CLXV
Textos sobre Metafísica
Percurso Zodiacal

Todos nós que vivemos aqui neste mundo tridimensional, temos um corpo físico, um veículo que nos permite a manifestação neste plano, e este corpo foi concebido, trazido ao mundo em certa época do ano, sob certas influências muito específicas que regem períodos no decorrer do ano.

É claro que nos referimos aos Signos do Zodíaco os quais são bem conhecidos da humanidade em geral, ainda que superficialmente.
O Ano é dividido em doze períodos, doze épocas, os quais regem doze constelações que representam o Zodíaco.

Cada pessoa nasce sobre tal ou qual signo, ou seja, é influenciada pela constelação que rege o céu naquele momento específico do ano.
Isto significa que sobre sua vida, recai certas forças, também certos destinos, devido a esta regência o qual está submetido.

Mas o motivo de tratarmos deste tema, é elucidar o motivo pelo qual nascemos em tal ou qual época do ano, sob tal ou qual signo, já que isto não são acasos, e sim o destino de cada um.


Todos nós carregamos defeitos, falhas, vícios, manias, e conforme estes problemas crescem em nosso interior, avançam no sentido de dominar a máquina humana, retornamos sob um signo diferente, de maneira a conter a expansão deste mal em nosso interior.
Cada signo tem uma influência, uma capacidade, um "dom", que nos guia a resolver certos problemas característicos de quem está regido por tal ou qual signo.
É muito comum que os nascidos sob a regência de Peixes, tenham como traço psicológico a Luxúria ou a Preguiça, já que são as características que normalmente carrega todo Pisciano.
O Traço Psicológico é aquilo que mais se ressalta na pessoa, a característica mais marcante que ela carrega. Em outras palavras, são os agregados, os defeitos, as falhas que mais se sobressaem em uma pessoa, relacionando-se aos Sete Pecados Capitais.

Assim que este traço psicológico, que é o que mais domina a pessoa negativamente, é o que busca ser combatido com esta constante troca zodiacal, de maneira a ir polindo, arredondando, limitando os defeitos para que tenhamos condições de avançar nesta perfeição que é exigida para nos integrarmos com nossa Divindade Interior.

O Traço psicológico reconhecemos como aquilo que modifica nossa existência negativamente. Ou seja, que as decisões negativas que fizemos, estão relacionados com tal ou qual Cabeça de Legião (Pecados Capitais: Ira, Cobiça, Inveja, Luxúria, Gula, Preguiça e Orgulho).

Assim podemos citar o exemplo dos Escorpianos, que normalmente trazem de suas existências anteriores já um traço muito negativo, muito forte de Ira, também falta de piedade, fornicação...

Por isto que sabendo o signo o qual nos rege, entendemos o que estamos sendo orientados, pela própria vida, a trabalharmos sobre nós mesmos.
É óbvio que um Leonino inevitavelmente tem de lutar contra seu Orgulho, e que um Libriano tem de trabalhar para aprender a não ter mais o horrível delito da Cobiça, também o Taurino deve aprender a controlar a terrível gula.

Claro que há muito mais por detrás da característica de cada signo, mas nascemos sob esta regência para recebermos a influência positiva do Signo.
Alguns dirão que é incongruente uma pessoa que tenha Luxúria e Preguiça nascer sob o Signo de Peixes, já que assimilaria a influência negativa do Signo que é exatamente esta, mas a questão é que estas forças são princípios inteligentes, e ao nascermos sob este signo, recebemos a "Luz", o auxílio destas constelações para nosso trabalho, se assim estamos dispostos.

Nós normalmente não escolhemos o nosso Signo, pois não temos consciência para discernir o que nos seja necessário, mas os Despertos sempre podem escolher a casa zodiacal ao qual virão regidos, para poder realizar tal ou qual feito que seja necessário na nova existência que está preste a embarcar.

Assim que isto do signo é algo que merece estudo, reflexão, profunda análise e até devoção ao trabalho ao qual viemos predestinados, afinal como já dissemos, é o Destino que nos faz vir sob tal ou qual regência, exatamente para que possamos purificar-nos e restabelecer nossa sanidade, nossa integridade Espiritual.

Assim como Temos um Pai e uma Mãe terrestres, temos um Pai e uma Mãe Espirituais, assim que a Casa Zodiacal é o conector entre uma coisa e outra, é um canal, um meio, que liga nossas frações internas com esta parte física.

Então que reforçamos que a Regência Zodiacal é um contensor do ego, é também um impulso de compreensão e eliminação das características negativas que carregamos para que possamos reintegrar-nos com nosso Real Ser Íntimo, nossa Divindade Interior, fração da Grande Divindade Universal.

07/01/15