zzzzzzzz

 

Livros e Documentos Esotéricos
Samael Aun Weor
O Magnus Opus

Capítulo 1
A Magna Obra tem por objetivo transmutar, transformar a Lua em Sol. A Lua é a
Alma. O Sol é o Cordeiro Imolado. Quando o Cordeiro entra na Alma, Ele se transforma
nela. E Ela se transforma nele. Desta simbiose maravilhosa, sucede isso que nosso muito
amado Jesus Cristo chamou, com tanto acerto, de "O Filho do Homem".
O "Magnus Opus" tem vinte e duas chaves fundamentais.
A força sexual vem do Terceiro Logos. O Terceiro Logos é o Espírito Santo.
O Homem-Animal faz fluir a energia do Terceiro Logos para “baixo" e para "fora".
O Homem-Anjo, por meio do "Magnus Opus" faz retornar a energia do Terceiro Logos
para "dentro" e para cima". Assim é como o Homem-Anjo se torna criador em outros níveis
superiores de consciência. Primeiro, faz-se criador no Plano Astral; logo, no Mental e,
depois nos Mundos Superiores do Espírito Puro.
O laboratório do Terceiro Logos é: nossos mesmos órgãos sexuais. O fluxo
ascendente do Fogo Sagrado é o resultado da transmutação Sexual. E esta transmutação
sexual tem vinte e dois Arcanos Fundamentais. Eis aqui os vinte e dois Arcanos Maiores do
Tarot:
Arcano 1.O Mago: Este Arcano representa o homem. É o princípio masculino.
Arcano 2. A Esposa-sacerdotisa: A Mulher do Mago.
Arcano 3. A Mãe Celeste: A Imperatriz. A Alma se Cristifica mediante o Arcano
A.Z.F.
Arcano 4. A Cruz da Iniciação: A Cruz também revela a "quadratura do círculo". A
chave do movimento perpétuo. Esse movimento perpétuo só é possível mediante a Força
Sexual do Terceiro Logos. Se a energia do Terceiro Logos deixasse de fluir no Universo, o
movimento perpétuo terminaria e viria o desenquadramento cósmico.
O Terceiro Logos organiza o vórtice fundamental de todo o Universo nascente e o
vórtice infinitesimal do último átomo de qualquer criação.
A inserção do falo vertical dentro do útero horizontal forma a cruz, a Cruz da
Iniciação que nós devemos jogar sobre nossos ombros.
Arcano 5. O Hierofante, o Rigor, A Lei: Este Arcano representa o "Carma" do
Iniciado. Devemos saber que o carma, em última síntese, serve para viver em carne e osso
todo o Drama da Paixão de nosso Senhor Jesus Cristo.
Podemos pagar nossas dívidas trabalhando na Grande Obra do Pai.
Arcano 6. O Apaixonado: O homem, entre o vício e a virtude. Este Arcano está
expresso pelo Selo de Salomão. As seis pontas da Estrela de Salomão são masculinas; e as
seis profundas entradas que existem entre ponta e ponta, são femininas. Total, esta Estrela
tem doze raios, seis masculinos e seis femininos. Mediante o "Magnus Opus", estes doze
raios cristalizam nas doze constelações zodiacais. No Selo de Salomão, se esconde a gênese
sexual do Zodíaco. No Selo de Salomão, se encontra a íntima relação existente entre o
Zodíaco e o invisível Sol Central. O Selo de Salomão é, realmente, a autêntica Estrela de
Natal. Seus dois triângulos, que junta e separa o Amor, são as lançadeiras com que se tece e
destece o Tear de Deus. Cada vez que o Iniciado vai receber uma nova Iniciação, ou um
novo Grau de Consciência, resplandece, então, a brilhante Estrela. No Selo de Salomão,
está a Suprema Afirmação e a Suprema Negação. A luta terrível entre Deus e o Diabo!
Arcano 7. O Carro de Guerra: terá que trabalhar no Arcano A.Z.F. para obter a
Espada. A luta é terrível! O guerreiro só pode libertar-se dos quatro Corpos de Pecado
mediante o Arcano A.Z.F.!
Arcano 8. O Arcano do Job: Provas e dor. As Provas da Iniciação são muito
terríveis! Necessita-se de uma grande paciência para não cair no Abismo... Somos provados
muitas vezes!
Arcano 9. O Ermitão: Este Arcano é a Nona Esfera: o Sexo. E a descida à Nona
Esfera era, nos Templos Antigos, a prova máxima para a suprema dignidade do Hierofante.
Hermes, Budha, Jesus Cristo, Zoroastro, Dante, etc., muitos outros grandes Iniciados
tiveram que baixar à Nona Esfera para trabalhar com o Fogo e a Água, origem de Mundos,
Bestas, Homens e Deuses. Toda autêntica Iniciação Branca começa por ali... No nono
estrato da Terra, encontramos o signo do Infinito. Este signo tem a forma de um 8 (oito).
Neste signo está simbolizado o cérebro e o sexo do Gênio da Terra. A luta é terrível.
Cérebro contra Sexo; Sexo contra Cérebro; e o que é mais terrível: Coração contra
Coração!
Arcano 10. A Roda da Fortuna: Esta é a Roda de "Samsara", A Reencarnação! As
incessantes transmutações da força Sexual produzem o som Anahat. Com este som,
podemos sair em corpo astral. Quando quisermos escutar o místico som, vocalizaremos
primeiro o Mantram "A", alternando-o com o Mantram "RA", isto mentalmente. Quando o
som é intenso, podemos tranqüilamente sair em nosso corpo astral. E, com o Arcano
A.Z.F., liberamo-nos da Evolução. Para o homem que se há Cristificado absolutamente, a
evolução deixa de existir.
