zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Filosofia
A Matemática do Amor

Amor, esta é uma palavra muito comum, mas no fundo bastante incompreendida pelas pessoas.
Muitos que acreditam amar, não amam. Mas também muitos que amam, não sabem que o nome do que sentem, do que expressam, do que vive, se chame amor.

É Por Amor que é possível a redenção humana, pois por nossos delitos e crimes, cometidos dia após dia, momento após momento, estaríamos condenados ao fracasso, estaríamos inevitavelmente derrotados na realização do sentido da vida, e a simples cobrança de nossos crimes, terminaria por destruir aquilo que somos.
É Por este Amor que torna-se possível o perdão dos pecados, é por este mesmo amor, que nossos delitos podem ser pagos com boas obras, com realizações contrárias a natureza nociva a qual incorremos no passado.

Nós asseguramos que o Amor tem uma matemática muito distinta da atual aritmética que praticamos e que conhecemos das leis naturais que regem o equilíbrio.
Enquanto a Justiça pede equilíbrio, equidade, o Amor, é de plena entrega, de plenas realizações.

Infelizmente o Amor é algo muito fácil de ser destruído, mas muito difícil de ser criado, cultivado.
Mesmo algumas pessoas que possuem esta pequena chama do Amor, acabam por vezes a sufocando, diante das pequenas coisas do dia a dia, e da falta de amor por parte daqueles para quem sentem tal nobre sentimento.

É mais comum que aquele que ame sufoque este sentimento, que o amado desperte em si também tal sentimento, isto porque as pessoas não sabem proteger este amor, também porque não sabem dar o devido valor a tal princípio divino, e o substituem por outras forças que nada tem de ver com este.

O Amor realmente não sabe cálculos, ele não é capaz de calcular e pouco se importa com quem gera mais recursos, ou quem trabalha mais, no lar ou fora deste, isto porque ele ama, e o que faz... faz de muito boa vontade, com absoluta entrega e sem esperar nada em retorno.

É Claro que o Amor tem muitos níveis, diversos graus e perfeições, assim como tudo que conhecemos, mas os casais, as famílias, as pessoas em geral, deveriam aprender a cultivar este Amor, já que somente por meio dele, que o Caminho Espiritual faz-se possível.

Se não é por este Amor à Divindade que buscamos esta integração, se não é por este Amor à humanidade que exercemos nossas capacidades, se não é por amor que formamos e que sustentamos uma família, tudo é em vão e sem sentido... E por mais que exista, não funciona, não serve, pois está destinado ao fracasso.

25/08/17