CLXV
Textos sobre Filosofia
Protocolo

Ao observar o mundo, suas leis ocultas, as forças que o sustentam, vemos que muitas coisas parecem não fazer sentido, aparentam não ser lógicas.
Ainda assim, o óbvio é que há algo mais que não vemos, que certamente justifica tais situações, tais ocorrências as quais não concordamos, não compreendemos.

A Natureza sempre faz grandes esforços para criar vida, a vida do tipo que seja, não nasce pronta, ela por si só passa por distintas etapas, diferentes momentos que vão pouco a pouco provendo uma forma, dando a esta criação um sentido. É Óbvio que da mesma maneira, é natural que esta vida quando do fim de seu propósito igualmente passe por um processo similar de destruição, o qual pouco a pouco, vá se esvaindo, se perdendo.

Afirmamos que a vida tem seus Protocolos, e que é natural que as coisas continuem a existir, muitas vezes mais além do que quando seu propósito cessou sua função.
Muitos indivíduos vivem, simplesmente porque a vida tem seu Protocolo, tem sua forma para destruir sua criação.
Vemos que ocorrem muitos crimes terríveis, muitas situações enfadonhas, e ainda assim os causadores de tais delitos ainda respiram, ainda andam.
Para alguns isto seria prova mais que suficiente de que a Divindade não se importa, ou de que a vida é meramente algo material... mas não é a verdade.

O Que ocorre é que mesmo no fracasso de um projeto, a vida segue protocolos para a destruição de suas criações, ela opera dentro de certas regras, observando certas leis. Também que nem tudo que parece é. Muito do que está vivo, na verdade não está... da mesma forma há muito que já morreu e ainda assim vive, eternamente.


Quantas pessoas iniciaram um trabalho espiritual e por falharem seguidas vezes em uma mesma prova ficaram completamente estancados e impossibilitados em sua existência atual de seguir em frente... Ainda assim, a vida lhes oferece outras experiências, outro tipo de aprendizado e claro lhe prepara para futuros retornos ao mundo.
Há muitos tipos de fracasso, também há diferentes protocolos, distintas normas e regras que são aplicadas aos diferentes casos possíveis.

Mas entendam que muitas coisas que existem, no fundo não existem mais, são sombras do que um dia foram, ou mesmo do que um dia poderiam ser. E se sua manifestação ainda existe, é porque cumpre alguma função, ou porque deve de acordo com as leis da natureza deixar de existir, naturalmente, sem saltos.


Isto destes protocolos podemos aplicar a qualquer instância da vida, seja a um indivíduo, seja as raças e os próprios planetas. Mesmo quando uma civilização falha em seu propósito mais básico, em geral há protocolos a serem seguidos, normas a serem respeitadas para o fim da mesma. Há tempos por vezes que tem de ser respeitados, exatamente porque há influências que devem ser aproveitadas, manejadas para tais fins.

Talvez para a humanidade ficasse mais claro, fosse mais simples para entender, o que são os desígnios de Deus, se simplesmente os indivíduos instantaneamente morressem quando violassem as leis divinas, ou fossem de imediato acometidos de algum mal, quando de seus crimes, na proporção de seus erros. Mas não é assim que a vida opera, e não é assim que a Divindade criou a esfera.

A Divindade sempre fala em sua própria linguagem, busca elevar o homem, e guiá-lo dentro de sua própria energia, dentro de sua própria linguagem, dentro de seu próprio poder. O Inverso disto seria desastroso, seria catastrófico...


Os Protocolos existem para que haja a harmonia, para que a vida possa cumprir seu propósito. E vemos que naturalmente todas as esferas do mundo acabam de certa maneira replicando tal feito em suas ações.

23/11/2018