Arcano 11. O Leão Domado: Nos tempos antigos, os Reis Divinos se sentavam em
tronos cujos braços de repouso eram de ouro maciço. Horus se sentava em um trono
semelhante. O Ouro, Hórus, Ouro Potável, é o Fogo Sagrado do Terceiro Logos
simbolizado pelo Leão Domado, pelos Leões de Ouro dos Reis Divinos. O homem é uma
Unidade; a mulher, é outra, este é o Número Onze do Tarot. Só pela Mulher, trabalhando na
Grande Obra, podemos encarnar o Menino de Ouro, o Hórus, o Verbo, a Grande Palavra!
Assim, o Numero Onze é o número mais multiplicável!
Arcano 12. O Apostolado: Nesta lâmina do Tarot, vemos um homem pendurando de
um pé. As pernas se entrecruzam formando uma Cruz. Suas mãos atadas às costas formam
com a cabeça um triângulo. Eis aqui o ligamen da Cruz-Homem com o Triângulo-Espírito.
Somente por meio do ouro Potável, podemos obter o ligamen da Cruz com o Triângulo.
Terá que trabalhar com o Enxofre Vivo, com o Fogo Vivente e Filosofal. O "Ens Seminis"
é o Mercúrio da Filosofia Secreta. Dentro da Entidade do Sêmen, encontramos o Ouro
Potável: o Fogo Vivo. Terá que fecundar o Mercúrio da Filosofia Secreta para que este
Mercúrio se converta no Mestre e na Regeneração do Sal.
O Enxofre Vivo, o Fogo, fecunda o Mercúrio; e o Mercúrio fecundado, regenera o
Homem, o Sal da Terra.
Arcano 13. A Morte. Há várias classes de morte: a morte do homem profano,
comum, a morte dos Iniciados e a morte de todo aquele que recebeu o "Elixir da Longa
Vida".
A morte profana já a conhecemos. Muitos autores rosacruzes, teósofos, etc. têm
escrito já sobre esta matéria. A morte do Iniciado é mais profunda! Terá que baixar à Forja
Acesa do Vulcano (o Sexo), para cortar a cabeça da Medusa com a Espada Flamígera de
Perseo!
A Medusa é o Ego, o Eu, o Mim mesmo. Esse Eu é triuno. Esse Eu está composto
pelos átomos do Inimigo Secreto. Essa triuna entidade maligna controla os veículos Astral,
Mental e Causal. Esses são os três traidores do Hiram Abiff, sendo este último o muito
respeitável e venerável Hiram, o Deus Interno de todo homem. Terá que decapitar e
dissolver os três traidores! Devemos viver todas as lendas do Hiram Abiff dentro dos
Mundos Internos. Morto o Eu, somente reina, dentro de nós, o Filho do Homem... À Forja
do Vulcano baixa Marte para retemplar suas armas e conquistar o Coração de Vênus. A
Iniciação Venusta... A Encarnação da Palavra... A Encarnação do Rei sol, do Homem-Sol,
dentro de nós mesmos... A estrela crucificada na Cruz representa ao Homem-Sol
encarnado!
À Forja do Vulcano baixa Hermes para limpar os Estábulos do Augias (os estábulos
da Alma) com o Fogo Sagrado. À Forja do Vulcano, baixa Perseo para cortar a cabeça de
Medusa (o Eu) com a Espada Flamígera...
Esta é a Morte Iniciática!
Há outra morte. Esta terceira classe de morte é para os Nirmanakayas que já
receberam o Elixir da Longa Vida. Neste caso, os Anjos da Morte não rompem o Cordão
Prateado.
Ao terceiro dia, Jesus veio em Corpo Astral ante o Santo Sepulcro. Então, invocou a
seu corpo, o qual jazia entre o sepulcro. Acompanharam-no as Santas Mulheres, os Anjos
da Morte, os Senhores do Movimento, os Senhores da Vida, etc. E esse Corpo foi tratado
pelas Santas Mulheres com drogas e essências aromáticas. Elas vieram em Corpo Astral.
Obedecendo a ordens Supremas, o Corpo se submergiu dentro do Plano Astral. A tumba
ficou vazia!... depois de tudo isto, o Corpo penetrou dentro do Mestre, pela coroa (de seu
cérebro astral) ou seja pela glândula pineal. E assim foi como o Mestre ficou dentro de seu
corpo! Depois, apareceu aos discípulos do Emaús. Comprovou-lhes sua Ressurreição
jantando com eles.
Apareceu também aos Onze e Tomé, o incrédulo, pôde introduzir seu dedo por entre
as feridas do Senhor! Hoje em dia, o Mestre vive no País secreto, no Shambala Oriental.
Esse país está em estado do Jinas. Ali, vive o Mestre com seu Corpo Físico ressuscitado.
Por esta classe de Ressurreição, passam todos eles, os Nirmanakayas que já receberam o
Elixir da Longa Vida. Muitos são os Mestres Filhos da Ressurreição. Paracelso escapou de
sua tumba... e vive em Boêmia. Zanoni viveu durante milhares de anos, com seu mesmo
corpo físico... cometeu o erro de apaixonar-se por uma jovem de Nápoles... e, por isso,
caiu! Perdeu seu corpo físico na guilhotina durante a Revolução Francesa. Nosso amigo,
um Mestre tártaro, cujo corpo data desde uns quantos milhares de anos, dizia-nos o
seguinte: "Verdadeiro Mestre é unicamente aquele que já tragou terra! Um antes de tragar
terra, acredita saber muito e se sente muito poderoso; mas, realmente, é unicamente um
pobre tolo!".
Arcano 14. A Moderação: Ali, vemos uma mulher mesclando as duas essências com
as quais elabora o Elixir de Larga Vida. Essas duas essências são: o Elixir Vermelho e o
Elixir Branco. Os Princípios Sexuais do homem e da mulher. O Arcano 14 nos ensina a
dirigir os "estados do Jinas". Um corpo em estado do Jinas pode adotar qualquer figura.
