CLXV
Textos sobre Metafísica
Pais nossos que estão nos céus

Noites atrás meditava profundamente e entre estudos e orações, me vi em um Templo, ali muitos irmãos ajoelhados diziam:
- Pais nossos que estão nos céus;
- Santificados sejam vossos nomes;
- Venham a nós, vossos reinos;
- Sejam feitas as vossas vontades, assim na Terra como nos Céus;
- O Pão nosso de cada dia, dai-nos hoje;
- Perdoai-nos nossas dívidas assim como perdoamos a nossos devedores;
- Não nos deixeis cair na tentação e livrai-nos do mal; Amém.

Claro que não pude menos que ficar surpreso, "Pais nossos"?
Acompanhei a oração e claro entendi o motivo de fazerem daquela maneira, mas com muita surpresa observava aquelas pessoas integradas entre si orando.

Quando oramos o Pai Nosso, oramos ao Pai do Pai, a Luz da Luz, mais além do Íntimo (nosso Real Ser).
Por isto dizemos "Pai Nosso", porque é o Pai de todos, a origem comum de todos os seres.

A Oração do Pai nosso, se formos observar já a fazemos no plural, pedimos por todas as pessoas, a este Pai Comum que nos une.
Por isto "Pai nosso", é o Pai em comum de todos nós, a centelha primordial da vida que cria a tudo e a todos quanto existem, existiram e ainda virão a existir.
É o Pai de nosso Pai íntimo, o Senhor de nosso Senhor.

A Mesma oração ao Íntimo seria tirar as palavras do plural, e a oração que vi sendo feita, era varias pessoas fazendo ao Íntimo, ao Ser, esta oração, por todos os ali presentes, por isto toda no plural.
"Pais nossos", porque rogavam todos ao Ser individual de cada um, pedindo por todos os ali presentes.

Era perceptível a integração que havia entre todos os ali presentes, sentíamos cada um, e sentíamos ao mesmo tempo o Íntimo de todos eles.

"Santificados sejam vossos nomes", porque refere-se ao nome individual que recebe cada Divindade.
Sabemos que em Realidade existe Deus, e existem Deuses, Deus como principio criador é a junção de todos os Deuses. Ou seja, o Ser do Ser, é a soma de todos os Seres.


Resumidamente podemos sintetizar a explicação as petições:
- Pais nossos que estão nos céus;
-- Porque referindo-se ao Íntimo cada um tem o Seu, e todos pedindo por todos então dirão "Pais Nossos", pois referem-se ao Ser individual de cada um.
-- Que estão nos céus, porque existem diferentes céus, um Trono não habita o mesmo Céu que uma Potestade, um Serafim, então por isto o plural desta frase, porque estes Seres estão em diferentes céus;

- Santificados sejam vossos nomes;
-- Porque cada Ser tem seu nome individual, cada Pai tem sua própria nota única que ressoa em todo o universo;

- Venham a nós, vossos reinos;
-- Aqui se pede ao Ser de cada um, que faça-se este elo com sua fração humana, que se forme esta união, este pacto com a Divindade para que ela habite em nós e nós nela;

- Sejam feitas as vossas vontades, assim na Terra como nos Céus;
-- Aqui nos entregamos a vontade do Íntimo, tanto física como internamente;

- O Pão nosso de cada dia, dai-nos hoje;
-- Este trecho permaneceu igual, pedimos o alimento do Ser, sua sabedoria.

- Perdoai-nos nossas dívidas assim como perdoamos a nossos devedores;
-- Neste ponto pedimos que aplique a nós a Justiça ou a Misericórdia, da mesma maneira como fazemos as demais pessoas;

- Não nos deixeis cair na tentação e livrai-nos do mal; Amém.
-- Suplicamos aqui ajuda para não cometer o delito, ainda que claro tenhamos de ser provados, e que não sucumbamos nas Trevas, no Erro.

Realmente esta oração tem o poder de nos por em contato direto com o Íntimo. Se feita como foi entregue pelo Mestre Jesus ("Pai Nosso"), não apenas com o Íntimo, mas com o Ser do Ser, com esta força primordial que a todos nos une e nos integra como multiplicidade dentro da unidade de um mesmo principio.


A Oração do Pai Nosso deve ser feita como foi entregue pelo Mestre Jesus, e como foi reafirmada pelos demais Mestres, apenas estamos aqui comentando uma experiência e explicando-a, não estamos dizendo que a oração tenha de ser alterada, apenas aqui estamos auxiliando a compreender um pouco mais as variantes desta oração que é dita pelos Mestres a mais poderosa de todas as orações conhecidas.

21/07/14