CLXV
Textos sobre Filosofia
Nossos defeitos e suas conseqüências

Todos nós carregamos em nosso interior falhas, defeitos, imperfeições de tipo psicológico, que se manifestam de diferentes maneiras por meio da pessoa e tudo isto traz suas consequências.

Nada que no mundo façamos de bom, de justo, de honesto, fica sem um retorno.
Nada que façamos de errado, de falso, de injusto, fica sem um retorno.

A Vida é uma matemática perfeita de ações e consequências, e é esta matemática que conhecemos como a ação da Lei Divina, ainda que em alguns casos, em alguns processos, existam julgamentos e execuções de sentenças, e outras vezes apenas uma matemática espiritual quase que autônoma, atuando.

Existem inteligências a nível atômico, a nível celular, a nível molecular, a nível de órgãos, de sistemas, como pessoas, como planetas, sóis, isto vai desde o que é infinitamente pequeno até o que está mais além do que podemos perceber como espírito.
Tudo isto que vemos, desta parte material, está regida por leis de evolução e involução. Tudo nasce, tudo morre, e este ciclo da vida, assim como naturalmente rege a vida, rege a ação e a consequência de cada uma destas inteligências.

Existem claro regiões que estão acima destas leis, existem leis inferiores, leis superiores e regiões aonde não existem leis, porque são principios e forças que pode se dizer são a própria lei, porque vivem de acordo dela e por isto não são submetidos a nenhuma lei, porque não erram.

Claro que isto são regiões que já não podemos identificar estes principios como indivíduos mas como energias e principios espirituais.


Nós estamos em uma região bastante inferior da criação, região esta que tem muitas leis, e muitas matemáticas que temos que atentar, exatamente porque temos inumeras falhas que nos implem a cometer estes erros os quais a lei divina tem nos orientado para que não cometamos.

Muitas vezes uma pessoa deixa de ajudar a outra porque imagina que está perdendo algo ao ajudar, ou que compartilhando uma informação, que o outro necessita e merece, está dividindo seu poder, etc...
É um equívoco este tipo de pensamento, porque nada que damos a outro, fica sem um retorno. Claro que esta atuação que estamos falando, deve partir da consciência, desta percepção espiritual de que realmente é algo necessário ao outro e que lhe será útil e fará um bem do ponto de vista do espírito.

Toda ação que realizamos, de justa e de correta, nos tráz uma consequência idêntica e proporcional a esta ação.
Claro que como iniciados nos mistérios, como seguidores do Cristo, do drama crístico, é natural que se passe por processos delicados aonde realmente não vemos um retorno por estas ações divinas por meio desta fração humana, mas tudo isto faz parte do caminho.

A Ingratidão, cedo ou tarde chega a todos em seu calvário.

Uns aplaudem, outros choram, mas a pessoa deve sempre seguir indiferente a elogios ou críticas, seguir o que determina a consciência que tenha e o impulso espiritual que possa perceber.


Claro que no inicio do trabalho temos muitas influências equivocadas e contrárias ao Ser e a Consciência e por isto é importante observar, conhecer, avaliar a origem destes impulsos. Eliminar tudo aquilo que não nos permite ver claramente o caminho, e que nos faz pecar, errar frente a nós mesmos e frente a nossos irmãos (a humanidade).

Vivemos tempos aonde já passamos por muitos processos em relação a Lei Divina.

Foi julgada a humanidade, foi dado o início a execução da sentença.
Foram julgados os iniciados, já está sendo dado inicio a execução desta sentença.
Por ultimo serão julgados os Deuses e receberão seu juizo e a consequência da mesma, a execução desta sentença.

Para todos existem leis, existem normas e o que difere uma pessoa se é parte da Humanidade, se é parte dos Iniciados ou dos Deuses, é exatamente por que leis ela está sendo regida.

A Humanidade como humanidade já foi sentenciada ao Abismo e já tem sido carregada alma após alma, incessantemente desde os juízos.
Mas isto não significa que não hajam pessoas, parte desta humanidade que não possam tornar-se iniciados, por receberem os mistérios e até mesmo resgatar estas frações que estejam já no Abismo.
Porque a pessoa não vai a estas regiões infernais somente depois da morte, ainda com um corpo aqui vivo, circulante pelo mundo, frações suas pela gravidade, pelo peso, são atraídas a regiões inferiores do purgatório ou do próprio inferno, por sua densidade.

Algumas vezes vemos pessoas dizendo que a humanidade está só, que não se enviaram mais mistérios, nem emissários, e isto é um equívoco. Porque ainda que a humanidade esteja julgada, pelo arrependimento e pelos mistérios é possível que alguns ainda escapem das leis que regem a humanidade e passem a serem regidos por leis que regem os iniciados e com isto já tem condições de dar o terceiro passo que é a integração com sua divindade interior.

Claro que nenhuma pessoa nunca irá se tornar um Deus, Deus é a Divindade Interior que é a origem da pessoa, de onde cada pessoa no mundo foi emanada.
Então que ser regido por estas leis Divinas, é simplesmente unir sua vontade com a d'ELE, e ser uma expressão d'ELE, desta forma já não é mais uma pessoa ou um iniciado, é a Divindade Interior atuando e se expressando.


Falamos recentemente de intuição e esperamos que realmente cada um possa intuir e perceber os presságios que internamente hoje temos a respeito deste momento que estamos vivendo.
Poderiamos sim descever e relatar o que sentimos e o que percebemos, o que efetivamente vemos, mas esperamos que cada pessoa encontre em si esta guiatura e esta luz para iluminar seu caminho e seu próprio entendimento.