Neste caso, atua dentro dos Mundos Internos sem perder suas características fisiológicas...
Terá que sublimar nossa Energia Sexual ao coração. A comunhão do Pão e Vinho tem o
poder de sublimar a Energia Sexual ao Coração. Podemos pôr um pão e uma taça de vinho
junto a nosso leito e, depois de trabalhar com o Arcano A.Z.F., orar e benzer o pão e o
vinho. Logo, comer o Pão e beber o Vinho. O Arcano A.Z.F. converte o Pão e o Vinho no
Sangue do Cristo. Com este Arcano, se carregam o Pão e o Vinho com os átomos Crísticos
que descem do Sol Central.
Arcano 15. Tifão Bafometo: À porta do Edém, há um guardião terrível. A Esfinge
de Moisés! A Esfinge Assíria, a Esfinge com cabeça de touro, que tem em sua mão a
Espada Flamígera, para fazer retroceder aos que não estão preparados. Esse é o Arcano 15
do Tarot! Esse é o próprio "eu" de cada homem! Realmente, esse é o "eu Psicológico" de
todo homem, a besta interna que nos fecha a porta do Edém O Edém é o mesmo Sexo e a
Besta está à porta do Sexo para nos convidar à ejaculação do licor seminal, ou para nos
desviar dessa porta, nos fazendo ver escolas, teorias, seitas, etc., etc.
Arcano 16. A Torre Fulminada: Quando cai o raio da Justiça sobre a Torre de Babel,
morre o "eu". Esta morte do "eu" é terrivelmente dolorosa. O eu não quer morrer, mas o
raio da Justiça Divina cai sobre ele... e o fulmina!
Arcano 17. A Estrela da Esperança. Nesta carta do Tarot, vê-se uma jovem nua, com
duas ânforas das quais saem fogo e água. No céu, brilha a Estrela de oito pontas, a Estrela
de Vênus, o Luzeiro da Manhã. Terá que trabalhar com o Fogo e a Água para receber a
Iniciação Venusta! A Estrela crucificada na Cruz é o Cristo dos Abraxas, o Filho do
Homem, o Verbo encarnado.
Arcano 18. Crepúsculo de Lua: O Arcano 9 é a Iniciação. O Arcano 18, duas vezes
nove, representa os perigos da Iniciação, os inimigos ocultos e secretos que se propõem
danificar a Iniciação: a Loja Maçônica Negra, o Abismo, as Tentações, os Demônios... que
não querem que o Iniciado lhes escape de suas garras. Este é o Caminho do Fio da Navalha!
Este é o Caminho que está cheio de perigos por dentro e por fora como diz o Venerável
Mestre Sivananda!
Arcano 19. O Fogo Criador: Este é o "Magnus Opus", a Obra Magna. Para realizar o
trabalho da Grande Obra, temos que trabalhar com a Pedra Filosofal. Os antigos adoravam
o Sol sob a simbólica figura de uma pedra negra. Essa pedra negra é a Pedra Heliogábala.
Essa é a Pedra que devemos pôr por fundamento do Templo! Essa Pedra é o Sexo! Aqueles
que edificarem sobre a Pedra Viva encarnarão ao Verbo. Aqueles que edificarem sobre a
areia fracassarão e suas edificações rodarão ao Abismo. Essas areias são as teorias, as
religiões mortas, etc., etc.
Arcano 20. A Ressurreição dos Mortos: Realmente, a Ressurreição da alma só é
possível por meio da Iniciação Cósmica. Os seres humanos estão mortos e só podem
ressuscitar por meio da Iniciação.
Arcano 21. O Louco, a Insensatez: O homem é uma Estrela de cinco pontas. Se
estendermos os braços e as pernas à direita e a esquerda, temos o Pentágono. O cérebro
deve controlar o Sexo. Quando o cérebro perde o controle sobre o sexo, quando o Sexo
chega a dominar ao cérebro, então, a Estrela de cinco pontas vai de cabeça ao Abismo! Este
é o Pentágono Investido: o Símbolo da Magia Negra.
Arcano 22. A Coroa da Vida: Se somarmos este Arcano entre si, teremos o seguinte
resultado: dois mais dois é igual a quatro. Homem, Mulher, Fogo e Água!... Yod He Vau
He. Homem, Mulher, Falo, Utero. Eis aqui ao Santo e Misterioso Tetragrammatom. No
Arcano 22, aparece uma Coroa sustentada pelos quatro animais sagrados. Sobre essa coroa,
dança uma jovem nua tendo em cada mão uma "varinha mágica". Essa jovem é a Verdade.
As duas varas correspondem ao Homem e à Mulher. No Templo de Salomão, o Arcano 22
estava representado pela Arca da Aliança, sustentada por uma coroa. Nos quatro ângulos da
Arca, viam-se os quatro animais da Alquimia Sexual. As esfinges do Ezequiel têm também
quatro caras como a Esfinge egípcia. O fogo está representado pelo Leão. Esse é o Ouro
Potável. O Mercúrio da Filosofia Secreta está representado pela águia voadora. O Sal está
representado pelas patas do touro da Esfinge. A Água está representada pela cabeça de
homem da Esfinge.
A Chave fundamental é o Arcano A.Z.F. O importante é evitar o orgasmo e a
ejaculação do licor seminal. Essa é a Chave fundamental da Iniciação! Este é o Arcano
A.Z.F.
Que o Pai que está em segredo e a Bendita e Adorada Mãe Kundalini lhes bendigam,
querido leitor.
Paz Inverencial (Paz seja a vós).
