CLXV
Textos sobre Metafísica
A Igreja e o Cristo

Ontem fazia a transcrição de uma mensagem, um diálogo, que tiveram alguns irmãos do Brasil com a Mestra Luz Alba, em relação a estes eventos do Brasil e aspectos do trabalho íntimo.

Foi algo interessante porque como sempre aprendemos muito e esclarecemos alguns conceitos que tínhamos sobre algumas coisas.

Existe uma imagem, um Papel de Parede para computador que fiz um tempo atrás, que foi uma tentativa de replicar uma experiência interna que ocorreu a doze anos atrás.
Quando estava no curso de Missionário Nacional, que para mim foi algo muito importante e um marco que finalizou uma vida e começou outra, houveram muitas experiências internas que me chamaram atenção, em uma delas, talvez a mais notável, ocorreu em um dia 27, imagino que de Abril, de 2002.
Estava claro já repousando no leito, como todos meus colegas de curso, quando sou subitamente "acordado" de meu leito por um senhor de vestes brancas, assim via outros senhores despertando meus colegas e nos orientando que rapidamente nos dirigíssemos ao pátio.
Foi tudo muito rápido e imagino que para a mente não intervir, afinal estávamos Despertos internamente, ainda que com a ajuda destes Mestres.

Lembro que ao sair já não via o ambiente como normalmente fisicamente era, no exato lugar aonde fica o Templo Mória, haviam escadas, circulares que desciam até uma parte mais baixa aonde se encontrava um gigantesco Sol. Sim, um Sol como visto no espaço, uma bola de fogo incandescente de luminosidade esplendorosa.
Era um verdadeiro Teatro Grego, com suas colunas e douradas pedras formando aquela descendente circular até a parte mais baixa.

Estes mesmos Mestres que nos ajudaram no desdobramento nos ordenaram para fechar a cadeia ao redor daquele formidável Sol e assim fizemos com muito gosto, então iniciamos as petições.

Até ontem, quando da transcrição do áudio da Mestra, não entendia completamente o significado disto, já que entendia que era o Sol de nosso Sistema Solar que ali simbolicamente se fazia presente, o Cristo Sol, o Logos Solar. E claro que não estava errado, mas havia algo mais, que vamos compartilhar conforme disse a Mestra Luz Alba:

"Claro, o Templo de Mistérios Maiores é um lugar que é canalizador de energia. O Mestre Lakhsmi ensina se um vê internamente um Sol, que ilumina e dá calor a todo este povo. Como seria que o Mestre Lakhsmi nos dizia, tudo ao redor de onde há um Templo de Mistérios Maiores, a natureza se renova.
Desde que o Templo Rei começou, se consagrou e começou a assistir o Povo ao Templo, todas zonas que se viam as terras como muito cansadas, como que já não davam, se vê que a vida voltou outra vez a fluir.
" - Gravação de Áudio, Mestra Luz Alba.

E me alegra de primeiro poder ter vivido o fato, e como sempre depois encontrar a explicação para este fato, nas palavras dos Mestres.


Assim podemos dar testemunho fiel e verdadeiro de que assim é, cada Templo de Mistérios Maiores realmente é representado por um Sol Esplendoroso e que aquece as Almas e os Corações dos iniciados.
Não digo que todas as vezes que participamos destas atividades internas assim vimos os Templos de Mistérios, realmente não, somente entendo que em ocasiões especiais isto ocorre, neste caso foi um 27, a última missa realizada antes do final do curso de Missionários Nacionais.


Não tenho receio de dizer, e nem digo isto com orgulho ou qualquer coisa do gênero, senão como um testemunho de Profecias que já vimos no interno e hoje vemos acontecendo no físico, coisa que estamos acostumados, não é algo fora de nossa realidade, isto ocorre com a Mãe que ama seu filho e intui, prevê, antecipa suas necessidades, seus sofrimentos, e busca lhe ajudar. Também ocorre com os enamorados que mesmo distantes conhecem e pressentem, intuem, até veem a sorte que aguarda ao amado. Assim por este amor ao Cristo, pela Obra, também temos estas percepções e estas visões em relação a eventos que fisicamente vem a ocorrer irremediavelmente.

Fazendo esta transcrição houveram trechos que me trouxeram recordações e me permitiram entender que é o momento que se cristalizam no físico.

