CLXV
Textos sobre Metafísica
O Matrimônio Perfeito e o Símbolo CLXV

"Uma chave para todas as portas; uma fórmula para todos os enigmas".

Esta foi minha anotação a respeito do Símbolo CLXV, algumas semanas atrás ao estudar o símbolo completo (MDCLXV) em relção "Ao Matrimônio Perfeito" que é esta união perfeita que ocorre para que haja a criação.

Muitos homens se deram a tarefa de estudar os mistérios dos números, tivemos a graça de que em certo momento da humanidade os Deuses terem nos entregado Mistérios como os do Tarot e da Kabala, os quais são a base de tudo que conhecemos.

Quando estudamos, quando explicamos o sentido dos números, não nos limitamos a referir-nos aos números, e sim o que representam. Nós temos de expressar-nos por uma linguagem humana e atual, para sermos compreendidos e por isto que fazemos por meio das formas que tem atualmente os números. Mas temos de olhar estes números e ver mais além daquilo que popularmente são, intuir sua natureza espiritual e compreender a fundo sua força e sua significação.


De tudo que já pude estudar nos mundos internos, de tudo que meu Ser pode me ensinar, o Símbolo CLXV, os mistérios a ele relacionados, são os que mais me chamam atenção e que mais me alentam a sempre seguir o caminho.

Muitas pessoas podem imaginar que tudo o que aprendemos fomos buscar "ativamente" nos mundos internos mas nem sempre foi assim. Me recordo nestes momentos de uma época, alguns anos atrás, não importa quando, aonde ao tentar desdobrar-me em Corpo Astral, ou seja, em por o corpo físico em estado de repouso e abandoná-lo, não pude... tinha por aqueles momentos uma ligação direta com a Consciência e o Ser e recebia constantes informações a respeito do símbolo. Foi uma noite muito longa, como dizemos popularmente. Porque eu deitado em meu quarto tinha estas percepções, logo me levantava e ia até a sala para anotar tudo aquilo que havia aprendido e então ao tentar "repousar" vinha o Ser e a Consciência brotando com novas percepções e ensinamentos.

Assim houveram algumas noites de intenso aprendizado e claro que o que percebia por meio da imaginação consciente e destes diálogos íntimos, foi o que ensinamos ao longo destes anos no que diz respeito a este mistério que em verdade é a origem de todos os mistérios.


No Símbolo CLXV vemos, como já ensinamos, que:
1 = Homem;
0 = Mulher;
6 = Útero;
9 = Falo;
8 = União do Homem e da Mulher, Falo e do Útero, força de atração e imantação (Principio Sexual).

O "1" é a força positiva e simboliza o aspecto masculino, o "0" é a força negativa e representa o aspecto feminino.
O "6" é a força exercida da Mulher para com o Homem, que representa os órgãos reprodutores femininos e também claro o Amor.
O "9" é a força exercida do Homem para com a Mulher, que representa os órgãos reprodutores masculinos e também claro o Sexo.

Até aqui deve ser algo que todos os que acompanham estes estudos devem ter muito bem entendido, este 1069 é o mesmo INRI ou IOD HE VAU HE, Homem-Mulher, Falo-Útero. Este é o símbolo dos Elohim, também do Arcano AZF.


No símbolo CLXV completo, ou MDCLXV, temos ainda o seguinte:

Ao lado do 6, que simboliza o Útero, temos o 5, que é a Libido Sexual feminina, também o Óvulo.
Ao lado do 9, que simboliza o Falo, temos o 2, que é o Sêmen.

Tanto o homem como a mulher tem "O Poder da Mãe", que é exatamente a força criadora que lhe corresponde. O Número que corresponde a Mãe é o 11 e isto encontramos na soma de ambos os princípios: 6+5 = 11, 9+2 = 11.

Os Sete corpos do Homem são representados por um 7, que fica acima do 1.
Os Sete corpos da Mulher são representados pelo 3 e pelo 4, que fica abaixo do zero.
Este SETE ser partido em dois, simboliza o ventre, um espaço "para a criação". Recordemos que o Significado dos arcanos 3 e 4, são a Imperatriz e o Imperador, cujo resultado é claro uma nova vida (7).

E é interessante que se inserimos o Óvulo (5) e Espermatozoide (2) no Útero (3 4) temos um novo veículo para uma Alma e é isto que representa, ensina o próprio Mestre Samael o arcano 14 (5 + 2 ++ 3 + 4). O Líquido trocando de Ânforas diz o Mestre simboliza, dentre outras coisas, a Alma sendo vertida em um novo veículo físico.

Este 5 (Libido feminina) e este 2 (Sêmen), unidos também formam um 7, e este sete, se refere já a questão Alquímica, quando da Transmutação Sexual, que vem a ser o outro destino da energia para criações internas em vez de externas.

Vejamos que seguindo a mesma linha de raciocínio, se juntamos o Falo (9) e o Útero (6), juntamente com O Sêmen (2) e a Libido Feminina (5), temos 22 (9 + 6 ++ 2 + 5) que simboliza o autêntico Triunfo.


O Símbolo CLXV já dissemos que transforma-se posteriormente no Pentagrama Esotérico, quando o 8 que está ao centro sobe para cima da figura, o 1 e o 0 se alinham formando os braços do pentagrama, o 6 e 9 os pés. O Oito representa esta força criadora que une o Homem e a Mulher, e quando estes já estão "Prontos" como homens autênticos então o 8 já sobe e torna-se "Cabeça de Ângulo" já representando a união e a atração para a Divindade.

Ao final, após o trabalho como "Pentagrama", surge então como Decagrama:

Vemos que o Decagrama é a duplicação, um espelhamento do pentagrama.
O Resultado da força sexual (8) sabiamente dirigida são os corpos solares (7).
O Principio Masculino (1) sabiamente utilizado gera "O Imperador" (4).
O Principio Feminino (0) sabiamente utilizado gera "A Imperatriz" (3).
A Energia gerada pelo Falo (9) é o Sêmen (2).
A Energia gerada pelo Útero (6) é a Libido e o Óvulo (5).

Por isto podemos dizer que a parte superior do Decagrama é positiva e a inferior negativa, porque a parte superior é o Criador e a inferior a Criação.
Isto poderia ser representado por dois pentagramas um com a ponta para o alto e outro com a ponta para baixo, unidos.

"Trabalhar entre a super-obscuridade e o augusto silêncio dos Sábios é urgente em determinadas épocas.
Trabalhar na Luz, durante certo tempo, é indispensável.
A toda a subida precede uma descida.
A toda a exaltação precede uma espantosa e terrível humilhação.
Viver entre os demônios e nos mundos infernos, trabalhando entre triângulos, esquadros e octógonos, é necessário.
Viver na luz, trabalhando entre triângulos, octógonos e esquadros é indispensável.
Luz e Trevas opõem-se e complementam-se.
" - Pistis Sophia Desvelada, Samael Aun Weor


Isto que estamos aqui dizendo não é algo novo, ainda que tenha sido representado de forma distinta e por meio de símbolos e alegorias diferentes.
Para nossa surpresa, observávamos a imagem de "REBIS", aonde víamos exatamente este mesmo símbolo, este Decagrama da representação do Símbolo MDCLXV. Notemos que abaixo ainda aparece exatamente o 3 e o 4, representando um Triângulo e um Quadrado, como forma de calcular a "Quadratura do Círculo", representado pelo 7 (o círculo).


29/04/14