encontramos ao Dragão Vermelho, ou o Dragão das Trevas, este Dragão é Lúcifer, porem que atualmente representa o Ego, já que está revestido do mesmo.
“Não há duvida que seu Deus íntimo ordenou à sua sombra, ao seu Lúcifer, ao seu Dragão particular interior, materializar-se dessa forma diante da infeliz, fazer-se visível e tangível diante dela e até copular com ela... Obviamente, seu Divino Sol Íntimo não poderia ter realizado tal cópula, tal aparição; porém, sua sombra particular, como está polarizada negativamente com respeito à luz positiva, resulta palmário e manifesto que, sim, pôde realizar concretamente tudo isto.” Sim Há Inferno Diabo e Karma
Como seria possível que Lúcifer, não estando a serviço da Divindade, do Deus Intimo pudesse realizar tamanha façanha? Percebem que nem tudo pode fazer este Divino Sol Intimo de cada criatura? Para tanto ELE se desdobra n´ELE. Tenhamos o devido respeito a divindade, respeitemos a sombra particular intima de cada criatura que mesmo polarizada negativamente em relação a luz positiva carrega em si parte da mesma, já que na semente se encontra tudo que é a arvore.
“A tentação é fogo; triunfo sobre a tentação é luz. Não olhemos, pois, com desprezo para Tifão Bafometo, o Diabo, porque cada qual o carrega dentro de si mesmo e é a sombra do Deus íntimo. Recordai, irmãos, que diabo é todo contraste; diabo é a sombra do Sol, a sombra de toda árvore à luz do astro rei, a noite, etc., etc., etc. Olhado de outro ângulo, vista esta questão de outro aspecto, poderíamos dizer que, como o diabo é o anverso de toda medalha, para os tenebrosos, para as pessoas que vivem no Abismo, para os demônios, diabo são os anjos, os deuses, a luz, a bondade, a beleza, etc., etc. Se as pessoas que vivem na luz se assustam quando vêem os demônios, é claro que também os demônios se assustam quando vêem as pessoas que vivem na luz, quando vêem os anjos, os arcanjos. Estou falando de algo que me consta, de algo que pude vivenciar, experimentar por mim mesmo de forma direta. Muitas vezes, ao entrar nos mundos infernos, vi os tenebrosos horrorizados; escutei-os exclamar: “Entrou um demônio, defendamo-nos!” Eles certamente sentiram pavor ante minha presença. Eu sou um demônio branco para eles e eles são demônios negros para mim. Assim pois, o diabo é questão de contrastes, de oposições, etc., etc., etc.” Sim Há Inferno Diabo e Karma
Quando trabalhamos sobre nós mesmos, eliminando nossos defeitos, dizemos que estamos branqueando o Latão, o Diabo, resulta pois evidente que para os diabos, somos Demônios Brancos, e eles para nós são Demônios Negros.
“Entre parênteses, quero contar a todos os aqui presentes que eu tenho uma aposta com o Diabo e isto poderá surpreendê-los um pouco... Em certa ocasião, não importa agora a data nem a hora, sentados os dois, frente a frente, ante uma mesa, escutei, dos lábios do meu próprio Lúcifer íntimo, as seguintes afirmações: “Eu a ti te vencerei na castidade e vou te demonstrá-lo. Tu comigo não podes...” “Queres fazer uma aposta comigo?” Sim, respondeu Satã, estou disposto a casar a aposta.” “Por quanto casamos a aposta?...” “Por tanto e está feito.” Afastei-me daquele personagem, que não é mais que o reflexo de meu próprio Logos íntimo, tratando-o, em verdade, um pouco mal... ” Sim Há Inferno Diabo e Karma
Os antigos pactos com o Diabo, que posteriormente foram alterados com propósitos nefastos ,não eram nada mais que a aposta daquele que esta disposto a tudo, custe o que custar, para vencer o Dragão, poucos são os que tem coragem de enfrentar o Dragão, menos ainda os que o vencem, pois o Dragão é sábio, e estamos na sua casa. Estas apostas servem não só em relação a Alma, já que existem certos valores, ou capitais cósmicos que podem ser valorizados, ou desvalorizados, como a moeda física. Esta aposta permite que valorizemos por exemplo a castidade. Quanto maiores as tentações, maiores as virtudes. Quanto casada a aposta Lúcifer nos tenta, o Dragão impõe as mais diversas dificuldades para que possamos triplicar nossa vontade, obediência e paciência, vencida a prova, este valor fica mais valorizado que antes.
“Assim, desta forma, são muito raros os Miguéis que vencem o Dragão; temos que buscá-los com a lanterna de Diógenes. Essas pessoas são demasiado débeis, frágeis, ignorantes e absurdas. ” Sim Há Inferno Diabo e Karma
“É óbvio que, na Atlântida, antes da segunda catástrofe transalpaniana, existiu, na terra de mu, um réptil voador de tipo mais netuniano e cheio de escamas. Os caldeus quiseram sempre simbolizar as trevas da noite, o reflexo do Logos no universo e dentro de cada um de nós, com o famoso anfíbio atlante....O mais lamentável desta questão é que tal alegoria, ou símbolo, tenha sido convertido na figura essa, espantosa e horripilante, do diabo ortodoxo. ” Sim há inferno Diabo e Karma
“Eu sou o verdadeiro deus, o deus uno, o único deus que há. Eu sou teu e tua arte é minha. Sim, até mesmo meu símbolo é o espelho! E saiba bem meu nome para através de nossa honra preferi-lo em todas as tuas ações. Pois sou um Dragão, o deus caçador e dominador das sombras. Ai então será e permanecerá merecedor da minha magia draconiana” – A Fala do Dragão
“Bem sabemos que «O Grande Abismo» das águas eternas se encontra entre Binah e Chesed. Isto sabe-o qualquer Cabalista que consulte a Árvore da Vida. O Raio Divino e o Caos, Pistis Sophia e o Grande Abismo, unidos, resplandecem de prazer. O Caos, obtendo sentido por esta união com o Espírito, cintila deliciosamente. Quando Sophia, como Espírito Divino, se associa ao Caos surge o «Protogonos», a Luz Primogénita.” Pistis Sophia Desvelada
“O Zero Absoluto Radical em aritmética transcendente, o espaço abstrato em geometria, a incognoscível Cidade, que não nasce, não morre nem se reencarna. Deste todo incognoscível ou zero radical, emana ao começar qualquer universo sideral, a Mônada pitagórica, o Pai-Mãe Gnóstico o Purusha-Prakriti Indú, o Osíris-Isis Egípcio, Protogonos Dual ou Adam-Kadmon Kabalista, o Teos-Chaos da Teogonia de Hesidio, o Ur-Anas ou fogo e Água Caldeu, o Ruach Elohim ou Divino Espírito do Senhor flutuando sobre as águas da vida genésicas do primeiro instante.” Mensagem de Natal, 1969-1970
Quando Sophia, como Espírito Divino, se associa ao Caos surge o primeiro desdobramento de Lúcifer, a Mônada Divina, Osíris-Isis, Adam-Kadmon, enfim o Divino Espírito do Senhor. Recordai que PISTIS Sophia, quer dizer poder e sabedoria, uma mescla da Luz e das Trevas.
“Os Príncipes da Igreja Gnóstica nunca ignoram os Trabalhos do Abismo. Só quem trabalhou intensamente nos Mundos Infernos logra alcançar o estado de Príncipe ou Regente da Igreja Gnóstica. Na realidade, unicamente trabalhando sobre si próprio no Nono Círculo Dantesco é possível converter-se num Regente de Luz. Toda a exaltação é precedida de uma terrível humilhação. Quem quiser subir deve primeiro descer, essa é a Lei.” Pistis Sophia Desvelada
“ A Verdade surge do Abismo e encontra-a quem descobre o Tesouro, o Velocino de Ouro, nas entranhas do mundo. A Virtude vem de cima, do Céu, quando eliminamos as coisas do Abismo em nós e dentro de nós próprios, aqui e agora.” Pistis Sophia Desvelada
“Então se aproximaram dos protagonistas do Drama que ia haver e disse ‘É que vamos lançar o Homem a uma Grande Aventura e se aqui neste mundo não há quem o receba, se cai, nunca poderá voltar a sair daqui, nunca você poderá se livrar disto.‘ Então Ele disse ‘Por acaso o Homem é maior que eu?’ e os Deuses lhe disseram ‘É maior que você. Porque você é maior que o Homem, será o único que poda o retirar daqui, caso caia.’ Com termos de Deuses, nós chamamos ‘cair’, porque se caem, um tombo, se golpeou, porem aqueles que caíram e não se golpearam, simplesmente ficaram na obscuridade. Assim foi o homem lançado a este grande experimento e lamentavelmente caiu. Em uma ocasião o Mestre Samael nos dizia: ‘Uma parte dos Homens se retiraram ao ver o que passava e não caíram, porem sabemos que o que não baixou até Lá, não tem raízes para chegar até o mais alto.´” Lakhsmi, Semana Santa 99
Como poderia uma arvore dar seus frutos nos céus infinitos se não baixa a profundidade da terra equivalente a altura que precisa subir. Quanto maior as raízes, maior a árvore. Como dizia o Mestre Samael; “A sabedoria é elaborada com a sabedoria do pecado e a vertigem do Absoluto.”
Por isto sabemos que foi tão necessária esta queda do passado, pois por termos descido tão fundo, tão baixo, temos condições de subir tão alto quanto nenhum Deus jamais esteve. Porque toda exaltação é precedida por uma terrível humilhação, quanto mais pretendemos subir, mais temos que baixar e isto cumprimos em parte. Já cometemos o erro, já pecamos e nos lambuzamos no lodo do mundo agora só nos resta cumprir com o restante que é este retorno triunfal, este ascenso mais uma vez ao Espírito.
A Luta não é fácil, o caminho é duro, mas é possível, sim é possível.
“Alguns Iniciados sabem conviver com as ovelhas, porém, não sabem viver com os cabritos. Raros são os Iniciados capazes de se suster, em pleno equilíbrio, sobre o pé esquerdo. O que tenha Entendimento que entenda porque aqui há Sabedoria. Se o Cristo se disfarça de Diabo para descer ao Abismo e salvar-nos, porque não havemos de imitar o seu exemplo? O Diabo é branqueado e transformado em Criador de Luz, em Lúcifer; tu o sabes. Repito, o Iniciado deve aprender a mover-se sobre as suas duas pernas.” Pistis Sophia Desvelada
Temos que ter muito cuidado com estes ensinamentos sobre este Cavaleiro Vermelho, exatamente porque em nossa mente existem Eus de Magia Negra, eus bruxos, elementos que se identificam com o pólo negativo deste Diabo, e isto não nos cabe. O Que citamos aqui é a pureza da pureza, a chama da chama e isto é divino e espero que compreendam.
As vezes o iniciado se vê confundido em sua mente por estes Eus demônios e claro compreender isto tudo resulta muito difícil, mas não podemos deixar o Eu interpretar estes mistérios há que se levar isto à Consciência.
Lúcifer é muito esperto e astuto, isto de saber mover-se com as duas pernas está exatamente na sabedoria de em determinado momento se fazer valer destes princípios para ajudar alguém, porque veja Samael quando resgatou Belzebu, veja aonde foi, aonde estava e com quem estava. Mas me diga que de outra forma resgataríamos uma força destas? Não digo que isto seja para o nível de trabalho que o leitor esteja, mas são coisas que temos que levar em consideração em nosso trabalho.

“Napoleão sucumbira na luta contra o diabo. Uma coisa é estar no campo de batalha lutando com outros machos e outra coisa é a lida contra si mesmo. Satã é um inimigo de ouro e é muito útil. O diabo é a escada para baixar e também a escada para subir. Os doze trabalhos de Hércules são com o diabo. O pacto com o diabo é a própria aposta e o triunfo é a capacidade de fabricar ouro.” A Revolução da Dialética
Caros irmãos, vale ressaltar que atualmente, muitos de nós, fizemos o santo pacto, reafirmamos este pacto, que pacto? “Ante este Altar, ante o Cristo e os Irmãos Presentes, Fulano se compromete a trabalhar sobre tal elemento e suas ramificações. Recorda agora querido irmão?
Achas que fizeste um pacto com o Cristo? O Fizeste, Diante do Cristo, porem é a Lúcifer que tu vais branquear, é ele que há de te pagar, te entregando Pistis(Poder) e Sophia(Sabedoria), o Cristo também lhe paga e é grato pelo trabalho, porem o pacto é limpar o latão.
Uma vez feito o pacto com o diabo, ele mesmo coloca em nosso caminho o que devemos eliminar, as situações, os problemas, as dificuldades. Não reclamemos dos problemas mais, pedimos isto frente ao Altar. Ou será que vamos eliminar nossos defeitos sem que eles tenham a possibilidade de aflorar?
Feliz daquele que conhece seu próprio diabo.
Oh Tu! Cuja luz não percebo, cuja face esta marcada, cujo corpo esta feito em pedaços, disforme, desfeito, sei de tua dor, de tua agonia. Perdão a ti, pois é tu que sofres, Primogênito da criação, senhor do tempo, ajuda-me pois a encarnar a sabedoria do Abismo, a sabedoria da Morte, para que possa por teu auxilio, e por tua graça, tomar mais uma vez a santa lança, e levantar meu cálice, cheio do fogo divino que tu possuis, que guarda aos que te vencem, que te convencem que são fieis.
Diz-se que da terra aos céus há uma escada, diz-se ainda que conforme mudamos o Nível de Ser subimos ou baixamos esta escada, e que NÓS estamos em determinado degrau desta escada. Recordem que “ninguém chega ao Pai senão por Mim.”, porem também recordem que “Lúcifer é a escada para subir, Lúcifer é a escada para baixar”. Ao que vê e compreende será purificado.


O Absoluto
“Nos Sagrados Templos do velho Egito dos Faraós, quando o neófito estava a ponto de sofrer as Provas da Iniciação, um Mestre se aproximava e lhe murmurava no ouvido esta frase misteriosa: “Lembre-se que Osíris é um Deus Negro.” Evidentemente, esta é a cor específica das trevas e das sombras caliginosas, do Diabo, a quem se ofereceram sempre Rosas Negras, e também do caos primitivo, onde todos os elementos e germes da vida se misturam e se confundem totalmente; o símbolo do elemento terra, da noite e da morte radical de todos esses agregados psíquicos que em seu conjunto constituem o mim mesmo” Tarot e Kabala
AUM TAT SAT TAN PAM PAZ – SATTAN, O Ain é o mesmo Sat em Sânscrito, ou seja o Absoluto Imanifestado. Seria o Absoluto negro? Sim diz o Mestre Samael, Osíris é um Deus Negro, negro para o intelecto humano que não compreende e não aceita a verdade, quer dizer, o que há alem da verdade.
O Mestre se referindo ao Absoluto no livro Tarot e Kabala diz: “O Absoluto... Sem dúvida Ele é o FOGO e a LUZ incriada.”
“Arcano 15, Este Arcano corresponde a Satã do qual fala a Bíblia, a Seth em seu aspecto negativo do qual falaram os egípcios. ” Tarot e Kabala
“Devemos liberar a Alma e ao Deus Prometeu, aquele que descreve a mitologia grega, atado à dura rocha e um abutre devorando seu ventre, assim temos nós a nosso Pai (bem amado) atado a rocha viva da matéria, incapacitado para manifestar-se” - As Três Montanhas
“Seidade Todo-Poderosa, Seidade Cósmica, Tu, cujo brilho ilumina os Mundos; Tu, que és o hálito que faz tremer e estremecer a tudo; com o signo da cruz (+), eu te conjuro Grande Ser para que apareças sobre teu Trono do Globo Solar. Abre pois o caminho, a Porta da Criação, e traça um sendeiro de relação entre nós, e tua luz ilumine nosso entendimento, anime nosso coração; deixa que teu resplendor infiltre e inflame nosso sangue para lograr nossa encarnação” Ritual Gnóstico
Observando este Ser que como nos diz o Mestre é o Dono do Mundo, tem como Trono a Terra, o Globo Solar, qual o nome de Teu Deus?
Deus são Deuses porem há Deus, e este Deus é composto pela soma de todos os Deuses.
Se tomamos as letras iniciais de Cristo-Lúcifer – “C e L”, e analisamos em numerais romanos C = 100 / L = 50, C+L = 150 – O Bafometo, o Andrógeno Divino.


