zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Filosofia
Equilíbrio

Dando continuidade ao nosso estudo acerca da Harmonia, adentramos na característica básica da Harmonia que é o Equilíbrio.
Para que algo seja harmônico, necessita ser equilibrado, ou seja, devidamente dosado. Para que algo esteja em equilíbrio, necessita estar harmonizado, ou seja, organizado.

Nossa existência somente é possível por conta da harmonia existente em relação a distintos elementos os quais nas quantidades corretas, insufladas dos princípios adequados, propiciam a existência como conhecemos. Estamos nos referindo, seja a nosso corpo físico, ou mesmo aos veículos internos.

As quantidades harmônicas, geram um perfeito equilíbrio que é a sustentação da forma.
Isto são questões muito simples, e muito básicas que podemos comprovar em qualquer parte, estudando qualquer pessoa, objeto, ou mesmo situação.
Para nós, o maior valor no entendimento, na real compreensão, do que seja a Harmonia e o Equilíbrio, é exatamente chegar a gerar isto em nossa vida, tanto em nosso interior como nosso exterior, propiciando assim este equilíbrio, esta harmonia aos demais.

Em geral quando as coisas estão nas proporções corretas, podemos dizer que estão equilibradas, quando estão na região correta, dizemos que estão harmonizadas.
Isto de Harmonia e Equilíbrio é algo muito sutil, ainda assim muito palpável mediante a observação e a vivência, algo simples, como já dissemos.

O Ser humano tem diversas capacidades, diversas potências de manifestação, e em geral vive em desequilíbrio, porque o indivíduo tende sempre a apoiar-se sob uma única base em seu interior. Como se isto por si só já não fosse suficiente para causar a desarmonia, em geral fazemos uso de maneira desorganizada de nossas potências, o que causa a mais absoluta desarmonia.

Harmonia temos de entender é sempre no relativo a organização, o magnetismo como o que vemos nos metais é uma Harmonia muito interessante de se observar, uma Harmonia muito especial que gera este efeito tão importante e interessante. Porque estes princípios que formam o metal, se organizam de forma a apontarem para a mesma direção, e isto gera o fluxo harmônico que propicia o magnetismo.


Quando falamos da Obra, não há como pensar em algo diferente de uma organização em nosso mundo interior, uma criação suprema. E certamente esta criação uma vez tendo princípios em nosso interior, precisa de Harmonia e Equilíbrio para sustentar-se. Na verdade, para que se inicie esta criação dos princípios divinos em nosso interior, já necessitamos ter preparado o terreno por meio da Harmonia e do Equilíbrio.

Falar de Harmonia e Equilíbrio é como falar de Consciência, nós podemos ter, mas há muitos níveis a se conquistar, uma grande expansão a se realizar, uma vez este principio "desperto" (manifestando-se) em nosso interior.

Muita da beleza que percebemos em algumas pessoas, uma beleza superior, especial, é o resultado exatamente deste Equilíbrio e desta Harmonia que de seu interior, propagam-se para o exterior como uma onda não perceptível ao sentido físico mas aos internos.


Não há como imaginar nada existente ou inexistente, sem levar em conta exatamente a Harmonia e o Equilíbrio.
Observemos o próprio sistema solar, ou as galáxias com suas complexas gravitações e seus sistemas... se a gravidade não fosse exatamente dosada, se não houvesse a distância adequada, se não houvesse o ciclo necessário, nada disto existiria.
O Próprio ecossistema existente que dá vida ao planeta, se não fosse equilibrado e harmônico, seria o fim da vida.
Se as proporções entre os elementos (água, terra, ar e fogo) não fosse proporcional e organizada, igualmente não haveria vida. Claro que a vida é algo além da parte física, ainda assim mesmo para outras formas de vida, ainda que espirituais, há outras proporções Harmônicas e Equilibradas necessárias para isto.

Em nossa vida temos de encontrar o equilíbrio perfeito em tudo, entre o pensamento, sentimento, movimento e o instinto, e mesmo dentro de cada um destes, seu próprio equilíbrio.

13/10/15