zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Filosofia
(Arcano XI) O Poder da Oração

Nós como pessoas somos extremamente limitados... realmente muito pouco somos capazes de fazer por nós mesmos e pelos demais, sem a devida integração com estas frações espirituais que são nossa origem e nossa própria Divindade, e que são o elo com a Grande Divindade Universal.
As pessoas em geral sentem-se muito importantes por conta da influência social que tem, por conta do dinheiro que possuem, por conta de uma série de fatores ilusórios temporais que em um piscar de olhos ali estão e logo podem não mais estar, já que há forças que regem estas ações e geram consequências determinantes na vida de cada um.

Muitas destas pessoas que acham-se muito importantes, seja pelo motivo que seja, em geral a própria vida costuma mostrar o quão erradas estão, ao acharem-se insubstituíveis ou inabaláveis, já que um pequeno desalinho orgânico ou intelectual, emocional, é capaz de lhes causar um desequilíbrio insuperável. E facilmente são esquecidas ou substituídas por outros que cumprem com a função que estes primeiramente cumpriam.

No caminho espiritual o Orgulho é algo que nos afasta terrivelmente de Deus, porque para um homem orgulhoso basta a si mesmo, seus ideais, suas ideias, seus planos, e isto faz com que separe-se permanentemente do que seja a vontade divina e é como se cometem terríveis delitos. Não apenas contra si mesmo, ou contra a humanidade, mas contra Deus, já que este tem seus planos e suas correntes direcionando certas ações a nível de humanidade.


"Gozoso na esperança, sofrido na atribulação, sê constante na oração." - Axioma do Arcano XI

O Arcano XI é talvez o Primeiro Grande Arcano Mágico, no sentido da condução das correntes elétricas e magnéticas, já que é o primeiro véu oculto e mais além da matéria tridimensional que atravessamos realmente de corpo inteiro.
O Homem precisa aprender a dominar os elementos dentro de si mesmo, e como consequência terá o poder para dominar estas mesmas forças fora de si. Um homem que enfrentou a si mesmo e venceu, não pode ser derrotado por ninguém, já que esta vitória interna faz com que seja imune aos mesmos elementos fora de si mesmo.
No entanto muitas de nossas vivências no mundo, vem a refletir na verdade uma batalha interior, e não algo externo como imaginamos. Até porque esta batalha interna precisa de uma manifestação no campo da vida para que ocorra de maneira permanente dentro de nós.

O Homem que tem uma integração com Deus, sempre terá esperança. Porque por mais que a vida lhe apresente obstáculos... e estes obstáculos sejam intransponíveis e até mesmo incompreensíveis para nós como pessoas, sabemos que a Divindade tem a absoluta e magnânima capacidade de modificar as circunstâncias ou nos dar o entendimento ou a forma de transcender o que quer que seja. Assim que enquanto o homem seja capaz de ver, de sentir esta estrela que internamente lhe guia, este nunca ficará sem o brilho da esperança em seu coração.
Sofrimento é algo dual... o sofrimento como sofrimento negativo que as pessoas tem, é algo egóico. Porque a consciência quando totalmente desperta transcende a dor. Claro que há outros tipos de dores, e que são parte da criação, como manifestação do esforço e da progressão. Toda transformação tem sua cota de dor, porque requer um esforço que faz com que o indivíduo transcenda sua natureza e isto requer um esforço muito maior do que aquele que como indivíduo é capaz de gerar. Então transcendendo sua natureza, provoca um certo tipo de dor especial que é o resultado do esforço consciente por transcender seus limites.

Mas os eventos da vida em geral, como resultado de nossas ações seja a nível de indivíduo ou de sociedade, costuma gerar uma série de atribulações que causam dor. Nós podemos dizer que muitas das coisas as quais estamos submetidos como Karma, não merecemos, e talvez realmente como indivíduo não mereçamos, mas estamos inseridos em conjuntos maiores como é o casal, a família, uma sociedade, a humanidade. E sabemos que cada conjunto tem suas respectivas cobranças ou premiações por suas ações. Assim que muito do que vivemos de sofrimento, vivemos por conta de um mal social, de um mal familiar que nos aflige e não a nível de indivíduos, como resultado de uma ação individual que tenhamos feito.


Nós, nem sempre podemos fazer algo para transcender os eventos os quais estamos submetidos, dentro da limitação humana que estamos submetidos. Mas sabemos que o Criador, que Deus, sim pode alterar a natureza das coisas, conforme seja sua vontade, já que é sua criação e pode moldá-la dentro do que seja sua necessidade.
Temos um poder que felizmente em geral não foi esquecido, pelo menos no seu sentido básico que é a Oração. A Oração é um diálogo com Deus.. ainda que muitas pessoas façam disto um monólogo, em geral a Divindade faz-se presente e pode ser sentida e até mesmo inquirida, se estamos dentro de um estado adequado de consciência.

O Grande erro que muitas vezes ocorre, é a perda da mística ou a manifestação da mecânicidade nas orações. Muitas pessoas oram como uma obrigação, com a mesma atenção com que colocam seus sapatos rapidamente antes de sair de casa, ou vestem uma roupa apressadamente já pensando em outra coisa e isto certamente não é orar.
Já dissemos em outra oportunidade e é justo rememorar, que a oração não são sequer as palavras que dizemos mas o sentir que transmitimos por meio delas. É óbvio que há palavras de muito poder, e que há orações cujo o simples balbuciar produzem por si só efeitos exatos e perfeitos, cujo transcendental resultado é incompreensível a absoluta parte da humanidade... ainda assim, as orações em geral, como súplica ou mesmo dentro destas fórmulas espirituais, quando conscientemente pronunciadas, quando integradas com nosso sentimento, com nossa vontade, com um único pensamento... permite com que torne-se uma Magia Soberana, já que faz-se um canal direto e fecundo com o Criador nestes instantes.


Se há algo que não podemos esquecer, principalmente nos momentos mais difíceis, é a oração. Ainda que por diversas vezes nos seja difícil evocar o correto estado de consciência, é o caminho certeiro para que internamente nos seja apontado um norte, e tenhamos um ponto de referência espiritual, uma indicação exata, uma informação ansiada, uma ajuda indispensável em nosso caminho.

A Oração não se dá apenas com palavras, há evocações e diálogos silenciosos, bênçãos que recebemos apenas por dar internamente alguns passos em direção à Divindade por uma afinidade que eletricamente geramos em nosso organismo. Este tipo de oração é algo que não é feito como pessoa, sequer com a mente ou com os sentimentos, é um impulso elétrico, magnético cuja origem poderíamos dizer é uma oração celular, molecular e até atômica em nosso organismo.
Quando este tipo de oração é feita fisicamente o que é sentido é um pequeno choque elétrico maravilhoso percorrendo todo nosso corpo como se tivéssemos sidos tocados pela própria divindade. Algo inverso ao que ocorre quando sentimos um pavor tenebroso de uma força interna negativa, o que muitas pessoas já devem ter sentido, um arrepio tenebroso, por assim dizer... e que também muitas vezes são evocações feitas pela própria pessoa, ainda que inconscientemente.

E esta é uma experiência que uma vez saibamos provocar no físico, devemos repetir o experimento quando consciente nos mundos internos. Então sim, veremos o resultado e o que se apresenta.

12/02/16