zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Filosofia
Perfeição e Perfeccionismo

Todos nós certamente almejamos em algum aspecto a Perfeição. Nós todos claro recebemos íntimamente este chamado à Perfeição Espiritual, à realização da Grande Obra, à esta íntima transformação daquilo que somos, naquilo que deveríamos Ser.

É muito difícil falar, de buscar, de chegar à Perfeição sem saber realmente o que seja Perfeição, e sem cair em extremos absurdos que nada tem de ver com esta Magistral realização.

A Perfeição é a pura beleza, é a profunda harmonia, é o mais exato equilíbrio, é o que se deve ser, sem que nada falte, sem também excesso de nenhuma espécie.


Em todos os aspectos da vida, certamente temos de aprender a realizar a Perfeição do que seja o correspondente a cada etapa da vida, assim encontrando a Harmonia, a Paz, a Felicidade em cada mínima realização que nos corresponde fazer, seja física, seja espiritual.

A Realidade dos fatos é que muito do que se considera perfeito, não é, e muito do que se busca como ideal perfeito, no fundo são meramente caprichos e quimeras monstruosas inatingíveis ou mesmo deformações completamente equivocadas da verdade, da realidade do que seja a perfeição em tal ou qual aspecto.


Tudo na vida tem um preço, cada realização tem um custo, seja de tempo, seja de esforço, de energias. Por este motivo muitas realizações ao serem feitas mais além de seus limites adequados, causam danos a outras seções da vida, e por isto que muito do que gostaríamos fazer, não deveríamos e muito do que fazemos, acaba prejudicando em vez de ajudar.

Na verdade falta muita reflexão às pessoas, falta compreensão acerca do que tem ou não valor, e acima de tudo do que é Perfeição e do que é Perfeccionismo.
É muito fácil qualquer pessoa cair em caprichos e complicações que no fundo somente causam dano e que somente conduzem a extremos que nada tem de ver com o que corresponde-nos em qualquer aspecto da vida.

Muitas pessoas chegam a verdade, chegam ao fundamento de tal ou qual situação, de tal ou qual compreensão, de tal ou qual verdade, e acabam por um capricho, querendo adicionar coisas, querendo ir mais além do que é o ponto final em qualquer assunto, que é a resolução concreta e ideal deste aspecto em questão. Estas criações mais além da perfeição, acabam sendo deformações, monstruosidades tais quais o que ocorre mais abaixo disto.

Ou seja, tudo isto vem a nos recordar aquilo que é dito, sobre a exatidão que tem de se ter neste caminho, que é a própria vida, acerca do bom do mau, e do mau do bom, e de passar mais além do bem e do mal.

É muito difícil às pessoas chegar à perfeição... E é muito mais difícil a todos, permanecer nesta perfeição uma vez que se alcance tal patamar. Vemos muitas pessoas chegarem a compreensão de qualquer aspecto, de chegar ao centro do Labirinto que conduz a Consciência, de realmente resgatar tão preciosa gema, e ao fim, tentar seguir jornada, fazendo aquilo que já comentamos, de tentar ir mais além do que é perfeito, gerando assim novamente problemas, e piores do que os que se tinha antes.


A Vida não é algo complicado, só requer que sejamos capazes de observá-la, de realmente aprender das diferentes experiências que vivemos todos os dias. É certo que se nos requer Vontade, Compreensão, não apenas para chegar até o lugar que nos corresponde, mas para permanecer lá, uma vez que ali se chegue.


Não podemos uma vez escapando dos caprichos da mente, nos render mais uma vez a devaneios e loucuras, como se houvesse algo além, de útil, nos caprichos que tenta impor a mente, sobre a verdade já manifesta em nossa vida.
Necessitamos aprender a por um ponto final, nos distintos aspectos já perfeccionados, para então poder seguir esta infinita jornada que nos exige profundas e extremas transformações, ou verdadeiramente seremos escravos eternos de situações não resolvidas, de problemas nunca solucionados.

O Perfeccionismo é uma terrível Quimera que devora a verdade, a perfeição, a estabilidade; Consome a vida, e consome totalmente os seres que a ela se entregam. Pois estes que a tal nefasto poder se entregam, entram em um ciclo sem fim de eterno sofrimento e insatisfação, não porque não chegaram à Perfeição, mas porque não a reconheceram, porque não a aceitaram. Triste destino que aguarda os perdidos no labirinto da vida.

12/12/17