O Cristo e a Igreja
É certo pois que quem controla o Sexo, controla a Mente, os Sentimentos, por tal motivo ali se encontram as maiores tentações. Já dissemos em outros tempos que a Mulher do Iniciado cumpre com o majestoso papel de tentadora, assim como saímos do éden por causa dela, graças a ela retornamos. Não nos esqueçamos que foi pela saída que temos a possibilidade de ter os olhos abertos, nos fazer iguais aos Deuses.
Lúcifer tem um grande aliado, claro, pois é um desdobramento dele, a Mulher.
A Mulher é a Igreja, o homem o Cristo, é pelo Cristo que existe a igreja, afinal é da costela do homem que se fez a mulher. Cabe aos homens amar a mulher como o próprio cristo fez com a Igreja, há que branquear o latão, purificar esta Igreja.
O Cristo e a Igreja, devem por fim ser um, como o Cristo e Lúcifer, homem e mulher, como no principio. Porem Miguel deve vencer o Dragão, pois bem sabemos que quando se mata o dragão, se torna o próprio Dragão.
Recordai que a doutrina de Lúcifer é a doutrina da restauração da Igreja! Quer dizer, a doutrina que nos permite, branquear o latão.
Recordamos nestes instantes de Salomé e Herodes, um homem e uma mulher. Diz-se que Herodes levantando a voz diante da luxuriosa Salomé promete tudo que ela quiser, mesmo que fosse a metade de seu reino, e nestes instantes a multidão se lança ao solo e subitamente sobre seus calcanhares engatinhou vários metros como um grande escaravelho, logo saltando sobre os pés de Herodes e olhou para ele fixamente. Tinha esta misteriosa donzela, lábios pintados de carmim e negras sobrancelhas, onde seus olhos brilhavam com fulgor perigoso e de sua fronte brotavam gotículas cintilantes.
Olharam-se contemplando-se em um delicioso instante Herodes e Salomé, então em um determinado instante Salomé sorriu e sussurrou como uma donzela tímida e cheia de pudor: “Quero.... numa bandeja, a cabeça....... a cabeça de João!”
Diz-se que ela achava-se um tanto irritada com o amado e fê-lo ser decapitado. Porem quando contemplou a querida cabeça sobre a bandeja, chorou e enlouqueceu e pereceu de delírio erótico. Salomé desnuda, ébrea de vinho e de paixão, com a cabeça inocente de João Batista entre seus eróticos braços, dançando diante do Rei Herodes fez estremecer as terras antigas.
Santo Deus Bendito, Daimon dos antigos mistérios, tem pois misericórdia de todos nós que levamos estes dois personagens dentro de nossa psique, aguardando o momento exato de realizar tão perigoso drama. Iniciados que podem por a perder todo o teu maravilhoso trabalho de purificação psíquica e sexual. “Mulheres, sejam submissas a seus maridos, como ao Senhor. De fato, o marido é a cabeça da sua esposa, assim como Cristo, salvador do Corpo, é a cabeça da Igreja. E assim como a Igreja está submissa a Cristo, assim também as mulheres sejam submissas em tudo a seus maridos. Maridos, amem suas mulheres, como Cristo amou a Igreja e se entregou por ela; assim, ele a purificou com o banho de água e a santificou pela Palavra, para apresentar a si mesmo uma Igreja gloriosa, sem mancha nem ruga ou qualquer outro defeito, mas santa e imaculada. Portanto, os maridos devem amar suas mulheres como a seus próprios corpos. Quem ama sua mulher, está amando a si mesmo. Ninguém odeia a sua própria carne; pelo contrário, a nutre e dela cuida, como Cristo faz com a igreja, porque somos membros do corpo dele. Por isso, o homem deixará seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher, e os dois serão uma só carne. Esse mistério é grande: eu me refiro a Cristo e à Igreja. Portanto, cada um de vocês ame a sua mulher como a si mesmo, e a mulher respeite o seu marido.” Efésios 5, 22-33
O Cérebro se seminiza e o semem se ceribriza, bem sabe-se que existe intima relação com a cabeça e os órgãos sexuais. Sabemos que estes processos que ocorrem no cosmos, no mundo, em um grupo, entre um casal, e até no processo individual de cada um, estão esculpidos em linguagem de fogo nos livros sagrados como a Pistis Sophia e até a própria Bíblia Hebraica.
O Homem e a Mulher durante o ato sexual, fazem comumente muitas promessas, fazem juramentos até mesmo perigosos para a obra, neste caso o homem encantado pela luxuriosa Salomé e pelos prazeres que a mesma pode lhe oferecer, esta disposto a dar tudo por ela. Dói ver que Salomé, não quer seu reino, nem sua morada, mas o que tem de mais precioso, seu sêmen, quer dizer sua cabeça, Salomé embriagada pela esfera de Nahemah, cuja beleza fatal já encantou muitos iniciados, pede com muita delicadeza, nem digo que são com palavras, tu o sabes. Feliz do homem que conheça este mistério, feliz do homem que tenha consigo seu Daimon nestes instantes, feliz daquele que tenha a Mãe lhe agarrando pela mão.
Se não te preocupa com teu Daimon bendito, esta donzela um tanto irritada pelos processos que seu homem esta passando, como João, o Verbo, o decapita mediante um elemento da psique masculina, Herodes, onde por fim resta apenas um delírio erótico, uma paixão que ao ser consumada, elimina de nós a beleza deste Daimon. Salomé ébria de Luxuria com a cabeça do iniciado.
“Finalmente chegou o dia oportuno. Era o aniversário de Herodes. E ele fez um banquete para os grandes da corte, os oficiais e os cidadãos importantes da Galiléia. A filha de Herodíades entrou e dançou, agradando a Herodes e seus convidados. Então o rei disse à moça: "Peça o que quiser e eu darei a você." E jurou: "Juro que darei qualquer coisa que você me pedir, mesmo que seja a metade do meu reino." A moça saiu e perguntou à mãe: "O que vou pedir?" A mãe respondeu: "A cabeça de João Batista." A moça correu para a sala e pediu ao rei: "Quero que me dê agora, num prato, a cabeça de João Batista." O rei ficou muito triste. Mas não pôde recusar, pois tinha feito o juramento na frente dos convidados. Imediatamente o rei mandou que um soldado fosse buscar a cabeça de João. O soldado saiu, foi à prisão e cortou a cabeça de João. Depois levou a cabeça num prato, deu à moça, e esta a entregou à sua mãe.” Marcos 6, 21-28
Não ignoramos que Salomé conhece o Bom do Mau e o Mau do Bom, porem há processos as quais ela tem que cumprir. Neste trecho que terminamos de relatar, diz-se que ela queria a cabeça de João, a cabeça é de onde provem a matéria seminal, e João é o Verbo, foi o que perdemos quando da queda edenica, o Verbo! Mais uma vez fica feita em pedaços a Lira de Orfeu.
Percebes que Eva-Kundry-Gundrigia-Salomé tem que cumprir com este papel? Recorde que Jesus diz a Judas que faça o que ele deve fazer, assim, da mesma forma a mulher deve cumprir com este papel. Porem cabe a este Miguel, quer dizer Herodes lutar contra si mesmo, contra as tentações dentro, assim vencerá fora, vencerá o Dragão. Porem este processo deve ser vencido primeiro no físico, com sua sacerdotisa, posteriormente se processa nos mundos internos, o que resulta realmente muito difícil, uma vez que é um mundo muito mais sutil, há caso de iniciados que não passam neste processo interno, mesmo sendo totalmente castos fisicamente falando, tamanha a dificuldade neste processo.
Feliz do Sábio que nestes instantes mande enforcar a Salomé e solte a João Batista, em seu universo interior. Suplicai na Forja dos Ciclopes, e será escutado.
Purificai tua Igreja, amai ao teu Cristo, não o entregues por nada neste mundo querido irmão, pois tudo aqui é passageiro. Se lembrares disto, nada, absolutamente nada poderá abater-te, a ingratidão e as injurias dos homens não poderão surpreender-te, nem mesmo os prazeres da carne terão controle sobre ti. Assim estabelecemos esta Igreja sobre a Pedra, o Sexo, porem faz o que queiras já que esta é a única lei, mas não vos esqueçais que de todos os teus atos terá de prestar contas.
Este processo da decapitação nos recorda também o processo onde Salomé, representando a humanidade, dança com a cabeça do iniciado diante de Herodes, o Mundo. Aqui representando o Segundo Grau de Poder do Fogo, quer dizer o Kundalini ascendendo no corpo etérico. Porem esta é outra história.


A Pedra Filosofal
“ Ainda assim, a natureza da Matéria Prima para a Grande Obra, seguia sendo um enigma. Nem sequer o Grande Adepto Fulcanelli se atreveu desvelar este outrora indizível mistério. Muito menos rasgou o véu que cobria o Artifício para a elaboração do Mercúrio Filosófico.” A Pedra Filosofal
O Diabo é a Matéria Prima da Grande Obra, é o fundamento, a base sólida para a construção da Nova Jerusalém, é a pedra bruta que deve ser cinzelada afim de que se torne a Pedra Filosofal, a pedra cúbica, a pedra da VERDADE.
Ah! Pedra Bendita! Pedra Divina! Incompreendida, pedra de tropeço para muitos, pedra de salvação, de apoio para os que conhecem teu mistério. Quantos te buscaram, quantos te procuraram, porem se não vencem teu guardião, não conquistam teu coração. Amada Pedra, muitos te dissolvem por conhecer teu mistério, tu pedra salina, pedra que nos faz Deuses. Santa Pedra imaculada, maldita e mal falada pelos que desconhecem teus poderes, ignoram que tens que ser trabalhada, tens que ser purificada. Cristo-Satan!
Cristo-Satan confere ao iniciado o elixir da longa vida, a chave do movimento perpétuo, a Medicina Universal, e o “Dom Dei”, o dom de Deus.
Não se equivocaram os antigos perseguidores do Gnosticismo primordial, nem os inquisidores dos antigos tempos, Lúcifer, este Cristo-Satan dos Gnósticos, é Deus de Deuses e doador de vida. Bendito Ser! Por ele os gnósticos se refugiaram em seus cultos nas catacumbas da antiga Roma, por ele tiveram que dar tudo, para ganhar tudo.
“O Essencial não é a transformação dos metais, senão do próprio experimentador, é um segredo antigo que vários homens encontraram em todos os séculos. E em que se convertem então? Talvez um dia saiba!” A Pedra Filosofal

O Mágno Mistério não é a transformação física dos vis metais em ouro, mas sim da majestosa possibilidade de transformar o Diabo em Deus. Demonius Est Deus Inversus.
“Há uma pedra oculta, escondida e sepultada baixo um manancial, ela é vil, pobre e sem nenhum valor; e esta coberta de excrementos e de esterco; a ela, sendo sempre a mesma, tem recebido muitos nomes diversos. O sábio Morieno disse que esta pedra que não é pedra, está animada porque tem a virtude de procriar e de regenerar...” A Pedra Filosofal
Atualmente esta pedra é pobre, sem valor, ainda mais que esta suja, é mal quista, mal dita, tem muitos nomes, entre eles Satan, ou Diabo, porem esta pedra que não é pedra, como força criadora do Terceiro Logos tem o dom de criar e tornar a criar. Isto seja para a Luz, seja para as Trevas, depende de cada um de nós.
“Quetzalcoatl transformou o Diabo, a pedra bruta, material e grosseira, em Lúcifer, a Pedra angular da Grande Obra, o Arcanjo de Luz, a Estrela da Aurora” A Doutrina Secreta de Anahuac
Muitas vezes em sonhos nos deparamos com elementos psicológicos egóicos que nos tentam, nos provam de acordo com suas características diabólicas, porem quantas vezes te deparaste com teu próprio Lúcifer, este Rei das Metarmofoses, transfigurado quem sabe em uma bela donzela que tenta convencer-te a realizar com ela os prazeres da carne, ou outras tantas figuras que servem para os propósitos mais distintos deste Grande Ser. Ou achas que é por acaso que tão bela dama, de pavorosa sensualidade, tenha saído ou quiças entrado em uma sala cujo número some 15? Há que vencer as tentações, isto é tudo.
“A este Carbúnculo vermelho também se denomina Diamante Precioso, com o qual se cinzelaram as paredes que constituíram o templo de Salomão (o que tenha entendimento que entenda, porque aqui há sabedoria)” Meu Regresso ao Tibet
Percebe que se utiliza o Diabo para purificar a ele mesmo? Não é ele por acaso que coloca os elementos que o aprisionavam para que nós o eliminemos? Com este diamante precioso, utilizando sua sabedoria e potestade, eliminamos os inimigos da noite, o Ego, assim faz-se o Templo Divino, onde oficia o Ser.
“Enrique Khunralh, em seu "Amphiteatrum Sapientae Aeternae" escreve: "Finalmente, quando a obra já passou da cor cinza ao branco puro e logo ao amarelo, verás a Pedra Filosofal (o citado Arcanjo), nosso Rei – o TERCEIRO LOGOS – elevado por cima dos dominadores, que sai de seu sepulcro vítreo, se levanta de seu leito e acode a nosso “escenario” mundano em seu corpo glorificado, quer dizer, regenerado e “pluscuamperfecto”.” A Doutrina Secreta de Anahuac, Cap 9
Este Diabo purificado em fazedor de Luz, o Terceiro Logos, nosso Rei divino, arcanjo luminoso e resplandecente, estrela que nos guia pelas tormentosas águas da vida, levanta-se de sua tumba, graças a carne que deixa os ossos. O Rei Morreu! Viva o Rei! Viva o Rei! Viva o Rei!
“O Tesouro é a Pedra Filosofal, o Rei Ressurecto dentro de cada um de nós” Pistis Sophia Desvelada
“Vós, que desejais conhecer a Pedra Filosofal, conhecei-vos bem e a conhecereis. No Mercúrio dos Sábios está a chave para a Pedra Filosofal. No Mercúrio, que é a Alma metálica do Esperma Sagrado, os elementos da Natureza juntam-se na devida proporção e na sua natural qualidade. Tudo o que os Sábios procuram, provém do Mercúrio. Somente o Mercúrio tem o poder de dissolver, mortificar e destruir os elementos psíquicos indesejáveis que no nosso interior carregamos. No Mercúrio, os elementos transformam-se uns nos outros.” Pistis Sophia Desvelada
Quem conhece a si mesmo, conhece a Pedra que deve ser desbastada, e é graças ao mercúrio, a energia sexual que nos deu vida, a nossa matéria prima, podemos reduzir qualquer elemento ou criar qualquer coisa.
“Pedro, o amado discípulo de Nosso Senhor o Cristo, tem como evangelho o Grande Arcano, os mistérios do sexo, por isto foi que Jesus o chamou de Pedro, Pedra, “Tu és Pedra e sobre esta Pedra edificarei minha Igreja”. É pois o sexo a Pedra Básica, a Pedra Cúbica, a Pedra Filosofal que nós devemos cinzelar a base de cinzel e martelo para transformá-la na pedra cúbica perfeita. Esta pedra sem cinzelar, a Pedra Bruta em si mesma, é Lúcifer, já cinzelada é nosso Logoi Interior, o Arché dos Gregos. O Importante é cinzelá-la, trabalhar com ela, elaborá-la, dar-lhe a forma cúbica perfeita.” A Pedra Filosofal
O Sexo é a Nona Esfera, é pois neste nono círculo, nesta parte mais profunda que encontramos a Pedra que tanto buscamos, e a possibilidade de cinzelá-la, ali há que dar a forma cúbica perfeita, em ultima síntese somente na nona esfera se realiza este grandioso trabalho. Pois é a mescla do enxofre e do mercúrio, de Gabriel e de Miguel.
“O Enxofre e o Mercúrio são os Pais da Pedra Filosofal.” Pistis Sophia Desvelada
“Miguel e Gabriel, o Enxofre e o Mercúrio cruzam-se incessantemente entre si para dar origem à Pedra Filosofal.” Pistis Sophia Desvelada
“Os servos do Senhor suspiram, cada um, pela sua Pedra Filosofal e sentem piedade pelas multidões.” Pistis Sophia Desvelada
Estes servos autênticos que lograram compreender e conquistar a Pedra Filosofal sentem piedade de todos nós, por ignorarmos tão preciosa pedra, por não nos darmos a tarefa de seriamente nos propor a um trabalho que permita que este Cristo-Satan venha tomar o posto que merece, que este Lúcifer-Daimon bendito possa resplandecer como Arcanjo de Luz. Da mescla de Cristo e de Lúcifer forma-se o selo de Salomão, que os grandes iniciados levam em sua destra.
“A Pedra Filosofal é a integração de Cristo e Lúcifer. Na Pedra Filosofal está a chave do Movimento Perpétuo, isto é Lúcifer.” Perguntas e Respostas sobre a Jóia 25 do Dragão Amarelo
“Os Corpos de Ouro, penetrando-se e interpenetrando-se sem se confundirem, constituem o «To Soma Heliakon», o Corpo de Ouro do Homem Solar. O Cristo Íntimo revestido com esta metálica envoltura de ouro é a Pedra Filosofal. Quem possui a Pedra Filosofal, o Carbúnculo Vermelho, pode chegar até ao Aeon Treze desposado com Pístis Sophia." Pistis Sophia Desvelada
“Qual é a Pedra Filosofal? A Pedra Filosofal é o Cristo Intimo revestido com seus corpos de Ouro. Essa envoltura de ouro formada pelos corpos, é o To Soma Heliakon, o corpo de ouro do Homem solar. Quando um possui a Pedra Filosofal, tem poder sobre a Natureza. A Natureza lhe sabe obedecer, possui o Elixir da longa vida, pode conservar o corpo físico durante milhões de anos. De maneira que esse é o caminho, o caminho está na semente e nada mais.” A Pedra Filosofal
A Igreja é a Pedra Bruta, quando cinzelada, polida e branqueada se integra com o Cristo e forma a Pedra Filosofal. Quando o Cristo se integra com a Igreja, Ele é Ele.
Da mescla do enxofre e do mercúrio, de Miguel e de Gabriel, de Cristo com Lúcifer encontramos a Pedra Filosofal, sendo esta o Cristo INTIMO revestido pelo To Soma Heliakon, este maravilhoso corpo do Homem Solar.
“Se necessita saber muita ciência. Já disse que a Alma Metálica do Esperma é a Pedra Filosofal; já disse que o Lúcifer é a Pedra Filosofal. A final, qual dos dois é a Pedra Filosofal? Na verdade, tanto Lúcifer como a Alma Metálica do Esperma constituem a Pedra Filosofal; esta pedra esta velada por Lúcifer. Bem, na Catedral de Paris aparece uma ave, um corvo, com a vista dirigida até a pedra de rincão; o que há na pedra de rincão? Uma figura, o DIABO! O Que significa o corvo da putrefação? A Morte. Necessitamos eliminar, matar, destruir o Ego animal; só assim é possível branquear o Diabo que está no rincão do Templo e que deseja sua liberação, pois quer voltar a ser o Arcanjo luminoso de outros tempos.” A Pedra Filosofal
Este Diabo, precisa de nossa ajuda para ressurgir, necessita que limpemos as escórias, suas lepras, que nós mesmos pusemos nele, quando o liberamos se faz novamente Arcanjo, Arca mais Anjo.

