zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Filosofia
Mundos Humanos

Certamente qualquer pessoa mais observadora já passou na rua por alguma outra pessoa e tentou indagar a natureza do outro indivíduo, realmente capturar com seu entendimento, com sua compreensão as forças que movem aquela criatura, quais seriam seus valores positivos e negativos e o papel que cumpre aquele indivíduo no mundo.

Quando observamos uma pessoa, certamente observamos algo tão complexo e tão abrangente como o mundo que nos movemos. O Indivíduo em sí, é verdadeiramente um "Mundo Humano", pois a vida que há em seu interior é tão abrangente como o mundo, até mesmo comparável a um sistema solar, uma galáxia.

Como já dissemos em passadas oportunidades, nosso corpo físico é a Terra aonde a Semente-Alma é depositada para transformar-se naquilo que transcende sua natureza e este é o propósito principal de estarmos hoje vivos, transformar-nos em algo novo, muito diferente daquilo que somos.

Se estudamos o Gênesis, que relata todo o processo da criação do mundo, encontramos ali contido o mesmo simbolismo daquilo que é a Obra que deve cada um realizar em seu Mundo Interior.

"No princípio criou Deus o céu e a terra.
E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.
E disse Deus: Haja luz; e houve luz.
E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas."
Gênesis 1:1-4

Nós devemos esculpir nosso mundo interior assim como a Divindade nos ensina, separando a Luz das Trevas.
Nossa Consciência, nossos valores espirituais, devem ser separados das Trevas que habitam em nosso interior (nossos defeitos, nossas falhas, imperfeições). Estas Trevas precisam separarem-se da Luz para que surja a vida em nosso interior. Necessitamos resgatar a Luz das Trevas.

"E disse Deus: Ajuntem-se as águas debaixo dos céus num lugar; e apareça a porção seca; e assim foi.
E chamou Deus à porção seca Terra; e ao ajuntamento das águas chamou Mares; e viu Deus que era bom."
Gênesis 1:9,10

Com a transmutação sexual (a sublimação de nossa água sagrada), fazemos aparecer a parte seca, a Terra. Nosso mundo interior depende da separação da Água e da Terra, para que a terra fique no lugar que lhe corresponde e a água na fração que lhe corresponde. A Atual humanidade aprendeu a fornicar mas para que haja a criação deste mundo em seu interior, necessita aprender a sublimar sua energia, a inverter as polaridades que hoje tem (no sentido da energia fluir para fora e não para dentro, atualmente flui para baixo e não para cima).

"E disse Deus: Produza a terra erva verde, erva que dê semente, árvore frutífera que dê fruto segundo a sua espécie, cuja semente está nela sobre a terra; e assim foi.
E a terra produziu erva, erva dando semente conforme a sua espécie, e a árvore frutífera, cuja semente está nela conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom."
Gênesis 1:11,12

Nosso interior é composto de diferentes frações Divinas, frações estas que cumprem distintas funções as quais foram criadas para cumprir. Quando cada uma destas partes Divinas trabalha dentro do que é sua natureza, geramos os frutos do nosso trabalho, cada um na sua especialidade, de acordo com sua natureza.
Isto é a manifestação da consciência em benefício do semelhante, a manifestação da divindade em prol do todo, a primeira manifestação da vida como conhecemos, pois a vida sem o Sacrifício é inexistente.
A Semente sacrifica-se para tornar-se Planta e a planta sacrifica-se para formar o fruto e dar origem as suas sementes, que são o principio da vida.
Quando cada uma destas frações da Luz, toma forma em nosso interior, o movimento da vida começa e aprendemos o valor do Sacrifício pela Humanidade.

Cada Planeta (como a Terra) durante sua existência, dá origem a Sete Raças, e depois destas sete raças o planeta finda seu processo e com isto a vida como conhecemos deixa de existir, inevitavelmente.
Cada Sistema Solar passa pelo processo de Sete Rondas Planetárias, que é esta fração da vida que anima um Planeta sendo transferido a outro planeta, para que o Sistema Solar cumpra igualmente com estes Sete Estágios da Criação.

Dentro do Homem existem Sete importantes Iniciações de Mistérios Maiores, e estas iniciações nada mais são do que estes sete processos que vive cada uma das raças dentro de um Planeta ou que vive cada uma destas rondas planetárias, dentro do Sistema Solar.

Nós inevitavelmente necessitamos produzir a vida dentro de nós mesmos e conduzir cada uma destas diferentes frações que no fundo somos nós mesmos até sua Íntima realização, de maneira a chegarmos a tornar-nos em certo processo, um Logos, e como Logos reviver esta mesma vivência, já a Nível Planetário, então a nível de Sistema Solar, e assim por diante, até tornar-nos parte indistinguível, do Grande Deus Universal.


Mas retornando ao ponto inicial desta questão, é perceptível observar, sentir, um Mundo Humano que esteja ainda nos processos mais básicos da Criação, ainda sem haver trabalhado em sua Gênese, e estes Mundos Humanos que realmente estão cheios de vida, e povoados por partes autônomas de seu próprio Ser, vivendo as diferentes cenas do Drama da Vida e da Morte.

Claro que uma coisa é falar do Gênesis físico, o qual certamente já passamos pois temos um corpo físico formado, e outra coisa é falar deste gênese psicológico, Espiritual, que é o que vem a modificar não apenas a estrutura interna, mas mesmo física deste Planeta-Homem.

28/07/15