zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Filosofia
A Origem das Doenças

Em nosso último diálogo, falávamos acerca do enlace que existe entre as frações materiais, a Alma e o Espírito e a relação entre as mesmas, também as ocorrências as quais podiam fazer com que este enlace enfraquecesse ou mesmo dissipasse, e hoje falaremos mais objetivamente sobre as Doenças.

As doenças em geral podem se manifestar de baixo para cima, ou de cima para baixo, isto é, de dentro para fora, ou de fora para dentro, seja no sentido orgânico, seja no sentido matéria-espírito, espírito-matéria.

Há doenças que tem sua origem da matéria como conhecemos, e há doenças que tem sua origem em regiões internas da natureza.

- ENVENENAMENTO:
Nós todos os dias por meio de nossa alimentação, por meio dos gases tóxicos dos veículos e das fábricas, da própria água, dos demais líquidos industrializados ou não, assimilamos muitas substâncias tóxicas.
Uma planta que tenha recebido substâncias nocivas ao ser ingerida por um animal, torna a carne deste animal igualmente envenenada para aquele que a consome. Igualmente os mal tratos animais seja em sua vida, seja no abate, igualmente carregam as substâncias desta carne, de venenos.
Temos hoje muitas doenças as quais fazem parte de nossa sociedade e que estão muito presentes em todos os povos, e a origem delas são do envenenamento por açúcar e por sal (sódio).
O Açúcar em excesso no organismo gera o problema que chamamos de Diabetes, e o Sódio mais presente que nunca, encontrado em larga escala em todo e qualquer alimento industrializado, traz pressão alta, dentre outros males cardíacos, renais, etc.

Tudo em excesso causa envenenamento, assim como substâncias nocivas ao organismo mesmo em pequenas quantidades são o suficiente para causar grandes estragos e por vezes permanentes.
Por vezes o que sentimos no organismo já não é sequer a origem do problema, e sim uma consequência. Assim por vezes um órgão dolorido ou doente, em geral não é aonde entrou ou iniciou o problema, e sim uma consequência já da falha do funcionamento normal do outro órgão. Basta analisar a relação das pessoas que tem dores de cabeça por problemas estomacais, ou problemas estomacais por dores de cabeça. Nem sempre o que vemos é a origem do problema mas sim o resultado evidente aonde há muito mais por detrás a ser observado e compreendido.

Todos os alimentos industrializados, principalmente os embutidos, as conservas, tudo aquilo que não é feito diretamente da substância em si no instante da alimentação, requer outras substâncias que aumentem sua vida útil, e estas substâncias em geral causam muito dano ao organismo, por vezes não apenas do físico para o interno mas mesmo do interno para o físico, já que há energias e valores internos destes alimentos que são perdidos ou corrompidos.

Assim que se não podem ser removidos de nosso dia a dia, que sejam evitados o quanto for possível...

E não pensem que é apenas isto, basta recordarmos dos enxertos, dos transgênicos, e todos estes similares que transformam a vida do reino vegetal em geral apenas em algo aparente e por consequência meramente material. Assim que por vezes nem mesmo nos alimentando com algo puro e aparentemente saudável, somos capazes de assimilar o que nosso organismo necessita, pois não somos apenas a parte física e o interno fica comprometido pela falta da contraparte interna e o físico adoece inevitavelmente, ainda assim é algo físico que gera o problema.

A Própria alimentação feita nos momentos errados, de forma errada, causa doenças. Mastigar mal um alimento, não ingerir líquido suficiente ao longo do dia, mesmo misturar alimentos incompatíveis, causam danos gigantescos e igualmente por vezes irreparáveis se feitos por muito tempo ao longo da vida.

Quando falamos de alimentos as pessoas certamente pensam apenas na comida, mas o Ar que respiramos é um alimento e também tudo que assimilamos do meio externo seja por nossos sentidos físicos ou internos também é um alimento. Assim além dos líquidos e dos sólidos que ingerimos, também nos alimentamos do ar que respiramos, e igualmente de todas as percepções que temos, sejam elas olfativas, táteis, visuais, etc..


Nas cidades encontramos diversas situações adversas à respiração, seja o ar poluído pelos veículos, pela indústria, mesmo pelo vício dos fumantes. Também muitas vezes encontramos obstáculos à respiração em ambientes insalubres, mal conservados, mal ventilados, sujos.
O Fumo é um problema muito grave, afinal é algo que faz-se por puro prazer, não há no fumo sequer a justificativa de ser um alimento ao organismo, como ocorre com as substâncias alimentícias em geral, é um mal pelo mal... e um prazer cujo fim é apenas o prazer e causa danos como bem sabemos extremos.
O Próprio Álcool já da parte alimentícia, tem o mesmo problema, afinal mesmo os refrigerantes e demais bebidas similares, ainda existem com a justificativa de uma "Hidratação saborosa", mas o Álcool não hidrata e pelo contrário, causa diversos danos ao organismo não apenas físico mas internamente, como bem sabemos.


