zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Filosofia
O Valor das Palavras

Vivemos em sociedade, e toda a sociedade para interagir necessita de meios de comunicação, sejam eles falados ou escritos.
Letras, Palavras, Frases... a concatenação de valores forma um conjunto compreensível de significados os quais nos permite transmitir e assimilar informação, conhecimento, vivências.

Não existiu uma sociedade a qual não tivesse uma língua, seja escrita, seja falada, seja mesmo em gestos e sinais que permitissem receber e transmitir informações. Vemos que isto não ocorre apenas no reino humano, mas os próprios animais tem uma linguagem própria e entendem-se, dialogam, mesmo brigam entre si por meio de seus sinais e sua linguagem. Os insetos também o fazem, comunicam-se e muito bem, como podemos ver na organização que tem uma colmeia ou qualquer similar. Claro que nem tudo é falado, ou mesmo simbólico, há diálogos feitos com o odor, com substâncias perceptíveis mesmo a outros sentidos como táteis. De qualquer maneira tudo nos tem um significado e nós como pessoas geralmente usamos as palavras para expressar isto.

Há duas coisas muito distintas que são o Ser e o Saber. O Ser, como já bem sabemos, é o Íntimo, o princípio Divino, realmente inefável, sublime, imutável em sua natureza mais profunda e perfeito.
O Saber claro existe como algo que vem do alto, mas ao falar de "Ser e Saber", por consequência estamos falando deste Saber como o conhecimento humano, o que inclui sua linguagem e tudo aquilo que aqui e agora tratamos.

Houveram muitos seres realmente Divinos encarnados, cujas frações humanas foram mesmo analfabetos ou tiveram grandes dificuldades de expressar aquilo que no mais profundo de si mesmos são, devido a falta do Saber Humano e da capacidade de interação com as demais pessoas. Fontes inesgotáveis de sabedoria Divina, mas isoladas em seu próprio mundo e em suas realizações, totalmente ilhados pela falta de uma integração básica com os conceitos da Língua e da Cultura atual.

Recordemos que as próprias Religiões, ao reencarnarem-se tomam uma Forma adaptada a Cultura, a Região, mesmo a Língua utilizada pelo povo. Recordemos que a própria Trindade nas diferentes partes do Globo, já foram chamados de distintos nomes, cultuados sob diferentes formas e explicações.


Mas as palavras tem um valor, um significado e um sentido único. Nós claro atribuímos em geral valores extras a estas palavras, seja baseado em nossas vivências, mesmo em nossos traumas ou medos, também nossos anseios mais profundos.

A Palavra Gato ou mesmo Cão, serve para representar uma criatura ou espécimes de criaturas do reino animal, ainda assim para algumas pessoas, estas palavras tem um significado além delas próprias, exatamente porque em sua psicologia, estão relacionadas a outras como amizade, ou mesmo traição, alimento, família e assim por diante, de acordo com as vivências e mesmo o aprendizado que tiveram, a cultura, etc. Isto é o que chamamos de Associação Mental das Palavras.

É muito difícil transmitir um ensinamento qualquer de maneira escrita ou falada, ou mesmo dialogar sobre certos assuntos, quando o que transmitimos é baseado nestas associações mentais ou o que é interpretado igualmente toma como referência experiências próprias e algo que apenas o próprio indivíduo atribui a estas palavras.


Claro que quando falamos de assuntos de uma Natureza Superior, por diversas vezes o mais correto é atribuir novas palavras ao que queremos exprimir, exatamente porque as pessoas tem uma concepção humana do significado de algo, e pelo mal uso do objeto em questão, ou mesmo da má interpretação do que seja o termo ou assunto, não tornam-se capazes de chegarem ao real da questão por uma questão de vocabulário.

Vejamos o caso da Clarividência... dizemos que a Clarividência é a capacidade de poder enxergar o fluxo da própria Luz Astral e por consequência as forças internas que estão interagindo ou mesmo provocando as reações e consequências físicas as quais observamos e percebemos com os demais sentidos comuns e ordinários desta região tridimensional. No entanto se disséssemos a uma pessoa que a Clarividência está assentada na Imaginação, qualquer pessoa chegaria ao equívico de interpretar a Clarividência com fantasia, ou mesmo com alucinação. Isto porque a palavra imaginação é mal interpretada, pelo menos em seu sentido mais íntimo, também em seu sentido mais básico e espiritual.


No quesito das Ciências Ocultas, nos ensinamentos do que não está manifesto aos sentidos ordinários, as palavras são mais indicadores de uma direção a ser observada e estudada, do que o conhecimento em si sendo transmitido. Se mesmo nos conhecimentos dados na escola, o que nos transmitem é a mais pura teoria, já que somente na prática vamos poder vivenciar e realmente entender o funcionamento de cada questão, no aspecto interno, oculto, isto é ainda muito mais agravado.

Por muitas vezes, seja para poder ensinar, seja para poder aprender, precisamos desfazer estes conceitos equivocados que temos sobre algumas palavras, também buscar as palavras mais adequadas para poder representar e exprimir o que queremos transmitir.

As palavras por si só elas tem uma natureza íntima, realmente própria, não apenas pelo sentido que damos a elas, mas pelo som as quais são formadas. Há uma dualidade entre a natureza espiritual do som que forma uma palavra, e do valor que atribuímos a palavra, ou seja, do que pensamos dela, do sentimento que atribuímos a isto.
Há palavras mágicas que se pronunciadas nos mundos internos, e mesmo no mundo físico, provocam mudanças e transformações tanto nos mundos internos como no mundo físico por consequência. Isto é algo que pode ser comprovado nos mundos internos, sem a necessidade da Clarividência integrada à percepção do mundo físico.

Igualmente as palavras pronunciadas carregadas de sentimentos e de pensamentos negativos, ou seja, em seu significado para nós ou para uma sociedade, trazem igualmente consequências físicas e internas.


Isto claro explica o porque dos Rituais e dos Mantras, e também o porque dos Símbolos e de muitas das Alegorias que temos.

"O Verbo, a Palavra, expressa-se com precisão e certeza." - Pistis Sophia Desvelada, V.M. Samael Aun Weor.

13/06/16