zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Alquimia
O Matrimônio Perfeito

Certamente é difícil falar de "Matrimônio Perfeito", quando cada pessoa tem um conceito acerca do que é esta perfeição a ser alcançada no Matrimônio.

É interessante a palavra Matrimônio pois existe outra muito similar que é Patrimônio. Patri vem de Pai, Matri vem de mãe.
Em geral ensinamos, e repetimos sempre, que em um casal, costuma e é pela natureza normal que o homem seja o que trabalhe, no sentido prático obtendo os recursos necessários para sustentar o lar, e família, pois certamente a mulher tem tarefas mais elevadas e mais profundas a realizar no núcleo da vida familiar que é o lar. Não estamos dizendo que a mulher não possa ter uma profissão, nem que não possa exercer por consequência um ofício fora do lar, mas em geral quando isto ocorre, dependendo do esforço que ela tenha de empenhar-se fora do lar, a família costuma desmoronar e o sistema familiar costuma ter muitas dificuldades em sustentar-se.

Em fim, o Matrimônio é o ritual básico do compromisso de união entre dois seres, os quais propõe-se a unir duas vidas, a unir duas pessoas em algo novo, único. Não há dois matrimônios iguais, ainda que hajam processos muitos similares ocorrendo na vida de todas as pessoas pois são ações de regências básicas da natureza sobre estes relacionamentos.

O Matrimônio é certamente o segundo mais importante evento na vida da mulher, sendo o primeiro certamente o parto, já que é a máxima manifestação da natureza feminina, o poder da criação. O Próprio casamento chama-se Matrimônio pois vem da etapa básica para a mulher ser Mãe, ter a estabilidade familiar e a base para sustentar uma nova vida.


Mesmo que as mulheres em geral não sintam, não percebam com seus sentidos comuns o anseio pelo Matrimônio ou pela Marternidade, é algo intrínseco a natureza feminina. A Própria atração que sentem pelo sexo masculino, são formas de escolher o melhor candidato a ser este companheiro para transmitir sua natureza a seu futuro filho. Isto ocorre igualmente com os animais, e se um animal é mais forte que outro, se é mais hábil, mais esperto, certamente tem mais chances de ser escolhido para o acasalamento.

O Homem em geral, tem este impulso sexual tão bruto e tão aleatório, exatamente para ser cooperativo com qualquer fêmea que lhe escolha como parceiro.
Sem a natureza dotar ambos os sexos destes básicos impulsos, seria impossível a própria procriação, pois não haveriam estímulos naturais que conduzissem ambos os sexos ao ato sexual e a escolha adequada de seus parceiros.


Claro que hoje não somos animais simplesmente, somos animais racionais, e talvez algo mais em alguns casos, e temos muito mais que levar em conta do que como os animais fazem.
Certamente os maiores traumas que as pessoas em geral carregam, os maiores problemas que tem, as maiores frustrações e também buscas em suas vidas, referem-se a este Matrimônio, e não me refiro simplesmente a Cerimônia Religiosa, senão a esta conexão sexual que une o casal em fatos.
A maioria de nós nunca teve uma educação sexual satisfatória, e por consequência não contamos com outros argumentos para a escolha de um marido/esposa, ou de um companheiro ou companheira assim falando, senão estes sentidos básicos de atração e repulsa que são este cálculo natural de compatibilidade.

Vemos que nem sempre uma pessoa é bela em termos gerais, dentro de padrões cotidianos, mas para algumas pessoas esta tem uma beleza excepcional, e qualidades as quais se sobressaem por sobre todas as demais pessoas. Assim que indiferente das características básicas, sempre há pessoas que sintam-se atraídos por aquilo que personifica uma pessoa.

O Matrimônio, como a união de dois seres (macho-fêmea), é certamente como já dissemos um dos eventos mais importantes na vida de um casal, e certamente uma escolha que muda totalmente o rumo de suas vidas e daqueles com quem se relacionam.


No Entanto gostaríamos que neste momento reflexionasse acerca do que seja realmente este "Perfeito", no sentido mais profundo desta palavra.
Alguns diriam que para um Matrimônio ser Perfeito, deveria estar isento de brigas, de discordâncias, outros diriam que deveria haver sempre a amizade, outros assegurariam que o constante ato sexual é o mais importante. Claro que tudo isto é importante mas em geral mesmo nos casais mais elevados, não conhecemos um relacionamento aonde não tenha cada um sua própria opinião e por consequências discordâncias, ou que não hajam processos aonde a própria amizade seja abalada, ou que não haja um esfriamento sexual entre o casal.

Em fim, para ser perfeito não precisa algo ser eterno ou ser como imaginamos que deveria, senão que precisa cumprir com sua função... e para entender isto precisamos entender o que é e para que é o Matrimônio.

