CLXV
Textos sobre Filosofia
Os Dias de Hoje

Vivemos tempos bastante distintos de tudo que a atual humanidade já experimentou.
Atualmente passamos por um momento de intensos extremos, de resgate de tudo que é equivocado e mesmo ilícito do ponto Divino.

Nós aprendemos a selecionar a semente de todas as espécies, plantamos as melhores sementes de cada reino e ainda assim não aprendemos a fazer isto com Homem.
Damos o devido valor até mesmo as Pedras e Metais e sabemos reconhecer e mesmo investir nas duras e resistentes pedras, também nos mais resistentes e duráveis metais.
Aprendemos o valor das árvores e mesmo dos vegetais em geral, selecionando sempre os mais saudáveis e os mais belos e perfeitos para a continuidade da plantação, do replantio em geral.

No relativo aos Animais então, nossa exigência é ainda maior, seja para cumprir funções, seja para a alimentação, a qualidade é indispensável para dar continuidade aquela espécie e somente cruzamos os mais propícios para um bom resultado.


No entanto tudo isto é esquecido, tudo isto é posto de lado quando se fala do Reino Humano.
O Mundo vive o colapso que vive por muitos motivos, e um deles é certamente a falta de seleção natural por conta dos artifícios que hoje em dia se tem em abundância para corrigir e mesmo mascarar graves falhas.

Nós temos de entender que se uma pessoa tem uma deformidade de nascença, ou mesmo alguma doença ou problema grave, não apenas física, mas mesmo psicológica, isto gera a possibilidade de que sua prole também leve tais características.
Mesmo sendo corrigido tal problema, tal defeito, ou mesmo mascarado, isto continuará em sua descendência em maior ou menor grau porque não houve uma mudança real do indivíduo, ele continua carregando em si as origens daquele problema.

Permitir com que um surdo escute ou gerar meios para que um paralítico ande, não é benéfico para este indivíduo, uma vez que tal resultado é consequências de ações dele próprio, e a remoção de tal penalidade simplesmente faz com que ela se torne mais dura futuramente. Além do que gera em todos uma sensação de impunidade, já que sentem que suas ações podem ter as consequências amenizadas ou mesmo removidas.


Hoje vemos um grande estímulo a delitos, e boa parte destes estímulos se dá por conta da Atual Medicina. Uma pessoa pode fazer mal uso de sua mente, de seus sentimentos, de seu corpo e ainda assim viver além de seu tempo, burlar as consequências de suas ações.
Isto faz com que o glutão continue com sua glutonia, também com que o alcoólatra siga em sua bebedeira e assim cada um em seus habituais delitos.

Citávamos o caso de surdez, e não pensemos apenas na surdez de nascença, mas na surdez causada por certos tipos de trabalhos insalubres, a surdez causada pelos constantes ruídos da cidade, dos altos volumes dos aparelhos e de tantos hábitos que são errados, totalmente equivocados.

Falávamos de paralíticos, nos referindo exatamente a tantas atividades perigosas que muitos fazem, seja por trabalho, seja por diversão. As pessoas preferem encontrar remédios a prevenir-se e é por isto que a sociedade nunca aprende e nunca dá um passo a frente no que é justo e correto.
Se houvesse a percepção de que uma ação leva a uma consequência final, se evitaria a ação... Mas as pessoas preferem remedir a consequência em vez de fazer o justo.


Hoje em dia há uma absoluta inversão dos Valores Divinos, em todas as esferas e todos os graus. Sabemos que isto não será resolvido e que a atual sociedade inevitavelmente ruma ao colapso por suas equivocadas escolhas.
As tendências homossexuais são compreensíveis no sentido de que a humanidade se reproduz a uma velocidade alarmante e sem nenhum critério.
A Própria natureza busca a esterilidade dos Humanos, tanto para combater a superpopulação como para equilibrar o uso dos recursos naturais.

Mas mais uma vez a humanidade tenta burlar a natureza e mesmo as Leis Divinas, querendo reproduzir criaturas de mesmo sexo, e cuja natureza não é capaz e não deveria reproduzir-se, forçando uma semente que não deveria germinar, a germinar.


Temos de entender que tudo isto que hoje parece cruel e mesmo inaceitável, ou mesmo o que um dia pareceu cruel e inaceitável, é simplesmente a forma como se consolida uma cultura.
Há culturas que se chora quando alguém nasce e outras onde se comemora quando alguém nasce.
Há culturas onde se chora quando alguém morre, e outras onde se comemora quando alguém nasce.

