CLXV
Textos sobre Filosofia
Boa e Má Sorte

Na Vida sempre vemos pessoas que se queixam de sua sorte.
A Verdade é que temos que compreender o que significa esta Boa ou Má sorte.

Normalmente as pessoas utilizam esta palavra, mas desconhecem o real significado.

Boa sorte, são acontecimentos agradáveis, positivos, que não fomos capazes de prever.
Má sorte, são acontecimentos desagradáveis, negativos, que não fomos capazes de prever.


Sorte temos que compreender como destino. Esta incapacidade de prever algo deve-se ao fato da inconsciência que temos.

Todos os eventos de nossa vida, são resultados de nossas ações.
Se roubamos e vamos ao cárcere, pode ser que tenhamos a compreensão de que o crime nos levou ao delito, não é verdade?
Assim há muita coisa no nosso dia a dia, que são delitos, que são equívocos e que nos trazem infelizes resultados, já que tudo que fazemos molda nosso destino.

Podem até não ser delitos para a sociedade, para a humanidade, mas que fere a natureza, que fere a Alma, que maltrata o próprio Espírito, e com tudo isto temos que arcar.


Hoje há tantas doenças no mundo, e as pessoas não compreendem que tudo isto é o resultado das ações conjuntas que tem a humanidade.
Quantas vezes vemos uma família inteira padecer de uma doença, e milagrosamente um sobrevive, exatamente por não estar destinado à aquilo.


Então que sorte, como acaso, não existe. Existe sim a mão do destino, e forças influenciando os acontecimentos de nossa vida e do mundo em geral.

O Passado está impresso no presente, e tudo que fizemos, torna-nos o que somos.
Os Eventos que acontecem aqui e agora, são o que podem transformar e anular o que fizemos de errado, porque o passado não existe atrás, ele existe aqui e agora, como conseqüências que carregamos sobre aqueles eventos que vivemos, sejam positivo, sejam negativo.

O Futuro também não existe, porque o futuro o fazemos agora, a cada dia, a cada momento, de acordo com nossas escolhas, com nossas ações práticas.

Realmente alguém pode estar, por suas ações, destinado a passar por difíceis processos em sua vida, mas temos que receber estes fatos aparentemente desagradáveis, com agrado, porque eles vem para sanar esta dívida que temos.

Todos estes fatos negativos, eles surgem como uma cobrança por nossos erros. Há muitas coisas más que consideramos boas e muitas coisas boas que consideramos más.


Já vimos muitas pessoas com muito dinheiro e que por este dinheiro, afastaram-se da parte Espiritual. Também já vimos pessoas que gozavam de excelente saúde e por isto nunca lembravam de rezar, porque tinham saúde, tinham uma vida maravilhosa.

Como bem sabemos, felizes são os filhos que o Pai castiga.


Não estamos dizendo que tenhamos que viver na miséria ou doentes, mas que se não sabemos aproveitar estes momentos de saúde e de fartura, e utilizar isto para nosso progresso Espiritual, para esta integração com nossa Divindade Interior, naturalmente teremos que passar por amarguras pelo mal uso desta saúde, pelo mal uso destes recursos... e para que aprendamos a olhar para dentro e buscar as respostas do porque de tamanhas amarguras.

09/07/13