“A verdade é a pedra filosofal, e a pedra filosofal, é o Íntimo do homem” A Revolução de Bel
“Porque quem não se dê a tarefa de buscar estes mistérios dentro de si mesmo, através da morte do eu, da Castidade Científica, é mais que impossível, porque o fundamento da Doutrina do Cristo é a Pedra Filosofal, que no fundo é o mesmo CRISTO.” O Regresso do Messias
Muitos são os que pedem conselhos, informações, instruções aos Mestres, por fim, lhe instruem: o VIDENTE responderá suas perguntas. Há perguntas que somente nosso próprio Ser pode nos responder, o nosso Ser é o Vidente que nos exortam os mestres.
“... o Arcano V do Tarot. Este Arcano é o Pentagrama Flamejante, a Estrela Flamígera, o signo da onipotência divina, o símbolo inefável do Verbo feito carne, a estrela brilhante e terrível dos magos. Quando o pentagrama eleva para o ar seus dois raios inferiores, representa a Satã. Quando o pentagrama, feito luz, eleva para o ar um só de seus raios, representa o Cristo Interno de todo homem que vem ao mundo.” Curso Esotérico de Cabala.
“Obviamente o Diabo, é certamente a Pedra Filosofal dos Alquimistas Medievais. Certamente cada pessoa tem seu próprio Diabo. O Diabo como já havia dito, não é mais que a reflexão do Logoi interior dentro de cada um de nós, isto é óbvio. Tem potestade sobre o céu, sobre a terra e sobre os infernos. ...” O Diabo, A Pedra Filosofal e o Triangulo Mágico – Samael Aun Weor
“Quer dizer, captar, apreender, capturar, este Verbo Manifestado que temos deste Cristo-Satan dos gnósticos, este verbo.... Devemos pois fazer uma plena diferenciação entre o que é o Diabo e o que é Lúcifer. O Diabo em si mesmo como reflexão do Logos, em nós e dentro de nós mesmos é a pedra bruta que há que lavrar, até converte-la na Pedra Cúbica Perfeita...... O Diabo porque faz a reflexão do logos em nós, estando sem polir é negra como o carvão, desaparece em seu aspecto mais obscuro...... É um satanás próprio, particular, porem quando já conseguimos a dissolução do ego, quando o reduzimos pó, então esta pedra bruta há se transformado na Pedra Cúbica Perfeita.... já é Lúcifer, o fazedor de Luz.. Vésper, o Luzeiro da Manhã. Assim pois o Diabo transformado em Lúcifer é resplandecente como o fogo. Tem potestade sobre os céus, sobre a terra e sobre os infernos. Lúcifer é senhor de glória, o Arcanjo mais grandioso, o Ministro do Logos Solar.” O Diabo, A Pedra Filosofal e o Triangulo Mágico – Samael Aun Weor
Este verbo feito Carne, nosso Diabo, Cristo-Satan deve ser purificada mediante a morte do ego. Ou será que vamos purificar algo que já é perfeito? Claro que por nossas ações este Luzeiro da Manhã foi convertido no Diabo que não é outra coisa que esta potestade revestido de nossas próprias maldades, há que salvar o nosso salvador.
“No Abismo, a Verdade disfarça-se de Trevas. Demonius est Deus inversus. O Demônio é Deus ao inverso. O Inferno é a matriz do Céu. A Pedra Filosofal, a Pedra da Verdade temos de procurá-la no Inferno. Lúcifer é o melhor amigo que temos. Agora compreendemos porque a Verdade é o Poder inferior que emana de Pistis Sophia no Caos. A Verdade brota, pois, do Averno, sai do monstro da Terra. Todo o Tesouro se encontra nas entranhas da Terra e o Velocino de Ouro não é uma exceção.” Pistis Sophia Desvelada
Diz-se que Deus para não nos deixar só se desdobra, se disfarça, se transforma para que possa nos acompanhar nesta jornada, e não esqueça que o Demônio é Deus ao inverso e que estes infernos governados por mandato divino por estes Demônios é a própria matriz de onde se levantam os Grandes Deuses. Se percebemos que como é dentro é fora, vemos que já passamos por esta matriz, há agora que nos fazermos Deuses, e para isto contamos com um grande amigo, Lúcifer.
“Absoluto é o termo que utilizavam os Alquimistas Medievais para designar a Pedra Filosofal. Aqui pois reside um Grande Mistério.”A Pedra Filosofal
“Perguntou o discípulo ao Mestre: ‘Onde está o mal?’ O Mestre respondeu: ‘Atrás de ti!’ Perguntou o discípulo: ‘Onde está o bem?’ Respondeu o Mestre: ’Diante de ti!’ O discípulo voltou a perguntar: ‘E mais além do bem, o que há?’ O Mestre respondeu: ‘O mal’” Luz nas Trevas
“Absoluto”! Criador! Mescla das três forças primarias, serás tu mal? Ou será que meus olhos me enganam? Não é por acaso que diziam no antigo Egito que Osíris era um deus Negro. Oh Grande Divindade, sois negra, para os cegos, para os mortos que aparentam estar vivos, não para o teu povo que vê o que muitos ignoram.
“Isto parece antitético e paradoxo, porque todos conceituaram que Lúcifer, o Diabo, Satanás, é mal. Necessitamos de auto-reflexão evidente se é que queremos aprofundarmos no Grande Arcano. Este Lúcifer que encontramos no sexo, é a viva pedra cabeça de angulo, a Pedra Mestra, a Pedra de Rincão na Catedral de Notre Dame de Paris, a Pedra da Verdade. Descender um pouco pois nestes mistérios é indispensável quando se trata de conhecer o Filho de Ariadna.” A Pedra Filosofal
“Este Cabrito Macho, este Tifão Bafometo, Este Lúcifer, resulta bastante interessante, pois a Energia Sexual, energia que há que saber utilizar se é que queremos realizar a Grande Obra. Agora saibam vocês, porque Tifão Bafometo, o Cabrito Macho de Mendes. Representa a Pedra Filosofal, o Sexo, é com esta força tremenda com a qual há que trabalhar. A Pedra Filosofal
Por tal motivo aqueles que não aceitavam beijar o traseiro do Diabo não podia ser aceitos como neófito nos antigos tempos. Pois só trabalhando sobre a Pedra, podemos retificar-nos.
“É que o Cabrito Macho representa a força sexual, mas também o Diabo, porem este Diabo ou Lúcifer é a mesma potencia da vida que devidamente transformada nos permite Autorealização Intima do Ser, por isto foi dito que Lúcifer é o Príncipe dos Céus, da Terra e dos Infernos.” A Pedra Filosofal
“O que quero dizer-lhes, é uma grande verdade: quando eu elaborei a Pedra Filosofal pela primeira vez. Era muito forte, poderosa a Pedra; quando a elaborei pela segunda vez, foi mais forte, e agora que estou elaborando pela terceira vez será todavia mais poderosa, devido a experiência adquirida. Pois há um principio muito inteligente, que vocês devem entender: um homem pode lutar muito e transformar-se, até chegar com Deus, até ali progride, porem depois que chega a unir-se com Deus, um homem, que Deus se manifesta através deste homem, diríamos que dali para frente, já não há nenhum progresso, pois já chegou a Deus, já se manifestou nele. Se quer progredir esse homem, dali para frente, então, diríamos, RETROCEDER, ou seja, “lançar a Pedra na água”, ficar sem a Pedra. Porem quando volta a dar vida – a pedra -, então é mais penetrante esta Pedra, mais poderosa, algo extraordinário..” O Arché
Nosso trabalho é chegar a Deus, purificando este Diabo, esta reflexão de Deus que é o próprio Deus. Quando estamos efetuando este trabalho, estamos recolhendo preciosas perolas, ensinamentos valiosos, experiências indizíveis, até que formamos a Pedra. Há grandes avanços quando do processo de formar a Pedra, porem uma vez formada, uma vez unido com a Divindade, uma vez se expressando por ele, já não há mais progresso, pois não há mais para onde subir, se quiser subir, tem que baixar. Faz como a Fênix dos antigos mistérios, cansada de viver durante muitos milhares ou milhões de anos, resolve incinerar-se, em termos alquímicos, jogar a pedra na água. Porem cada vez que ressuscita é mais forte, mais gloriosa, ma poderosa, certamente algo extraordinário. Porem períodos de muita dor, aguardam aos que perdem a ave fênix.
Nos mundos internos existem vários templos da Loja Branca, neles encontramos esculpidas sabedorias imemoriais, em um destes templos se encontram quadros vivos com a representação dos Mestres que lograram fabricar a Pedra Filosofal, transformar este diabo em diamante perfeito. Cada um destes mestres recebe abaixo de sua imagem, um coração para cada vez que elaborou a Pedra. Neste santo lugar, em lugar de destaque encontra-se o V. M. Samael com seus três corações.
Nos mundos internos não é de surpreender-se que em um templo da Loja Branca observando as liturgias sagradas, se encontre rituais dedicados a Lúcifer, a este Cristo Gnóstico, quem dirá assistir a um ritual sendo oficiado pela Grande Serpente. Afinal os antigos já diziam que eram filhos da Serpente, por fim a própria serpente.
“A Pedra Filosofal é quadrada como a Jerusalém Celestial de São João. Sobre uma de suas faces está o nome de Adão, sobre a outra, a de Eva, depois os de Azoe e INRI sobre os outros dois lados” Mensagem de Aquário


O Aeon Treze e Sabaoth
"Baixar à nona esfera é indispensável. Uns o fazem em vida, por sua própria vontade, espontaneamente e para sua auto-realização íntima; e outros, a maioria, as multidões, fazem-no de forma inconsciente quando descem ao abismo de perdição.” Sim Há Inferno, Diabo e Karma
“Dar-vos-ei ainda o Mistério do Aeon Treze e a forma de invocá-lo para alcançar as suas regiões e dar-vos-ei as suas chaves e os seus selos.” Pistis Sophia Desvelada
"Ninguém acende uma lâmpada para cobri-la com uma vasilha ou colocá-la debaixo da cama. Ele a coloca no candeeiro, a fim de que todos os que entram, vejam a luz. De fato, tudo o que está escondido, deverá tornar-se manifesto; e tudo o que está em segredo, deverá tornar-se conhecido e claramente manifesto. Portanto, prestem atenção como vocês ouvem: para quem tem alguma coisa, será dado ainda mais; para aquele que não tem, será tirado até mesmo o que ele pensa ter." Lucas 8,16-18
Nosso objetivo é levantar bem alto esta lâmpada maravilhosa de Aladim, para que todos possam vê-la, para que que a entendam. Aquele que aceita estes mistérios, tudo que tem sido dito tem se somado a sua psique, tem servido para o trabalho, o que ignora, até o que sabe lhe é tomado, esta é a lei. Diz-se que cada um habita no reino que recebeu os mistérios, mesmo que estes mistérios correspondam ao Abismo, não importa para onde vamos, se vamos com Deus dentro. Diz o mestre que alguém pode viver nos céus e ser infeliz por não ter Deus, e pode ser que outro habite nos infernos e seja feliz pois carrega Deus dentro. Judas cumpre com sua missão nos infernos, se queremos resgatar os perdidos, não iremos encontrá-los nos céus, há que buscar nos abismos, nos infernos.
"Por mim se vai à cidade dolente, por mim se vai para a eterna dor, por mim se vai para a perdida gente. Moveu justiça a meu alto factor: formou-se a divina potestade, sapiência primeira, sumo amor. Antes de mim não foi nada criado, senão eterno, e eu eterno duro. Deixai toda a esperança, vós que entrais". Inferno- Canto III, “palavras escritas sobre a porta do inferno” – A Divina Comédia
Gnosticamente falando o Inferno é um lugar de purificação, a força, por isto a dor, é onde a justiça atua cobrando as dividas, lugar de amor, pois é a única forma para que estes seres tenham outra chance de redenção, antes dele nada havia sido criado, sempre existirão os infernos, mesmo que ninguém habite nele. É a primeira emanação do Absoluto. Somente depois disto surgem os céus infinitos. “O Inferno é a Matriz do Céu”, e quando os Mestres dizem isto não o falam metaforicamente.
“No Averno existem as Trevas e também as Trevas das Trevas. O Averno acha-se radicado nas nove infradimensões minerais submersas. Estas nove infradimensões estão no interior do Planeta Terra. Porém, não se confunda as nove infradimensões submersas, com a parte meramente física ou geológica do Mundo Terra. Não é demais aclarar que a parte meramente geológica do Planeta Terra é «ôca»! Recordemos os sobreviventes da Lemúria, Atlântida, etc. Eles vivem ainda em «Agarthi», a parte interior da Terra. Conservam as suas poderosas civilizações arcaicas e até têm naves cósmicas mediante as quais viajam através do inalterável Infinito. A «Humanidade Divina» de Agarthi, trabalha e vive debaixo da direção pessoal de Melchizedek, o Rei do Mundo. Múltiplas entradas conduzem ao Reino de Agarthi. Algumas dessas entradas estão guardadas por ferozes tribos. Existem também nove dimensões superiores, dentro da parte geológica interior do Mundo. Dentro das nove dimensões superiores encontram-se radicados os Templos Secretos do Círculo Consciente da Humanidade Solar, que opera sobre os centros superiores do Ser. Criaturas e Forças terrivelmente divinas operam nas Nove Dimensões Superiores do Planeta Terra. Os violentos Receptores das trevas das trevas habitam nos infra-infernos do Mundo Terra. Distinga-se, pois, entre o meramente geológico, físico e tridimensional e as Dimensões Superiores e as infradimensões do interior da Terra. A massa mineral da Terra tem, pois, três aspectos absolutamente diferentes que o Gnóstico deve estudar. Ai daqueles que caem no «Tartarus», nas Trevas das Trevas governadas pelos violentos receptores abismais.” Pistis Sophia Desvelada
Os Nove Círculos Dantescos se encontram nos mundos internos, na parte interna do planeta terra, onde os Demônios e seus regentes aplicam os castigos necessários para a liberação das essências aprisionadas, onde a Mãe Proserpina realiza seu oficio. Não ignoramos que fisicamente na parte interna do planeta existam em Agarthi, grandes civilizações antigas sob a direção do Rei do Mundo, Melquisedec. E que ainda nos mundos internos do planeta existam as Nove dimensões Superiores, estas localizadas em dimensões superiores, os abismos em dimensões inferiores.
Comumente quando falamos nos céus, as pessoas olham para cima, para as estrelas, ignoram que dentro do próprio planeta se encontram tão citado local, juntamente com os infernos, diferenciados apenas pela vibração dimensional. Bem como dentro de nós.
Obviamente existem outros céus e outros tártaros, mas da terra são estes que falamos.
"Em linguagem ocidental se diz que o Planeta Purgatório é a região de ATALA, a primeira emanação do Absoluto." Mensagem de Natal 1965-66
“Bem. As horas de Apolônio são doze: os DOZE AEONS. E quem queira passar ao AEON TREZE tem que deixar o Corpo Físico, então já não poderá servir a humanidade. Viverá no Aeon Treze, que é a REGIÃO DE ATALA, falando em puro Sânscrito, preparando-se para entrar no Absoluto, o Imanifestado. Porem se um quer servir a Humanidade, deve ficar no Aeon Treze. É óbvio.” A Pedra Filosofal
“ATALA, este é o primeiro plano emanado diretamente do ABSOLUTO, a este plano pertencem as hierarquias de Dhyani Buddhas, cujo estado é de Parasamadhi ou Dharmakaya, em que já não cabe progresso algum, pois são entidades totalmente perfeitas, e que só aguardam a noite cósmica para entrar no ABSOLUTO.” Rosa Ígnea
O ATALA é a primeira emanação do Absoluto, o Planeta Purgatório, o Próprio Aeon Treze, lugar onde residem os Dhyani Buddhas.
“Todo o Adepto realiza, se assim se propõe, os Doze Trabalhos de Hércules; raro é o que se atreve a bater no Aeon Treze. Bater na Porta Treze significa submergir-se no Seio da Infinitude que a tudo sustenta. Necessita-se de Perfeição absoluta para jamais desprender-se do Seio de Aelohim. Qualquer anelo, por insignificante que seja, de existência separada, de ser alguém, é suficiente para desprender-se de Aelohim e cair no Reino do Demiurgo Criador. Todos os Regentes, os Arcanjos, Senhores e Anjos das Doze Regiões ou Doze Aeons resplandecem na Sagrada Vestidura do Espírito Santo.” Pistis Sophia Desvelada
“Somente com os poderes do Aeon Treze é possível que os Deuses caídos tornem a ser Solares. Os Mistérios da Magia do Décimo Terceiro Aeon conduzem-nos à Aniquilação Budista” Pistis Sophia Desvelada
Os Poderes do Aeon Treze correspondem a Cristo-Lúcifer, veja que na Pistis Sophia diz-se: “Somente com os poderes do Aeon Treze é possível que os Deuses caídos tornem a ser Solares”, que certamente é o impulso sexual e claro a força que sabiamente projetada permite esta eliminação dos defeitos psíquicos.. e com isto compreendemos o Mistério do Aeon 13.
“O Aeon Treze é Terrivelmente Divino.” Pistis Sophia Desvelada
“Pistis Sophia tem o seu centro de gravidade no Aeon Treze.” Pistis Sophia Desvelada
“Manifestamente, Pistis Sophia surge do Absoluto Imanifestado e fica depositada no Aeon Treze. Necessitamos de passar pela Aniquilação Budista se é que queremos desposar Pistis Sophia.” Pistis Sophia Desvelada
“A Pistis Sophia desce do Aeon Treze e regressa ao Aeon Treze.” Pistis Sophia Desvelada
Afirmamos sem temor de equivocarmos que Pistis Sophia tem como Origem o Aeon Treze, o Planeta Purgatório. Nunca esquecendo que Pistis Sophia, quer dizer Poder e Sabedoria.
Os Doze Mistérios estão depositados nas Doze Partes Fundamentais do Ser.
Pensemos nos Doze Sephiroths ou Doze Aeons dentro de nós próprios e assim compreenderemos, por relação kabalística, os Doze Mistérios. O Mistério Treze é o mais secreto de todos os mistérios, como nos diz Pistis Sophia.
“Quando as Três Forças Primárias cristalizam em nós e dentro de nós, obtemos a Sabedoria. Assim, integrados com Sophia, ascendemos ao Aeon Treze.” Pistis Sophia Desvelada
“Quem consiga cristalizar em si próprio as Três Forças Primárias da Natureza e do Cosmos saberá realmente o que é Sophia.” Pistis Sophia Desvelada
Aqui fica claro o sentido esotérico do Tridente, aquele que tem o domínio das três forças primárias da natureza podem ascender ao Aeon Treze. Até então Sophia Sophia a Divina Sabedoria, continua com seu véu.
“De modo algum devemos esquecer que o Aeon Treze é a Região da Justiça Cósmica.” Pistis Sophia Desvelada
Como dissemos em passadas cátedras, Lúcifer é o Portador da Espada e da Balança Cósmicas, e este tem sua primeira manifestação no Aeon Treze.
“Somente a Luz pode salvar-nos quando cumprimos, a todo o momento, com a sua vontade. Recordemos que o Pai que está em Segredo é o Pai de Todas as Luzes. O Senhor Profundo encontra-se sempre no Aeon Treze.” Pistis Sophia Desvelada
Nosso Pai que está em segredo tem sua santa morada no Aeon Treze.
“Moisés proibiu fazer imagens de Aelohim, mas nunca proibiu cinzelar, alegorizar, o Manifestado Elohim.” Pistis Sophia Desvelada
“O Manifestado Elohim está constituído pelo Demiurgo Criador do Universo. O Fogo Sagrado emana das entranhas de Aelohim.” Pistis Sophia Desvelada
Por tal motivo encontraram junto aos templários a estatua do Bafometo.
“A Região do Aeon Treze é a região inefável da Virtude, a Mansão dos Adeptos.” Pistis Sophia Desvelada
“«Jeú», o Anjo do Aeon Treze, brilha dando a suprema Iluminação aos Adeptos. «Jeú» está dentro das mais incógnitas realidades do nosso próprio Ser. «Jeú» é o Príncipe das Faces, o Anjo do Ancião dos Dias, uma das Partes mais elevadas do nosso próprio Ser.” Pistis Sophia Desvelada
“O Aeon Treze é Ain, Sat, a Seidade.” Pistis Sophia Desvelada
O Décimo Terceiro Aeon é a Região de Ain, o Absoluto Imanifestado, SAT. É esta a Primeira emanação do Absoluto, o Planeta Purgatório.
Se recordarmos do Selo de Salomão, vemos dois triângulos que se enlaçam, um apontando para cima e outro para baixo, Cristo-Lúcifer, ou o próprio céu e inferno.
Nosso caminho é o caminho do meio, porque devemos ser puros como as pombas mas astutos como as serpentes. Na evolução se carrega esta força positiva porem é débil, na involução estamos com a força negativa, aqueles que integram o Bem e o Mal ou melhor dizendo, passam alem do Bem e do Mal, são repelidos pelos dois. Esta é a luta dos ternários, porem quando sabe ser puro como as pombas mas astutos como as serpentes, os puros não o aceitam, muito menos os astutos.
“Santo! Santo! Santo!, Senhor de Sabaoth!” Ritual Gnóstico
“0 Cristo Íntimo vem da Altura e entra em Sabaoth, o Bom, o Homem Etérico, viva cristalização do Sabaoth Celestial. A Graça, o Cristo, encontra-se com a Verdade que surge do Abismo. No Homem Etérico, a Graça e a Verdade acham-se integradas. A Verdade é o êxito de Sabaoth, o Bom, o Homem-Cristo, o Bodhisitta Desperto” Pistis Sophia Desvelada
“Sabaoth é o Logos encarnado, a Verdade, o tesouro escondido entre as entranhas da Terra. Há que escavar entre as profundidades do mundo soterrado.” Pistis Sophia Desvelada
“O Pequeno Sabaoth, o Homem-Cristo, viva cristalização do Grande Sabaoth ou Elohim Secreto, toma a Verdade, realiza-a e deposita-a no Oceano da Luz, na morada de Barbelo. Sabaoth-Cristo proclama sempre o referente às Regiões da Verdade. As pessoas, as multidões que vivem sempre na esquerda, recebem o Ensinamento de Sabaoth.” Pistis Sophia Desvelada
Devemos compreender que Sabaoth é a Verdade, e que surge do Abismo. Quando elaboramos a pedra filosofal, mescla-se o Cristo e Lúcifer, Assim como o Cristo é a chama eterna que arde na Jerusalém Celestial quando integrados Cristo e Lúcifer, e Lúcifer é a própria Jerusalém. Para tanto Sabaoth é o próprio Lúcifer, porem derivado, desdobrado.
“Filhos de Deus são exclusivamente os cristificados; aqueles que encontraram o Velocino de Ouro, entre as entranhas do mundo.” Pistis Sophia Desvelada
“Sabaoth, o Verbo, o Logos, é sempre filho de Isis, a Mãe Saítica dos grandes mistérios.” Pistis Sophia Desvelada
"Nunca se está mais perto da Auto-Realização que quando está junto ao 5º dos Sete... E nunca se está mais perto do Abismo que quando se está junto do quinto dos sete..." Samael Aun Weor
Há que marchar rumo ao Abismo, marchar rumo a Auto-realização, não por uma imposição da natureza, mas como reis e rainhas, tomando o céu por assalto, não vos esqueçais que mais alem do mal há o bem, e mais alem do bem há o mal. E não estamos nos referindo a involução, não somos ignorantes neste assunto, nos referimos ao Abismo insondável das águas do primeiro instante, a grande escuridão velada de luz.
Observemos que a Primeira Ordem de Mundos, o primeiro cosmos que se encontra no Absoluto vibra com a nota “Dó”, já a Sétima Ordem de Mundos vibra com a nota “RÉ” que são os mundos infernos, depois vibra a Sexta Ordem de Mundos em “Mi” que é a terra, e assim por diante até chegar a Sexta Ordem de Mundos na nota “Sí”, assim fica evidenciado quem realmente é a primeira emanação do Absoluto.
Necessitamos estudar a Gnosis, necessitamos viver a Gnosis, se realmente anelamos encarnar a Gnosis, para que desperte nossa própria Gnosis interior como funcionalismo de consciência de nosso Ser interior profundo.

