CLXV
Textos sobre Filosofia
Por trás de um grande Homem

Sempre é interessante observar aquilo que cotidianamente as pessoas repetem mas não tem consciência do porque repetem. Afinal reconhecem inconscientemente como uma verdade, mas não tem a real compreensão sobre a questão.

O Casamento como união é algo muito importante, afinal no Matrimônio temos dois seres que fusionam-se como um. São duas vidas, dois ideais, dois destinos que convergem e mesclam-se para criar algo novo e único. Quanto mais harmonia haja entre estes dois seres, em suas ações, seus sentimentos, seus pensamentos, suas vontades, suas consciências em seus Íntimos, certamente melhor será o gênero de criação que surgirá da união destes.
Afinal se somamos duas luzes, teremos uma grande luz, mas se somarmos uma luz em meio a trevas, teremos meia luz. É como jogar água limpa e água suja em um copo, teremos uma mescla das duas águas que será uma fração da pureza da boa, e uma fração da pureza da ruim.
Isto há muitas variações, principalmente se mesclamos uma luz muito forte e uma luz muito fraca... Se ascendemos uma lâmpada durante o dia, realmente não faz diferença, nada iluminaria esta lâmpada, pois o Sol tudo ilumina. Mas se onde haja uma lâmpada colocamos duas, certamente amplia a luz, assim como seria o caso de dois sóis. No caso das Luzes, se levamos esta lâmpada ao sol, ela passa a fazer parte do sol, isto é esta união, torna-se uma única luz, se os dois vão juntos em um mesmo caminho.

Isto a nível de pessoas, nos faz entender que há muitas incompatibilidades, e que muitas vezes uma fusão pode ser um obstáculo ou mesmo gerar grandes tristezas e decepções, dentro destas diferenças que tem estes indivíduos. Afinal o objetivo do matrimônio é somar esforços em um sentido comum, não colocar duas forças contrárias a duelar. Claro que como dizia o Mefistófeles de Fausto, primeiro somos livres para escolher, depois nos tornamos escravos desta escolha. Então que sejam sábias as escolhas.

Todas as coisas tem diferentes camadas, vemos que a Fruta tem a casca, e tem sua substância interna, tem suas sementes. A Casca vemos cumpre um papel importante de proteger a polpa da fruta, além de servir como proteção serve de veículo e de filtro para as coisas externas.
Claro que o que afeta a casca, dependendo do dano, pode chegar a polpa, e o que afeta a polpa inevitavelmente destrói a casca pois esta existe em função da polpa.

Apesar de falarmos do alimento, não nos referimos ao alimento em si, mas a família, a este casal. Assim como no átomo existe um local que corresponde ao próton e outro que corresponde ao elétron, no lar, na vida não é muito diferente.

Nós sempre podemos avaliar o estado de uma fruta, observando sua casca, pois o que nutre a casca é a polpa. Ou seja, o trabalho é de ambos e o resultado é de ambos, ainda que cada um dentro de sua função.

É como o corpo, não teria sentido termos os dedos no lugar das orelhas, cada parte está aonde deve estar para cumprir com a função que corresponde a sua natureza.


No caso de um casal, o natural, o normal, o correto, dentro do ponto de vista espiritual, que é o que replica a natureza em todas as escalas de sua criação, é que a Mulher tenha seu centro de gravidade no centro, no lar, e o homem na extremidade, na vida. É como a polpa e a casca, pois o homem é a casca, a mulher é a polpa. Isto é tão claro que vemos que a semente fica no centro, na polpa, e não na casca, pois a casca vive em função da proteção da polpa e da semente. E a polpa em função de gerar a semente e prover a força necessária para sustentar a casca.

Então dentro deste contexto, temos de entender que quando vemos um Homem realizar algo, já que ele é a força externa, e é quem normalmente vemos ter as ações no âmbito externo da vida, temos de entender que isto é o resultado do trabalho de uma grande mulher, que apesar de não ser muitas vezes vista, ou valorizada, é quem criou toda a circunstância e proveu a força, os meios para esta realização.
Assim que dentro de certo contexto, é possível afirmar que "Por trás de um grande homem, existe uma grande mulher".

Afinal não é difícil imaginar que mesmo um líder Social ou Religioso, tenha sempre influências ainda que veladas e silenciosas de sua companheira. Afinal por mais que não decida diretamente sobre certas questões, inevitavelmente molda seu companheiro, positiva ou negativamente e é moldada por este, de acordo com a natureza de ambos. Mas se estão unidos, é porque houve esta mescla e um é um apoio para o que o outro realiza. É como falávamos da água, desta mescla surge algo novo que é um meio termo entre os dois. Então se há um bom homem, a seu lado há uma boa mulher. Se há uma grande mulher, a seu lado está um grande homem, ainda que de maneira velada ou em potência.


Hoje em dia desafortunadamente muitas mulheres perderam este instinto espiritual de velar pelo lar, querem uma igualdade impossível de ocorrer pois é como se a Água quisesse andar pelos ares como o Ar; Ou como se a Terra, que é símbolo da própria força da criação não quisesse servir de base para as sementes das plantas ou para os pés da humanidade e sim silvar como o fogo.

No entanto claro sabemos da dificuldade, afinal na humanidade é difícil encontrar uma casca que cumpra com sua função de casaca para que o fruto possa realmente atuar dentro de sua natureza. Mas o importante é não querer substituir funções que não nos correspondem e sim buscar manter esta pureza dentro daquilo que seja o que nos cabe realizar, no mais profundo daquilo que realmente somos.

A Mulher pode ser comparada ao Espírito enquanto o homem ao corpo que trabalha e produz em função do Espírito. O Espírito não almeja ser o corpo, ou atuar como corpo, senão que expressa-se e realiza suas ações por meio dele, basta que saiba direcioná-lo, impulsioná-lo.

11/03/15