CLXV
Textos sobre Metafísica
O Despertar e o Caminho Espiritual

A Vida é algo que devemos aprender a observar, a realmente entender suas leis, seu funcionamento, pois sendo nós parte integrante desta natureza, somos também regidos dentre outras coisas, por estas forças naturais.
Há alguns dias atrás falávamos sobre a questão da Magia, como o exercício do domínio das forças mais sutis da natureza, e se formos observar a maioria das pessoas, são incapazes de exercer esta Magia, por falta de Consciência, por falta de um Despertar.

O Despertar da Consciência é a percepção da realidade, não meramente a realidade física, mas todas estas realidades que nos cercam. O Despertar tem muitos níveis, e uma vez um indivíduo "Desperto" ele tem de igualmente vivenciar diferentes etapas que vão lhe permitindo alcançar novos níveis deste Despertar de sua Consciência.

O Exercício da Magia torna-se possível exatamente quando despertamos a consciência, porque passamos a poder perceber plenamente não somente as leis básicas mas as leis mais sutis e as forças que atuam nestas regiões superiores da natureza.


Os sábios Mestres falam muito de dons como a Intuição, a fé... uma pessoa que tenha fé, ela realmente compreende, ela vê que algo é verdade, ainda que não tenha isto comprovado por meios físicos, mas suas faculdades internas lhe permitem saber, realmente compreender e isto gera a Fé. A Fé de certa maneira são frações desta Consciência desperta que consegue ver, perceber, estas forças espirituais, ou menos materiais que nos cercam e leis mais sensíveis e superiores as quais podemos exercer.

"Porque em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e há de passar; e nada vos será impossível." - Mateus 17:20

Há muitos dons que devemos naturalmente desenvolver e que são o resultado de um avanço concreto no Caminho Espiritual, resultado de um caminho bem vivido, não apenas no sentido de andar em direção ao espírito, mas de ir Desperto neste caminho, consciente realmente.


É como o domínio do Plano Astral, gradualmente o natural é que o Iniciado vá logrando estar consciente nestas regiões, exatamente como um resultado do Despertar de sua Consciência. Afinal se estamos eliminando nossos defeitos, estamos eliminando como consequência a origem de desejos, de pensamentos que são exatamente as consequências do Eu que nos fazem sonhar e vivermos iludidos ao longo da vida.
Conforme andamos despertos no mundo tridimensional, vamos gradualmente logrando este despertar durante os momentos em que o corpo repousa em seu leito.

Sempre há de por ênfase nisto do trabalho por este Despertar, porque há muitos que realmente avançam no caminho, no sentido iniciático, mas se perdem, abandonam o caminho, exatamente por não terem feito consciência ao longo de sua jornada.


Mas falando do Despertar, vemos claramente que conforme a pessoa Desperta sua Consciência, ela naturalmente vê-se livre das amarras que normalmente vivem presas as pessoas, por isto no físico ela vive plenamente e internamente da mesma maneira. O Normal é que as pessoas de consciência adormecida vivam fisicamente presas em seus conceitos, seus medos, seus desejos, e internamente ocorre o mesmo, e por agirem mecanicamente não percebem que as leis que lá regem este indivíduo são outras, e permanecem presas como se estivessem na região física.

Existe aquele experimento de que se coloca uma coleira em um animal e a esta coleira prende com uma corrente a um poste, e ele aprende que esta coleira está presa ao poste, é o limite dele quando está de coleira. Por mecanicidade, se em algum momento após este aprendizado lhe tiramos a corrente mas mantemos a coleira, o animal fica condicionado àquilo, e anda na região a qual era limitado pela corrente, ainda que esteja livre.

Com nós ocorre o mesmo, porque nos mundos internos, uma vez quando nos desdobramos ao Plano Astral, as pessoas seguem vivendo como se estivessem em seu corpo físico, a grande parte lida como se estivesse vivendo o mesmo dia a dia, vão ao trabalho, a escola, cuidam da família, carregam fardos, problemas, preocupações, medos. Em outras os piores medos afloram nesta região, suas preocupações tomam tamanhos exorbitantes, ainda mais terríveis as situações que lá se apresentam do que no físico. E tudo isto mostra o ânimo e o estado de consciência que este indivíduo se encontra.

O Natural é que esta região seja usada pela consciência para muitos outros fins de tipo superior, mas para que isto ocorra necessitamos ter Consciência Desperta.


29/08/14