A Jerusalém Celestial
Quem sabe onde se encontra a casa de Deus? Esta Nova Jerusalém, a Jerusalém Celestial, levantada sobre os escombros da grande babilônia, mãe de todas as fornicações, que tem como pedra principal, como pedra fundamental o Sexo.
Dentro de cada um de nós, encontramos esta Igreja Fracassada, quer dizer, esta Babilônia, este Pais Psicológico, habitado por toda classe de elementos sem a graça, estes Demônios Vermelhos de Seth, viva personificação de todo e cada um de nossos delitos. Quando acabamos com a Grande Babilônia, Mãe de todas as fornicações, edificamos esta que é a Jerusalém Celestial, a própria Pedra Filosofal, o Diabo! Convertido em fazedor de luz, Lúcifer!
“A Jerusalém Celestial é a própria Pedra Filosofal.” Pistis Sophia Desvelada
“Conheço sua conduta; coloquei à sua frente uma porta aberta, que ninguém mais poderá fechar. Pois você tem pouca força, mas guardou minha palavra e não renegou meu nome. Sei que existem por aí alguns que se dizem judeus; são mentirosos, da sinagoga de Satanás. Vou entregá-los a você. Eles vão ter que ajoelhar aos seus pés e reconhecer que eu amo você. Uma vez que você guardou a minha ordem para perseverar, eu também guardarei você da hora da tentação. Essa hora virá sobre o mundo inteiro, para pôr à prova os habitantes da terra. Eu venho logo! Segure firme o que você tem, para ninguém tomar a sua coroa. Ao vencedor, farei dele uma coluna no templo do meu Deus; e aí ficará firme para sempre. Gravarei nele o nome do meu Deus; gravarei o nome da Cidade do meu Deus: 'A Nova Jerusalém, que desce do céu, de junto do meu Deus'. Gravarei no vencedor o meu novo nome. Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.” Apocalipse 3,8-13
A Jerusalém Celestial é formada pela mescla do Sol e da Lua, do Homem e da Mulher, é certo que aquele que trabalha na nona esfera tem a potestade para eliminar qualquer elemento situado na Grande Babilônia.
“Deus libertará a Alma de toda a matéria e a Cidade de Heliópolis abrirá as suas portas para que por elas entrem os Perfeitos. Eles habitarão nessa Cidade e Herdá-la-ão. Essa é a Nova Jerusalém do Apocalipse de S. João. Os Iniciados viverão na Cidade de Heliópolis, nas Regiões luminosas da Grande Luz. Contudo, não é demais advertir que somente poderão viver na Cidade de Heliópolis Aqueles que tenham feito a Grande Obra.” Pistis Sophia Desvelada
Na Cidade de Heliópolis, esta Grande Jerusalém só podem adentrar aqueles que edificaram em si a Grande Cidade, já que atualmente só há a Grande Babilônia.
“Sobre as ruínas da cidade maldita erguer-se-á a Jerusalém Celestial. A Jerusalém Celestial é, pois, algo interior profundo, o nosso próprio Universo Interior.” Pistis Sophia Desvelada
A Cidade Maldita é o caos interior de nossa Psique, adornada de linho puro, roupas de púrpura e escarlate, incinerada pelo fogo do Espírito Santo, sufocada pelo calor da Grande Fornalha Sexual, inundada pelas águas seminais, transformada em novos céus e novas Terras. Este é o Mistério do Bafometo. Eu creio no Mistério do Demiurgo e do Bafometo, que permite que o malvado se converta em profeta, afinal os objetos sagrados dos templos se sustentam sobre animalescos pedestais e as patas dos tronos dos Mestres são feitas de monstros.
“É indispensável levantar a Jerusalém Celestial sobre a «Pedra da Verdade». Obviamente, a pedra cúbica de Jesod é o fundamento da cidade de Heliópolis. Indubitavelmente, Jesod-Mercúrio encontra-se no sexo. «Jesod» significa ao mesmo tempo «Fundamento» e «Mercúrio» porque este último é o Fundamento da Arte Transmutatória. Aqueles que rejeitam a Pedra Cúbica de Jesod caem no Abismo de perdição. Pedro, o grande Hierofante dos Mistérios Sexuais, disse: “Eis aqui que ponho em Sião a principal «Pedra de Ângulo», escolhida, preciosa e o que nela crê, não será confundido.” “A «Pedra» que os edificadores rejeitaram, veio a ser a «Cabeça de Ângulo».” O Sexo é pedra de tropeço e rocha de escândalo. Os ignorantes rejeitam os Mistérios do Sexo e fracassam espantosamente. Aqueles que derramam o Vaso de Hermes afundam-se nas trevas exteriores, onde só se ouve o pranto e o ranger de dentes.” Pistis Sophia Desvelada
Muitos são os que ignoram que tudo quanto existe, sobre a terra e embaixo dela, foi criado pela força sexual, que a queda e que o resgate do homem se encontram no sexo, pois nele se encontra a vida e a morte, pedra de tropeço para os que não a compreendem, não a aceitam. Quão difícil é se fazer perfeito, quão difícil é branquear o diabo, bendito sejam o que tem o Deus Horus encarnado.
“Devemos destruir a Babilônia, a Grande, a Mãe de todas as fornicações e abominações da Terra. Obviamente, Babilônia é a nossa própria cidade psicológica povoada pelos agregados psíquicos que no nosso interior carregamos. Devemos edificar a Jerusalém Celestial dentro de nós próprios. Doze são os Fundamentos da Jerusalém Celestial. Aperfeiçoar os Doze só é possível desintegrando os agregados psíquicos. Raro é Aquele cuja Mente seja salva. O Muro da Jerusalém Celestial tem 144 côvados, a medida do Homem, a qual é também a do Anjo. Se somarmos esta quantidade, cento e quarenta e quatro entre si, temos o Nove. Nove é o número Cabalístico da Nona Esfera. Nove é a Esfera Sexual. Somente trabalhando na Nona Esfera é possível desintegrar totalmente os agregados psíquicos. Somente desintegrando tais agregados libertaremos a Essência e edificaremos a Jerusalém Celestial, aqui e agora.” Pistis Sophia Desvelada
Nesta babilônia interior vivemos uma vida miserável e abominável, cheia de todas as amarguras, dores e sofrimentos possíveis, se queremos nos libertar das prisões desta babilônia, precisamos edificar a Jerusalém Celestial, ela tem doze fundamentos que correspondem aos doze apóstolos, todo o trabalho para edificar a Jerusalém Celestial se baseia no trabalho com a pedra bruta, branqueando o Diabo, quer dizer, libertando o Prometeu.
“O Tesouro da Luz é a Jerusalém Celestial. A Cidade tem doze mil estádios que representam os Doze Trabalhos de Hércules. Os Doze Trabalhos de Hércules fazem-se na Nona Esfera. A Nona Esfera é sexual em cem por cento. A Jerusalém Celestial é a própria Pedra Filosofal. Todas as calçadas da Jerusalém Celestial são de Ouro Puro. Toda a Cidade está cheia de Pedras Preciosas. O Cristo Íntimo é a «Grande Chama» da Jerusalém Celestial. Necessitamos de destruir Babilônia, a Grande, mãe de todas as fornicações e abominações da terra. Babilônia, a Grande, é a cidade psicológica que dentro de nós levamos. Se queremos criar a Jerusalém Celestial dentro de nós próprios devemos, previamente, destruir a grande Babilônia. As Pedras Preciosas, simbolizando Virtudes, o Ouro, as Doze Pérolas, etc., constituem o Tesouro do Senhor, o «Velocino de Ouro» dos Antigos. Os nossos leitores devem estudar tudo o que da Jerusalém Celestial se diz no Apocalipse de S. João. É urgente edificar a Jerusalém Celestial dentro de nós próprios. Temos direito a alimentar-nos com os Doze Frutos da «Árvore da Vida». Não poderíamos edificar a Jerusalém Celestial sem ter desintegrado, previamente, os agregados psíquicos indesejáveis que no nosso interior carregamos. Os Doze Apóstolos são, na realidade, Doze Partes do nosso próprio Ser Interior Profundo, Doze Poderes-Luz. Recordemos que a Jerusalém Celestial tem Doze Portas e que em cada Porta está um Anjo. Estes Doze Anjos, são Doze Poderes-Luz, Doze Partes do Ser. Cada Parte do Ser é Inefável e terrivelmente Divina. As Doze Portas são doze pérolas de perfeição. Somente com uma «Cana de Ouro» se pode medir a cidade, as suas portas e os seus muros. A «Cana de Ouro» representa a espinha dorsal dos Adeptos. A «Cana de Ouro» é o Bastão de Brahmâ, a Vara de Aarão. Os Doze Salvadores são os próprios Doze Poderes-Luz. As Ordens dos Doze Salvadores, os processos dos Doze Poderes-Luz, devem ser restauradas nas Heranças de cada um deles. A Herança Perdida, a Herança Secreta, existe dentro de nós próprios. Cada um dos Doze, dentro de nós próprios, tem a sua Herança Secreta na Grande Luz. Tal Herança Perdida é Luz, Poderes cósmicos especiais, conhecimentos extraordinários que vêm de todas as Eternidades, etc. Cada um dos Doze dentro de nós próprios deve reconquistar a sua Herança Perdida. Certamente, necessitamos de compreender os Ensinamentos do Cristo Íntimo.” Pistis Sophia Desvelada
Satanás, o Diabo, quando purificado é a Pedra Filosofal, a Jerusalém Celestial e isto não é uma questão de crer ou duvidar, há que compreender e isto é tudo.
“A Jerusalém Celestial vista desde longe, é como uma pedra de jaspe transparente, como o cristal, é a Pedra Filosofal, ditoso o que consiga a Pedra Filosofal, porque se transformará radicalmente e terá poderes sobre o fogo, sobre o ar, sobre as águas e sobre a terra” A Pedra Filosofal
Devemos compreender quem realmente é Satanás, pois diz o mestre Samael que se invocamos Satanás nos mundos internos com grande assombro nos encontraremos com um Grande Arcanjo de Luz, com um Lúcifer Glorioso.
Recordemos as duas colunas que dão entrada ao templo, uma é negra a outra é branca, uma representa a pedra bruta a outra a Pedra Cúbica Perfeita, ou a babilônia e a Jerusalém Celestial. Há que compreender a diferença entre o Diabo e Lúcifer, o Diabo é a Pedra Bruta, e Lúcifer a pedra cúbica perfeita.
“A Jerusalém Celestial resplandece dentro do Adepto Ressurecto. Na semente dos servos do Senhor está a Jerusalém Celestial. Os Povos Antigos renderam culto ao Milho, ao Trigo e ao Arroz, porque neles está representada a Semente Sagrada. Maias e Nahoas simbolizaram o Mercúrio dos Sábios com o Milho. O Médio Oriente e a Europa viram no Trigo a Semente Bendita. A China, o Japão e a Índia viram, no Arroz, o Esperma Sagrado. Só mediante a Ciência Transmutatória converteremos o Ens -Seminis em Energia Criadora, isto é, no Mercúrio. Quem possua o Mercúrio dos Sábios pode criar dentro de si próprio, os Corpos Existenciais Superiores do Ser. Quem possua, dentro de si próprio, o Mercúrio dos Sábios habitará na Cidade de Heliópolis. Mediante o Mercúrio dos Sábios, Deus salvará Síão e as cidades interiores serão construídas e os Iniciados habitarão nelas e herdá-las-ão. Dentro de cada ser humano deve construir-se uma Cidade-Luz, uma Jerusalém Celestial. Assim, os Iniciados habitam na cidade de Heliópolis. Dentro de cada ser humano existe uma cidade psicológica terrivelmente maligna, povoada pelos demônios do Desejo. Necessitamos de destruir tal cidade. Torna-se necessário fabricar o Mercúrio dos Sábios para edificar, dentro de nós próprios, a Jerusalém Celestial. Está escrito: «A Semente dos Teus servos possui-la-á e, Aqueles que Amem o seu Nome, morarão aí». Conhece-te a ti próprio. Vós, que desejais conhecer a Pedra Filosofal, conhecei-vos bem e a conhecereis. No Mercúrio dos Sábios está a chave para a Pedra Filosofal.” Pistis Sophia Desvelada
Do mesmo modo que o varão durante o ato sexual deposita suavemente o membro viril na fêmea, o Cristo deposita-se em Lúcifer, formando a Pedra da Verdade, a Pedra Viva, a Pedra Filosofal, a Jerusalém Celestial.
Recordemos que a Cruz não é outra coisa senão Cristo e Lúcifer, isto são os dois madeiros da Cruz, isto é o sexo.


Os Sete Cosmocratores
Um Cosmocrator é um individuo sagrado pertencente ao Exercito dos construtores da Aurora do Mahavantara.
“Os Sete Amens são os Sete Weores, os Sete Espíritos ante o Trono do Cordeiro, os Sete Espíritos Planetários, as Sete Regiões. As Sete Vozes são os Sete Espíritos ante o Trono do Cordeiro. Os Sete Génios são: Gabriel, Rafael, Uriel, Miguel, Samael, Zachariel e Orifiel.” Pistis Sophia Desvelada
No amanhecer do Grande dia Cósmico, o Primeiro Logos, o Pai, disse ao Terceiro Logos, o Espírito Santo: “Ide e fecundai a minha esposa, a matéria caótica, a Grande Mãe, para que surja a vida”. Assim disse o Pai, e Terceiro Logos se inclinou reverente, amanhecia a aurora da criação.
Da mesma forma o sêmen (3º Logos), fecunda o óvulo (matéria caótica) para que surja a vida, conforme o desígnio do Espírito (1º Logos).
Nos sete templos do Caos, trabalharam os Cosmocratores, o exercito dos construtores da aurora, a hoste dos Elohim, o Terceiro Logos.
Três forças são indispensáveis para toda a criação, a força positiva, a força negativa e a força neutra. Para tanto, ante o Altar do Templo um Elohim se polarizou de forma masculina, positiva, e outro de forma feminina, negativa. Na parte debaixo do templo, o Coro dos Elohim, representou a força neutra.
Esta ordem de forças se estabeleceu em cada um dos sete templos do caos primitivo. Cantava o Varão, cantava a divina mulher, cantavam o coro dos elohim.
Toda a liturgia dos sete templos foi cantada e a Grande Palavra fez fecundo o ventre da Grande Mãe Divina.
Em todo o cosmos a escala sonora tem sete tons, em todo o universo ressoam os sete tons da grande escala com os ritmos maravilhosos do fogo.
Os Sete cosmocratores da Aurora da Criação, celebraram os rituais do fogo cantando em seus templos.
Nos Templos do Caos, dos Cosmocratores, canta o Sacerdote, canta a sacerdotiza, cantam os Elohim do templo e suas vozes ressoam no caos.
Os Cosmocratores tiveram que trabalhar na forja dos ciclopes-o-sexo no inicio do Mahavantara.
“No Principio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus”
"Este era o principio com Deus." "Todas as coisas por ele foram criadas e sem ele nada do que havia sido criado teria sido feito "Nele estava a vida e a vida era a luz dos homens."
O esoterismo Gnóstico fala dos Sete Espíritos Criadores, dos Sete Cosmocratores, que são os mesmos Dyan-Choans, os Elohim Bíblicos.
Nós que optamos pela via difícil, quer dizer, o caminho reto. Existem aí muitos caminhos, entre eles, há determinados caminhos que conduzem ao domínio de determinada zona do Universo, quer dizer, se converte por direito em um Cosmocrator.
Se nós somos capazes de elevar-nos as esferas do Ser, de encarnar o Ser, e de nos liberarmos, pode ser que muitos aqui se convertam em cosmocratores, e então vão ser os instrutores de novos mundos, porque esta é uma cadeia que há no cosmos.
Antes de ingressar ao Absoluto, temos que nos libertar das leis do sistema solar, depois da galaxia, depois do universo, transformar-se em uma puríssima flor de loto, convertendo-se em um cosmocrator e depois ser absorvido no seio do Absoluto.
O Pai é quem define, quanto o cosmocrator entra ao absoluto, não o filho. Samael dizia que se ele dissesse: Senhor, eu vou para o Absoluto. Tu ficarás aqui! Filho grosseiro, porque me falta com o respeito?
Assim que os que seguem o caminho dos Cosmocratores, não resta mais remédio que ir de firmamento em firmamento.
"Foi então por aquela época, faz uns 18 milhões de anos ou algo mais, que os Cosmocratores deixaram com plena liberdade ao Lúcifer Interior de cada um, a fim de que se desenvolvesse esta cauda dos macacos, esse Abominável Órgão Kundartiguador, em cada organismo humano... Indubitavelmente, com tal proceder dos Cosmocratores, se alterou a transformação energética dentro do interior humano, originando resultados magníficos para a parte geológica do mundo (pois esta se estabilizou), porem sinistras para a humanidade.” Sim há Inferno Diabo e Karma
Se compreendemos que o Terceiro Logos é Lúcifer, o Criador, Cosmocrator divino, Daimon, fica evidente que do três surgem os Sete.
De Lúcifer se geram os Sete Cosmocratores, os Sete Verbos de Deus.
Se observarmos o dom principal, ou características de cada um dos logos, encontramos raízes em Lúcifer:
Gabriel, “Regente dos lares e da procriação”. Se observarmos a diferença de um casal casado, para um casal de amigos, a diferença está na atividade sexual que existe, na paixão que os envolve, domínio de Lúcifer. Bem como a procriação, que se dá pelo ato sexual, por um espermatozóide, corpo físico do Cristo, quer dizer de Lúcifer que fecunda o òvulo.
Rafael, “Senhor da medicina universal”. A Energia que cria é a que tem o poder de regenerar. Se nascemos pela matéria luciférica-sexual, é por ela que nos regeneramos.
Uriel, “Deus do Amor”. O Amor se gesta no homem pela castidade que este consegue guardar, o amor está depositado nas gônadas sexuais.
Michael, “Triunfador dos Espíritos Rebeldes”. A Rebeldia Psicológica, o Triunfo sobre as adversidades da vida nos é dada pelo fazedor de Luz.
Samael, “Deus da Força”. A Força para a luta, para toda e qualquer atividade da vida, a própria vida como força impulsora do movimento e da atividade é criada pelo fazedor de vida.
Zachariel, “Senhor da Justiça, da Espada e da Balança”. A Espada e a Balança são símbolos de Daimon, o senhor da justiça, este que é nosso acusador, esposo da divina mãe, a defensora.
Orifiel, “Senhor da Morte”. A Morte é a coroa de todos, todos aqueles que conhecem a doutrina de Lúcifer, a sabedoria da morte.
“LUCIFER É UM COSMOCRATOR, UM DEMÔNIO.” O Matrimonio Perfeito de Kinder
.”Eu creio no mistério do Bafometo e do Demiurgo”, o mistério do Daimon criador, fazedor de vida, de luz, dono da espada e da balança cósmica.
“Virei-me para ver a voz que me falava. E vi sete candelabros de ouro. No meio dos candelabros estava alguém: parecia um filho de Homem, vestido de longa túnica; no peito, um cinto de ouro; cabelos brancos como lã, como neve; os olhos pareciam uma chama de fogo; os pés eram como bronze no forno, cor de brasa; a voz era como o estrondo de águas torrenciais; na mão direita ele tinha sete estrelas; de sua boca saía uma espada afiada, de dois cortes; seu rosto era como o sol brilhante do meio-dia. Quando o vi, caí como morto a seus pés. Ele colocou a mão direita sobre mim e me encorajou: "Não tenha medo. Eu sou o Primeiro e o Último. Sou o Vivente. Estive morto, mas estou vivo para sempre. Tenho as chaves da morte e da morada dos mortos. Escreva o que você viu: tanto as coisas presentes como as que devem acontecer depois delas. Quer saber o mistério das sete estrelas que você viu na minha mão direita? E dos sete candelabros de ouro? As sete estrelas são os Anjos das sete igrejas; e os sete candelabros são as sete igrejas."” Apocalipse 1, 12-20


