CLXV
Textos sobre Filosofia
Obrigações Gnósticas

O Gnosticismo é talvez a maior responsabilidade que uma pessoa pode assumir.
Não porque hajam obrigações, mas exatamente porque elas não existem.

Nós como gnósticos ou estudantes gnósticos não temos quaisquer obrigações.

Algumas pessoas entendem que não podem fornicar porque a Gnosis proíbe a fornicação, ou não mentem porque o gnosticismo é contrario a mentira... assim tantas outras coisas.

A Gnosis não proíbe nada, a Gnosis o que ensina e o que permite compreender é o resultado de cada uma destas ações.
Então que se a pessoa quer fornicar, ela fornica, mas nunca deixará de ser um animal intelectual no sentido físico.
Assim da mesma forma se não elimina seus defeitos, se não se observa, auto-observa, se não desenvolve uma auto-disciplina, pois para sempre será um animal a nível psicológico.


Mas não é que a Gnosis proíba qualquer coisa, se a Gnosis proibisse, pois seria um estímulo ao delito, ela simplesmente gera a compreensão dos fatos e o resultado que estes eventos causarão em nossa vida.


A Energia Sexual é a vida em seu formato mais espiritual dentro de nós.
Quem desperdice a vida, certamente trará doenças, misérias, sofrimentos e morte a sua existência.
No entanto não é que uma pessoa não vá fazer isto porque no meio Gnóstico se obriga isto... a pessoa não deve fazer isto porque compreende que sem esta energia, com o desperdício dela, ela não pode seguir o caminho espiritual.

Então que o caminho gnóstico é realmente um caminho de compreensão e de renúncia, mas algo feito pelo indivíduo, impulsionado por ele mesmo a nível espiritual, não por cobranças, não por nossos pais, não por nosso companheiro, não por nossos filhos ou por alguma instituição ou grupo que possamos pertencer.

Este trabalho é algo individual e que só pode ser realizado pela pessoa, para a própria pessoa.


O Que o Gnosticismo assinala e ensina, é o trajeto natural de compreensões que temos que ter para ir avançando nesta jornada iniciática rumo ao Ser.
Não é que a pessoa seja obrigada a qualquer coisa, jamais poderiam obrigar ninguém a nada, nem a pessoa deve sentir-se obrigada a nada, deve fazer o que sua compreensão lhe permite, e ir buscando mais e mais compreender todo este processo de formação do Homem, do Super-Homem e posteriormente do Cristo.

Paz Inverencial!

22/03/13