zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Metafísica
Vivências Internas

Há duas noites atrás tive uma experiência interna incomum, a qual consistiu em um chamado por parte de uma criança, internamente no astral.
A Criança em questão, cujo veículo físico deve ter entre oito e onze anos, invocou-me a sua casa aonde no corredor aonde ficava o banheiro queixou-se de uma "sombra" que algumas vezes o atormentava surgindo neste cômodo. Resolvida a situação me levou até seu quarto no final do corredor aonde jazia em sua cama seu corpo físico pediu que o ensinasse a desdobrar-se conscientemente em astral.

Vale a pena comentar que o que somos fisicamente, o que se manifesta na pessoa humana no dia a dia não é o mesmo que tem-se encarnado durante este momento de lucidez interna (nos mundos internos), quando a Alma e forças mais além disto plenamente conseguem fazer uso dos veículos internos ou mesmo atuam livre de qualquer veículo.

O que fiz para ensinar acerca do Desdobramento foi a transmissão silenciosa da energia que carrega a compreensão acerca de algo (de como ter consciência internamente). Ou seja, algo que não é falado, não é transmitido como um discurso. No entanto logo no início pude observar claramente que não estava ficando gravado em sua consciência e lhe expliquei que teria de fazer da forma oral, lhe explicando a prática.

Foi explicado o Desdobramento e também principalmente a técnica do Discernimento, já que como tem uma mentalidade livre, sendo uma criança, seus sonhos costumam ser bem mais ilimitados no sentido de coisas que tridimensionalmente não vemos comumente ocorrer. O que para este seria um claro sinal que não está em posse de seu corpo físico quando visse isto acontecer.

Se realmente no nosso dia a dia, nós nos acostumamos e verificar em que dimensão estamos, durante a noite nós repetimos exatamente o mesmo experimento por ficar gravado no instinto, e se estamos fazendo realmente livre do conceito, ou seja, pondo realmente em dúvida e tentando comprovar a dimensão que nos encontramos, o resultado é o Despertar da Consciência nos mundos internos.


Infelizmente nos dias atuais a humanidade se acostumou "com o que vê", "com o que ouve", "com o que sente com o toque"... e entende que isto é o que é real, e nada mais existe além disto que pode perceber com seus sentidos. Mas basta nos recordarmos que a não muito tempo atrás, seria absurdo falar em bactérias ou mesmo em outros sóis ou planetas já que nossa visão convencional não é capaz de ver estes mundos infinitamente pequenos ou absurdamente grandes.
E ainda assim, há muito mais além daquilo que hoje nossa ciência é capaz de comprovar com suas ferramentas.

Os sonhos, ainda quando sejam apenas sonhos, como reflexos inconscientes provocados por nós mesmos refletidos na Luz Astral, são uma importante ferramenta para conhecer a nós mesmos e entender as forças que nos prendem na inconsciência, já que são reflexos inconscientes que temos de trazer a luz se queremos realmente despertar.
Assim que se a pessoa sonha com o trabalho, sonha com a família, sonha com dores ou com prazeres em geral, é óbvio que em seu interior existe uma força negativa que lhe faz identificar-se com este tipo de situação, seja por uma obstinação em realizar, seja por medo, etc.
Isto na verdade são infinitas prisões as quais estamos a cada momento acorrentados e não podemos ser realmente livres e manifestar o que temos de Divino e de belo realmente.

Mesmo entre os sonhos inconscientes, é comum termos visões da verdadeira Luz Astral, e é quando mesmo os sonhos mostram realidades internas, que transpassam e misturam-se as próprias projeções fantasiosas que tem o indivíduo. Também ocorre algumas vezes o inverso, de quando mesmo consciente nas dimensões internas, um temor, um anseio, falseie a realidade interna da imaginação consciente e positiva da realidade, incluindo detalhes fantasiosos ou mesmo incoerentes a realidade.

Muito comum é as pessoas viverem seu dia a dia, e deixarem estas vivências que ocorrem a noite como uma parte obscura, sem utilidade e sem observação direta destas vivências que ocorrem durante o sono.
Nós não podemos ignorar aquilo que vivemos nos instantes do sono, até porque mesmo quando sendo uma verdade fantasiosa, algo inconsciente, reflete nossa realidade interior a qual temos de mudar para atingir o Despertar da Consciência, não apenas nos instantes de sono mas em nosso dia a dia que é o que irá refletir isto nos instantes do sono.

11/02/16