CLXV
Textos sobre Metafísica
A Sabedoria da Vida

A Vida é algo para grande parte das pessoas algo misterioso, pois não sabem aonde estavam antes de vir ao mundo, não tem ao certo a certeza do que vieram fazer sobre a face da terra e por fim desconhecem o destino que lhes aguarda depois deste trânsito terrestre.

Chegar até o reino humano exige grandes aprendizados, os reinos elementais tem diferentes estágios e ensinamentos que devem ser aprendidos para que possam ir cada vez a novos estágios mais avançados.

Compreendendo claramente este enunciado anterior, podemos entender as diferentes existências no reino humano.
Assim como cada existência mineral, vegetal, animal tem sua devida "lição" a ser aprendida e superada, o reino humano tem diferentes etapas a serem devidamente vencidas por cada pessoa no decorrer de suas sucessivas existências.

Cada Alma requer um veículo próprio relativo a sua natureza. Assim claro há aprendizados diferentes e lições diferentes, de acordo com a natureza íntima de cada criatura.
Nem todos aprenderão as mesmas lições, nem todos viverão as mesmas coisas, mas há processos que corresponderão a cada indivíduo viver em seu processo íntimo no decorrer do reino humano.


Se observamos a forma como se ensina no mundo, muita coisa vemos é uma réplica desta escola da vida, da natureza em seu aspecto superior.
Afinal temos uma vocação e esta vocação está intimamente ligada com este aspecto íntimo que comentávamos, que inclusive determina que famílias dos reinos mineral, vegetal, animal vamos chegar a viver e aprender seus ensinamentos.

Na escola, esta que se tem no mundo físico, alguns sistemas de ensino atuam da seguinte forma, quando o aluno não aprende a lição, falha em diversas matérias, ele tem de repetir a mesma lição, refazer tudo novamente outro ano. Quando ele falha em apenas uma matéria, ele pode passar a próxima lição, ao próximo nível, mas tem de repetir aquela matéria em que falhou.

Em relação as existências sucessivas é o mesmo, nós nascemos cada existência com certo aprendizado a ser obtido, com certas tarefas a realizar, se cumprimos plenamente, pois recebemos outro nível deste trabalho, se falhamos na maioria do que nos foi proposto, pois temos de repetir o mesmo novamente.
Quando falhamos apenas em algum aspecto, pois seguimos adiante mas temos de recapitular o aspecto que ficou falho.

Assim é como vemos age a lei do Karma, sabiamente buscando equilibrar aquilo que está em desequilíbrio.
Se causamos algum dano, é certo que a vida mesmo em outra existência nos leva a buscar corrigir aquele dano causado.

Mas tudo que passamos no decorrer de uma existência é o resultado da necessidade, é a ferramenta, é o meio de nos aplicar as lições as quais são tão necessárias para a etapa que nos corresponde transcender.
Muitas pessoas passam por grandes sofrimentos, outras nem tanto, mas o certo é que cada um recebe os meios para realizar aquilo que lhe corresponde, para que possa aprender a lição que lhe é necessária.

 

14/07/14