2. A Kundalini
A Kundalini é a energia primitiva encerrada na Igreja de Éfeso. Esta Igreja do
Apocalipse é um centro magnético situado dois dedos sobre o ânus e dois dedos debaixo
dos órgãos genitais.
A Kundalini é a serpente ígnea de nossos mágicos poderes. A serpente sagrada
dormita dentro de sua igreja enroscada três vezes e meia. O Kundalini é o fogo do
Pentecostes. O Kundalini é a Mãe Divina.
O Santuário da Mãe Divina é o Coração.
A Kundalini se desenvolve, evolui e progride dentro da Áura do Mahachohan (A
Mãe Cósmica, O Espírito Santo, O Terceiro Logos).
Os fogos dorsais são Jehovísticos. Os fogos do coração são Crísticos. Na fronte,
cintilam os raios terrivelmente divinos do Pai.
Os fogos do coração controlam a ascensão da serpente sagrada pelo canal medular.
A Kundalini se desenvolve, evolui e progride de acordo com os méritos do coração.
A Kundalini precisa subir até o cérebro e, logo, deve chegar até o santuário sagrado
do coração.
A Kundalini mora nos elétrones. Os sábios meditam no Kundalini; os devotos o
adoram, nos lares de perfeição, lhe rendem culto.
Quando os átomos solares e lunares fazem contato, bebemos, então, o néctar da
imortalidade porque é acordado a Kundalini.
Os átomos solares e lunares fazem contato no triveni perto do coxis, então, acorda,
por indução, a Kundalini.
A Kundalini se acorda com o Arcano A.Z.F., com a concentração e a meditação,
com a devoção muito profunda, com a vontade e a compreensão, e com os mantras
sagrados.
Também pode ser despertado a Kundalini por obra e graça de algum Mestre de
Mistérios Maiores da Branca Irmandade, ou porque a Mãe Divina assim o quer.
Quando o Iogue derrama o sêmen, a Kundalini não pode despertar. A ascensão da
Kundalini pelo canal medular é muito lenta e difícil. O passo da serpente ígnea de uma
vértebra a outra significa terríveis prova, espantosos sacrifícios, e supremas purificações.
Não só devemos matar o desejo, mas, também até a sombra mesma do desejo. Nossa divisa
é Thelema (Vontade).
Quando a Kundalini chega até a glândula pineal, situada na parte superior do
cérebro, alcançamos, então, o êxtase perfeito.
Devemos advertir que, mesmo que a Kundalini tenha forma de serpente, pode
apresentar-se ante o devoto com a forma da Mãe Divina, Ísis, Réu, Lhes ceve, Maria, etc.
etc.
Quando a Kundalini acorda, o devoto tem visões maravilhosas e escuta múltiplos
sons. Quando o Kundalini acorda, se desenvolvem, então, todos os poderes da alma.
Quando o Kundalini acorda, o estudante vê uma luz muito brilhante igual a dez mil sóis
juntos que resplandecem de alegria ao uníssono com a Igreja de Éfeso.
Se o devoto derramar o sêmen depois de ter iniciado a ascensão do Kundalini pelo
canal medular, o Kundalini desce, então, uma ou mais vértebras segundo a magnitude da
falta. Nenhum fornicário poderia chegar à realização cósmica.
A água é o habitáculo do fogo. Se derramarmos a água, perdemos, então, o fogo.
A castidade é o fundamento da Grande Obra. Todo o poder do Kundalini se encontra
no sêmen.
Todo aquele que consigue levar esta energia do Kundalini até a glândula pineal
alcança, de fato, a Supraconciência (O Estado da Nirvikalpa Samadhi).
Quem chega a estas alturas é um iluminado, um Deus.
O Kundalini jaz na cavidade triangular conhecida como triângulo Celestial, centro da
Igreja de Éfeso.
O templo maravilhoso de Éfeso é um lótus esplendoroso. Esse lótus tem quatro
pétalas. A Igreja de Éfeso tem a Luminosidade de dez milhões de sóis. A terra elementar
dos sábios corresponde a esta flor de lótus. Quando a serpente sagrada abre a Igreja de
Éfeso, nos confere poderes sobre as criaturas elementares que vivem nas vísceras da terra.
Então, podemos obrar sobre os terremotos.
Quando a serpente chega à altura da próstata, abre-se a Igreja da Esmirna. Este
chacra tem seis pétalas. O chacra prostático nos confere o poder de criar. Seria impossível
toda criação sem o chacra prostático. O imortal Babaji, o Cristo Iogue da Índia cujo corpo
data desde muitos milhões de anos, é o supremo reitor do chacra prostático.
Babaji dirige toda vida e tem o poder de criar e voltar novamente para criar. A água
elemental dos sábios (o Ens Seminis) é o elemento deste chacra. Todo aquele que abre a
Igreja da Esmirna tem poder sobre as águas e as tempestades.
A ascensão do Kundalini à região do umbigo confere-nos o poder de obrar sobre o
fogo dos vulcões. O chacra da região do umbigo é a Igreja de Pérgamo. Este chacra tem dez
pétalas. O fogo elementar dos sábios é o elemento deste chacra.
Quando o Kundalini chega à altura do coração, abre-se, então, a Igreja de Tiátira e
nos confere o poder de obrar sobre os quatro ventos.
O lótus do coração tem doze pétalas e seu elemento é o ar elementar dos sábios.
Todo aquele que quiser aprender a meter-se com seu corpo físico dentro dos mundos
suprasensíveis deve despertar o chacra do coração. Isto é o que se conhece como ciência
Jinas. O corpo humano pode sair do plano físico e entrar nos mundos suprasensíveis.
Quando a serpente sagrada chega à altura do coração, se abre a Igreja de Tiátira e
nos tornamos intuitivos.