O Matrimônio é esta integração de dois seres que se comprometem a viver uma vida juntos; Mas o sentido básico deste Matrimônio é a ligação sexual entre estes dois seres cujo resultado é o surgimento da vida, seja ela física ou interna.
O casal une-se para criar, e esta criação em sua manifestação física é um fílho, em sua manifestação interna é o "Segundo Nascimento" de que falava o Cristo Jesus à Nicodemos, e que é esta recriação do Homem (ser humano) por si mesmo, sob a orientação e guiatura de sua Divindade. É esta construção do Templo Interno para que a Divindade possa ali habitar dentro da própria pessoa humana, tornando o Humano, Divino e o Divino, Humano.


Acreditem que gostaríamos de aqui confirmar as expectativas de cada um, no sentido que o Matrimônio Perfeito é o que cada um espera que seja, mas a verdade é que tudo na vida tem suas dores, seus processos muito naturais e essenciais correspondentes as etapas da vida.
Vejam o sofrimento e o esforço que tem principalmente a mulher, não apenas para preparar o seu redor para receber uma nova vida, mas seu parto, todo o esforço para cuidar, para ensinar, para guiar esta nova Alma encarnada. Vejam quantos processos difíceis ocorrem a cada doença do fruto de seu ventre, a cada crise de fases como é comum na adolescência.
Em fim, nós mesmos em nossa vida passamos por fases difíceis como indivíduo, afinal a vida é algo progressivo e há etapas na própria vida que são para fazer-nos rever nossa forma de atuar, de ser e transformar-nos em algo novo pois a vida de certa maneira se replica em diferentes formas e instâncias.
Assim que o Matrimônio para ser Perfeito, entendemos ele tem de estar espelhado com certos eventos básicos da vida e o problema do matrimônio não é que hajam problemas e sim que não sejam resolvidos.
Algo que o casal jamais pode perder é a amizade, a confiança, o diálogo. A Amizade é algo que certamente formou-se em um primeiro momento entre este casal para que pudessem aproximar-se e um dia unirem-se realmente.
Sem que houvesse esta confiança no outro, certamente não poderia haver um diálogo sincero, e jamais fundamentaria-se uma amizade.
Sem que houvesse o diálogo, não seria possível cristalizar-se uma amizade ou mesmo a confiança pois é algo que vamos cristalizando destas constantes interações com o Ser amado.

As Coisas levam muito tempo para serem construídas mas podem ser destruídas em um único momento de descuido, de desprezo.
É Como uma planta, vejam que há plantas que para atingirem uns poucos metros levam décadas, séculos. Basta um momento de fúria para arrancarmos esta planta e picotarmos de maneira a destruir o cultivo de anos e séculos e algo sem retorno.
O Relacionamento é certamente absolutamente idêntico a isto, as pessoas levam muito tempo para concretizarem esta confiança, esta amizade, abrirem-se para o diálogo de verdade, mas um deslize é capaz de desfazer todo o esforço e causar profundas e praticamente irreversíveis máculas a um Matrimônio.

Mas mesmo em um matrimônio perfeito, no sentido que não havendo o rompimento do mais básico que une este casal, mesmo havendo o amor, a integração destes dois personagens, há etapas muito bem pautadas na vida do casal. Há sempre dificuldades a serem vencidas, particularidades que precisam ser transcendidas, compreensões que precisam ser transformadas, eventos que precisam ser muito sabiamente vivenciados para que tenham o pleno amadurecimento como dois sendo um nesta nova vida que propuseram-se.

Há sempre choques transformativos, e estes choques em geral vemos estão relacionados com as etapas iniciáticas que ambos deveriam estar na escala de sua Obra. Um casal que esteja trabalhando realmente na Alquimia, que esteja vivenciado realmente as distintas etapas iniciáticas, veríamos plenamente refletida na vida deste casal, claro que no seu sentido íntimo, não aparente, estas etapas relativas à iniciação na vida matrimonial.
Se estudamos as Iniciações Maiores, ou os processos mesmo das Montanhas, encontramos isto naturalmente processando-se na vida em casal, de maneira a nos conduzir a todos estes processos.
Ou seja, mesmo as situações difíceis, as por assim dizer, incompreensões, estranhamentos que ocorrem naturalmente, como uma maneira de conduzir e de propiciar os eventos necessários a estes processos internos. Claro que quando não acompanhamos internamente estes processos, não estamos ainda nestas vivências e vem os eventos, gera-se uma desarmonia e uma incompreensão acerca destes eventos.

Claro que certamente há muita coisa a ser dita acerca disto, há muitas variantes e detalhes importantes. No entanto vale mais do que nossa explicação, a observação e a vivência de cada um, ao longo de sua vida matrimonial.


16/11/15