zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Filosofia
Gnosis, Conhecimento Gnóstico e Doutrina Gnóstica

É muito difícil ensinar a Gnosis, porque Gnosis significa este conhecimento vivenciado, encarnado, praticado, Conscientivo. Não temos como distribuir vivências, não temos como fazer outras pessoas experimentarem o que não estão dispostas ou não se predispuseram por meio de uma preparação vivenciar.

Tudo que poderíamos escrever ou falar acerca da Gnosis, em seu sentido vivenciado e concientivo, é apenas Conhecimento Intelectual acerca do que vivemos, quando projetado aos demais.

Há três coisas que não podemos confundir:
- A Gnosis, como funcionalismo da própria Consciência. Algo íntimo e relativo a percepção real por meio da vivência, da experimentação (em todos os níveis, não apenas físico ou material).
- O Conhecimento Gnóstico, que é este conjunto de informação intelectual que temos acerca do ensinamento gnóstico.
- A Doutrina Gnóstica, que são estes conjuntos de normas e ensinamentos entregues pelos Veneráveis Mestres, para a libertação e Despertar da Consciência, bem como demais processos da Obra.

A Doutrina Gnóstica como já dissemos, são todos estes ensinamentos entregues pelos sábios Mestres, sob ordens da Venerável Loja Branca, para servir de ferramenta para o trabalho individual de cada um e também para servir de guia para o Povo como um todo. A Doutrina em si, é um corpo, e isto porque é dividido em diferentes seções e é ao fim íntegro como é um corpo, interligado, único e perfeito.

O Conhecimento Gnóstico, acaba sendo exatamente a interligação entre a Doutrina e a Gnosis manifesta em cada um.
Há dois extremos, e em um está a Doutrina, em outro está a Pessoa. Este princípio como Consciência, não tem como incorporar-se em um indivíduo, ele mesmo precisa cultivar e realizar em si mesmo, e por isto a Doutrina quando ensinada em geral vemos manifesta como Conhecimento, exatamente porque é o que somos capazes de transmitir.
Uma vez a pessoa tendo o Conhecimento Gnóstico, ela levando vivenciando estes ensinamentos, estas práticas, vai realizando em si mesma estes processos transformativos os quais conduzem inevitavelmente a vivência real e objetiva de tudo que lhe rodeia e faz com que esteja Consciente, Desperto, e como já dissemos isto é a Gnosis, em sua forma original, a própria manifestação da Consciência.

A Doutrina Gnóstica, como este conjunto de ensinamentos originais, não é algo imutável, no entanto precisa manter sua pureza, no quesito do que seja o esperado pela Loja Branca, que é quem rege estes desenvolvimentos e esta guiatura destes dispostos a realizarem-se em si mesmos. Então que claro, como já dissemos, apesar do Avatara entregar o que faltou ser entregue, de compilar os ensinamentos da era anterior, haverão modificações, somas, subtrações, de maneira a atender a atual realidade deste Povo, e desta humanidade que está sempre transformando-se e por isto há ajustes.

Em geral, as falhas da vivência e da experimentação do real, e por consequência da manifestação da Gnosis no interior da cada um, é por conta do Conhecimento Gnóstico, que como já dissemos são estas informações que transmitimos, e que por vezes foge dos aspectos doutrinais, também por conta da falta de Consciência daqueles que transmitem estes ensinamentos.
Ninguém tem como realmente transmitir de maneira concreta algo que não vivenciou. É muito diferente a explicação, o ensinamento, ou seja este Conhecimento Gnóstico, vindo de uma pessoa que tem esta Gnosis em si, e de uma pessoa que apenas carrega o Conhecimento Gnóstico como uma sombra distorcida desta Doutrina a qual equivocadamente interpreta.

Claro que em geral, a pessoa que recebe estas informações, estes conhecimentos, se tem algum impulso interior, será capaz de por si mesma, integrar-se com estes princípios dentro de si mesma e por fim integrar-se diretamente com a Doutrina Pura, e Espiritual a qual é inevitavelmente acessível a todos, diretamente, e por consequência sem falhas, sem interpretações equivocadas.


Certamente que também muito do que é falado, destas vivências próprias, inevitavelmente servem como um estímulo e como uma recordação para as pessoas, das recompensas da Consciência quando manifesta. No entanto se nosso Conhecimento acerca da Gnosis, é pelo o que os demais disseram, pelo os que os demais viveram, certamente não temos esta Gnosis em nosso interior, apenas carregamos em nossa mente o Conhecimento Gnóstico e com risco de estar equivocado, exatamente pela falta de prática, vivência do mesmo.

11/08/16