zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Alquimia
O Selo de Salomão e os Três Nós

Dentre as muitas explicações possíveis do Selo de Salomão, há que recordar que o Triângulo com o vértice para cima representa a não criação, ou Deus quando imanifestado, a noite cósmica. Este Triângulo é Deus em seu estado mais puro.

Quando Deus se projeta à matéria, o representamos como um Triângulo para Baixo, indicando a criação, o Ser como possibilidade existêncial e suas criações.

Em ultima síntese vemos que o Triangulo invertido representa o Homem, e que o Triângulo para cima representa a Divindade, pois uma vez que o animal intelectual se torne mais uma vez homem, ele deve formar este Selo de Salomão, esta Estrela de Davi, pois é a integração entre a Divindade Interior e o homem que o personifica.

Da mesma forma, no evangelho de São João encontramos a Trindade Divina (Três Testemunhos no Céu), que são Pai, Filho e Espírito Santo.
E Enxofre a Água e o Sangue (Três Testemunhos na Terra), que são o Espírito a Alma e a Matéria.

Os Dois Triângulos representam na Alquimia igualmente o Enxofre e do Mercúrio.

Se observarmos o Kundalini como Serpente, sua cabeça pode ser representada por um triângulo com o vértice para cima (Enxofre).
Já alguns dos Chakras encontramos um Triângulo Invertido no Símbolo que os representa.

Então se recordarmos a História dos Três Reis Magos, esta estrela que cada um destes Magos viu, foi exatamente o Kundalini passando pela região em que se encontram (Chakra) e os presentes que levam é exatamente o dom referente ao Despertar deste Chakra.

Por isto se fala de um quarto Rei, porque são quatro os Chakras que tem por representação este Triângulo Invertido, no entanto apenas Três se relacionam com os Nós.

Estes Três Reis Magos são a representação destes mesmos Três Nós que a Divina Mãe desata em sua jornada.

Cada um destes nós nos confere: Castidade (Ouro), Amor (Incenso) e Sabedoria (Mirra).

Óbviamente isto se repete em cada um dos corpos, pois o Cristo deve nascer em cada uma destas Dimensões dentro do Homem. Então este drama ocorre sempre pela primeira vez no decorrer da Primeira Iniciação de Mistérios Menores e se repete a cada Iniciação Maior.

A Castidade é o dom do Espírito Santo, neste momento em que o Kundalini abre o Selo ou dizemos "desata o nó", o Iniciado recebe o Dom da Castidade, com isto já é capaz de transmutar perfeitamente sem qualquer tipo de queda sexual.
O Amor, dom do Filho, aqui desenvolvemos o verdadeiro amor e se recebe esta virtude definitivamente.
Por fim o dom do Pai que é a Sabedoria, dizemos Sabedoria porque pertence ao Pai, mas em nós ela se transforma em fatos.

Claro que o V.M. Samael já desvelou anteriormente esta questão dos Três Reis em relação com a Alquimia e com os Corpos mas aqui citamos um novo ponto a ser desvelado.

Estes Três nós estão no Chakra Básico, Cardíaco e Frontal. Vejam que não há triângulo invertido no coração e sim já o Selo completo, isto se dá porque há um triângulo antes e outro depois (ambos invertidos) e eles se sintetizam no coração, quando a Mãe passa no chakra do Plexo Solar e sobe até a Laringe indica a direção, por consequência é o sinal para este segundo Rei Mago.
Esta Representação dos Dois Triângulos um na Laringe e o outro no Plexo tem relação com os Dois Cristos, o Íntimo e o Cósmico, e este movimento do Kundalini indica a união destes dois, na verdade o segundo baixa até o coração (Tipheret). Aqui vale recordar as Asas que são duas, igualmente recordamos os cordões Ida e Pingala (Um branco o outro negro).

Alguns supõe que a Estrela de Natal é um sinal do nascimento do Cristo, mas antes de mais nada é o sinal do nascimento destes Reis dentro do Homem, e com eles seus atributos divinos de Castidade, Amor e Sabedoria.

O Surgimento destes Três Reis indica claro que o Cristo está a caminho, e esta ida histórica dos Reis até o Cristo indica que estas Virtudes são o requerimento para este nascimento, pois sem Sabedoria, sem Amor, e sem Castidade o Iniciado verdadeiramente estaria perdido e sem dúvidas a Mãe Kundalini teria impedido seu passo.

O Surgimento de cada um destes Três Reis no homem, são verdadeiramente momentos únicos na vida de cada pessoa, pois são eventos transformativos e pontos muito bem marcados em sua vida. Claro que a qualificação destes eventos, o nível que terá cada um destes Três Reis Magos, será de acordo com o Trabalho Psicológico que tenha feito no primeiro fator que é a Morte Psicológica, de sua Destreza da Alquimia que é o Segundo Fator, e de como tenha decorrido seu Sacrifício pela Humanidade que é o Terceiro fator de Revolução da Consciência.
Claro que a cada nível (Corpo/Iniciação) em que se estejam nascendo estes Reis, serão diferentes níveis e qualificações que lhe estarão medindo.
Primeira Iniciação de Mistérios Maiores: Castidade Física, Divulgação da Doutrina do Cristo e Morte da Falsa Personalidade;
Segunda Iniciação de Mistérios Maiores: Domínio do Instinto, Vivência da Doutrina (Exemplo)e Expressão do Cristo (Porque o Pai se faz Filho);
Terceira Iniciação de Mistérios Maiores: Domínio dos Sentimentos, Sacrifício Interno pela Humanidade (Regiões Superiores), viver o Drama Crístico (O Filho Sobe o Pai desce);
Quarta Iniciação de Mistérios Maiores: Domínio da Mente, Perdoar até o pior inimigo, Viver a Morte (Para que na Quinta de Maiores o Cristo mate as Cabeças);

O Que citamos aqui são as qualificações destes Reis, é certo que se ocorre desta forma o Cristo nasce e se desenvolve como tem de ocorrer, porque estes Três Reis, não são mais do que a representação dos Três Fatores de Revolução da Consciência, sem a concordância e o equilíbrio entre os Três haveria um sério perigo de desencaminho do iniciado.

Queira a Divina providência que a cada Homem neste caminho esteja por ele estes Três Reis Magos, e que uma vez vivos dentro deste, nunca mais venha a pecar contra a Vida, contra o Amor e contra a Sabedoria, pois desta forma estaria assassinando os requisitos para o progresso da Mãe e por consequência do Nascimento do Cristo e da expressão do Pai na Terra (a Pessoa).