zzzzzzzz

 

Livros e Documentos Esotéricos
Samael Aun Weor
Informes Para Poucos

 

Espero que ponham a maior atenção no que será comunicado.

A inquietude espiritual deste século se iniciou certamente com a Mestra H. P. Blavatsky. Não quero dizer que não tenham existido escolas esotéricas nos séculos anteriores, o que estou assinalando é que a inquietude espiritual esotérica contemporânea começou com o trabalho iniciado por aquela Mestra.

Ela esteve realmente em Shangri-La e seu Mestre ou Guru foi o grande Mestre Kout-Humi. Era ainda jovem quando se casou com o velho Conde Blavatsky, com quem não teve vida marital. Apenas permaneceu ao seu lado por uns poucos meses, viajando pelo Egito, Índia e Tibete. Naquela época era muito mal visto que uma mulher viajasse sozinha. Durante essas viagensfoi que conheceu o seu Mestre.

Que ela possuiu poderes extraordinários, é verdade! Esteve relacionada espiritualmente, de forma pessoal, com os Mestres do Tibete. Escreveu obras notáveis como "A Doutrina Secreta","Ísis sem Véu", "A Voz do Silêncio", etc. Os duros sofrimentos que teve de suportar foram devidos principalmente à difícil missão que lhe foi encomendada: a de convencer os céticos, aosquais deu mostras de seus notáveis poderes psíquicos.

Ela foi a razão pela qual o inglês Sinet e o Mestre Kout-Humi iniciaram uma importantíssima correspondência. Em certa ocasião, a um pedido do inglês, o Mestre respondeu: Estás seguro de que se viesses pessoalmente não perderias o interesse que tens pela minha correspondência?

Assim é como se conhece a sapiência dos Mestres. Asseguro-lhes que se os Mestres Hilarion, Moria ou o conde Saint Germain viessem para viver conosco, aqui em nosso ambiente, os primeiros dias vocês não sairiam de suas casas. Os cinco milhões de pseudo-ocultistas, espiritualistas e simpatizantes transbordariam para conhecer os Mestres. Depois, quem sabe se até os cumprimentariam.

Afiliados ou simpatizantes destes estudos há aos milhões, porém na hora da prova, na hora de tomar as decisões, de definir-se de fato pelo ser ou não ser da filosofia, terminam vendo a coisa tão grave que fogem apavorados. Não fica um. A maior parte das pessoas busca estes estudos por diversão, como quem vai ao circo ou ao cinema.

A Mestra H. P. Blavatsky teve que sofrer muitos vexames e humilhações, apesar de ter operado maravilhas e prodígios demonstrando seu poderes a fim de convencer os incrédulos. Sua missão foi de fato muito dura, pois quando se convence a dez incrédulos, aparecem mil, quando se convence os mil, vem dez mil e assim, quando vamos terminar de convencer os incrédulos?

Nós também estamos cumprindo uma missão transcendental: entregar a Mensagem à humanidade. Em nosso caso, jamais nos dedicaremos a convencer incrédulos. Nos dedicaremos exclusivamente a formar o Exército de Salvação Mundial e a trabalhar de acordo com o Círculo Consciente da Humanidade Solar, sobre os planos de uma nova civilização e uma nova cultura.

Apesar de já estarmos há trinta e cinco anos neste trabalho, achamos que ainda estamos no começo. Existe uns cinco milhões de gnósticos espargidos pelo mundo estudando a nossa doutrina, contudo consideramos que estamos ainda no começo desta grande obra.

A Mensagem que temos de entregar divide-se em três partes. Já entregamos duas: a primária e a segunda que é um ensinamento superior contido nas Mensagens de Natal divulgadas a cada ano. Agora vem uma terceira parte do ensinamento que é transcendental. Cabe-nos trazer de outros mundos do espaço um determinado tipo de ensinamento com notícias que assombrarão o mundo. Também nos será concedido fazer acompanhar esta Mensagem com algumas demonstrações.

Poremos nas mesas dos laboratórios minerais, vegetais, organismos vivos e coisas de outros mundos do espaço para documentar a doutrina, eu, porém, permanecerei anônimo e desconhecido. Ninguém me conhecerá, me internarei na montanha e nada saberão de mim. Não terão a quem atacar. No entanto, o estudantado e a humanidade continuará sempre recebendo meus livros e as demonstrações.

Não tratarei de convencer incrédulos. Não perderei tempo com coisas inertes. Quem quiser aceitar a doutrina, que a aceite;

quem quiser rejeitá-la, que a rejeite. Que cada um a interprete com a sua mente como bem quiser. Quem quiser crer que creia;

quem não quiser crer que não creia. Isso não nos interessa.

Naturalmente, não podemos esperar que o anti-Cristo da falsa ciência vá dar o braço a torcer, assim sem mais nem menos.

Conhecemo-los muito bem e sabemos que seus seguidores são soberbos, pedantes, pensam que têm Deus preso pelasbarbas, que já sabem de todas as coisas, etc. O mais certo é que lançarão contra nós seus ataques e toda a sua baba difamatória; por isso teremos muito cuidado.

