zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Filosofia
Maus Conselheiros

Dentro daquilo que já falamos, do relativo ao que é o Dever, do que é a Correspondência, encontramos aquilo que são os "Maus Conselheiros", que no fundo muitas vezes ao tentar cumprir com um dever inato do ser humano, falham no aspecto Correspondência, e dão maus conselhos, atuam de maneira equivocada, já que não tem o Dom de Deus, a Vocação, ou como queiramos chamar, para realizar tal operação, tal realização, dizer tais palavras.

Nós todos os dias cometemos inúmeras falhas, realmente delitos, crimes, e tantas coisas de conotação similar. Uma simples palavra acerca de algo que não temos domínio, é suficiente para ser um crime contra a Sabedoria, contra a Verdade...
Um pensamento, um sentimento fora de lugar, é suficiente para causar danos a outrem, e por consequência sermos culpados de um mal que recai sobre outra pessoa.

Muitas coisas comuns a sociedade, hábitos normais do cotidiano diário de cada um de nós, no sentido espiritual são crimes contra a natureza, crimes contra a sabedoria, contra a vida, etc...
Não estamos aqui ditando as regras, dizendo especificamente cada coisa, mas trazendo a reflexão estes aspectos para que cada um por si só se conscientize do que realmente é ou não correspondente a cada um de nós fazermos, realizarmos.

Uma palavra dita no momento errado, é em geral um delito, e isto ocorre por conta da falta de Correspondência entre o evento e a pessoa que corresponde realizá-lo.
Isto são como peças de quebra cabeça aonde cada qual tem seu lugar e por vezes quando vamos buscar o espaço que nos corresponde, vemos há uma outra peça forçosamente tentando cobrir aquele espaço que nos corresponde.


Dizemos "Maus Conselheiros", mas não nos referimos apenas a palavras, mas a ações, e tudo mais no relativo a interatividade que é possível entre as criaturas, e mesmo para com a natureza.

Quantas vezes um médico, por crer-se soberano em seu entendimento e estudo, dá péssimos conselhos aos seus pacientes, gerando problemas muitas vezes imensamente maiores do que aqueles que anteriormente tinha.
Não estamos dizendo que o Médico não tenha sua função, apenas alertamos que nem sempre cada pessoa faz o justo, o adequado, o correto e temos de saber discernir por nós mesmos do caminho que devemos tomar, e das escolhas que corresponde a nós fazermos, por nós mesmos.

O Grande problema da vida atual, é que as pessoas não sabem tomar suas próprias decisões, e quando buscam apoio para o que tem de fazer, quando procuram uma palavra de auxílio, geralmente o fazem para quem não tem capacidade, para quem não corresponde tal função e o resultado é um desastre, um desencaminho.
Também as pessoas não sabem escutar, principalmente quando a verdade não agrada os conceitos que tem sobre a realidade que vivem ou sobre si mesmos.

Existe aquilo de que ninguém é profeta em sua terra, como uma referência do fato de que as pessoas mais próximas geralmente não conseguem ver a profunda natureza daqueles que lhe são mais Íntimos.
Isto é muito infeliz, pois por vezes é a quem corresponde certas realizações, e isto torna-se impossível devido a falta de reconhecimento de tal questão.

Assim que saibamos por nós mesmos discernir o que nos corresponde ou não, e também que saibamos avaliar conscientemente a quem corresponde intervir em nossa vida, e de que maneira, para que não sejamos vítimas de Maus Conselheiros.

25/05/17