A ascensão do Kundalini à região da Laringe nos confere o poder de ouvir as vozes
dos seres que vivem nos mundos suprasensíveis. Esse chacra está relacionado com o
Akasha puro. Akasha é o agente do som. O chacra laríngeo é a Igreja de Sardis. Ao chegar
a estas alturas, o Kundalini floresce nos lábios fecundos feito verbo.
O chacra laríngeo tem dezesseis pétalas.
Quando o Kundalini chega à altura do sobrecenho, se abre a Igreja da Filadélfia.
Este é o olho da sabedoria. Neste centro magnético, mora o Pai. O chacra do sobrecenho
tem duas pétalas e é o trono da mente. Quando a mente-matéria se transforma em Mentecristo,
recebemos o manto dos Budhas e o olho de Shiva. Todo aquele que acorda o chacra
frontal se torna Clarividente.
Quando o Kundalini chega à Glândula Pineal, se abre a Igreja da Laodicea. Este
chacra tem mil pétalas resplandecentes. Esta é a coroa que brilha como uma auréola de luz
na cabeça dos Santos. Na glândula pineal, existe o átomo do Espírito Santo. Então,
recebemos a branca pomba do Espírito Santo e nos enchemos de iluminação, sabedoria e
onisciência.
Na Igreja do Éfeso, conquistamos a terra. Na Igreja de Esmirna, a água. Na Igreja de
Pérgamo, o fogo. Na Igreja de Tiátira, o ar. Na Igreja de Sardis, o Fluido Akáshico. Na
Igreja de Filadelfia, conquistamos a mente, e, na Igreja da Laodicea, conquistamos a Luz.
Assim é como nos fazemos Reis e Sacerdotes da Natureza, segundo a ordem do
Melquisedec.
No campo magnético da raiz do nariz, se acha o átomo do Pai; na Glândula
Pituitária, o átomo do Filho; e, na Pineal, o átomo do Espírito Santo.
Com a magia Sexual, se acorda, evolui e se desenvolve totalmente o fogo do
Kundalini.
3. A Ressurreição dos Mortos
O Magnus Opus se realiza totalmente com o Arcano 13 da Cabala. As 22 chaves
fundamentais da obra do sol conduzem o Iniciado até a ressurreição alquimista.
Todo aquele que alcançar a quinta Iniciação de Mistérios Maiores pode-se, se assim
o quiser, renunciar à dita inefável do Nirvana.
Aqueles que renunciam ao Nirvana por amor à Humanidade têm o direito a pedir o
Elixir da Longa Vida.
Da mescla do Elixir Vermelho com o Elixir Branco resulta o Elixir de Longa Vida.
O maravilhoso Elixir é um gás de imaculada brancura. Esse Elixir é depositado no
fundo vital do organismo humano.
Todo aquele que recebeu o Elixir de Longa Vida morre, mas, não morre. O anjo da
morte não rompe o cordão prateado daqueles que já tiveram a dita de receber o Elixir da
Longa Vida.
Tudo Iniciado que recebe o Elixir de Longa Vida morre, mas, não morre. Ao terceiro
dia, é levantado do sepulcro.
Aproveitando o hiperespaço, os Mestres escapam do sepulcro com seu corpo de
carne e osso. Essa é a Ressurreição.
Quando ressuscita um Mestre, o Magnus Opus se consumou. Ao terceiro dia, o
Grande Mestre Jesus chegou em corpo astral ante seu santo sepulcro. A tradição esotérica
sabe que o Mestre veio acompanhado pelas santas mulheres (que vieram em corpo astral).
Também acompanharam ao Mestre os Anjos, os Senhores do Carma, os Senhores do
Movimento Cósmico, etc., etc.
O Grande Mestre invocou a seu corpo físico com grande voz. Aquele corpo animado
pelo verbo, penetrando dentro do hiperespaço se levantou submergindo-se absolutamente
dentro do plano astral. O sepulcro ficou vazio e os panos jogados.
No plano astral, as Santas Mulheres trataram o corpo do Jesus com drogas e
ungüentos aromáticos.
Obedecendo a ordens supremas, o corpo ressuscitado penetrou dentro da alma do
Mestre pela parte superior da cabeça sideral.
Assim foi como o Mestre ficou, então, de posse de seu corpo dentro do plano astral.
Aquele corpo ficou em estado de Jinas.
O Mestre morreu, mas, não morreu. O sepulcro ficou vazio e os panos jogados. O
sudário que tinha estado sobre sua cabeça, não foi posto com os tecidos, mas, sim, envolto
em um lugar à parte.
Jesus demonstrou a Ressurreição Alquimista apresentando-se diante de seus
discípulos. Tomé, o incrédulo, disse: "Se não vir em suas mãos o sinal dos pregos, e colocar
meu dedo no lugar dos pregos, e colocar minha mão em seu flanco, não acreditarei".
"E oito dias depois, estavam outra vez seus discípulos dentro, e com eles Tomé. Veio
Jesus, às portas fechadas, e colocou-se no meio, e disse: Paz a vós" (Paz Inverencial).
Logo, disse a Tomé: "Coloque seu dedo aqui e vê minhas mãos; e tome sua mão e a
coloque em meu flanco, e não seja incrédulo, mas fiel".
"Então, Tomé respondeu e disse-lhe: Meu senhor e meu Deus... Jesus disse: Porque
me viu, Tomé acreditou. Bem-aventurados os que não viram e acreditaram".
Jesus ressuscitou dentre os mortos, Jesus se levantou do sepulcro utilizando o
hiperespaço. Jesus atravessava qualquer muro e penetrou no recinto dos Apóstolos
utilizando o hiperespaço. A astrofísica descobrirá, muito em breve, a existência do
hiperespaço. O hiperespaço pode ser demonstrado com a hipergeometria.