Dragão, o Terceiro Logos
Devemos compreender quem é o Terceiro Primordial, a terceira força que atuando cria o cosmos, e por fim o purifica.
"O Cristo, o Logos é o Segundo Primordial resplandecendo no Cinturão Zodiacal. Do Logos surge a Serpente que morde a sua cauda com a boca, é o Terceiro Primordial. Os Três Amens são as Três Forças Primordiais da Natureza e do Cosmos." Pistis Sophia Desvelada
A Representação do Terceiro Primordial, o Terceiro Amem, é a Serpente ou Dragão que morde a própria cauda com a boca.
“Amén vos digo: se a Alma pela qual orais, na verdade, está no Dragão das Trevas exteriores, este retirará a cauda da sua boca e deixá-la-á sair. “E quando essas Almas forem conduzidas das Trevas exteriores às fauces da sua cauda, o Dragão, voltá-las-á para a sua boca, devorando-as. Assim serão, pois, conduzidas as Almas às Trevas exteriores. “E o Dragão das Trevas exteriores possui doze nomes autênticos nas suas portas, um nome em cada porta das masmorras. E os doze nomes são diferentes uns dos outros, porém os doze estão contidos uns nos outros, de tal modo que, se um nome é pronunciado, todos os outros são pronunciados. Isto vos direi na expansão do Universo. Assim estão conformadas as Trevas exteriores, quer dizer, o Dragão.”” Pistis Sophia Desvelada
Nunca se esqueça que a Jerusalém Celestial tem doze portas, doze entradas, são doze seus fundamentos.
“Renunciai à blasfêmia, para que sejais dignos dos Mistérios da Luz e sejais salvos do grande dragão das Trevas exteriores.” “Dizei-lhes: Renunciai às falsas doutrinas, para que sejais dignos dos Mistérios da Luz e sejais salvos dos castigos do grande dragão das Trevas exteriores.” “Dizei àqueles que ensinam as falsas doutrinas e a cada um dos que nelas são instruídos: Ai de vós! Pois se não vos arrependeis e não abandonais o vosso erro sofrereis os castigos do grande dragão e das Trevas exteriores, que são sumamente cruéis e jamais sereis lançados no mundo, mas, ao contrário, ficareis sem existência até ao final.” Pistis Sophia Desvelada
“Porque Amén vos digo: esses «Três» Mistérios serão testemunha do seu último arrependimento. Não terá arrependimento desse momento em diante. Porque Amén vos digo: a Alma desse homem não será de novo vertida no mundo a partir desse momento. Apenas estará nas moradas do Dragão das Trevas exteriores.” Pistis Sophia Desvelada
Dragão antigo, sábio vivente, andarilho do tempo, Deus imortal, regente dos vivos e dos mortos, que nossos rogos cheguem até teu esplendor para que por tua graça nos façamos puros e conheçamos teus mistérios, para que possamos liberar- nos desta vil miséria interior que hoje nos encontramos.
“Fausto: "O Pentagrama tua Paz perturba, Explica-me, filho do inferno, Se ele tua saída impede, como pudeste entrar? Onde está a armadilha, Por que pela janela não te podes retirar?" Lúcifer: "Para os fantasmas e espíritos é uma lei Por onde entrarmos, por aí sair devemos. Somos livres para a primeira entrada escolher, Mas da segunda, escravos vamos ser".”
Saímos do Éden pelo sexo, e pelo sexo voltaremos, o domínio da força do Terceiro Logos.
O V.M Lakhsmi entregou uma suplica ao divino daimon que por acaso foi a publico, o próprio mestre diz que não deveria ser feita nenhuma petição diretamente ao Daimon, porem a oração assim o faz.

Claro que esta oração não era para todo o povo, senão para aqueles que tem a pureza moral para encarar ao seu próprio Daimon.
Os Deuses mais divinos são os que parecem mais feios aos olhos humanos. Há deuses que de tão elevados, tem asas voltadas para baixo, pois devido a sua altura, só podem vir a baixar. Recordemos os anjos da morte que se revestem de seus trajes fúnebres. Ou quem sabe do Divino Deus da Morte Murciélago que é um dos principais Jerarcas da Morte e mora no Centro do Éden.
Diz o Mestre Lakhsmi nas Jóias do Dragão Amarelo que "Também se deve saber que os Veneráveis Mestres da Loja Branca simbolicamente têm asas, porém não inclinadas como as asas do Anjo, senão inclinadas como as asas do demônio; para baixo, voam; porém não para cima. Um Mestre da Loja Branca na capa que usa, tem estampada as asas do morcergo, as asas da morte como símbolo"
Certamente que não é por acaso que os Graus mais Elevados da Maçonaria Oculta são chamados.. Maçonaria Negra.
“Oh tu!, divino e inefável AMAIMON, rei solar do norte, humildemente e reconhecendo que sou um infame pecador, te invoco em nome de teu Pai que está em segredo de teu Cristo Intimo e de teu Espírito Santo e por tua Divina Mãe Kundalini. Escuta meu rogo, poderoso Senhor, vem até mim em nome do Tetragrammaton. Se teus trabalhos cósmicos não te permitem que me assistas nestes momentos, envia-me então pelo santo e misterioso Tetragrammaton aos divinos gênios, Madael, Laaval, Bamulahe, Belém, Ramat ou qualquer dos demais gênios que estejam sob tua direção e governo revestindo-se todos eles de formosa aparência humana....” Trecho da Invocação ao Rei do Norte.
Será por acaso que se solicita nesta invocação que se revista de formosa aparência humana? Certamente que não! Não somos capazes de aceitar a verdade ou as formas justas de cada criatura.
“André na Grande Obra, sofrendo na sua Cruz Sexual, deve aperfeiçoar-se desde o Inefável para baixo, até às Trevas das trevas, da Luz das luzes até às trevas da matéria, desde os deuses até aos demônios. André deve aperfeiçoar-se mediante trabalhos conscientes e padecimentos voluntários, desde todos os senhores até aos decanos, desde todas as autoridades até aos servidores, etc., etc., etc. Cada uma das Partes do Ser deve chegar à perfeição total, à perfeição integral.” Pistis Sophia Desvelada
“Dois são os exércitos do Logos, O Demiurgo Arquiteto do Universo: nos dois âmbitos sublimes: as aguerridas hostes de Miguel e, no abismo do mundo manifestado, as legiões de Satã.” A Doutrina Secreta de Anahuac
Sendo pois as Legiões de Satã um dos exércitos do Logos, resulta evidente que existe a necessidade de sua existência e de seu augusto trabalho.


A Arvore do Bem e do Mal e a Síntese
Vamos analisar por um outro aspecto o mistério da Arvore do Bem e do Mal, do ponto que hoje nos encontramos, não de como foi a milhares de anos.
Diz-se que no meio do Paraíso há uma Arvore, a Árvore do Bem e do Mal, e Deus disse ao homem que quem desta Árvore provasse, morreria.
A Serpente disse que não, que seriamos como os Deuses e teríamos abertos nossos olhos.
Pois a Humanidade vive em um paraíso de Prazeres e fornicações de todo tipo, no meio deste horto existe uma Árvore, a Árvore da Gnosis, a Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal.
Quem provar desta Árvore, colher seus frutos, certamente não será mais como antes, será um Deus ou um Diabo, um Anjo ou um Demônio.
Certamente morreremos se provarmos desta arvore, frutos doces a boca mas amargos a nosso estomago. Morreremos psicologicamente para todo o defeito, para todo o erro mundano, para os prazeres e a fornicação do mundo e para seus deleites.
A Serpente quer ser liberta e somente a liberta o que prova deste augusto fruto da Sabedoria.
Diz-se que devemos estar na síntese que não é a tese nem a antítese, porem sabemos o que é isto?
Por tal motivo que não devemos nos opor nem ao Bem nem ao Mal, porque em seu aspecto ambos tem parte da razão, porem temos que extrair o bom do mal e o mal do bom.
Disseram em vários tempos que Lúcifer é nosso inimigo, que temos que roubar seu fogo, também foi dito que lúcifer é o melhor amigo que temos.
Porem a luz da consciência ambas as afirmações embora contraditórias estão corretas, isto é equilibrar os ensinamentos.
Para o intelecto ou é ou não é, ou está em um extremo ou em outro, para tanto vivemos a síntese, não precisamos dizer a mesma coisa para estarmos de acordo, assim é a consciência.
Lúcifer é nosso melhor amigo, porque sem ele, sem este divino ser, a obra não se faria fecunda, é nosso inimigo, porque é o papel que lhe cabe, nos tentar, então temos que vencê-lo em uma batalha mortal.
Uma vez provado desta árvore, somos expulsos deste paraíso, temos a consciência para perceber nossos erros, para ver quão débeis e nus estávamos, então buscamos o trabalho sobre nós mesmos, nos alimentamos de nosso árduo trabalho sobre nós mesmos.
Este "Deus" que nos acolheu por tanto tempo indignado por nossa desobediência e desamor por sua causa egóica nos expulsa de seu paraíso.
Para entrar no Paraíso autentico devemos vencê-lo, então retornar a este mundo como triunfadores, para tanto nos preparamos trabalhando sobre nós mesmos.


Invocação à Lúcifer
O Diabo é certamente a Pedra Filosofal dos Alquimistas Medievais, o Cristo Satan dos Gnósticos, nosso Daimon particular que nos instrui quando estamos devidamente preparados. Conhecer estes mistérios na pratica se faz indispensável, ver, tocar e apalpar a Lúcifer nos mundo físico, ou nos mundos internos se faz inadiável para quem está devidamente preparado.
“Mas se chamamos, ou Invocamos o Satanás de alguém que sim, dissolveu o Ego; com grande assombro nos encontraremos com um Arcanjo de Luz, com um Lúcifer Glorioso. Podemos evidenciar que tal Satanás é a Pedra Bruta que há que Lavrar.” El Diablo, la Piedra Filosofal e el Triángulo Mágico – Samael Aun Weor
Se estamos dispostos a conhecer o Diabo, temos que trabalhar sobre nós mesmos, resulta assombroso o encontro com tamanho Daemonio sem o devido trabalho sobre nossa psique. Porem resulta maravilhoso, divino o encontro com este Arcanjo de Luz, Ser que se dispõe a ensinar e a guiar todo aquele que tenha trabalhado sobre si mesmo.
“...aquele Satanás, ou Lúcifer o Fazedor de Luz, o Eu transformado em Lúcifer é resplandecente como o Sol, tem potestade sobre os céus, sobre a terra e sobre os infernos. Tem Lúcifer a Luz, Senhor de Glória, o Arcanjo mais Grandioso, o Ministro do Logos Solar.” El Diablo, la Piedra Filosofal e el Triángulo Mágico – Samael Aun Weor
Quando liberto, este ser pode nos auxiliar divinamente, pois tem poderes ilimitados sobre tudo quanto existe, basta que estejamos integrados com o mesmo.
“O Diabo é Certamente a Pedra Filosofal dos Alquimistas Medievais, este verbo manifestado do Cristo Satan dos Gnósticos.” El Diablo, la Piedra Filosofal e el Triángulo Mágico – Samael Aun Weor
Terrível é a dor daquele que quer ter a pedra filosofal e não é digno, se alguém que não estivesse devidamente preparado a tomasse, certamente que morreria por sua maldição.
“Uma vez naquele local, invocaram o Daemon – a seus respectivos Daemons familiares, dir-se-ia – e a quem suplicaram que lhes mostrasse o verdadeiro lugar em que seus antepassados vieram. O daemon, forçado por aqueles conjuros transformou-os, uns em aves, outros em animais ferozes, leões, tigres, chacais e gatos espantosos, e levou-os e a todo quanto traziam ao lugar habitado pelos antepassados.” A Doutrina Secreta de Anahuac
“Os Padres da Igreja: Simeão, Pacômio, Eulógio, Antonio, viam cada qual seu Lúcifer particular (pois cada pessoa tem o seu) sob o aspecto de uma arrebatadora donzela ou de algum terrível varão de cornos reluzentes ou de um menino de túnica negra”
Todos nós certamente já nos deparamos com nosso Lúcifer nos mundos supra sensíveis, sem sombra de duvida, este já nos encontrou, seja no aspecto de uma terrível donzela que nos concede o osculo fraternal de Isis e se retira por sob um umbral cujos números gravados somam quinze, ou com tantos aspectos e formas que este senhor das metamorfoses pode assumir.
“Invocação, há muitos modos de fazer uma invocação; em minha passada existência lhes ensinei a alguns por exemplo a invocar a Lúcifer Nahuatl. Qual Lúcifer? O Diabo de regiões obscuras? Não! Ao Lúcifer interior de cada um. Faze-lo visível e tangível, então nosso grande amigo Artur, que naquela época se chamava Antonio Vargas, se salvou nada menos que lhe trucidaram, estava metido em “(inaudível)”, na época da revolução e iriam trucida-lo um grupo de soldados, se recordou ele da chave que tinha lhe dado, a Clavícula de Salomão para invocar a Lúcifer Nahuatl. A Pronunciou, a vocalizou, e a conclusão que logrou fazer-se invisível e montou em um cavalo como um ginete; ... Me vem a memória um caso muito interessante, o Doutor Fausto ensinou a um sujeito a invocar a Lúcifer Nahuatl, o sujeito lhe pediu que lhe desse aulas simples, e o Doutor Fausto lhe ensinou a Clavícula do Rei Salomão. Se foi o sujeito aquele a um lugar onde se cruzavam dois caminhos, parou no centro, pronunciou a Clavícula do Rei Salomão varias vezes, e não aparecia ao Senhor Lúcifer. Ao final apareceu horrível, espantosamente feio, porque este discípulo lhe faltava muito, estava muito novo e tinha o ego muito gordo, e Lúcifer reflete exatamente o estado em que nos encontramos, e não é outro senão o estado psicológico que nos encontramos. No final não resistiu o pobre homem, saiu correndo espantado, chegou em casa apavorado e aos três dias morreu.... Porque o primeiro que se tem fazer é ter muito valor para realizar uma invocação deste nível; bem, se trata de chamar um com consciência de seu Lúcifer, pode que não tenha tanto medo, porem normalmente as pessoas se horrorizam com estas coisas.” Samael Aun Weor
Resulta pois maravilhoso, assombroso e de incalculável valor esta invocação que o Mestre nos entrega, esta clavícula é a forma de pôr-nos em contato direto com nosso Demônio Celeste particular.
Clavícula de Salomão
Per Adonai Elohim, Adonai Jehova, Adonai Sabaoth, Metratom, On Agla, Adonai Mathom, Verbum Pitonicum Misterium Salamandrae, Conventum Silphorum, Antragnomorum Demonia Celi, Gad Almousin Gibor, Jeshua Evan Sariatniamic, Veni, Veni, Veni.
Porem não vos esqueçais, deixai de lado toda vossa esperança aquele que nestes estudos se aprofundar. Uma vez tendo chegado a presenciar tamanha potestade, nunca mais será o mesmo, nunca mais poderá ver o mundo como os outros vêem.
Não poderás mais fechar os olhos para a realidade que depois de tal experiência mística se apresentará.
Se um dia se retiras destes estudos, conhecendo os mistérios que hoje conhece, não te auto-realiza, fica pois claro que preferirias o Julgamento de Sodoma e Gomorra do que o que te aguarda.
Se pensas que é grande pelo que sabe hoje, pelos mistérios que agora ostenta, se equivoca, serás grande quando os vivenciá-los em teus pensamentos, sentimentos e obras, não enquanto carregá-los em tuas teorias. Arrependa-te enquanto resta tempo, e branqueia teu Diabo, ele te salvará da catástrofe que nos aguarda, só ele pode salvá-lo.
Como tratado em anteriores capítulos sempre se falaram de pactos com o Diabo, e nos recordamos de Fausto de Goethe com seu tão famoso pacto com Mefistófeles.
“Ah, já estudei até a exaustão a filosofia, a medicina e a jurisprudência. E a teologia também, infelizmente. Tudo com a maior paciência. Mas eis-me aqui, pobre ignorante, Não mais sabido do que antes. Sou professor, doutor até. Há dez anos eu fico atrás dos meus alunos sem parar: estudar, estudar... Mas vi que não é possível o saber e isso dilacera meu coração. Na verdade, sou mais inteligente do que esses paspalhos - Doutores, professores, escritores e curas. Não tenho escrúpulos, nem dúvidas me assolam, Não temo nem o inferno, nem o diabo. Porém, a alegria me foi roubada. Não tenho mais a ilusão de saber Não tenho mais a ilusão de poder ensinar Aos homens para melhorá-los ou convertê-los; Também não tenho bens, muito menos dinheiro, Nem honra, nem glória no mundo. Nem mesmo um cão viveria desse jeito! Por isso, dediquei-me à magia, Para ver se, por força do espírito e da palavra, Consigo desvendar alguns mistérios. Para que eu conheça o que o mundo Esconde em seu âmago profundo. Oh, lua cheia, se contemplasses Pela última vez o meu sofrimento... Ah, se eu pudesse vaguear sobre montanhas, Iluminado por tua doce luz, E flutuar com espíritos pelas grutas; Tecer, na tua aurora, sobre a relva dos prados E, livre de todo o martírio do saber, Banhar-me saudável em teu orvalho! Lástima! Ainda estou encalhado nesta cela? Maldito buraco abafado na parede, Onde mesmo a boa luz do céu Penetra, opaca, por vidraças pintadas! Oprimido por toda esta montanha de livros Corroída por vermes, coberta de pó, E a parede forrada com papel embolorado, Entupida de trastes e conselhos dos antepassados - Este é o teu mundo, isso é um mundo! Foge! Anda! Lança-te ao campo aberto! Este livro não basta para te acompanhar? Podes conhecer então o curso dos astros E a natureza te instruir Como um espírito fala a outro. Em vão o sentido árido aqui Te explica os sinais sagrados. Espíritos que flutuam ao meu lado, Respondam se estiverem me ouvindo! Ah! Que encanto flui dessa visão do Macrocosmo De repente para todos os meus sentidos. Sinto vigor, vida nova, sagrada, Sinto fervor fluir por nervos e veias. Terá sido um Deus que escreveu esses sinais Que calam toda a fúria interior, Enchendo o pobre coração de alegria, E com ímpeto misterioso Revelam as forças da natureza? Sou eu um Deus? Sinto-me luz! Nestes traços puros vejo A natureza eficaz deitar-se diante da minha alma. Só agora reconheço o que o sábio diz: "O mundo dos espíritos não está trancado, Teu senso está fechado, teu coração morto. Anda! Banha, discípulo, animado, O peito terrestre na luz da aurora! Como tudo num todo se urde, Um no outro age e vive! Que espetáculo! Mas, só espetáculo! Como capturar-te, natureza infinita? Tu, Espírito da Terra, estás mais próximo... Eu sinto, flutuas ao meu redor, Revela-te! Aparece! Ainda que me custe a vida!” – Fausto de Goethe
"Fausto" é obra da vida inteira de Goethe. Começou a ser escrita em 1774, sendo que a primeira parte foi publicada em 1808; a segunda somente foi concluída em 1832, pouco antes da morte do autor.
“Na prática, não é muito difícil aceitar um pacto proposto por Mefistófeles: este lhe dará a juventude perdida, dinheiro e o amor de uma mulher. Em troca, Fausto lhe dará sua alma. Com o pacto selado, Fausto conhece e se apaixona por Margarida, cuja alma também estará em perigo.”
" Eu me comprometo a ser teu servo aqui, enfim, E a todo o teu aceno e chamado, alerta vou estar; Mas, quando na esfera além nos formos encontrar, Então, tu farás o mesmo para mim".
"O fim que eu aspiro não é o prazer. Agonizante bem-aventurança - eu anseio por realização. Ódio enamorado, rápido aborrecimento. Purgado do amor do saber, minha vocação. De hoje em diante, o objetivo de todos os meus poderes vai ser Livrar meu peito de toda angústia, conhecer Todo o infortúnio e o bem estar humanos no âmago do meu coração. O sublime e o profundo em pensamento abraçar, Os vários destinos do homem em meu peito acumular". “Pobre tolo, sua comida e bebida não são da terra, UM impulso interno para a frente o empurra; Ele próprio, meio consciente de seu humor exaltado. Pela mais linda estrela do céu tem ansiado. O melhor e o mais alto da terra tem desejado, E tudo o que está perto e está longe, do mesmo jeito; Nada pode acalmar os anseios do seu peito".”
Cita o Mestre Samael em seu livro chamado A Doutrina Secreta de Anahuac, que o Gnosticismo implica na experimentação de mistérios como entre outros o Dom de Mefistófeles. Porem se faz necessário estudar e compreender que maravilhoso dom é este.
“Tendo, um próspero fidalgo que morava em uma luxuosa mansão, chamada em boa hora de ”A Âncora”, na rua do Castelo, em Erfurt (lugar onde freqüentemente se hospedava o Doutor João Fausto, encantador e mago), promoveu um grande festim.
Aconteceu porém que os nobres convidados ao banquete, diante da esplendorosa mesa, começaram a reclamar a presença de Fausto em altos brados; o anfitrião da régia morada disse-lhes que Fausto, o homem da ciência mágica, estava em Praga.
Mas, um pouco embriagados pelo vinho, nem por isso a estrepitosa reunião deixava de chamar a Fausto com insólita veemência, suplicando-lhe que acorresse ao banquete.
Nesse ínterim, alguém bate à porta da suntuosa mansão. O Fâmulo viu através da lucarna do primeiro pavimento que Fausto estava ao lado de seu cavalo, como se acabasse de ter apeado, e fazia sinal para abrirem a porta.
O empregado correu a avisar o amo que, dando gargalhadas declarou que aquilo era impossível pois o Doutor Fausto estava em Praga.
Repete Fausto seu chamado diante da soleira da porta da rica mansão; Telendo, por sua vez olhou para fora e viu que era ele. Com despótica ordem, que caracterizava os senhores feudais, mandou abrir a porta e dar-lhe magnífica recepção.
O Doutor Fausto ocupou seu lugar à mesa do festim ante o assombro geral dos convidados, e Telendo, muito admirado, não conteve o desejo de perguntar a Fausto como tinha podido vir tão rápido de Praga.
Ao que Fausto respondeu: Isso devo ao meu cavalo; como os senhores, vossos convidados, desejavam ver-me tão ardorosamente e chamavam-me, rendi-me a seus desejos e vim, embora não possa permanecer por muito tempo, porque amanhã bem cedo, ao amanhecer devo estar de volta a Praga.
O régio banquete foi muito alegre, o Doutor executou com grande sucesso seus habituais prodígios e até houve esbanjamento de vinho e sortilégios.
Aqui é bom lembrar o coro das alegres liras, as taças lavradas, o vinho escuro, os copos ferventes de bordas brilhando com as cores tremeluzentes e cambiantes do arco-íris, qual colar de prismas. O vinho escuro que inflama o sangue e põe alegre o coração, do fruto fermentado da videira que tanto inspira os bardos cabeludos.
Em meio ao burburinho do festim, João Fausto clamou, propondo que também se degustassem os vinhos estrangeiros. E contam os que o viram que, de dentro de um exótico recipiente improvisado, manaram então líquidos de diferentes safras, milagre Faustino bastante similar ao das bodas da Canaã da Galiléia.
Súbito porem de maneira inusitada, o filho do anfitrião entrou no aposento com o rosto visivelmente desapontado e disse: “Senhor Doutor, seu cavalo está comendo em excesso. Acho que preferiria dar de comer a dez ou vinte cavalos que ao seu; já devorou mais de dois celamins de aveia que tinha preparado e, contudo, continua esperando diante do pesebre e olha ao redor para ver se encontra outro.”
Riram todos os convidados, não com o sorriso sutil de Sócrates, mas com a estrondosa gargalhada de Aristófanes.
Súbito porem de maneira inusitada, o filho do anfitrião entrou no aposento com o rosto visivelmente desapontado e disse: “Senhor Doutor, seu cavalo está comendo em excesso. Acho que preferiria dar de comer a dez ou vinte cavalos que ao seu; já devorou mais de dois celamins de aveia que tinha preparado e, contudo, continua esperando diante do pesebre e olha ao redor para ver se encontra outro.”
Riram todos os convidados, não com o sorriso sutil de Sócrates, mas com a estrondosa gargalhada de Aristófanes.
O jovem, firme, continuou dizendo: “Desejo manter minha palavra e o saciarei ainda que, para isso, corra o risco de ter devoradas várias medidas de aveia.” Fausto respondeu que era inútil, que seu cavalo havia comido bastante, mas que tragaria toda a aveia do mundo sem sentir-se farto.
É evidente que aquele garboso corcel era, não resta duvida, o mesmo Lúcifer náuatle, o extraordinário Mefistófeles metarmofoseado em animal alado. Mafistófeles-Xolotl-Lúcifer, transformado às vezes, por obra da magia, em cavalo voador, como o Pegaso dos poetas coroados, transportava fausto velozmente pela quarta dimensão quando era necessário.
A orgia continuou tremenda até a meia-noite. Então o cavalo relinchou e o sábio exclamou: “Faz-se preciso que me despeça agora”. Os convidados, porém, transbordantes de prazer e contentamento, retiveram-no suplicantes e não pôde ir-se de imediato.
Pela segunda e logo pela terceira vez o cavalo relinchou assombrosamente. O Doutor João Fausto de modo algum devia desobedecer; despediu-se, pois, de seus amigos, fez com que lhe trouxessem seu fogoso corcel, montou-o rápido e prontamente subiu a rua do Castelo.
Dizem por lá, conta a história dos séculos, que nem bem passadas três ou quatro moradas, o cavalo lançou-se pelos ares e perdeu-se de vista o cavaleiro sobre sua diabólica cavalgadura.
É claro que o Doutor João Fausto, encantador e mago, estava de volta a Praga antes do amanhecer.
... Ao concluir este capítulo vem-me à memória o insólito caso dos sessenta feiticeiros de Montezuma, viajanto com o poder de Lúcifer pela quarta vertical até a terra de seus ancestrais, a Mansão Eterna.” A Doutrina Secreta de Anahuac
“É de se lamentar que o “Prometeu-Lúcifer” dos tempos antigos tenha se transformado no Diabo de Milton. Satanás voltará a ser o Titã livre de outrora quando tivermos eliminado de nossa natureza íntima todo elemento animal” A Doutrina Secreta de Anahuac
É certo pois que o pacto Faustino com do Demônio Mefistófeles é o mesmo pacto que sempre fizeram os Alquimistas, que em todas épocas fizeram aqueles que anelavam chegar a Auto-realização, este pacto onde ou dissolvemos o ego e liberamos o Prometeu, ou perdemos nossa Alma, assim é, e assim sempre foi em todos os tempos.
“Três dias e meio, em horas, quantas horas são? Em horas são 78 horas, se analisamos cabalisticamente dá 15, 15 é Tifão Bafometo e o quinze o decompomos em seis, onde se salva a Alma, de onde sai a alma... Então os três dias e meio ou seja este numero 15 que corresponde a estas setenta e oito horas, é porque nestas setenta e oito horas ou se vai ao abismo e se perde porque não se liberou, ou se libera a alma da posse do diabo. Se salvou a alma da posse do diabo e ficou livre, nos mundos internos se recebe o veredicto da lei de qual o caminho a seguir e se não se salva passa imediatamente a involução... 78horas, não em medidas humanas.(referindo-se ao tempo em plutão)” V.M Lakhsmi – Semana Santa 2002