Hoje cada pessoa, se é que realmente é um iniciado, tem algo a realizar.
A Humanidade como humanidade vive sua vida como vivem os animais, nascem, crescem, reproduzem-se e morrem.
Os Iniciados, que são os que receberam os mistérios, estes que já tem em si uma expressão em potência desta divindade interior que já foi formada em outras eras ou está formando nestes momentos.
E Esta divindade necessita que este Iniciado, que esta pessoa que anele unir-se a ele, realize suas Obras, realize suas Missões.

E é isto que hoje nos cabe, identificar por meio de nossas virtudes, deste sentir espiritual que temos, quais são as realizações que este impulso espiritual nos dá, e cumprir com isto.

Este é o terceiro julgamento que cabe aos iniciados e o ultimo que se dará antes do final de nossa raça ária.

O Primeiro julgamento aos iniciados foi o testemunho do Ser de que ele estava disposto a integrar-se com a fração humana e que a fração humana percebia e recebia seus estímulos.

O Segundo julgamento foi de um especialista de transição de raças, que dá seu aval de que o Iniciado e o Ser tem condições de integrarem-se até o final deste período que vivemos.


Por fim só nos resta efetivamente realizar esta integração e verdadeiramente permitir com que a Luz do Ser atue e expresse-se por meio da pessoa humana que somos nós.
Isto fazemos por meio dos Três Fatores de Revolução da Consciência.

Necessitamos eliminar nossos defeitos para que dissipando as trevas de nosso interior a luz do Ser possa brilhar em nós.
Necessitamos transformar nossa natureza lunar em solar, para que possamos expressar a força e a majestade do Íntimo sem sermos destruidos por sua energia de tipo superior.
Necessitamos do supremo sacrifício para desenvolver os méritos e a condição de sermos dígnos da presença de nossa Divindade Interior e que por meio deste auto-sacrifício ele possa realizar suas Obras.

Este segundo julgamento teve uma expressão a nível de grupo de iniciados, instituições, mas não vamos entrar nestes detalhes, só comentamos porque algumas pessoas estavam a par deste sentido do processo.

O Terceiro Julgamento aos Iniciados não se dará em uma só vez, como foram os outros dois, mas há uma data importante a ser comentada, pois é quando se inicia o processo.

O Início do Julgamento aos Iniciados se deu no 01/06/2012 (até 03/07/2012, 33 dias) e tivemos um importante evento aonde chegaram certos personagens, certas ordens, certas forças a terra no 12/12/12 (até 21/12/12, às 12hs, 9 dias... exatos 3 dias e meio antes do natal solar).

Se calcularmos o número de dias entre o 01/06/2012 e o 12/12/12, teremos 194 dias.
Ao adicionarmos 194 dias, ao 12/12/12, teremos a data de 24/06/2013.
2+4 = 6;
0+6 = 6;
2+0+1+3 = 6;

666 (18 = Karma sendo executado) é a terceira data que marca o inicio destes trabalhos por parte destes Mestres que tiveram seu retorno.

Muitas coisas já estão acontecendo, fruto e resultado destes julgamentos para com a humanidade, da data de inicio do Terceiro Julgamento para com os iniciados, teremos exatamente algumas mudanças mais severas e mais ascentuadas desta curva que até hoje vemos pouco a pouco ascentuar.


A Obra não fazemos por medo, não fazemos por questões forçosas, fazemos por uma compreensão da necessidade e um impulso espiritual que tenhamos.
No entanto como pessoas muitas vezes não paramos para observar a parte espiritual e seguir seus impulsos.

Como Iniciados, se é que somos, não podemos entrar em desespero ou perder a razão tomando ações sem a devida compreensão ou impulso interior.
Não estamos dizendo que nesta data acontecerá algo catastrófico, claro que não, como dissemos a partir desta data se iniciarão estes julgamentos individuais da integração da pessoa Humana com seu Ser.
Devemos levar uma vida normal, natural, apenas buscando atentar e seguir este impulso espiritual que tenhamos, o que nossa consciência determine. Que ninguém faça nada nem tome nenhuma ação pelo o que os demais estejam dizendo ou orientando, porque não serve. Necessita ser uma guiatura e uma integração por parte do que cada um tem que realizar, por ela mesma, por um impulso interior.

É pela luz do Ser que cada pessoa expresse, desta integração e desta resposta por parte dos impulsos do Ser, que teremos o resultado deste juizo e sua sentença final, a nível de Obra que cada um teve que realizar.
Muitos terão este juizo não em vida, mas ao desencarnar após esta data, e do resultado disto será seu retorno já neste local sagrado de transição entre as raças, ou outro destino que lhe seja indicado.
Quantos anos ainda irão estes processos não sabemos, porque nem tudo está estabelecido e depende muito de quantos ainda tem condições de expressarem esta consciênica e este Ser que tenham. Não estamos sequer falando em iniciações ou Maestria, simplesmente da integração do Ser com a pessoa, de tornarem-se como um só, porque disto fica a certeza de que antes do inicio da raça denominada Koradí, se possa esta pessoa eliminar todos os defeitos que tenha, porque sabe seguir o impulso e a guiatura que dá seu Ser.


Não pensem que não sabemos o peso destas palavras, e a má interpretação e mal entendimento que muitos terão, mas não temos escolhas senão relatar os fatos, porque muitas vezes é o que cabe a cada um de nós.
Também não sabemos se teremos orientações de falar disto posteriormente, ou se serão outros que terão estas informações, mas o que nos coube dizer até o momento, está dito.


Paz Inverencial!

MDCLXV

09/04/13