Aqueles que recebem o Elixir da Longa Vida têm que atravessar, no panteão ou
cemitério, as terríveis prova funerais do Arcano 13 da Cabala. As provas do Arcano 13 são
mais espantosas que a morte mesma. Muito poucos são os seres humanos que puderam
passar as provas do Arcano 13 da Cabala.
Nas figuras simbólicas de Abraão, o Judeu, se acham todas as operações alquimistas
que conduzem o estudante Gnóstico até a Ressurreição Iniciática.
As treze figuras alquimistas do livro dourado de Abraão são as seguintes:
1. Mercúrio com um Caduceo e Saturno, baixando entre nuvens, com um relógio de
areia sobre a cabeça (importância do tempo e alongamento da vida enquanto não violemos
a lei). O Anjo de Saturno armado com uma foice se dispõe a cortar os pés de Mercúrio
(separação total da ejaculação seminal, fixação do Mercúrio, quer dizer armazenamento do
licor seminal, combinação da prata com chumbo, isso significa trabalho com o Arcano
A.Z.F. para transmutar o chumbo da personalidade no ouro puro do Espírito).
2. Montanha com sete cavernas e sete serpentes de cores negra e amarela; uma
serpente devora a outra de douradas asas, e um grifo se dispõe a comer a outro (Sublimação
do Mercúrio seminal, mortificado pelo sacrifício, sublimação da energia sexual). As sete
cavernas deste símbolo são os sete corpos do homem. As sete serpentes são os sete graus do
poder do fogo. O Kundalini é séptuplo em sua constituição interna. São sete serpentes. Dois
grupos da três com a coroação sublime da sétima língua de fogo que nos une ao Uno, à lei,
ao Pai. Cada uma destas sete serpentes vive em sua caverna sagrada. Quando o homem
levanta a quinta serpente, tem direito a pedir o Elixir da Longa Vida. A Quinta serpente
pertence à quinta caverna do mistério. A quinta serpente pertence ao corpo causal ou corpo
da vontade. As etapas da Grande Obra estão representadas na segunda figura de Abraão, o
Judeu, pelo topo, pelos ramos azuis com folhas douradas e flores brancas e vermelhas.
3. O Jardim das Hespérides, com um carvalho oco (trono), uma formosa roseira e
uma fonte branca que os cegos procuram inutilmente (revivificação do mercúrio
sublimado). O jardim das Hespérides é o Edém da Bíblia. O Edém é o mesmo Sexo. Nós
saímos do Edém pela porta do Sexo. Só por essa porta, podemos entrar no Edém. O trono
está no sexo. Não está o rei na frente. O Rei está no sexo. O sexo é Rei de Reis e senhor de
senhores. A fonte branca que os cegos das distintas escolas, religiões e seitas procuram
inutilmente sem achar jamais é o licor seminal. A formosa roseira são os chacras, rodas ou
centros do corpo astral que giram cheios de esplendor quando despertamos a serpente
sagrada.
4.- O Rei Herodes ordena a degolação dos inocentes; umas mães imploram, sete
meninos jazem mortos, os soldados vertem o sangue dos inocentes (espírito universal dos
metais) em uma Cuba onde o sol e a lua se banham. Todo Iniciado deve passar pela
decapitação Iniciática. Existem sete decapitações do fogo. Existem também três grandes
decapitações básicas que pertencem à Iniciação Venusta.
A cada uma das sete serpentes de fogo corresponde uma decapitação. Quando
levantamos a primeira serpente que corresponde ao corpo físico, passamos pela primeira
decapitação, quando se levanta a segunda que corresponde ao corpo etérico, passa o
Iniciado pela segunda; no corpo astral, se passa pela terceira; no mental, pela quarta; no
corpo da vontade, pela quinta; no corpo da consciência, pela sexta e no corpo do espírito,
pela sétima. São sete meninos decapitados. Estas cerimônias são terrivelmente divinas.
Todas estas cerimônias se realizam nos mundos superiores.
Cada vez que uma das sagradas serpentes passa pelo pescoço, se realiza a cerimônia
terrível da decapitação. O sol e a lua, o homem e a mulher se banham entre a Cuba onde
está o sangue dos sete decapitados.
Só praticando magia sexual (o Arcano A.Z.F.) consegue-se levantar cada uma das
sete serpentes. Somente praticando magia sexual, é possível, então, passar pelas sete
decapitações espantosamente divinas.
5. Um Caduceo com duas serpentes que se devoram (Solução e Volatilização).
Existem duas serpentes. A serpente tentadora do delicioso Éden e a serpente de bronze que
sanava aos israelitas no deserto. Uma deve devorar à outra inevitavelmente. Se a divina for
devorada, então, nos convertemos em demônios. Se vencer a Divina, estamos salvos. Nossa
divisa é Thelema (Vontade).
A chave está em Solução e Volatilização. Deve-se sublimar o licor seminal para
cima, para o coração, deve se cerebrizar o sêmen. Não se deve ejacular o sêmen. Devemos
saber nos retirar do ato secreto sem derramar o sêmen. Esse é o Arcano A.Z.F.
6. Uma serpente sacrificada (Coagulação e Fixação do volátil). Os vapores seminais
sobem pelos dois canais simpáticos que se enroscam na medula espinhal; então, chegam ao
destilador do cérebro onde são fixados. Isso é transmutação sexual.
7. Um deserto com quatro fontes que formam rios e quatro serpentes arrastando-se
(Multiplicação do Ouro potável). O ouro é o fogo sagrado que se multiplica acendendo os
divinos poderes. Os quatro rios são os quatro elementos: fogo, ar, água e terra. Com esses
quatro elementos, devemos trabalhar na Grande Obra.
