CLXV
Textos sobre Metafísica
Pressentimento, Premonição e Profecia

Sabemos na prática que existem diferentes dimensões, e assim vemos que o ponto pode tornar-se uma linha (1ª Dimensão), a linha um quadrado (2ª Dimensão), o quadrado um cubo (3ª Dimensão) e o cubo um hiper-cubo (4ª Dimensão), assim por diante.

Nossos sentimentos não são físicos, ainda que muito claramente modificam o mundo tridimensional que conhecemos. Afinal um mal olhado, um sentimento negativo projetado a outra pessoa, pode causar profundas enfermidades que irão se cristalizar no físico e até a morte de algum indivíduo. Também podemos projetar o amor, a bem-aventurança a outros seres e lhes curar de enfermidades, lhes restituir esperança, alegria e manejamos o sentimento superior para estas ações.

Antes de falarmos de Premonição e de Profecia, temos de falar de Pressentimento, que não é outra coisa senão um sentimento que escapa ao tempo, uma emoção que nos encontra fora do curso natural do seguimento da vida tridimensional.
Assim que podemos sentir uma profunda tristeza, sem razão aparente e sabermos que um evento muito infeliz está para acontecer em nossas vidas ou para com aqueles que zelamos. Pressentimento é um sentimento que vem antes do tempo, que escapa das garras do tempo e nos alerta de algum evento vindouro.

Não é tão raro as pessoas terem pressentimentos, já que todos temos de forma potencial estes dons e vez ou outra se manifestam involuntariamente, em momentos de grande necessidade ou quando nos encontramos em um estado de consciência adequado.
Tudo aquilo que cativa nossa atenção, pode nos gerar pressentimentos, assim que uma mãe pode ter um pressentimento de que algo pode acontecer para com seu filho, ou o esposo pode sentir algo relativo a um evento que esteja para acontecer com sua mulher. Para citar alguns exemplos dentre tantos que poderíamos. É óbvio que quanto mais fortes sejam os laços, maior a chance de termos estas percepções a nível de sentimento, de eventos vindouros.

Por isto que um guia de um povo, sabe quando dito Povo está para sofrer alguma calamidade, assim como qualquer outra pessoa que se importe e que zele pelo mesmo.
O Pressentimento é uma ignição para que voltemos nossa atenção a algo. Pois por mais que tenhamos amor a nossos pais, a nossos filhos, a nossa esposa, a uma cidade, a um povo, etc... sabemos que algo está para acontecer, quando sentimos este sentimento sem motivo aparente, este pressentimento.

Ao voltarmos nossa atenção a este pressentimento, o correto seria manifestar-se a Premonição, que é um outro nível deste mesmo dom.
Assim como o Pressentimento corresponde a Quinta Dimensão em seu aspecto inferior, o Astral Inferior, o Sentimento; a Premonição já corresponde a Quinta Dimensão em seu aspecto Superior, o Astral Superior, o Pensamento.

A Premonição é para o Pensamento o mesmo que o Pressentimento é para o Sentimento.
Assim como o Pressentimento é um Sentimento antecipado, a Premonição é um Pensamento antecipado.

Então o que manifestado como Pressentimento seria uma tristeza, na Premonição já seria um pensamento como uma palavra ou uma frase que nos vem a mente como percepção antecipada do evento em questão. Neste caso do exemplo que no sentimento se manifestou como "sentimento de tristeza", no pensamento poderia ser "a palavra morte", e mais algum adendo que nos permitisse saber quem faleceria e até como, quando, etc.

Muitas vezes nos referimos como Premonição ou Profecia a percepção em geral dos eventos futuros (sentimento, pensamento e visão ou vivência), mas hoje nos parece oportuno, como estamos demonstrando, dissecar, delimitar e separar, demonstrando em fatos o que seja um e o que seja outro, permitindo com que possamos na prática perceber, estimular e fazer uso destes dons de maneira consciente e positiva.

Assim que ao termos este Pressentimento, e dando a devida atenção ao mesmo, termos uma Premonição, e dando a devida atenção a este segundo, por fim vem a manifestar-se como uma Profecia.
Correndo o risco de sermos repetitivos, reforçamos que o Pressentimento é um sentimento, a Premonição um pensamento, já a Profecia é uma visão, uma vivência.

Nos tempos antigos haviam muitos Profetas, muitos visionários, visionários de uma realidade futura, visionários de eventos e de situações, sejam a serem evitados, ou mesmo inevitáveis, sendo este último um destino não alterável.