No fundo neste caso as duas coisas são compreensíveis e depende do ponto de vista de cada um. Ambas ainda assim não são conflitantes ou erradas.
Afinal seria natural haver alegria no nascimento, ainda mais quando este nascimento traz uma Alma ao seio de uma família e serve para uni-la e perpetuá-la.
Jã os que lamentam o nascimento, assim o fazem porque lamentam que uma nova Alma seja trazida ao sofrimento do mundo, lamentam por mais uma criatura ser aprisionada na matéria física e seja submetida ao sofrimento e as limitações deste Reino.

Já algumas pessoas e algumas culturas choram porque perdem aqueles que tanto gostam, amam, dependem, etc.
Outras culturas comemoram a morte, porque celebram a libertação daquela Alma da prisão humana e o ingresso destas Almas no Reino Divino.

O Que queremos reforçar é que tudo é uma questão do ângulo que vemos as coisas e como interpretamos.


Vemos que o mundo realmente vive atualmente uma inversão absoluta de valores, priorizando o erro e a exceção.
Dar emprego a pessoas com deficiências está na moda nos dias atuais, talvez seja bonito para os pais destas proles, para algum governante que queira fingir interesse em causas sociais de minorias, mas causa grave dano á sociedade este tipo de ação.

Primeiramente porque muito comumente vemos que tais deficiências tornam o serviço provido inadequado, também tira espaço do mercado de trabalho de outras pessoas que poderiam estar ocupando tais vagas e provendo um serviço adequado e utilizando tais recursos de maneira mais adequada.

Temos de entender que boa parte das deficiências geram gastos além do normal para a manutenção destas vidas e da vida destas em sociedade.


Há muitas coisas que se faz por uns que no fundo se prejudica muitos, todos, na maioria das vezes, inclusive os próprios "beneficiados".
Mas infelizmente isto não é levado em conta, porque a sociedade se tornou por demais materialista.

Vejam que se uma pessoa hoje tem qualquer defeito, ela ao morrer tem de voltar ao mundo, e tal defeito fica para trás, ainda mais se ela pagou pelo crime cometido para com as Leis Divinas. Se foi um acaso tal defeito, ou mesmo apenas consequência de herança dos pais, fica também para trás ao retirar-se e retornar ao mundo mais uma vez.

No entanto o mundo está se adaptando à doença, está valorizando o erro, a falha. Na verdade tem-se priorizado a falha na maior parte das vezes.

Em vez de se premiar quem não se reproduz, ou se reproduz adequadamente, se faz o inverso, e as pessoas cada vez fazem mais filhos, seja para ganhar mais recursos do governo, seja para enganar os estúpidos que vêem um adulto pedindo esmolas com uma criança ou mesmo uma criança pedindo esmolas e dão. E o que se ensina e se aprende é que o erro compensa e que o erro é o "acerto atual".

Vejam as calçadas de hoje em dia com sinalizadores para cegos. Alguém por acaso estudou o impacto disto nos pedestres normais? Qual o dano, qual o risco disto para com os idosos?
A Humanidade é extremamente estúpida em todos os sentidos, tudo é feito com atropelo e de maneira equivocada.
Há cidades aonde atravessar a rua é praticamente um jogo com a vida aonde podemos ou não sair vivos.

Isto tudo, toda a marginalidade, o aumento dos crimes, a falta de empregos, grande parte destes problemas sociais, são resultado desta falta de seleção da semente humana. Resultado da Má Medicina, resultado de uma Política Equivocada, Má Administração, resultado da Tecnologia má utilizada e de tantas coisas que realmente vemos que não tem solução, senão como bem sabemos aguardar o natural final do mundo como conhecemos.

Falávamos no princípio acerca dos procedimentos estéticos, também de correções de deformidades... Vejam que mesmo quando alteramos a aparência, o potencial da semente continua aquele anterior ao procedimento. Isto significa que se alguém é atraído por aquela aparência e se gera uma prole, a prole terá os problemas originais da semente.
Se uma pessoa que tem uma grave doença é curada ou se aumenta seu tempo de vida, podemos garantir que dependendo dos procedimentos empregados, não apenas viola as leis divinas, mas permite com que aquele problema se perpetue por meio de sua semente, caso tenha se reproduzido depois de seu tempo.


A Solução disto não são coisas para nossa atual humanidade, nossa atual humanidade está condenada ao fracasso e ao natural extermínio por meio da própria natureza.
O Que pode haver, são pequenas melhorias na qualidade de vida geral, e em aspectos os quais podemos mais ou menos corrigir, no tempo que ainda temos de existência como Humanidade.

Afinal o veredito neste sentido já foi dado.

09/05/2019