zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Metafísica
Variáveis Espirituais - Dever e Correspondência

Ao longo de nossa existência, nos deparamos inúmeras vezes com situações aonde temos de decidir entre agir ou apenas observar, intervir ou permitir que certos desfechos iminentes ocorram.
Nem tudo que está para acontecer é obra do Destino, pois há sempre situações que fogem do fim a que se está destinado.
Assim que sempre há momentos em que devemos agir e consertar o que está quebrado, mas também há instantes em que devemos nos resignar frente aos fatos, seja porque não nos corresponde intervir, seja porque o que está por vir, é exatamente o que corresponde inevitavelmente.

Há aparentes maldades que são no fundo ajustes divinos, e também há aparentes bondades que são crimes, contra a Lei Espiritual e contra o Destino.


Desta maneira fica claro que há certas Variáveis Espirituais que fogem daquilo que em geral se tem estabelecido, de normas de moral e de conceitos que podemos vir a ter, e somente com Consciência nos tornamos capazes de discernir entre o que é justo ou o que não é, em cada passo de nosso caminho.

Há o que seja o Dever de cada um fazer, porque é o justo e porque é o bom.
Também há o que é a Correspondência de cada um fazer, pois é destinado a este realizar, e não a outro.

É dito, por alguns sábios Mestres que não ganhamos Karma, apenas pelo mal que fazemos, senão pelo bem que podendo fazer, não fazemos.
Isto certamente determina o que é o Dever de cada um, no entanto não assinala que seja nossa Correspondência.
Se fôssemos analisar apenas nosso Dever, certamente cometeríamos diversos crimes, erros, no relativo ao que seja a Correspondência.
Também se levássemos sempre em conta o que seja Correspondência, certamente falharíamos em cumprir com aquilo que é mais que certo, dever de todos.

Isto tudo mostra muito claramente que quaisquer conceitos ficam sempre sobrando, diante da realidade dos fatos que temos de avaliar momento após momento, instante após instante.
Quando é dito, pela Lei do Karma, que "Uma Lei superior lava uma Lei inferior", muitos utilizam isto de maneira errada, quando na verdade o que vemos estar sendo assinalado é que certas normas acabam sendo invalidadas dentro de certas situações de maior transcendência.
Como é o caso daquilo que temos por dever, e daquilo que temos por correspondência.

O Dever é a lei comum, mas a Correspondência é o Destino da realização específica de algo, por alguém específico.
Isto é o que chamamos de "Missão", e é como surgem os Profetas, os Mensageiros da Divindade, com seus ensinamentos e realizações.

Pois certamente isto é algo que não tem como ser imitado, e por mais que seja o Dever de alguém instruir ao outro, naquilo que lhe seja possível, certas guiaturas, certos ensinamentos, tem um tempo, e tem um meio para vir à Luz.

Isto significa que por vezes, o crime está em nada fazer, mas também muitas vezes fazendo algo, estamos no fundo errados e cometendo um crime.
A Verdade é que não temos outro refúgio para compreender e realizar o que seja justo a cada momento, senão a Consciência.
Enquanto andemos adormecidos, a vida sempre será um enigma indecifrável cuja natureza sempre oprimirá aquele que não sabe ler e escrever corretamente nas linhas do Destino.

21/05/17