zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Alquimia
Opostos Complementares e Opostos Antagônicos

Em toda a Natureza, seja física ou espiritual, encontramos inevitavelmente este principio universal da Criação, o qual compele certas forças em um só ponto para criar.
A Vida, seja a nível atômico, molecular, ou qualquer que seja a espécie, o reino, a região do cosmos, depende sempre do impulso básico da vida para unir os princípios capazes de criar o que seja almejado.

Algumas vezes vemos ser relatado que para a criação se necessita de opostos, também por vezes vemos que é dito que para a criação ser perfeita, precisam ser princípios idênticos, íntegros entre sua natureza e isto certamente causa em muitos uma confusão acerca do que seja realmente necessário.

A Criação certamente tem muitos níveis e toda criação pode ser feita com diferentes valores, princípios, o quais certamente qualificam ou desqualificam o que está sendo criado.
O Trabalho Espiritual, a própria Iniciação, principalmente os processos mais adiantados e mesmo finais da Obra, exigem que haja uma perfeita harmonia e integração entre duas forças opostas, ainda assim afins em seus princípios.

Quando falamos de Opostos, precisamos entender que existem Opostos Complementares e o que chamamos de Opostos Antagônicos.
Opostos Complementares são forças que são afins, que se encaixam perfeitamente e que cobrem uma as outras sua necessidade.
Opostos Antagônicos são forças cuja natureza é absolutamente oposta e incompatível.

O Homem e a Mulher em seu sentido orgânico, é um pleno exemplo do que seja um Oposto Complementar, exatamente porque o que um tem, é o que o outro precisa, e são de perfeito encaixe e integração. Basta observar a natureza, mesmo a forma feminina e masculina e encontraremos exatamente todo o potencial do que seja realmente perfeito, ainda que claro hajam outros critérios.

Assim que quando dizemos opostos, nos referimos em parte a isto, destes complementos necessários à criação, já que neste aspecto básico duas forças iguais sempre serão estéreis como bem sabemos, já que não tem o complemento necessário à Vida.
O Segundo Aspecto da Criação exige sempre forças similares. Sabemos que a criação no caso humano depende da conexão dos órgãos sexuais complementares, mas neste caso eles são iguais em sua natureza de criação. Ou seja, são forças de igual natureza, que servem para esta idêntica função e isto permite a criação.

É claro que cada aspecto da criação exige mais e mais similaridade, integração das partes, tanto que o mais profundo amor, e as mais profundas realizações e criações que um casal pode realizar, estarão sempre fundamentadas nesta similaridade nos aspectos básicos como são a Vontade o Pensamento e o Sentimento, e o que esteja mais acima e mais abaixo disto, inevitavelmente estará relacionado com estes três aspectos.
Quando estas forças básicas se alinham, inevitavelmente o que surge entre um casal é o completo amor.

Alguns dirão que não dissemos da parte física, mas isto é o resultado da integração Astral que tenham, já que por vezes como o leitor pode já ter percebido, muitas belezas que nos chegam aos olhos, fogem de um padrão comum do que é belo e do que nos geralmente parece o perfeito, exatamente porque nestes casos o que percebemos é esta integração Astral existente, e claro por vezes outras coisas como a própria energia astral (ou luz), depositada em um objeto.


Muitas vezes é falado daquilo que seja "O Matrimônio Perfeito", e certamente é o que todos almejam, ainda que claro muitos raros encontrem, ou mesmo reconheçam, este oposto complementar, o qual haja a perfeita afinidade e integração nestes e nos demais aspectos, Emocionais, Intelectuais e Volitivos.

08/11/16