Quando uma pessoa questionou a Venerável Mestra a respeito que no Monastério da Bolívia havia inundado (outro lugar que está ocorrendo o mesmo que no Brasil), a Mestra disse:
"Que caiu o templo não, mas que debaixo do templo tinha muita água, então se afundou, o piso se partiu, está todo partido e mais, sim, diz isto dá.. este lugar não inspira mais mística, que inspiram estes lugares".

E isto me fez relembrar uma vez que havia ido internamente ao Monastério Mória, e dentro do Templo via do chão brotar água, o templo inundando e o ex-Vigário juntamente com seu filho em meio a água. Naquele momento pude ver o atualmente ex-Vigário tirar o Cristo do Altar e se retirar do Templo.


Lhes digo de coração que desconhecia quaisquer informações físicas sobre estas intenções do ex-Vigário e estas ações destas pessoas, assim como problemas mais graves, até quando internamente iniciou-se uma série de percepções de fracasso institucional no Brasil, ou seja, mostras claras, precisas, exatas de que para a Loja Branca, a Igreja Gnóstica do Brasil (Antiga Ordem) não tinha mais o aval da Loja Branca, e ainda comentamos isto em um texto antes de se iniciarem todos estes eventos.
Minha surpresa foi ao questionar alguns irmãos saber que realmente haviam disputas e lutas internas na instituição, e logo desencadear estes eventos que já havíamos visto e previsto.

De todas experiências, algo que não comentei publicamente, senão que em diálogo com alguns irmãos em separado, é que vi um Bispo que está pelo Rio Grande do Sul já sem seu crucifixo, sem nenhuma investidura, participando das atividades. Ainda o recriminava que o que havia sucedido a certo lumisial do estado, era culpa dele, e ele concordava. Se mostrava arrependido mas ainda assim causando danos, participando das atividades.

Todos estamos sujeitos a errar, a tomar decisões erradas, ter uma postura equivocada, mas sustentar um erro quando sabemos que é errado, é um duplo delito.


Como disse e repito, esta troca do Vigário do Brasil já estava anunciada pelo Mestre Lakhsmi desde o ano de 2012, quando em reunião na Igreja Gnóstica dos Mundos Superiores, foi-nos mostrado o novo Vigário. Como já disse, não via como alguém conhecido como os Bispos que temos no Brasil, mas um irmão de cabelos "rebeldes", ou seja, levemente encaracolados, alto, de sobrepeso. Assim o víamos no interno.

Provavelmente entendemos que seja este irmão que já designou a Loja Branca para assumir de forma provisória a Vicaria até que se restabeleça isto da forma natural, assumindo um irmão do Brasil.


Agora enquanto escrevo estas linhas, me vem a memória, este outro fato que relatei, daquela reunião com Vigários e Diretivos Internacionais que o Mestre Lakhsmi me permitiu participar internamente. Ela foi realizada em uma câmara de um Templo que recordava muito um Templo Egípcio, com suas estátuas ao lado do Templo, também Hieróglifos em uma das paredes, todas as paredes tinham cor de areia.

Neste dia quando o ex-Vigário viu-me na reunião, pôs-se irritado e pediu ao Mestre que me retirasse da reunião, porque não fazia parte do grupo e que não tinha o direito a estar ali, até porque não participava sequer fisicamente da instituição. Neste momento o Mestre disse que eu tinha de estar ali...
Vendo que eu realmente estava sobrando, e para não causar maiores transtornos, decidi acordar, ou seja, retornar ao corpo físico.
Abri meus olhos e via ao lado minha esposa, e o quarto levemente claro, iluminado pela luz da lua que passava por algumas frestas de uma persiana entreaberta, mas não demorou vi uma luz branca que logo iluminou o quarto, tinha forma esférica e cresceu desde um ponto um pouco acima da cama ao surgir no quarto e então instantaneamente "desmaio" e no Astral estou novamente no Templo. Assim foi como acompanhamos esta reunião, a qual podemos dizer fomos obrigados a participar, e agradecemos ao Mestre pelo esforço de nos manter presentes. Esta foi a dita reunião aonde já citei que pude ver o Vigário desobedecer as ordens do Mestre Lakhsmi.

24/04/14