CLXV
Textos sobre Filosofia
Continuidade e Persistência

Ao olhar o mundo, as pessoas, vemos muitos anseios de ter, de ser, de realizar algo... No entanto vemos também a dificuldade em executar tais vontades, tais desejos.
Tudo na vida requer esforço, e não apenas esforço, mas esforço por um tempo determinado, de maneira determinada.

Em geral, aquilo que é possível, no sentido existencial, é separado de nós por uma questão de esforço, tempo e formato.
Esforço é a realização, é o procedimento para tal fim, o caminho, tempo é o quanto temos de nos dedicar ao esforço para chegar até tal objetivo e o formato é a maneira que é requerida para tal realização.


Se conseguimos unir estes três atributos, temos um resultado.
Se realizamos certo esforço pelo tempo devido e não temos resultado é porque a forma que realizamos está errada.
Se realizamos certo esforço de maneira adequada e não temos o resultado é porque ainda não realizamos tempo o suficiente.
Se realizamos pelo tempo suficiente e de maneira adequada tal esforço, é porque a potência do esforço não é adequada.

Isto é importante compreender porque muitas pessoas travam em suas vidas a se deparar com situações intransponíveis e passam tempo demais, fazem esforço demais, ou fazem de maneira errada e nunca tem resultados. Por vezes não põe esforço suficiente, não fazem pelo tempo suficiente ou mesmo não fazem de maneira correta e nunca tem resultados.

Certamente tudo isto não tem de ser intelectualizado, mas devemos buscar senão pensar, quiçá sentir de maneira superior sobre os motivos pelos quais não temos aquilo que gostaríamos, e até mesmo rever se nos é adequado.


Há claro outros motivos, principalmente Espirituais os quais a Continuidade e a Persistência não consiga ter seus frutos, principalmente quando haja um Destino traçado diferente e distante daquilo que por algum motivo gostaríamos que fosse e não é, também não será.
Quando chegamos a conclusão de que o Esforço foi adequado, o tempo adequado, e a maneira adequada ao fim esperado, temos de buscar analisar o aspecto Espiritual para encontrar o motivo de não ter tais resultados.
Muitas vezes certos acontecimentos, circunstâncias, não são permitidos em nossa vida, porque o Destino tem caminhos incompatíveis ou mesmo porque ainda não é chegado o momento de tal evento acontecer.


Sempre é importante antes de mais nada observar o todo, olhar o mundo de um ponto de vista Espiritual, porque muito daquilo que queremos, que ansiamos, perde o sentido e a validade quando observado do ponto de vista da Eternidade, de Deus. Isto quer dizer que muito do que queremos no fundo não queremos realmente, e aquilo que sentimos precisar no fundo não precisamos.

Há muitas coisas que geram mais prazer pela luta em obtê-las que no resultado. Como indivíduos que tem prazer na Guerra e não sabem viver em Paz, mas lutam em nome da Paz ainda que no fundo somente tenham prazer na Guerra.


Quando abrimos nossos olhos internos para a realidade por detrás da realidade, quando conseguimos observar a totalidade do mundo e do que há por detrás dele, de uma só vez e tudo ao mesmo tempo, desatamos muitos nós de nossas vidas, o que faz com que tenhamos mais facilidade não apenas de saber pelo que vale a pena lutar mas realmente conseguir observar isto que primeiramente falávamos acerca da maneira, o tempo e o esforço necessário para cada realização.

É Óbvio que da vida levamos aquilo que nos tornamos, e o resultado de nossas ações. No mais, todos os esforços, todas as conquistas, tudo aquilo que possuímos, é destruído, esquecido.
Isto não significa que nada faremos no mundo, e sim que o que faremos terá por base tais Princípios e tudo mais que venhamos a ter e fazer, será um resultado disto.

15/02/2019