zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Filosofia
Meios e Propósitos

A Vida nos gera certamente muita reflexão. Não apenas acerca daquilo que já vivemos, o porque de tudo isto, mas do que ainda está por vir...
Grande parte das pessoas, gostariam de vivenciar coisas distintas, daquelas que viveram, também certamente anseiam por situações e circunstâncias, diferentes das que estão por vir.
Inevitavelmente a vida de cada um de nós tem um propósito muito definido, e por consequência há sempre meios necessários para atingir estes propósitos, os quais em seu Íntimo, são muito mais profundos e verdadeiros do que aquilo que superficialmente desejamos, ansiamos.

É sempre muito difícil reconhecer que aquilo que gostaríamos e aquilo que nos corresponde, são coisas completamente distintas.
Boa parte destes desejos que tem o indivíduo de querer algo diferente daquilo que lhe corresponde, é o resultado de uma comparação daquilo que lhe corresponde passar, daquilo que corresponde aos demais. Este é um grave problema para nos realizarmos plenamente em nossa vida, já que ao negar os meios, as circunstâncias, que em nossa vida existem, negamos nosso propósito fundamental.

Somos o resultado de infinitas vivências, as quais uma após outra, somando-se transformaram-nos no que hoje somos. Exatamente por cada uma destas vivências, por cada uma destas experiências, de nossos acertos e de nossos erros, que hoje somos algo completamente distinto, do que é qualquer outro indivíduo, e mesmo que as circunstâncias sejam parecidas na vida de cada um de nós, certamente as vivências que correspondem a cada um viver, são únicas, e inegavelmente excepcionais para o que nos corresponde ainda trilhar.

Há muito que tem de ser mudado em nossa vida, mas há muito que tem de ser aceito como uma condição básica, daquilo que estamos destinados.
Certamente diferenciar o que nos corresponde viver, do que não corresponde, é um requisito básico de alcançar estes propósitos Íntimos que estamos destinados a realizar.


Muitas das frustrações que assolam o coração a mente das pobres pessoas (vivências, circunstâncias, as quais discordam e não aceitam em suas vidas), são no fundo uma condição básica, um meio claramente definido e cristalizado para nos conduzir a um fim, a um propósito muito específico.
Por conta desta dificuldade em aceitar estas circunstâncias que nos corresponde viver, acabamos não tendo as devidas compreensões, não temos as devidas vivências, e por consequência nunca logramos chegar até o fim destas vivências, e por consequência a alcançar este propósito final, que este evento nos conduz.

A Real questão é que indiferente as circunstâncias, devemos ser calmos e resignados, compreensivos e muito atentos a tudo quanto nos cerca ao longo de nossos dias, pois certamente todos estes eventos tem um propósito o qual muito raramente as pessoas logram objetivar e liberar-se para seguir em frente, tornando-se algo novo, encarnando o que corresponde encarnar, ao longo destes processos.
Muitos dos problemas que são recorrentes na vida das pessoas, são exatamente o resultado disto, desta incompreensão do que cada um necessita extrair, de cada evento, exatamente para que cesse, pois perdeu o propósito, afinal já logramos compreender, vivenciar, o que nos corresponde.

Se fôssemos capazes de trilhar este caminho que é a vida, de maneira reflexiva, muito conscientes das distintas circunstâncias e eventos que nos correspondem viver, certamente boa parte dos tristes eventos que afligem as criaturas, não repetiriam-se, ou pelo menos, não teriam quaisquer impactos no coração, ou na mente, daquele que corresponde trilhar tais eventos.


Certamente que o aqui dizemos, não dizemos por outro motivo, senão de ajudar a cada um a compreender sua própria realidade e liberar-se de situações mal resolvidas, de circunstâncias recorrentes que afligem e que oprimem cada um em seu caminho.
Também salientamos estes aspectos, para que cada um saiba aceitar o que corresponde a cada um aceitar, também para que tenha a força e a coragem necessárias para mudar o que no fundo sabem por uma sábia Consciência e por uma perene Vontade, seja necessário transformar.

08/05/17