zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Alquimia
Lilith e Nahemah

Claro que estas duas esferas, de Lilith e de Nahemah, se referem a infra-sexualidade.

A Esfera correspondente a Nahemah se relaciona com a fornicação, com a beleza malígna (falsa, negativa), o adultério, a fornicação passional, a prostituição, com os conquistadores (Don Juans).

Nahemah, beleza mortal e fatídica. Quando um homem torna-se infiel à esposa que lhe deu o céu e se entrega ao desenfreio de uma paixão estéril, Deus tira-lhe a legítima esposa para lançá-lo nos braços de Nahemah. Essa rainha das estriges sabe seduzi-lo com todos os encantos da virgindade e do amor. Desvia o coração dos pais, impelindo-os a abandonar seus filhos. Faz os casados sonhar com a viuvez e os homens consagrados a Deus com o matrimônio. - V.M. Samael Aun Weor.

"Os habitantes da esfera de Lilith não dão esperanças de salvação, mas, os habitantes da esfera de Nahemah ainda dão esperança de redenção. " - V.M. Samael Aun Weor

Lilith é pois a esfera mais tenebrosa da sexualidade negativa, estes que ali ingressam dificilmente saem para ver novamente a Luz, ainda que claro lhes seja possível, porque todas as portas estão fechadas menos a do arrependimento.

A Região de Lilith refere-se dentre muitas coisas aos que odeiam ao sexo, aos que vêem a prática com desprezo.
Igualmente se encontram nesta esfera negativa o aborto, o pedofilismo (Pederastias), homossexualismo, lesbianismo.

Não é difícil entender em termos reais o que se relaciona com uma ou com outra esfera, além do que já foi citado.
Até porque a esfera de Lilith engloba todas as aberrações sexuais de tipo mais negativo, aos quais estão incluídos o que já foi citado.

No caminho negro, o objetivo que tentam guiar o iniciado tenebroso é fazer este trânsito entre as esferas de Nahemah para a de Lilith.
Falamos disto porque são exigências em certas alturas tenebrosas do caminho obscuro.

Qualquer pessoa que tenha em si uma Alma, que esteja sob a guiatura de sua Consciência, jamais poderá conceber tal possibilidade.

Conhecemos muitas pessoas que tentam praticar uma supra-sexualidade, que é utilizar a força sexual para esta purificação e redenção, no entanto se vamos observar suas vidas, seus pensamentos, seus desejos, vemos que vibram em uma destas duas esferas de sexualidade negativa.

Necessitamos de verdade romper estes laços com estes abismos, se é que anelamos realmente trilhar o caminho da redenção.
Porque o caminho é o sexo, seja do Abismo, seja a nível Celeste.

Saímos do Éden pelo sexo e retornaremos pelo mesmo caminho. Seja nos purificando e fazendo bom uso do mesmo, seja como pregam no caminho negro, pela extrema degeneração sexual.

Quando os Deuses baixam (tomam esposa quando não mais lhes é permitido), isto é este ingresso a esfera de Nahemah como diz o Mestre: "Faz os casados sonhar com a viuvez e os homens consagrados a Deus com o matrimônio".

Claro que estes homens consagrados que aqui são citados, não são estes Padres ou Freiras que desconhecem os Mistérios do Sexo, senão que estes que já realizaram todo o trabalho sexual e já ultrapassaram este processo.

Existe um trecho muito interessante de ser recordado, do Livro Sim há Inferno, Diabo e Karma do V.M. Samael que nos recorda que até mesmo muitas vezes com o propósito de realizar a Obra, cometemos abusos e delitos sexuais que podem estar relacionados com estas esferas de infrasexualidade:

Existe violência contra a natura quando violentamos os órgãos sexuais. Existe tal delito quando o homem obriga sua mulher a efetuar a cópula, não estando ela com disposição de fazê-lo. Existe tal delito quando a mulher obriga o homem a efetuar a cópula, não se achando este com disposição de fazê-lo.
Existe tal delito quando o homem se auto-obriga, violentando-se a si mesmo, para efetuar o coito, não se encontrando o organismo em condições aptas para isso. Existe tal delito quando a mulher se auto-obriga para efetuar a cópula, não se achando seu organismo em condições realmente favoráveis.
Existe tal delito naqueles que cometem o crime de violação sexual, posse de outra pessoa contra a vontade da mesma.
Como entre as cadências do verso também se esconde o delito, não é, pois, de estranhar que se cometam violências contra a natura quando se obriga o falo a entrar em ereção, não se achando este último em condições realmente favoráveis para o coito.
Existe violência contra a natura quando, com o pretexto de praticar magia sexual, ou ainda com as melhores intenções de se auto-realizar, auto-obriga-se o varão a realizar a cópula química, ou obrigue sua mulher com este propósito, não se achando os órgão criadores no momento amoroso preciso e em condições harmoniosas favoráveis, indispensáveis para a cópula.
Existe violência contra a natura naquelas damas que, necessitando de auto-realização íntima, violentam sua própria natureza, auto-obrigando-se desapiedadamente para realizar a cópula, não se achando certamente nas condições requeridas para a mesma.
Existe violência contra a natura nos masturbadores, ou naqueles que realizam a cópula química, estando a mulher na menstruação.
Existe violência contra a natura quando os cônjuges realizam a união sexual, achando-se a mulher em estado de gravidez.
Existe violência contra a natura quando se pratica o Vajroli Mudra de tipo forte várias vezes ao dia ou à noite, não se achando os órgãos sexuais em condições realmente favoráveis e harmoniosas.
Existe violência contra a natura quando se pratica magia sexual duas vezes seguidas, violando as leis da pausa magnética criadora.

Isto aqui recordamos e trazemos novamente para um estudo e apreciação, exatamente porque são entendimentos que temos que ir tendo e desenvolvendo para que possamos remover de vez as amarras que possam nestes momentos estar nos prendendo o passo em nossa Obra.

Recordemos que o Cristo diz a Pedro: "Pedro, tu és pedra e sobre ti estabelecerei minha Igreja".

Tanto que Pedro é o primeiro apóstolo, é a castidade, o reconhecimento e o entendimento do valor da vida como potência dentro do homem.

Então que temos que ir em um segundo momento permitindo com que este Pedro se perfeccione e se fortifique, cresça para que o Cristo possa viver seu drama dentro da pessoa.
Porque são elementos que se não resolvemos dar níveis em sua perfecção (Os Apóstolos dentro de nós), serão sérios obstáculos para a conquista de cada uma das vértebras pela Mãe quando nas iniciações Maiores. E Claro do próprio nível que estejamos obtendo, como resultado, no curso das Iniciações Menores.

24/09/12