O Prometeu
Vejamos a história da criação segundo a mitologia grega.
O mundo está pronto. Entretanto, falta ainda um ser capaz de odiar e amar. Julgar e punir. Perdoar e esquecer. Lembrar e criar. Um ser que, com sua poderosa alma, seja humilde o bastante para temer os deuses e render-lhes homenagens e cultos.
Falta o Homem e para forjá-lo, Prometeu arranca o barro do chão e mistura-o com suas lágrimas. Incessantemente trabalha, com paixão e arte, aquela massa informe, até que ela obtém feições semelhantes às de um deus.
Embevecido com a beleza de sua obra, Prometeu decide esculpir uma multidão de estátuas. E, por noites e dias inteiros, debruça-se sobre o barro e dá-lhe formas sob os modelos divinos. Quando termina, contempla suas criaturas. São idênticas, assim enfileiradas e mudas, e parecem-lhe vazias.
Falta-lhes vida, então, o grande artista insufla nas estátuas caracteres de animais: a coragem do leão, a fidelidade do cavalo, a força do touro, a esperteza da raposa, a avidez do lobo, e as criaturas começam a movimentar-se. Lenta, porém decididamente.
Mas ainda falta-lhes a faísca do espírito divino, que as tornará capazes de ousar.
Minerva, a filha inteligente de Júpiter, a deusa da sabedoria, decide ajudar Prometeu. Pega uma taça cheia de néctar divino. Desce ao mundo. E entrega-a a todos aqueles seres, já dotados de vida, para que sorvam algumas gotas. De repente, sobre a cabeça de cada um, surge uma luz nova e bela. Agora são homens. Têm uma alma. Mas ainda não sabem o que fazer com ela.
O filho de Iápeto dera aos mortais uma forma física. Incutira-lhes uma consciência, uma alma. Transmitira-lhes o conhecimento do mundo, a vontade de trabalhar e dominar a natureza. Havia uma única coisa que eles não conheciam. Faltava-lhes um elemento fundamental. Prometeu rouba o fogo dos deuses.
Durante um banquete entre deuses e mortais, Prometeu ficara a cargo da partilha. Juntou então a carne e as entranhas do boi em um lado, e os ossos e barro coberto de gordura no outro de modo a enganar os deuses, que escolheram este último.
Irritado ao descobrir o engano, Júpiter esconde o fogo dos humanos e proíbe Prometeu de obtê-lo.
Mas Prometeu, querendo vingar-se da morte de seu irmão na luta que fizera Júpiter subir ao poder total, decide entregar o fogo aos homens. Quebra um comprido ramo seco de uma árvore e vai até o calor do carro do Sol onde acende o galho.
Com a chama acesa, alegria dos mortais e energia necessária a toda vida terrena, Prometeu volta à terra. Agora os homens conhecem o segredo do precioso elemento.
Pouco os difere dos deuses.
Os seres Olímpicos temem os homens e reúnem-se para discutir sobre o assunto.
Júpiter inventa a forma mais rápida de destruir o paraíso dos homens : a Mulher.
Chama Vulcano, o habilidoso deus artesão, e pede-lhe que confeccione uma imagem feminina de bronze.
Ela devia assemelhar-se ao homem, mas em alguma coisa deveria diferir dele, de tal forma que o encantasse e comovesse, atrasando-lhe o trabalho e transtornando-lhe a alma. E cada deus oferece alguma coisa àquela criatura, que já nasce para colocar em desconcerto a vida dos mortais.
Minerva, que não se considera mais amiga de Prometeu, pois este havia desafiado seus companheiros divinos, entrega à mulher recém-criada um lindo vestido bordado, que lhe cobre as harmoniosas formas.
Quando a virgem está inteiramente vestida, Vênus oferece-lhe a beleza infinita e os encantos que seriam fatais aos indefesos homens. Mercúrio presenteia-a com a língua . Apolo confere-lhe a suavíssima voz. Enfim, a bela Pandora, "dotada por todos", está pronta para cumprir sua missão.
Mas antes de enviá-la Júpiter lhe dá uma caixa coberta com uma tampa. Nela estão contidas as misérias destinadas a assolar os mortais : doenças e dores para enfraquecer o corpo humano. E inveja, despeito, vingança, para desesperar-lhe a alma, antes pura e solidária.
E Pandora cumpre sua missão. Ao chegar na Terra, Epimeteu, irmão de Prometeu, apaixona-se por ela e esposa-a. Este, apesar de advertido pelo irmão sobre não aceitar presentes dos Deuses do Olimpo, abre a caixa e libera todos os males sobre a humanidade. Assustado, rapidamente fecha a caixa, inconsciente do único sentimento ainda na caixa: a esperança.
O homem perde seu paraíso.
Uma águia devora o fígado de Prometeu
Por Prometeu ter desafiado os poderes divinos, Júpiter manda Vulcano, o divino obreiro, e ordena-lhe finalmente que aprisione Prometeu ao cume do monte Cáucaso.
Depois envia esfomeada águia para devorar-lhe o fígado, agora tornado imortal.
Durante o dia, a águia estilhaça-lhe o fígado, fazendo o criador dos homens contorcer-se em terríveis dores. À noite, o órgão regenera-se, para a agonia da manhã seguinte. São trinta anos de dor. Mas Prometeu nunca pediu perdão nem renegou seus atos.
Depois de libertado, os Deuses tornam-o mortal para impedí-lo de entrar no Olimpo - somente se algum imortal trocasse de destino com o seu ele voltaria a ser Imortal.
O Centauro Quirão, ferido por Hércules, oferece-se para morrer em lugar de Prometeu e assim lhe confere a imortalidade.
Nosso criador foi Prometeu, quem nos deu tudo quanto temos foi ele, e lhe pagamos permitindo que continue acorrentado a esta dura rocha. Sejamos pois o centauro que se sacrifica com a bendita morte psicológica para que se levante o grande prometeu mais uma vez em nosso interior.
“LUCIFER certamente é o Espírito da Iluminação Espiritual da Humanidade e a Liberdade de escolha, e metafisicamente, o fogo da humanidade, o LOGOS em seu aspecto superior, e o adversário em seu aspecto inferior, o Divino e preso Prometeu; a energia ativa e centrifuga do universo; fogo, luz, vida, luta, esforço, consciência, liberdade, independência, etc, etc, etc.” – As Três Montanhas
“Lhe damos a razão aos religiosos que digam que somos Satânicos, porque em realidade estão confundidos e não sabem quem é Satanás, quem é o Diabo, como se processa e onde está. Assim que Deus, perdoa-os porque não sabem o que dizem” V.M Lakhsmi – Semana Santa 2002
“Lúcifer é, pois, essa força revolucionária que se acha no fundo de nosso sistema sexual e que, sabiamente manejada, pode transformar-nos em deuses. Aqueles que não sabem manejar a força luciférica, com quem os compararei? Possivelmente, aos aprendizes de eletricidade ou aos incautos que, não tendo tal profissão, ignorando o perigo, ousam brincar com cabos elétricos de alta tensão. Indubitavelmente são fulminados e precipitados no Abismo.” Sim Há Inferno, Diabo e Karma
Devemos estudar a Doutrina do Adorável, devemos conhecer a sabedoria da Morte e empunhar a gadanha em nossa destra para lutar contra os inimigos da noite que aprisionam este divino Titã.
Lamentamos profundamente esta confusão que ocorre sobre estes nomes e termos, mas bem sabemos que a mente e o Eu não sabem destas coisas, e infelizmente a degeneração humana acaba por corromper estes benditos nomes e a verdade sobre estes Seres.

