zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Filosofia
Especialistas

Algo que aprendemos da vida é certamente a subdivisão das categorias, afinal em todas as áreas, em todos os reinos, encontramos estas ramificações menores de algo que já é uma fração de algo maior. Nos reinos da natureza certamente encontramos isto muito claro, como podemos citar do Reino Vegetal que é uma Categoria, subcategorias são os Tipos os quais se subdividem os Vegetais, como as Frutas, os Legumes, etc.

O Desenvolvimento das Almas se dá sempre dentro do Raio ao qual esta está ligada e por consequência isto demonstra certos dons e certas habilidades as quais estas Almas são certamente ligadas mas ainda há ramificações dentro disto. Neste momento sequer estamos falando da Vocação, estamos falando ainda de algo mais profundo e mais específico, que é a particularidade, a Especialidade a qual um está destinado a desempenhar.

Cada um tem uma vocação e dentro disto uma especialidade na vida a qual tem o potencial de realizar para os demais como um serviço único o qual somente este é capaz de dar de maneira tão adequada e precisa. E Isto ocorre tanto nas profissões como nos demais detalhes da vida cotidiana.

Vejam que se falamos de Vênus, que é o Planeta do Amor, há uma atribuição aí geral, como princípio, que é o amor. Mas dentro desta força, há ramificações já que o Amor pode ser para com os Filhos, para com os Pais, pode ser para com a Divindade, e assim por diante. Isto são especialidades e há sempre especialistas em cada uma destas ramificações do Amor, igualmente da Força, da Sabedoria.

É claro que qualquer desdobramento, seja de Vênus, seja de Marte, seja do Sol, tem o potencial mesmo de atuar nas áreas as quais não lhe correspondem, afinal é óbvio que mesmo um Mestre da Força, saberá de Amor, e assim por diante, afinal tudo de certa maneira está interligado, mas sempre haverão alguns que tem a capacidade maior em alguns seguimentos e por consequência mesmo nestas ramificações menores, estas especialidades dentro de cada Raio.

Certamente as pessoas no Meio Gnóstico já ouviram falar do "Raio da Medicina" ou "Raio da Política", referindo-se a Mestres que tem esta especialidade, e isto na verdade não é o Raio em si, e sim sua especialidade, sua sub-ramificação já dentro do Raio.
O Raio da Medicina é um especialidade do Raio da Sabedoria, por exemplo. Já o Raio da Política é um desdobramento, uma especialidade que encontramos dentro da influência de Júpiter, no relativo à Justiça.

E mesmo dentro destes raios, digo, destes desdobramentos destas vertentes principais, encontramos ainda outras sub-ramificações, afinal a Medicina é algo extremamente amplo, assim como a Política ou mesmo qualquer outra ramificação que possamos imaginar.

A Especialidade em geral já é uma subdivisão do gênero, assim como a profissão, tem especialidades.
Do ponto de vista da Individualidade, a Especialidade sempre será o desdobramento múltiplo de um princípio.
Assim se tomamos um Feixe desta Luz Universal, e o dividimos em categorias, isto será a Especialidade, e claro se tomamos um destes Feixes já desdobrados e mais uma vez o analisamos como unidade, haverão ainda mais desdobramentos os quais serão outras multiplicidades as quais são Especialidades ainda mais específicas dentro deste contexto universal.


Vejam quantas pessoas já nasceram no mundo e quão raramente vemos pessoas que são sequer parecidas em sua fisionomia, que dirá no conjunto geral que engloba tantas coisas que sabemos é impossível uma criatura desta se repetir em detalhes tão específicos.
Por isto que no caminho Esotérico e mesmo na vida cotidiana, é absolutamente impossível tentar acompanhar a outro, no sentido de tentar trilhar o caminho como o outro faz, e em geral o simples fato de tentar observar como o outro realiza isto já é o preceito para nossa queda, porque nos deparamos com particularidades e outras questões que não são compatíveis porque são e sempre serão caminhos diferentes os quais cabe a um e a outro trilhar, seja por suas particularidades divinas, seja por suas especialidades e assim por diante.

Não estamos dizendo que não hajam coisas que não farão em comum, apenas estamos dizendo que o auge da Obra, o momento em que o Iniciado realmente encarna sua Luz, ele inicia um caminho muito íntimo realmente e muito único o qual sempre estará sozinho no fundo, já que o que ele vive, e o que lhe corresponde ainda viver, é algo que somente cabe a este e a mais ninguém, e isto também abre a oportunidade para que este, dentro de sua especialidade, de seus atributos únicos, realize isto de maneira mais do que efetiva para o bem comum, e isto sirva como base para um desenvolvimento espiritual.

Nem sempre estar apenas em nossa vocação e realizando bem esta vocação é sinal de que estamos fazendo o correto, senão que mesmo dentro desta vocação, há uma especialidade a qual estamos destinados, especialidade esta que talvez sequer exista como profissão, ou talvez sequer seja rentável, mas que no fundo é nosso dom único e primordial o qual nos caracteriza mais intimamente, e que nos corresponde desenvolver totalmente e de maneira adequada para que possamos trilhar de verdade o caminho interno de reintegração com Deus.

Por este motivo que sempre haverão assuntos, sempre haverão fatos, os quais uns inevitavelmente estarão mais capacitados que outros seja a ensinar, seja a realizar e sempre haverá alguém mais adiantado e mais sábio, mais apto, senão claro nesta especialidade a qual no fundo é o que nos corresponde mais intimamente desenvolver-nos. E ainda assim claro, isto pode ser usado seja para a Luz, seja para as Trevas, depende claro de fazermos disto uma ferramenta de integração com os princípios espirituais e não uma arma contra isto, como muitas vezes já vimos ocorrer com algumas pessoas realizando sua especialidade.

15/07/16