8. Dentro do arco da vitória alquimista, está Flamel, como peregrino levando um
manto cor laranja, negro e branco (cores que simbolizam a transmutação sexual) e
ajoelhado aos pés de São Pedro (a pedra filosofal, o sexo). Perrenelle, a esposa de Flamel, o
alquimista, está de joelhos ante São Pedro porque ela é a companheira da Alquimia com a
qual se pratica magia sexual. O Santo Pai aparece no meio disposto a julgar ao mundo (o
mundo só pode ser salvo com a pedra da graça, o Sexo).
9. Abaixo, existem dois dragões, um deles alado. O dragão branco e o dragão negro
(o volátil e o fixo), o Cristo interno de todo homem e o eu psicológico.
10. Uma mulher e um homem. As duas naturezas reconciliadas trabalhando na
Grande Obra.
11. Três ressuscitados, corpo, alma e Espírito (ressuscitam-se com o poder da pedra
branca). Agora, compreendemos por que Pedro, que quer dizer pedra, tem as chaves do
Céu. Essa pedra é o sexo. A chave do céu é o grande Arcano. O grande Arcano consiste em
ter relação sexual e retirar-se sem derramar o sêmen. Esta prática é o Arcano A.Z.F.. Com
esta chave, despertam-se todos os poderes e se consegue o Elixir da Longa Vida. O
importante é não derramar o sêmen jamais na vida.
12. Dois anjos, o anjo do homem e o da mulher. Ambos cooperam na Grande Obra
para despertar o Kundalini e obter a Ressurreição.
13. Um homem sujeitando um leão pela pata (o leão é o fogo). Ao chegar a dominar
o fogo totalmente, a ressurreição se realiza porque a Grande Obra se consumou.
Nestes treze símbolos de Abraão, o Judeu, se acha toda a ciência que nos leva até a
Ressurreição dos mortos. Nicolas Flamel reproduziu estas treze figuras no frontispício de
um dos portões do cemitério dos Inocentes em Paris.
Aquele que saiba entender, entenda . A morte pode ser vencida com vitória. A magia
sexual é o caminho...
Podemos conservar o corpo físico durante milhões de anos para trabalhar pela
humanidade enferma.
Em ambos os lados do portão sobre o qual estão as figuras simbólicas, Nicolas
Flamel escreveu: "Muito agrada a Deus a procissão se a fizerem com devoção". Isto se
interpreta no sentido de que a sucessão de cores na Grande Obra, quer dizer, a transmutação
sexual, é grata a Deus, porque nos convertemos em deuses. "Deuses, há Deus".
Todos nossos discípulos e discípulas gnósticos podem ressuscitar dentre os mortos e
conservar seu corpo físico durante milhões de anos se praticarem a magia sexual, quer
dizer, trabalhando com o Grande Arcano.
Atualmente, vivem, no mundo, grandes Mestres cujos corpos datam de muitos
milhões de anos.
O Conde de Saint Germain, que atuou durante os séculos dezesseis, dezessete e
dezoito nas cortes da Europa, ainda vive com seu mesmo corpo físico.
O enigmático e poderoso conde Cagliostro ainda conserva o corpo físico que teve na
Idade Média. Existem milhões de seres humanos que formam a humanidade divina, e que
conservam seus corpos em estado do Jinas. Esses imortais trabalham pela humanidade
enferma. Alguns desses seres humanos deram o grande salto, levaram seu corpo físico a
outro planeta mais avançado.
Se você, bem-amado leitor, quiser chegar a estas alturas da Iniciação, pratique magia
sexual e permaneça firme dentro de nosso movimento Gnóstico, não se deixe tirar deste
grande movimento esotérico. Saibam que, atualmente, somos nós os Gnósticos, quão
únicos estamos entregando à Humanidade enferma o Grande Arcano.
Existem, atualmente, mentalidades faiscantes de intelectualidade que lutam por tirar
os estudantes gnósticos do único caminho que pode, realmente e de forma absolutamente
prática, convertê-los em deuses terrivelmente divinos.
Se você, bem-amado discípulo, provar sua fidelidade à grande causa, nós, os irmãos
maiores do templo, lhes levamos da mão até a ressurreição alquimista.
4. A Mãe Cósmica
Deus não tem figura nenhuma. Deus é coexistente com o Espaço Abstrato Absoluto.
Deus é Aquilo... Aquilo... Aquilo...
Deus tem dois aspectos: Sabedoria, Amor. Deus como Sabedoria é Pai. Deus como
Amor é Mãe.
Cristo é o Filho de Deus. Cristo não é um indivíduo.
Cristo é um Exército. Cristo é o Exército da Voz, o Verbo.
Antes que raiasse a aurora do novo dia cósmico, o Pai, a Mãe e o Filho eram Um,
Aquilo... Aquilo... Aquilo...
Deus, como Pai, reside no olho da Sabedoria. Este olho está situado entre as duas
sobrancelhas.
Deus, como Mãe, reside no Templo-Coração.
Sabedoria e Amor são as duas colunas torais da Grande Loja Maçônica Branca.
Dentro de cada ser humano, existe um soldado do Exército da Voz. Esse é o Cristo
Interno de todo homem que vem ao mundo.
O homem séptuplo é tão somente a sombra pecadora desse soldado do Exército da
Voz.
Precisamos encarnar o Homem-Sol, o Cristo Interno. A Mãe Divina nos ajuda.
Peçam e lhes dará, golpeiem e lhes abrirá.
Deus, como Amor, é Ísis, a quem nenhum mortal levantou o véu. Quem é aquele que
se atreveria a levantar esse véu terrivelmente divino? Ai, dos profanos e dos profanadores
que se atrevam sequer a tocar o véu do Ísis!