A Tentação
“Vocês não foram tentados além do que podiam suportar, porque Deus é fiel e não permitirá que sejam tentados acima das forças que vocês têm. Mas, junto com a tentação, ele dará a vocês os meios de sair dela e a força para suportá-la.” I Coríntios 10, 13
Se não há tentação, não há virtudes, quanto maiores as tentações, maiores as virtudes, o importante é não cair na tentação.
Deus nos deu o livre arbítrio, porem de que serviria o livre arbítrio se não houvesse outro caminho a escolher?
Aqueles que escolheram o caminho da redenção, a Iniciação, passam por terríveis processos, guiados pelo Guardião dos Tesouros, e este prova o futuro Adepto. Assim como este Bendito ser nos dá a tentação, nos dá o impulso para vencer a tentação. Eis a rebeldia psicológica, que torna uma pessoa capaz de lutar contra tudo e contra si mesmo.
“"Tudo é permitido." Mas nem tudo convém. "Tudo é permitido." Mas nem tudo edifica” I Coríntios 10, 23
Como diz a liturgia: “Faz o que queira, esta é a UNICA lei!”. Realmente tudo é permitido, mas nem tudo convém, nem tudo nos leva ao destino que almejamos. Depende do instante em que vivemos. Os Deuses mais divinos sempre foram diabos dos grandes bacanais, diz o Mestre Samael, porem hoje para muitos deles não convém que continuem sendo.
Diz ainda a liturgia: “... Servi-vos de todas as coisas a vosso prazer e não temais por isso, que nenhum ser celestial vos denuncie...”
“Somos atribulados por todos os lados, mas não desanimamos; somos postos em extrema dificuldade, mas não somos vencidos por nenhum obstáculo; somos perseguidos, mas não abandonados; prostrados por terra, mas não aniquilados. Sem cessar e por toda parte levamos em nosso corpo a morte de Jesus, a fim de que também a vida de Jesus se manifeste em nosso corpo. De fato, embora estejamos vivos, somos sempre entregues à morte por causa de Jesus, a fim de que também a vida de Jesus se manifeste em nossa carne mortal. Desse modo, em nós trabalha a morte; e em vocês, a vida” II Coríntios 4, 8-12
Em nosso caminho aparecem as mais diversas dificuldades e atribulações, com o objetivo de provar-nos. Em infinitas dificuldades somos muitas vezes perseguidos, mas nunca ficamos sós, ficamos doentes mas não morremos, não temos dinheiro, mas comemos e temos onde morar. A Morte, o silêncio é temporário, na vida tudo passa. Com a morte psicológica em nós advem a vida. Naqueles que estão vivos, em seus defeitos e apetites animais, estes sim, realmente estão mortos.
Devemos aprender a colaborar com este Divino Prometeu, para que pouco a pouco sejamos capazes de romper com as ataduras do mundo e nos preparemos para estes Mistérios Maiores do Fogo e posteriormente os Mistérios de Luz.
“É por isso que nós não perdemos a coragem. Pelo contrário: embora o nosso físico vá se desfazendo, o nosso homem interior vai se renovando a cada dia. Pois a nossa tribulação momentânea é leve, em relação ao peso extraordinário da glória eterna que ela nos prepara. Não procuramos as coisas visíveis, mas as invisíveis; porque as coisas visíveis duram apenas um momento, enquanto as invisíveis duram para sempre.” II Coríntios 4, 16-18
Não perdemos a coragem, pois temos a devida compreensão da realidade. Embora fisicamente não tenhamos maravilhas, esta tribulação é leve se comparada a segunda morte. Embora fisicamente estejamos cansados pelo trabalho, pela fome, pelas dificuldades, internamente este homem que mora em silêncio se faz forte.
Todo este peso que carregamos é realmente muito leve, e as dificuldades de pouco peso se comparado ao peso da glória que é guardada aos que não perecerem.
Somos incompreendidos e perseguidos por buscarmos as coisas que duram para sempre, em vez de nos contentarmos com as coisas perecíveis do mundo. Porem aquele que conquista o imperecível, tem domínio sobre o perecível, já que é a razão da existência do mesmo.
“Por isso, vocês devem alegrar-se, mesmo que agora, se necessário, fiquem tristes por um pouco de tempo, devido às várias provações. Desse modo, a fé que vocês têm será provada como o ouro que passa pelo fogo. O ouro vai desaparecer, mas a fé que vocês têm, e que vale muito mais, não se perderá, até o dia da revelação de Jesus Cristo. Então, por essa fé, vocês receberão louvor, glória e honra. Vocês nunca viram Jesus e, apesar disso, o amam; não o vêem, mas acreditam. E por isso sentem alegria extraordinária e gloriosa, porque alcançam a meta da fé, que é a salvação de vocês” I Pedro1, 6-9
Devemos sorrir, calmos e resignados, mesmo que sangre o coração, mesmo naqueles processos em que os pés suam sangue, em que arrancam nossas máscaras e nos ferem com suas lanças e línguas perniciosas.
É natural que hajam as provações, e que hajam terríveis conflitos internos, pois é durante os conflitos que existe a morte. Que a morte seja aos Demônios Vermelhos de Seth. Que morram! Que morram! Que morram!
A Fé sempre é provada, e quem reste um átomo de duvida, cuidado! Aquele que perseverar diante das tribulações e dificuldades, não perdendo sua fé, não abandonando sua Obra, receberá o que nunca se acaba. A Fé, é a esperança que restou na caixa de Pandora quando liberou todas as dores e pragas do mundo, sendo a chave para acabar com elas.
“Criados, com todo o temor submetam-se aos seus patrões, não só aos bons e compreensivos, mas também aos que são duros. É louvável alguém suportar maus tratos, sofrendo injustamente por amor a Deus. Que mérito haveria em suportar com paciência, se vocês fossem esbofeteados por terem agido errado? Pelo contrário, se vocês são pacientes no sofrimento quando fazem o bem, isto sim é ação louvável diante de Deus.” Pedro 2, 18-20
Há provas doces e provas amargas. Como doces, compreendemos as de orgulho, onde cria uma falsa sensação agradável, como da Luxúria, que encanta e enfeitiça. Doce a boca, mas muito amargo aos sentidos internos.
Já as provas amargas, como as relacionadas a Ira, Pobreza, Doenças, que não só são amargas dentro, mas na própria boca daquele que as degusta.
Há que ser resignado e calmo, não somente quando nos acusam, ou nos ferem por algo que tem razão, mas quando também não o tem. Não há méritos naquele que sofre por seus erros, por uma cobrança. Mas há muitos méritos, naquele que sofre por amor a divindade, por sacrifícios conscientes e padecimentos voluntários, por um Apostolado.
“Vocês passaram muito tempo vivendo conforme o estilo pagão, entregues a uma vida de dissolução, cobiça, embriaguez, comilanças, bebedeiras e idolatrias abomináveis. Agora, os outros estranham que vocês não se entreguem à mesma torrente de perdição e por isso os cobrem de insultos; mas eles terão de prestar contas disso àquele que em breve há de julgar os vivos e os mortos. Por que o Evangelho foi anunciado também aos mortos? A fim de que eles vivam pelo Espírito a vida de Deus, depois de receberem, na sua carne mortal, a sentença comum a todos os homens.” I Pedro 4, 3-6
No passado, todos cometemos muitos erros e delitos, uma vida de tristeza e amarguras para nossa Alma. Agora somos estranhados por nossos familiares e amigos, e estranham que nadem contra a corrente que leva todos ao Abismo da segunda morte. Não devemos nos afligir, pois não restará dividas que não sejam quitadas. O Justo receberá por sua justiça, e o injusto pagará pela injustiça. Esta força irá julgar os Vivos, que fazem a Obra, e os Mortos, de espírito.
No Próprio Gnosticismo muitos são os estudantes incompreendidos e que encontram a verdade por detrás das teorias, e por isto são afastados, assim nos diz o próprio Mestre Lakhsmi, o são por serem Águias Rebeldes.
Por tal motivo a doutrina é entregue a todos, para que sejam julgados, para que aqueles que queiram ressuscitar dentre os mortos, assim o façam.
“Resistam ao diabo, permanecendo firmes na fé, pois vocês sabem que essa mesma espécie de sofrimento atinge os seus irmãos que estão espalhados pelo mundo. Depois de sofrerem um pouco, o Deus de toda graça, aquele que os chamou em Cristo para a sua glória eterna, ele os restabelecerá, firmará e fortalecerá, e fará com que vocês sejam inabaláveis. A Deus pertence todo o poder para sempre. Amém!” I Pedro 5, 9-11
Devemos resistir as tentações, é útil relembrar que todos os grandes Mahatmas, Avataras, Budas já passaram por isto, e que hoje alguns irmãos também passam por isto.
O Que não nos mata nos torna mais fortes. Por isto necessitamos morrer, para que o Eu não se fortaleça destas experiências, porque ele é tempo, é memória.
O Nosso sofrimento vem a ser a compensação do que fizemos a todas as pessoas em passadas existências, e nesta. Assim não voltamos a cometer os mesmos erros, e despertamos nosso Kaom interno. Processo doloroso em que vivemos em uma Oitava Iniciação de Mistérios Menores, provando dores e amarguras que causamos a nosso corpo, a nossos familiares, amigos, e a humanidade. Tudo passa, e sempre somos acompanhados pela Divina Mãe e o Bendito Daimon.
“Dito isso, não posso elogiar vocês, porque as suas assembléias, em vez de ajudá-los a progredir, os prejudicam. Antes de tudo, ouço dizer que, quando estão reunidos em assembléia, há divisões entre vocês. E, em parte, eu acredito nisso. É preciso mesmo que haja divisões entre vocês, a fim de que se veja quem dentre vocês resiste a essa prova.” I Coríntios 11, 17-19
A Convivência é algo que será indispensável para o futuro êxodo que nos aguarda, e certamente nos faz muita falta nos tempos atuais. Há divisões e problemas, porem isto é necessário para fazer aflorar estes elementos que temos que eliminar.
Comumente vemos apenas a parte física, e ignoramos que tudo quanto ocorre tem um motivo, um sentido, e é permitido que ocorra para que gere um fim especifico.
“Vou dar outro exemplo: durante todo o tempo em que o herdeiro é criança, embora seja dono de tudo, é como se fosse um escravo. Até chegar a data fixada por seu pai, ele fica sob tutores e pessoas que administram seus negócios. O mesmo aconteceu conosco: éramos como crianças e andávamos como escravos, submetidos aos elementos do mundo. Quando, porém, chegou a plenitude do tempo, Deus enviou o seu Filho. Ele nasceu de uma mulher, submetido à Lei para resgatar aqueles que estavam submetidos à Lei, a fim de que fôssemos adotados como filhos. A prova de que vocês são filhos é o fato de que Deus enviou aos nossos corações o Espírito do seu Filho que clama: Abba, Pai! Portanto, você já não é escravo, mas filho; e se é filho, é também herdeiro por vontade de Deus. No passado, quando vocês não conheciam a Deus, eram escravos de deuses, que na realidade não são deuses. Agora, porém, vocês conhecem a Deus, ou melhor, agora Deus conhece vocês. Então, como é que vocês querem voltar de novo àqueles elementos fracos e sem valor? Por que vocês querem novamente ficar escravos deles?” Gálatas 4,1-9
No passado éramos crianças, não tínhamos um destino nem o domínio de nossa natureza, éramos escravos dela. Até que chegue a data fixada por nosso pai que está em segredo, ficamos como escravos, presos as dores e suplícios do mundo e da humanidade. Quando chegou o tempo exato, Deus desperta o anelo em cada um de nós e resgata os que estavam submetidos a lei de talião, a lei do mundo. Éramos escravos do Deus Matéria, do Ego, que em verdade é um falso Deus. Agora conhecemos Deus e ele nos reconhece, como pode querer voltar a vida que tinha antes? Como pode alguém querer voltar a ser aprisionado por elementos fracos e sem valor? Porque ainda se quer ser escravo?
Somos escravos de tudo aquilo que nos vence, seja um vicio, mal hábito, ou delito.
“Por isso, eu declaro a vocês que ninguém, falando sob a ação do Espírito de Deus, jamais poderá dizer: "Maldito Jesus!" E ninguém poderá dizer: "Jesus é o Senhor!" a não ser sob a ação do Espírito Santo. Existem dons diferentes, mas o Espírito é o mesmo; diferentes serviços, mas o Senhor é o mesmo; diferentes modos de agir, mas é o mesmo Deus que realiza tudo em todos. Cada um recebe o dom de manifestar o Espírito para a utilidade de todos. A um, o Espírito dá a palavra de sabedoria; a outro, a palavra de ciência segundo o mesmo Espírito; a outro, o mesmo Espírito dá a fé; a outro ainda, o único e mesmo Espírito concede o dom das curas; a outro, o poder de fazer milagres; a outro, a profecia; a outro, o discernimento dos espíritos; a outro, o dom de falar em línguas; a outro ainda, o dom de as interpretar. Mas é o único e mesmo Espírito quem realiza tudo isso, distribuindo os seus dons a cada um, conforme ele quer.” I Coríntios 12, 3-11
Se conhece a arvore por seus frutos, ninguém cumpre com os desígnios de Deus se não é filho de Deus, por tal motivo se afirma que somos filhos do Diabo, porque estas são nossas obras. Porem sempre, sempre impulsionados pela força do Terceiro Logos, porque é no sexo que nos definimos entre a Luz e as Trevas, entre o Ser ou Não Ser da filosofia secreta.
Quem nos confere o poder é Lúcifer, e varias capacidades a serem exercidas de acordo com características da mônada e raios do iniciado (Absoluto, Planetário e Iniciático). O Objetivo de receber estes dons é unicamente servir, pois quem não vive para servir, não serve para viver, quem não dá não recebe, quem não ilumina, morrerá nas trevas.
Pode-se aperfeiçoar-se na capacidade de assimilar sabedorias do cosmos, da própria vida, outros na capacidade de entregar isto a humanidade de forma a ser facilmente compreendida, outros ainda se estabelecem em uma Fé por sua prática, cujo verbo fica impregnado de força e poder. Há aqueles que recebem e se aperfeiçoam na capacidade de curar, sejam males da carne, sejam doenças da alma, há os que tem o direito de exercer suas capacidades internas para que muitos sintam o anelo em fazer a obra. Já outro tem a capacidade de profetizar tudo quanto virá a acontecer, outro recebe a capacidade de conhecer e conversar cara a cara com os espíritos mais sublimes.
Quem confere estes dons é nosso Lúcifer interno, de acordo com nossos merecimentos e a certeza que nós não voltaremos a aprisioná-lo novamente a dura rocha. Por fim, aquele que vencer receberá a Estrela da Manhã e cairá sobre si todos os dons e capacidades deste espírito sublime, porque sereis um com ele.
“Ainda que eu falasse línguas, as dos homens e dos anjos, se eu não tivesse o amor, seria como sino ruidoso ou como címbalo estridente. Ainda que eu tivesse o dom da profecia, o conhecimento de todos os mistérios e de toda a ciência; ainda que eu tivesse toda a fé, a ponto de transportar montanhas, se não tivesse o amor, eu não seria nada. Ainda que eu distribuísse todos os meus bens aos famintos, ainda que entregasse o meu corpo às chamas, se não tivesse o amor, nada disso me adiantaria. O amor é paciente, o amor é prestativo; não é invejoso, não se ostenta, não se incha de orgulho. Nada faz de inconveniente, não procura seu próprio interesse, não se irrita, não guarda rancor. Não se alegra com a injustiça, mas se regozija com a verdade. Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor jamais passará. As profecias desaparecerão, as línguas cessarão, a ciência também desaparecerá. Pois o nosso conhecimento é limitado; limitada é também a nossa profecia. Mas, quando vier a perfeição, desaparecerá o que é limitado. Quando eu era criança, falava como criança, pensava como criança, raciocinava como criança. Depois que me tornei adulto, deixei o que era próprio de criança. Agora vemos como em espelho e de maneira confusa; mas depois veremos face a face. Agora o meu conhecimento é limitado, mas depois conhecerei como sou conhecido. Agora, portanto, permanecem estas três coisas: a fé, a esperança e o amor. A maior delas, porém, é o amor.” I Coríntios 13, 1-13
Pode-se ter libertado ao Lúcifer, pode se ter chegado a altos graus iniciaticos, porem, sem o Amor, o sexo, a união do falo e do útero não produziria o ascenso do Kundalini, mesmo que tivéssemos o dom de profetizar tudo quanto acontecerá, mesmo que conhecêssemos todos os mistérios dos céus e dos infernos, mesmo que tivéssemos uma fé que abalasse o mundo, sem amor seria uma força cega, não teriam utilidade tantos dons. Ainda que por um impulso déssemos tudo que tenhamos seja dinheiro ou sabedoria aos que não tem, mesmo que nos lançássemos a desintegração do Mim Mesmo, sem amor não seriam frutos do Ser, e a morte não se processaria.
O Amor sabe a hora certa, ele serve a tudo e a todos, é oposto a todos os elementos egoicos que um carrega. Não é complacente com o delito, nem julga ao inocente.
As profecias um dia acontecerão e passarão, a capacidade de entregar sabedoria um dia não será necessária pois cada um terá a sua própria, tudo perecerá dentro da Divindade que tudo sustenta, porem não o Amor.
Quando chegarmos a Maestria o Amor que hoje é limitado por nossos defeitos será irrestrito e universal. Agora o conhecimento é limitado porem quando conhecermos quem realmente somos, quem é aquele que nos anima, sermos um com ele, quão distinto será.
Nos sustentemos no Amor, dando valor a Fé prática por aquilo que conhecemos e jamais ninguém poderá nos tirar, e na esperança que é sempre a que pode restaurar tudo o que foi perdido, porem jamais, jamais sem o Amor.
Pois sabeis que Amor se encontra em nossas gônadas sexuais, temos que saber enviar o amor para dentro e para cima, para que se deposite em cada átomo de nosso corpo e possamos amar infinitamente a tudo e a todos.

Os Apóstolos
“Pelo que vejo, Deus reservou o último lugar para nós que somos apóstolos, como se estivéssemos condenados à morte, porque nos tornamos espetáculo para o mundo, para os anjos e para os homens! Nós somos loucos por causa de Cristo; e vocês, como são prudentes em Cristo! Nós somos fracos, vocês são fortes! Vocês são bem considerados, nós somos desprezados! Até agora passamos fome, sede, frio e maus tratos; não temos lugar certo para morar; e nos esgotamos, trabalhando com nossas próprias mãos. Somos amaldiçoados, e abençoamos; perseguidos, e suportamos; caluniados, e consolamos. Até hoje somos considerados como o lixo do mundo, o esterco do universo. Não escrevo essas coisas para envergonhar vocês, mas para chamá-los à atenção, como se faz com filhos queridos. De fato, ainda que vocês tivessem dez mil pedagogos em Cristo, não teriam muitos pais, porque fui eu quem gerou vocês em Jesus Cristo, através do Evangelho. Portanto, eu lhes dou um conselho: sejam meus imitadores. Foi para isso que lhes enviei Timóteo, meu filho amado e fiel no Senhor; ele fará com que vocês se lembrem de minhas normas de vida em Jesus Cristo, aquelas mesmas que eu ensino por toda parte, em todas as igrejas. Alguns se encheram de orgulho, como se eu não fosse mais visitá-los. Contudo, se o Senhor quiser, irei logo, e então verei não o que esses orgulhosos dizem, mas o que fazem. Pois o Reino de Deus não consiste em palavras, mas em poder. O que vocês preferem: que eu os visite com vara, ou com amor e suavidade?” I Coríntios 4, 9-21
Nunca vos esqueçais que os últimos serão sempre os primeiros, aquele que fechar a porta por ser o ultimo é o que terá a chave. Sim, somos os últimos por sermos apóstolos, afinal estamos realmente condenados a morte de todos os nossos defeitos, somos um espetáculo para todos, somos considerados loucos por nosso amor à Obra e ao Cristo, porem o resto são prudentes e não se expõe como os primeiros em sua obra.
Somos fracos pelas não debilidades, já que para a humanidade os defeitos são os que fazem uma pessoa forte, a mentira faz alguém importante, a imposição a força torna um mais valente.
Somos desprezados por nossas mudanças, pelas cargas que abandonamos em nosso caminho, tanta coisa que não nos serve, que não nos é mais útil, porem muitos querem estas cargas e as levam.
Chegamos realmente a passar fome, já que nosso espírito anela coisas tão sublimes que causa dor não ter tamanha sabedoria, passamos frio devido a que nosso calor espalhamos por todas as províncias por onde estivemos e demos até o que não tínhamos por nosso espírito e por aqueles que nos acompanharam. Nossa moradia é junto a nosso Deus intimo, não estamos presos a nada nem a ninguém, para onde sopra o vento do espírito é para onde nossa pessoa se dirige. Não fizemos os outros executarem nossos trabalhos, senão que com valentia executamos com nossas próprias mãos.
Chegaram provas duras, e aqueles que juraram amor ao iniciado, o maltratam, resulta óbvio que levantam toda classe de blasfêmias contra o iniciado. E este lhes responde com infinito amor e serenidade.
Somos considerados o lixo do mundo devido a nossas mudanças revolucionárias e o esterco do universo porque ainda carregamos o gérmen de doença chamada ego.
Certamente o que se escreve não é para envergonhar o que comete o delito, mas para mostrar o que está acontecendo, afinal o pai que não ama o filho não lhe chama atenção.
Certamente podem ter muitas pessoas que lhes guiem em seu trabalho físico, mas quem nos impulsiona e que nos gestou espiritualmente é nosso Pai que está em segredo, portanto sejamos imitadores da vontade de nosso Pai, foi com este propósito que nos enviou até aqui.
Ingressamos a Gnosis para que sempre nos lembremos das normas de vida que impõe o Cristo para nascer em cada um de nós. Muitos ansiando a iluminação enchem suas bocas de blasfêmias contra seu Deus interior, porem para expressar a sua sabedoria se necessita trabalho, e muitos falam coisas lindas e sábias, mas suas obras não condizem com suas palavras.
O Reino de Deus e conquista por assalto, por obras, por fatos, não por teorias nem conceitos ou palavras.
Ele virá, seja para nos consolar em nossa dor por fazer a obra, ou para nos castigar pela nossa insolência em não ter cumprido com seus desígnios uma vez tendo se proposto a fazê-lo. Se não querias, não devias ter iniciado.
“Sou eu mesmo, Paulo, quem suplica a vocês com a mansidão e a bondade de Cristo. Eu que sou "tão humilde quando estou entre vocês e tão prepotente quando estou longe." Rogo que vocês não me obriguem, quando eu estiver aí em pessoa, a mostrar-me prepotente, recorrendo à audácia com que pretendo agir contra aqueles que nos julgam, como se nos comportássemos com interesses humanos. Embora seja homem, não luto por interesses humanos. De fato, as armas da nossa luta não são humanas; o seu poder vem de Deus e são capazes de destruir fortalezas. Nós destruímos os raciocínios presunçosos e qualquer poder altivo que se levante contra o conhecimento de Deus.” II Coríntios 10, 1-5
O Homem deve saber ser simples como a pomba mais astuto como a serpente, ser pacifico como as ovelhas mas esperto como os lobos, é necessário que compreendamos o mistério de Pistis Sophia, a mescla da Luz e das Trevas.
Devemos ser simples por natureza, porem sábios quanto as dificuldades que nos são impostas, sermos audazes quanto a obra, sem temor nem fraquezas.
Não nos importamos com aquilo que muitos ainda buscam, com interesses humanos, embora tenhamos um corpo físico e ainda sejamos homens por nossa carne, já não nos interessa mais isto. Cumprimos com nosso dever para com Deus e nossas armas não são mais as humanas, nosso poder foi entregue pela divindade, e é capaz de destruir qualquer teoria, conceito por mais belo que seja, temos a lógica dialética, a síntese.
Não nos convém mais o raciocínio intelectual, porem derrubamos em nossas mentes e fora dela qualquer poder que se levante contra Deus e sua obra.
“Não nos orgulhamos desmedidamente, apoiados em trabalhos alheios. E temos a esperança de que, com o progresso da fé que vocês têm, cresceremos mais e mais segundo a nossa regra. Desse modo, levaremos o Evangelho para além das fronteiras da região de vocês, sem contudo entrarmos em campo alheio, para não nos orgulharmos de trabalhos realizados por outros, como se fossem feitos por nós. Quem se orgulha, que se orgulhe no Senhor. Pois é aprovado não aquele que faz recomendação de si próprio, mas aquele que Deus recomenda.” II Coríntios 10, 15-18
Certamente nosso trabalho não é em busca de glórias terrenas, e com a fé consciente pela prática que hoje temos, levaremos nossa Gnosis além das fronteiras internas que hoje nos encontramos em nosso universo interior. Sem contudo entrarmos em missões que não nos correspondem, em papéis que outros irão cumprir, para que não nos orgulhemos de entregar algo que não vivemos, pois não foi a nós entregue a cumprir.
É mérito ser reconhecido por Deus e desgraça ser reconhecido pelos Homens, pois aquele que quer ser reconhecido pelos homens, por si só já recebeu seu pagamento, porem aquele que na terra não recebe seu louvor, ganha em seu interior.
“Foi grande a minha alegria no Senhor, porque finalmente vi florescer de novo o interesse de vocês por mim. Na verdade, vocês já tinham esse interesse antes, mas faltava oportunidade para demonstrá-lo. Não digo isso por estar passando necessidade, pois aprendi a arranjar-me em qualquer situação. Aprendi a viver na necessidade e aprendi a viver na abundância; estou acostumado a toda e qualquer situação: viver saciado e passar fome, ter abundância e passar necessidade. Tudo posso naquele que me fortalece. Entretanto, vocês fizeram bem, tomando parte na minha aflição. Vocês mesmos sabem, filipenses, que no início da pregação do Evangelho, quando parti da Macedônia, nenhuma outra Igreja, fora vocês, teve contato comigo em questão de dar e receber. Já em Tessalônica, vocês me enviaram ajuda por mais de uma vez, para aliviar as minhas necessidades. Não que eu esteja querendo presentes. Pelo contrário, quero ver mais lucro na conta de vocês. No momento, tenho tudo em abundância; tenho até de sobra, especialmente agora que Epafrodito me trouxe aquilo que vocês mandaram. É como um perfume de suave odor, sacrifício agradável que Deus aceita. O meu Deus, por sua vez, atenderá com grandeza a todas as necessidades de vocês, conforme a riqueza dele em Jesus Cristo.” Filipenses 4, 10-19
Após as terríveis provas em que o iniciado é caluniado, maltratado e humilhado por tudo e por todos, inclusive por seus irmãos em Cristo, floresce novamente a fragrância da amizade pelo iniciado.
Não que aquele que esteja passando pelas provas se importe, pois conquistou a Paz e a Felicidade, já é capaz de viver em qualquer situação, sabe viver na abundancia e na infinita pobreza, estar saciado ou passar fome. Conviver com aqueles que lhe amam e lhe odeiam já não é mais tarefa difícil, encontrou a serenidade e o coração tranqüilo, pois tudo pode graças ao seu Ser que lhe fortalece.
Aqueles que interviram em sua aflição fizeram bem, pois o Cristo ao carregar a Cruz sempre precisa de um sirineu que lhe auxilie, para que este sirineu um dia tenha o direito de carregar sua cruz. Quando o iniciado parte rumo a esta prova, apenas tem contato com esta igreja, digo este irmão.
Muitas vezes lhe aliviam as dificuldades em suas provas, visto que o objetivo não é fazê-lo fracassar, não recebemos uma cruz que não possamos carregar.
Não se importa o iniciado com a ajuda, este é grato, mas sabe que quanto maior a humilhação maior será a exaltação, este que tudo falta neste processo fisicamente, abunda interiormente, é um sacrifício que este faz e Deus aceita.
Certamente o intimo deste iniciado saberá recompensar o amor daqueles que tiveram compaixão pelo iniciado e também aqueles que não tiveram, visto que cumpriam cada um seu papel.
“Não se tornem ocasião de escândalo, nem para judeus, nem para gregos, nem para a Igreja de Deus. Façam como eu, que me esforço para agradar a todos em todas as coisas, não procurando os meus interesses pessoais, mas o interesse do maior número de pessoas, a fim de que sejam salvas.” I Coríntios 10, 32-33
Não devemos ofuscar os olhos nem de uns nem de outros, devemos nos localizar quando falar, vermos se corresponde ao nível de quem estamos nos dirigindo. Devemos agradar a todos, pois é esquecendo de si que se encontra a si mesmo, então colocando sempre em segundo plano os interesses pessoas e em primeiro plano o que irá beneficiar o maior numero de pessoas, para que sejam salvas.
Podemos escolher ser o galho que alimenta as folhas e os frutos, podemos ser o tronco que alimenta os galhos que alimentam as folhas e os frutos, ou podemos ser as raízes que do lodo da terra extraem o barro e transformam em energia para alimentar o tronco que alimenta os galhos que irão alimentar as folhas e os frutos bem como as belas flores que exalarão seu aroma.
Quanto mais no inicio deste processo nos encontramos, mais ganhamos pelo nosso trabalho, o importante é cumprir com as missões que nos são confiadas, com as missões que nosso ser nos permite executar, e que a Loja Branca nos confia.
Que nosso Daimon nos dê a Sabedoria e o Poder para que possamos executar sabiamente todas as tarefas que a Venerável Loja Branca, os Santos Mestres e nosso Real Ser interno, nos ordenam a realizar.
Feliz daquele que em suas provações não se esquece de si mesmo, não se esquece de sua essência que sucumbida na dor do Ego clama por Piedade. Não se esqueça deste Daimon que acorrentado a dura rocha destas paixões sofre e pede nosso auxilio.
Certamente o objetivo das provações é libertá-lo, se tu, ó iniciado, permitir.