Da mesma forma que o Pressentimento é a manifestação Astral e a Premonição é uma manifestação Mental, a Profecia é uma manifestação Causal destes eventos.

Quando damos a devida atenção a uma Premonição, quando estudamos as palavras com atenção, quando nos colocamos em um estado de consciência adequado, ocorre que com a permissão de nosso Real Ser, nossa Divindade Interior, podemos ver, realmente observar os fatos em questão, seja de maneira simbólica ou literal.

Assim que se tivemos um Pressentimento de "tristeza", e este se cristalizou como Premonição com dentre outras palavras, "morte", na Profecia isto se manifesta como a visão deste evento específico.
Se isto ocorre quando estamos no estado de vigília, quando o corpo não está em repouso, a a visão interna toma os sentidos físicos e perdemos momentaneamente a visão como se uma tela estivesse posta entre o cérebro e nossos globos oculares, pois a Profecia se antepõe as percepções físicas.
É óbvio que por comum, podemos tirar nossa atenção e romper com esta percepção profética, se é necessário.

Temos de entender que quanto mais profunda é esta percepção, mais certo são os eventos. Um Pressentimento indica uma leve possibilidade, uma Premonição indica um muito possível evento, já uma Profecia costuma ser um evento praticamente certo.
É óbvio que estes medidores somente são válidos a alguém que tenha este dom, nestas três escalas, já desenvolvidas. Se a pessoa apenas consegue ter Pressentimentos, bem, pode que seja um evento o qual esteja destinado e seja irremediável, mas não consegue perceber além do nível do sentimento.


Digamos que em algum momento vindouro ou neste momento esteja ocorrendo uma importante reunião, ou que alguém em algum lugar estejam falando algo de nós. O Pressentimento traria a nós as percepções relativas a natureza, um sentimento amigável, um sentimento de devoção, de espiritualidade, de amizade, etc. A Premonição nos traria a informação da natureza do evento, quem sabe que é uma reunião realmente, onde, quem sejam as pessoas, se já está ocorrendo, se ainda irá ocorrer. Já á Profecia nos permitiria ver este evento, escutar, viver realmente como se estivéssemos lá e quem sabe até interagir e investigar mais além da simples visão dos fatos.

Há muitos profetas, visionários que apesar de verem o futuro, o veem de maneira codificada, dentro de uma linguagem simbólica, espiritual, e não sabem traduzir a uma linguagem humana aquilo que viram. Muitas vezes um símbolo, um gesto, um número, transmite ao Profeta informação suficiente para conhecer exatamente o Destino que esteja observando.

Biblicamente, o ato de ter esta percepção espiritual, este contato com o Divino, é chamado "Falar em línguas", e o ato de transmitir isto a um Povo, de ensinar acerca do ensinamento, dos eventos futuros, é chamado Profecia muitas vezes.

Profetizar como diz o próprio termo costuma ser "dar a conhecer" a outros, estes eventos os quais temos visto e vivido por meio deste dom interno. Profetizar não se limita a discorrer acerca do futuro, mas a trazer ensinamentos perceptíveis por meio deste dom já que é uma visão, uma clarividência interna.

A Profecia costuma ser usada pela Divindade para fazer com que homens cumpram certas missões. Já que são eventos que precisam acontecer, e os que estejam destinados a cumprir com tal ou qual ação, costumam ter visões, pensamentos, sentimentos, que lhes guiam a cumprir com tais requisitos que necessita a divindade. Assim que por meio da Profecia recebem e dão ensinamentos, decidem caminhos, guiam-se e guiam a outros por meio destas Profecias Divinas.
É óbvio que necessita-se ser um Profeta, para poder ser guiado pela divindade.

"O Senhor usou um profeta para tirar Israel do Egito, e por meio de um profeta cuidou dele." - Oséias 12:13

"Pois disse Moisés: ‘O Senhor Deus lhes levantará dentre seus irmãos um profeta como eu; ouçam-no em tudo o que ele lhes disser.
Quem não ouvir esse profeta, será eliminado do meio do seu povo’.
" - Atos 3:22-23

"No passado surgiram falsos profetas no meio do povo, como também surgirão entre vocês falsos mestres. Estes introduzirão secretamente heresias destruidoras, chegando a negar o Soberano que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição. Muitos seguirão os caminhos vergonhosos desses homens e, por causa deles, será difamado o caminho da verdade. Em sua cobiça, tais mestres os explorarão com histórias que inventaram. Há muito tempo a sua condenação paira sobre eles, e a sua destruição não tarda." - 2 Pedro 2:1-3

27/01/15