Quando o Devoto faz seus rogos à Mãe Divina, deve ter sono e estar submerso em
profunda meditação interna. O verdadeiro devoto não se levanta de sua cama, nem come,
nem bebe até receber a resposta da Divina Mãe.
A Mãe Cósmica não tem forma, mas, gosta de tomar alguma forma para responder
ao Suplicante. Pode apresentar-se como Ísis, Rea, Cibeles, Tonantzín, Maria, etc., etc.
Após a Divina Mãe dar a sua resposta ao devoto, desintegra sua forma
instantaneamente porque não a necessita.
A Divina Mãe é o segundo aspecto daquilo que se chama Amor. O Amor é uma
substância que é coexistente com o Espaço Abstrato muito profundo.
A Divina Mãe não é uma mulher tampouco algum indivíduo. É unicamente uma
Substância Incógnita.
Qualquer forma que Isso tome, desintegra-se instantes depois. Isso é Amor.
Deus-Mãe é Amor. Deus-Mãe nos adora, ama-nos terrivelmente. A Deusa Mãe do
Mundo sobe pelo canal medular convertida em serpente de fogo quando trabalhamos com o
Arcano A.Z.F.
A Deusa Mãe do mundo é Devi Kundalini.
A Divina Mãe leva a seu menino em seus braços amorosos. O Cristo Interno de cada
homem é esse Menino. A Mãe é Aquilo... Aquilo... Aquilo... Ísis... Amor... Mistério...
O devoto que quiser poderes deve pedir-lhe à Divina Mãe. O verdadeiro devoto se
humilha ante Deus Mãe.
Se o devoto verdadeiramente resolver corrigir seus erros e pisar o caminho da
santidade, pode pedir à Divina Mãe o perdão de seu Carma passado, e a Mãe Divina o
perdoa. Mas, se o devoto não se corrige nem segue o caminho da santidade, é, então, inútil
pedir perdão à Mãe Divina, porque ela não o perdoa.
A Mãe Divina perdoa seus filhos arrependidos verdadeiramente. Ela sabe perdoar
seus filhos porque são seus filhos.
Todo o Carma das más ações de passadas reencarnações pode ser perdoado pela Mãe
Divina. Quando o arrependimento é absoluto, o castigo sai sobrando.
Posição de Homem Morto.
Deite o devoto em posição de cadáver. Coloque os braços e as costas apoiados sobre
a cama ou sobre o chão (onde se achar deitado). Estique bem as pernas como as têm os
cadáveres esticadas, junte logo os calcanhares entre si separando as pontas dos pés a direita
e esquerda em forma de leque.
Posição de Estrela Flamígera.
Deite o devoto em posição de estrela flamígera, abrindo as pernas e braços à direita e
à esquerda e com o corpo bem relaxado. Temos a figura da estrela de cinco pontas. Esta é a
posição de Mestres. Os Grandes Mestres utilizam esta posição para a meditação interna.
Ante esta figura, fogem os tenebrosos cheios de terror. Quando o Mestre se levanta, deixa
ali sua semelhança flamígera que faz fugir aos tenebrosos.
Os devotos não devem meditar com o estômago cheio. É necessário que os devotos
deixem o pecado da Gula. Deve-se fazer três refeições ao dia.
Dieta Esotérica
Café da manhã: Pão torrado com mel de abelha e leite quente. Podem acrescentar-se
ao café da manhã algumas frutas.
Comida do Meio-dia (Almoço): O almoço (comida no México) deve ser à base de
vegetais e frutas. Também se deve comer toda classe de grãos. A carne está proibida aos
irmãos do caminho.
Jantar: Leite quente e pão com mel de abelhas. Isso é tudo, nada mais.
A Meditação deve ser realizada às dez horas da noite.
Conclusão
Concluímos este trabalho. Aqui tem, bem-amado leitor, um livro de ouro. Este é o
Livro dos Grandes Mistérios. Jamais na história dos séculos, Mestre algum se atreveu a
entregar publicamente os terríveis segredos contidos neste livro. Aqui tem, amadísimo
irmão, um livro com o qual você pode se transformar em um Deus terrivelmente Divino.
Estude, querido leitor, este livro. Pratique o Grande Arcano. Não perca tempo
teorizando. O ópio das teorias é mais amargo que a morte.
Recordem, bem-amado discípulo, que nós, os Irmãos Maiores da Grande Loja
Maçônica Branca, queremos te ajudar. Trabalhe com intensidade na Grande Obra.
Você pode despertar o fogo serpentino com as chaves dadas neste livro. Você pode
fazer rodar os chacras com o fogo sagrado. Você pode aprender a entrar nos mundos
internos à vontade com os tesouros que lhe damos de presente neste livro.
Aqui tem, bem-amado leitor, o Elixir da Longa Vida, a ciência espantosamente
divina que horroriza aos profanos.
Neste livro, demos de presente os treze segredos da Ressurreição. Com esta ciência
misteriosa, terá poder para vencer a morte.
Aqui tem a chave do mistério 13. Agora, bem-amado leitor, tudo depende de você.
Pode ressuscitar dentre os mortos e se conservar vivo durante milhões de anos.
Se quiser triunfar, tenha força de vontade, não se deixe tirar do real caminho.
Recorde que, atualmente, existem pessoas tenebrosas de faiscantes intelectualidades, que
lutam contra o Movimento Gnóstico Cristão Universal. Permaneçam alerta e vigilante
como o vigia em época de guerra.
Nosso maior desejo, irmão de minha alma, é lhe servir, lhe ajudar, conduzir sua mão
pelo caminho estreito, estreito e difícil que conduz à luz.
Estude este livro. Medite, ore e trabalhe com o Grande Arcano. Nossa divisa é
Thelema.
Que Seu Pai que está em segredo e que Sua Divina Mãe Kundalini abençoem Seu
próprio Ser.
Samael Aun Weor.