Não nos irá acontecer o que aconteceu com madame Blavatsky, que morreu de tristeza: mataram-na com tantas calúnias. Por isso, chamam-na de a Grande Mártir do século passado.

Não nos doerão as calúnias. Não sou mais porque me elogiem nem menos porque me ofendam. Eu sempre sou o que sou. De maneira que se dizem, que digam; se não dizem, pois que não digam. Somente uma coisa nos interessa: entregar a Mensagem.Isto é tudo.

Falamos assim, apoiados na experiência. Poderíamos dar muitas demonstrações, porém não vêm ao caso. Convencer incrédulos é um grande erro. Foi justamente isto o que provocou a morte de madame Blavatsky. A mulher é delicada e sensível; ao ver-se publicamente tão vexada, humilhada e caluniada, ela adoeceu e morreu.

Sabemos o que é a humanidade. Já conhecemos aquele sorriso sutil dos incrédulos. Dissemos antes que se hoje convencemos a dez mil céticos, amanhã nos jogariam um milhão dos mesmos e nunca terminaríamos essa tarefa absurda. Nós somos mais práticos neste sentido. Entregamos as chaves para que cada um se convença por si mesmo. Se quiser se convencer, que experimente na sua pele e não na nossa.

Ensinamos, por exemplo, como sair em corpo astral para que cada um se convença por si mesmo. Ensinamos o sistema para colocar o corpo físico na quarta dimensão para que cada um vá em corpo de carne e osso experimentar as coisas do ultra.

Assim aqueles que quiserem ver, ouvir e apalpar as grandes realidades dos mundos superiores terão de se incomodar e trabalhar por si próprios.

Entregamos os segredos do Grande Arcano e a Doutrina, escrita em muitos livros espalhados por todas as partes do planeta Terra. Estamos executando a tarefa que o Círculo Consciente da Humanidade Solar nos encomendou: formar o Movimento Gnóstico e este será cada vez mais poderoso. São milhares os que estudam os nossos livros e com o correr do tempo se multiplicarão.

Empreendemos uma grande campanha de publicidade pela América Latina, Estados Unidos, Canadá, Europa e Ásia.

Lançamos missionários em todas as direções. Eles tomam a palavra nas universidades, nos centros culturais, no rádio, na televisão, nos teatros, nas casas de família, etc. Eles fundam Lumisiais, Santuários, Centros onde se estuda os grandes Mistérios e os aspectos científicos do cosmos infinito.

Propomo-nos a criar o Exército de Salvação Mundial. Que há reacionários, é verdade! Todos sabem que há muitas escolas pseudo-esotéricas e pseudo-ocultistas que ainda continuam fiéis às teorias do passado e que de maneira alguma aceitam algo novo. Há que deixá-los em paz com seus planos antiquados e rançosos. Nós somos revolucionários e os reacionários não poderão conosco. Nossos ensinamentos são para aqueles que aceitam a Revolução da Consciência.

Precisamos liquidar ou desintegrar o Ego para que os agregados psíquicos desapareçam totalmente: eis como nos libertamos do erro e da dor. A única coisa que o animal intelectual tem de decente é a Essência, o material psíquico, que não é mais que uma fração da Alma Humana (o Manas superior da Teosofia). O humanóide atual ainda não possui Alma.

Em todo caso, o mais importante na vida do ser humano é converter-se em homem de verdade, num chamberón que significa sábio ou santo no sentido mais completo da palavra. Claro que para alguém ser sábio ou santo precisa antes morrer em si mesmo. De outra maneira, não é possível converter-se em chamberón.

A trindade imortal, Atman, Budhi e Manas, é citada em muitos textos sagrados, porém quem a encarnou? O fato de muitos Iniciados terem dado a conhecer toda a verdade foi necessário, pois tinham de falar nos termos que eles falaram para despertar o interesse público. Talvez, se tivessem esclarecido que o ser humano ainda não tem sua Alma Humana encarnada e que somente possuem uma fração de Alma encerrada no Ego, prisioneira da legião, talvez, as pessoas tivessem repelido esta verdade.

O Dr. Rudolf Steiner, em 1912, profetizou que viria um ensinamento superior. De fato, já o estamos dando. Primeiro, o ambiente tinha de ser preparado e agora já está preparado. Somente assim se poderia entregar à humanidade o ensinamento superior.

Sabemos que a Essência é uma fração de Alma, mas com esta fração podemos elaborar o que o TAO chama Embrião Áureo.

Esse Embrião Áureo vem estabelecer em nós um equilíbrio perfeito entre o material e o espiritual. Contudo, não é possível elaborar o Embrião Áureo se antes não libertamos a Essência que se encontra engarrafada dentro do Ego, no Eu, no Mim Mesmo.

Desintegrado o Ego, a Essência ou Budhata transforma-se no Embrião Áureo. Só uma pessoa que possua o Embrião Áureo está consciente; só este está 100% consciente. Quem consegue elaborar dentro de si o maravilhoso Embrião Áureo desperta em todos os planos e encarna a sua trindade imortal.

Quem conseguir isto, converte-se em homem legítimo, em Adepto da Fraternidade Branca, em um verdadeiro Adepto do Círculo Consciente da Humanidade Solar. Isto é tudo.