O Símbolo CLXV
CLXV dentre muitas coisas são dois 15, CL = 150, XV 15. Isto nos indica estas duas Almas, a soma de duas forças, uma exterior, uma interior, uma positiva, uma negativa.
O 15 nos assinala a Alma (1+5 = 6), duas Almas formam o Íntimo, pois CLXV é a Bodas aonde a Alma Humana se une a Alma Divina, é o Íntimo em sua máxima expressão.
O Símbolo CLXV, é Lúcifer em meio a sua criação, é desde o Absoluto imanifestado até a nobre Planta ou o Animal e até o Homem. E é o magnetismo existente entre estes objetos, é o Ar que respiramos, o teto que nos cobre, a roupa que nos veste, o chão que pisamos, pois a Divindade está espalhada por sua criação em maior ou menor grau.
Se estudarmos o Símbolo CLXV e suas relações, vamos observar sempre esta Divisão entre o Cristo Branco e o Cristo Negro, o “1” e o “0”, e seu Elo “8”, igualmente encontraremos esta atração magnética entre eles que é o “6” e o 9”, o Solve e Coagula da Alquimia Medieval.
O Símbolo CLXV assim como o Pentagrama, são expressões de Lúcifer, sendo que CLXV como símbolo está mais além das dimensões do Pentagrama, pois abarca por meio da matemática e do simbolismo universal todo o mistério deste Ser.

O Martelo de Thor não é outra coisa senão Lúcifer, a própria espada que o iniciado recebe na quinta iniciação de mistérios menores nos mundos internos é a viva representação do poder de Lúcifer se manifestando no Iniciado.



Um Novo Êxodo
Se Aproximam os tempos do fim, se aproximam as grandes catástrofes que hão de limpar este mundo e prepará-lo a um novo povo, uma nova raça, formada pela semente recolhida dentre esta perversa geração que atualmente habita sobre a face da terra.
“Nós nos preparamos trabalhando sobre nós mesmos, para poder formar parte de um novo Êxodo. Dia chegará em que todos vocês terão que sair entre o fogo e as chamas, entre o fogo e fumaça, entre terremotos e maremotos rumo a uma ilha sagrada no oceano pacifico.” Samael Aun Weor
“Amigos, é necessário compreender a hora que nos encontramos, os filhos do quinto sol, está dito claramente pelos sábios de Anahuac, perecerão pelo fogo e pelos terremotos. Nestes instantes de crise mundial e de bancarrota de todos os princípios, a terra treme por todas as partes, hora em Europa dando sete mil mortos, hora em Peru dando cinqüenta mil, hora na terra de Manágua acabando com a capital deste país, hora em Venezuela ou em Colômbia ou na China. E Ninguém conhece realmente a raiz de todos estes terremotos, e é que agora começa a cumprir-se tudo que disseram os sábios que cinzelaram a pedra do sol, o calendário asteca. Os filhos do quinto sol, quer dizer, Nós, pereceremos dentro de muito pouco tempo pelo fogo e pelos terremotos.” Samael Aun Weor
“Nada restará desta época, nada restará desta carcomida civilização perversa. Quando os homens da idade de ouro queiram saber algo sobre esta raça tenebrosa, haverão de investigar nossas memórias da natureza, nos registros do akasha do universo. Agora compreenderão vocês, por qual motivo estamos formando o Exercito de Salvação Mundial, agora entenderão vocês qual é a causa causorum porque nós estamos trabalhando na formação do Movimento Gnóstico Internacional, falo deste movimento já de pólo a pólo, de oceano a oceano, e pronto arderá entre as entranhas de Londres e de Paris, de pronto também haverá de provocar tremendas revoluções em toda a Ásia. Nada poderá deter esta avalanche extraordinária do Gnosticismo Universal.” Samael Aun Weor
“O Exercito de Salvação Mundial está se formando precisamente pra isto, para ter um núcleo que há de servir de raiz para a futura sexta grande raça. Podem estar vocês completamente seguros que durante muitos séculos o fogo e a água se combaterão mutuamente, os homens e mulheres de boa vontade que hão de ser levados até um lugar seguro, viverão durante muitos séculos entre a névoa. Todo o Mundo Terra estará por aqueles dias envolto em fogo e vapor de água.” Samael Aun Weor
“Continuem com vossos maus costumes, façam o que vocês estão fazendo, vivam como estão vivendo e se degenerem também como os outros. Perecerão da mesma forma, assim está dito, e agora se cumprirá isto; Custe o que custe! Assim que vocês que estão reunidos, vos estão preparando para um Êxodo. Teremos que sair entre a fumaça e as chamas, antes que seja demasiado tarde, resplandece Hercólubus ameaçadoramente sobre esta raça perversa. Estejam seguros que estas grandes cidades como Nova York, Londres, Paris, Moscou, não sobrará nem sequer pedra sobre pedra!” Samael Aun Weor
Se continuamos como estamos a tantas centenas de anos, vida a após vida nos rolando no lodo da terra, iremos rumo a desintegração e a segunda morte.
Nestes tempos de bancarrota de todos os sistemas, de degeneração extrema de todos os princípios divinais, a maioria dos homens já não tem mais como realizar uma obra espiritual.
Datas como a de 2012 e 2040 assinalam acontecimentos terríveis.
Recordamos que em 2002 o Anti-Cristo(A Tecnologia, a Ciência Materialista). Tinha 40 anos. Antes de seus 60 anos esta irá acabar com tudo, porem deverá respeitar um povo: O Povo Gnóstico, diz o Mestre Lakhsmi que é um acordo entre as Hierarquias.
Muito próximo a 2040 já não restará vida sobre a face da terra, alguns mestres chegam a cogitar que reste apenas 3% da camada de ozônio até o fim dos tempos.
Somente aqueles que tiverem limpado seu latão, que derem realmente mostras de um trabalho, terão o direito de ingressar a este Êxodo que vai ser a chance de terminar o que iniciaram.
“Conheço sua conduta: você não é frio nem quente. Quem dera que fosse frio ou quente! Porque é morno, nem frio nem quente, estou para vomitar você da minha boca.” Apocalipse 3,15-16
Em 1993, o planeta Terra descendeu em seu numero de leis para poder se situar na primeira capa dos abismos, permitindo que assim se iniciasse uma limpeza dos infernos do planeta como preparação para uma nova raça. Por tal motivo atualmente a Roda do Sansara parou, a pessoa cai diretamente no Tartarus, depois de passar pelos círculos dantescos, não passa por nenhum reino, terão que passar aos Abismos do Planeta Hercólubus e ali iniciar uma evolução neste planeta.


Conclusão
“Lúcifer quer dizer Luz e Fogo, se não colocamos o Fogo estamos acabados, se não colocamos a Luz estamos perdidos” Semana Santa 2002. V.M Lakhsmi.
“Lúcifer é o Prometeu da Mitologia, que o temos atado a dura rocha que um abutre lhe destrói o ventre, Lúcifer é o mais Divino.” Semana Santa 2002. V.M Lakhsmi.
“Eu digo que aprendi a amar profundamente a Lúcifer, ao que me diga diabólico que me importa.” Semana Santa 2002. V.M Lakhsmi.
“Façamos uma leitura breve de alguns aspectos que tem que ver com nossa doutrina, com algo que eu venho falando e que não está claro na mentalidade de muitas pessoas. (Segue uma leitura da vários trechos da Pistis Sophia citando os mistérios de Lúcifer). Isto o fazemos porque pode ser que apesar que já fazem muitos anos, aclarando o que estaria apresentando, pode haver casos em que as pessoas digam: ‘Isto eu não acredito, isto eu não acredito!’ Não é questão de crer ou aceitar, simplesmente nós queremos, e espero que a partir das ultimas convivências se marque a pauta, Esta. No sentido de aqui para lá vão haver mais exigências, e vão haver muitas exigências. Eu diria que é necessário ... que se estude as obras do Mestre Samael, que estude a Gnosis, no sentido da lógica, com o sentido comum, não é questão que uma pessoa diga, eu creio ou diga, não creio.” Semana Santa 2002. V.M Lakhsmi.
“Muitas vezes, chega aos Lumisiais gnósticos um homem ou alguma mulher buscando o facho divino da Verdade. Aparentemente, o recém-chegado parece um principiante, mas os irmãos ignoram quem seja a alma daquele homem, a qual pode ser um Boddhisattwa (a alma de algum Mestre) que quer regressar a seu Pai que está em segredo. Os irmãos assombram-se quando algo superior sucede ao aparente principiante e então dizem: "nós que somos mais velhos nestes estudos não passamos pelo que ele está passando". E perguntam a si mesmos: "como é possível que alguém que apenas começou se faça de Iniciado?" Não julguemos a fim de não sermos julgados. Porque com a vara que medirdes sereis medidos.” Curso Esotérico de Kabala
Esta é a resposta que damos aos que não aceitam que recém chegados falem de coisas tão antigas quanto o homem, de mistérios que em menor ou maior grau vivenciamos em passadas existências. Ignorar que podemos discorrer sobre isto é ignorar a doutrina que nos deixou o avatara, a doutrina do Despertar da Consciência. Então porque não se aceita que esta dê resultados? Que os frutos falem por si mesmos.
“Há irmãs que estão pisando em Mistérios Maiores e outras estão bastante avançadas nisto; porem devido a um complexo que a mulher tem tido, sobretudo pelo machismo do homem, ela se priva de expressar o sentir de seu SER, então nem sequer sabe porque uma pessoa quando chega a esse nível de Iniciação, indiscutivelmente tem que fazer um trabalho para servir à humanidade com a sabedoria que seu próprio SER tem e quando a mulher sai para ensinar algo, nunca falta um irmãozinho dizendo: “Não, isso não é assim, quem o disse?”, fulana de tal, então diz: “Não, isso não é assim, nós temos estabelecido isto aqui...”, ou seja, convertem de uma vez uma norma para privar que uma pessoa exteriorize sua própria particularidade do SER.” Enigmas Femininos
Há seres que ensinam a sabedoria do céu, há outros que falam das profundezas do Abismo, e nisto há seus mistérios. Quando seja um irmão ou irmã quer expor isto que brota das profundezas de seu SER, por meio da inspiração. Se temos esta sabedoria, esta deve ser entregue para servir a humanidade, faz parte de nossa Iniciação, pois é a Sabedoria do Ser. Porem como sempre, aparece aquele irmãozinho, para de forma mecânica negar por querer saber “Quem disse”, já que teoricamente a pessoa em questão não estaria apta para entregar por si só estes conhecimentos, fazem de um ensinamento de um mestre, uma norma que impede que cada um expresse a particularidade de seu SER.
“Quem quer fazer parafusos, não fabrica senão parafusos” V.M Lakhsmi
“A sabedoría é algo que está espalhado na vida. Então temos que converter-nos em um investigador da vida para poder adquirir esse conhecimento e encarnar as partes mais sábias do Ser” V.M Lakhsmi


AUM... TAT. SAT. TAM... PAM... PAZ...


» As Litanias de Satã«
Ó tu, o Anjo mais belo e também o mais culto,
Deus que a sorte traiu e privou do seu culto,
Tem piedade, ó Satã, desta longa miséria!
Ó Príncipe do exílio a quem alguém fez mal,
E que, vencido, sempre te ergues mais brutal,
Tem piedade, ó Satã, desta longa miséria!
Tu que vês tudo, ó rei das coisas subterrâneas,
Charlatão familiar das humanas insânias,
Tem piedade, ó Satã, desta longa miséria!
Tu que, mesmo ao leproso, ao paria infame, ao réu
Ensinas pelo amor às delícias do Céu,
Tem piedade, ó Satã, desta longa miséria!
Tu que da morte, tua velha e forte amante,
Engendraste a Esperança, - a louca fascinante!
Tem piedade, ó Satã, desta longa miséria!
Tu que dás ao proscrito esse alto e calmo olhar
Que faz ao pé da forca o povo desvairar,
Tem piedade, ó Satã, desta longa miséria!
Tu que sabes onde é que em terras invejosas
O Deus ciumento esconde as pedras preciosas.
Tem piedade, ó Satã, desta longa miséria!
Tu cuja larga mão oculta os precipícios,
Ao sonâmbulo a errar na orla dos edifícios,
Tem piedade, ó Satã, desta longa miséria!
Tu que, magicamente, abrandas como mel
Os velhos ossos do ébrio moído num tropel,
Tem piedade, ó Satã, desta longa miséria!
Tu, que ao homem que é fraco e sofre deste o alvitre
De poder misturar ao enxofre o salitre,
Tem piedade, ó Satã, desta longa miséria!
Tu que pões tua marca, ó cúmplice sutil,
Sobre a fronte do Creso implacável e vil,
Tem piedade, ó Satã, desta longa miséria!
Tu que, abrindo a alma e o olhar das raparigas a ambos
Dás o culto da chaga e o amor pelos molambos,
Tem piedade, ó Satã, desta longa miséria!
Do exilado bordão, lanterna do inventor,
Confessor do enforcado e do conspirador,
Tem piedade, ó Satã, desta longa miséria !
Pai adotivo que és dos que, furioso, o Mestre
O deus Padre, expulsou do paraíso terrestre
Tem piedade, ó Satã, desta longa miséria !
~*~
Oração
Glória e louvor a ti, Satã, nas amplidões
Do céu, em que reinaste, e nas escuridões
Do inferno, em que, vencido, sonhas com prudência!
Deixa que eu, junto a ti sob a Árvore da Ciência,
Repouse, na hora em que, sobre a fronte, hás de ver
Seus ramos como um Templo novo se estender!


Súplica ao Divino Daimon
Desde a alvorada do Universo em que se levanta meu espírito, fecundando as partes mais nobres de minha alma e de meu coração... Elevo minha súplica ao Divino Daimon, Ser bendito e adorável que acompanhou minha vida em todo este ir e vir, buscando me elevar às esferas mais puras do Ser.
Bendito e adorável Ser, quero que escute meus rogos, para que do estado conscientivo em que me encontro, possa cada dia compreender mais a razão de ser de meu Ser, para poder receber com Humildade e Compreensão, mas também com muito valor, teus divinos ensinamentos e através deles, elevar meus sentimentos à cúpula do Saber...
Oh Divino Daimon! Tu que me acompanhaste e que me acompanhas nos eventos transcendentais de minha vida, peço-te que me ajudes a eliminar todas as minhas debilidades; que me ajudes a distinguir o mau do bom e o bom do mau...
Que me ajudes a eliminar de minha natureza a insegurança, as futilidades, as vãs ilusões.
Que me ajudes a ver com claridade o caminho que devo seguir, iluminado pela luz de meu Cristo Íntimo e impulsionado por tua Força...
Divino Daimon, Bendito Ser, quero que em minha vida reine a Paz, aquela Paz que há de ficar depois de eu ter eliminado todas minhas debilidades e futilidades que, vida após vida, tenho trazido.
Quero que me ajude a conhecer profundamente as expressões e manifestações de meu Ego, para podê-lo eliminar...
Quero que me dê Sabedoria para avançar em meu caminho... Sapiência para não cair no pecado, Amor para compartilhá-lo com a humanidade e Compreensão para ser fiel a meu Ser.
Pelos séculos dos Séculos, Amém.