É claro que as doenças nem sempre são originadas no físico, mas mesmo as doenças que surgem no decurso da iniciação, temos de entender que grande parte delas ocorre exatamente porque o organismo não está capacitado para o que estamos exigindo dele e por isto se manifesta alguma doença que no fundo não tem origem na iniciação em si, mas é o resultado do esforço do organismo por direcionar sua energia para o processo interno e acabar sucumbindo por algum destes problemas como o envenenamento ou outra questão em geral que nos causa a vida cotidiana.
Muitas doenças são latentes em nosso organismo e basta um momento em que o organismo esteja indisposto para que algo se manifeste e é por isto que para a Iniciação precisamos um mínimo de cuidado em nossas escolhas.

Sendo nossas percepções um alimento, podemos nos envenenar na presença de pessoas negativas, malévolas, e por isto que assim como devemos evitar alimentos prejudiciais, devemos também evitar o contato com pessoas de má índole, pois igualmente nos alimentamos de tudo que nos cerca. Claro que como tudo, temos de saber por vezes conviver com o mal, principalmente se queremos ajudar de alguma maneira, mas há males que a todo custo tem de ser evitados, para que não sucumbamos definitivamente.

A Alimentação é algo muito difícil para todos, principalmente quando a sociedade atual aprendeu a fazer "sabores artificiais", fazendo como ocorre com a beleza, criando falsas percepções as quais já não podemos confiar. Afinal nosso organismo é capaz de saber se algo é bom ou não, pelos sentidos, mas ao mascarar o odor, mudar a textura, alterar o sabor, já perdemos a condição de fisicamente avaliar um alimento. E naturalmente sabemos que algo nos faz mal, que não está comestível... isto sabe bem quem já salgou demais um alimento ou já errou na porção de uma substância qualquer.
Lógico que temos os sentidos também subvertidos por nossas debilidades psicológicas, não há como negar... Assim que por vezes gostamos do que nos faz mal, mesmo sendo o "natural" sabor, aroma, textura, etc.

As doenças além de entrarem pelo veículo físico, podem também cristalizarem-se por conta de questões internas.
O Vital é a contra-parte do físico, e por comum as doenças se manifestam primeiramente no corpo vital e só então vem a ocorrer no físico. Assim igualmente se curamos o vital, o físico costuma curar-se vigorosamente.
Tudo tem sua porção de energia, e muito do que dissemos no relativo a ambientes negativos, pessoas negativas, entra principalmente nisto, nestas infecções vitais ou mesmo falta de nergia vital (no caso dos alimentos transgênicos e mesmo nos enxertos). Cada átomo físico é ligado a um átomo do Corpo Vital que no fundo é o mesmo corpo físico somente que em outra dimensão.


Há doenças que são originadas no Astral, mesmo no Mental, mas já falamos disto em outra oportunidade...


A Medicina Atual infelizmente preza de maneira absoluta as finanças, e tudo torna-se relativo a dinheiro.
Já houveram muitos remédios que eram simples e capazes de curar doenças e por pressão por parte das grandes farmacêuticas, também por parte dos Médicos que perdem seus pacientes por estarem curados, foram banidos ou tiveram suas fórmulas modificadas drasticamente.
Há remédios cuja validade é imensa, um até mesmo desconhecida devido a longevidade que podemos tê-lo, mas também para aumentar as vendas, são postas validades falsas e subjetivas para aumentar o lucro dos Mercadores.
Este é o mundo que vivemos, e são as pessoas as quais cuidam de nossa saúde, de nossa vida...

Esta exploração só terá fim no dia que não haja mais quem consuma estes placebos maquiavélicos os quais são a ciência médica em geral nos dias atuais.

Grande parte das medicações, dos procedimentos empregados, sabemos resolvem um problema e criam três... isto não é medicina, nunca foi e nunca será. O Que diria hoje Paracelso do que hoje vemos ocorrer nos Hospitais, Clínicas e Farmácias...

Não estamos dizendo que nada devamos fazer acerca das doenças, mas que temos de reaprender a medicina, deixar de lado o maquiavélico e buscar o que realmente é puro e verdadeiro desta grande arte.

03/06/16