zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Metafísica
Profano, Iniciado e Adepto

A Vida tem diferentes etapas e nós em cada uma destas etapas da vida mudamos totalmente nossa maneira de ver o mundo, nossos interesses, nossas capacidades, nossa forma inclusive.
A Criança ainda em formação no ventre da mãe é uma criatura, quando sai, passa por uma profunda transformação, adaptação, aprendizado, assim certamente em cada uma das idades críticas como quando da juventude para a vida adulta.

Estas transformações físicas e internas, mudam totalmente o que é o indivíduo, e ainda que sejam processos naturais e evolutivos bem como involutivos da vida, são visivelmente drásticos e transformativos.
Quando há esta transformação da do feto para a criança vemos toda esta formação do que é a personalidade, dos esforços em aprender a cultura, a linguagem, e tudo aquilo que é necessário para interagir e conviver. No entanto, é sempre brutal e difícil este vazio que fica entre o que é, e o que precisa ser, ainda nestes processos comuns da vida.
Vemos que é bastante natural a criança que torna-se adolescente, ficar bastante perdida em seu propósito, em seu lugar no mundo, exatamente porque tornou-se algo novo, e precisa encontrar-se, precisa estabelecer-se dentro deste novo patamar da vida.

Antes falávamos de Desertos da Alma, de Noites do Espírito e certamente isto são processos do Caminho Espiritual, quando iniciamos esta jornada até o Espírito, mas de certa forma encontramos um reflexo humano disto em nossas vidas, quando observamos estes passos naturais da evolução e involução do indivíduo ao longo da existência.

Assim como ocorre na vida, o caminho tem passos muito marcantes e profundamente transformativos, e são nestas profundas transformações que encontramos aquilo que falávamos dos Desertos e das Noites Esotéricas. É uma crise, por assim dizer, aonde muito além das coisas humanas, de estar perdido entre o que é novo, nos falta temporariamente algo Divino, como já dissemos anteriormente.


Uma das profundas transformações que se passa, quando encontramos o caminho, é quando passamos daquilo que comumente chamamos de Profano, aquele que não conhece os Mistérios, para Iniciado, aquele que conhece os Mistérios.
Nós temos um importante centro que controla nossas ações que é a mente, tudo que vem do alto, ou mesmo de baixo, é processado com a mente. A Mente de um Profano, a Mente de um Iniciado, a Mente de um Adepto, o que difere é na origem de onde tem seus dados, e a forma como processa isto. Isto são três graus do funcionalismo da Mente, uma natural adaptação entre uma mente voltada para a Vida e para o Mundo, e uma mente voltada para o Caminho e para o Espírito.

No Profano, a Mente se baseia na obtenção de dados pelos sentidos físicos, e o que conhece, e sua lógica, está sempre limitada pela percepção apenas do que é físico, do que é comum e ordinário.


O Iniciado é aquele cuja mente cruzou este primeiro umbral que conduz das coisas comuns e conhecidas, para as coisas incomuns e extraordinárias. Ele tem a posse da informação acerca dos mistérios, e acredita neles, ainda que nada realmente saiba acerca disto.
A Mente passa a de certa maneira intuir a verdade, acreditar naquilo que é oculto, ainda que não veja, ainda que não seja capaz o indivíduo de vivenciar, de comprovar tais ensinamentos, tais verdades.
Infelizmente este é o limite o qual em geral vemos todas as pessoas chegarem, a crença.
Muitas instituições Religiosas foram fundadas sob este sistema de funcionalidade, aonde se acredita em algo, e se ensina este algo, ainda que não tenham estes indivíduos vivências concretas acerca disto, que não tenham realmente percepção direta e real destas verdades.
Todos os crimes que vimos serem cometidos em nome do Espírito, foram cometidos por pessoas que se basearam nesta Mente Intermediária, em crenças, em conceitos, e na incapacidade realmente de comprovar e de lidar com a realidade.

Infelizmente ainda que acreditar seja o caminho entre uma vida Profana e o Adeptado, necessitamos dar um terceiro passo, e transformar esta Mente Inferior, ou Exterior, nesta Mente Superior e Interior, a qual tem condições de perceber o ultra, o supra, e mesmo as coisas ordinárias e processar todas estas verdades ilimitadas que estão destinadas as Consciências verdadeiramente Despertas.

O Adeptado, é a vivência concreta da verdade, é o fim das teorias e a comprovação do que é real, o encontro cara a cara com os Mistérios e a obtenção mesmo daquilo que não foi escrito, que não foi dito, que nunca foi e talvez nunca seja revelado.


É Certo que há um grande choque para o indivíduo, quando após viver quiças uma vida inteira ou parte dela sobre certos preceitos de coisas meramente humanas e comuns, toma conhecimento da verdade, e passa a acreditar e moldar sua vida sob tais preceitos, dentro de certas normas superiores. Mais terrível ainda é dar-se conta que muito daquilo que esforçou-se para viver, era um erro, seja de interpretação pessoal, seja porque adaptou de maneira errada, fez uso no momento inadequado e tantos erros que fazem os Crentes por não terem ainda realizado em si mesmos o mistério do espírito.

Estas etapas do caminho e muitas outras, ainda mais terríveis, são praticamente um recomeço, um renascimento, necessário e realmente indispensável para podermos seguir esta jornada que nos conduz por esta maravilhosa jornada da Terra ao Céu, da Matéria ao Espírito.


Sempre que afirmamos algo que vivemos, sempre que dizemos uma palavra acerca de algo que temos encarnado, é certo que por mais que alguém acredite nestas palavras, o toma como um Conceito, como uma Ideia, uma Crença... Isto infelizmente é assim, ainda que as pessoas se creiam muito, por se alimentar de tantas teorias.

Pela falta de capacidade de investigação direta, os Iniciados cometem muitos erros, cometem grandes crimes contra a Verdade, contra o Cristo e contra a própria Humanidade...
As pessoas ou vivem como profanos e não acreditam em nada, ou por vezes como Iniciados acreditam em tudo, se alimentam de tudo como se fosse verdade, sem serem capazes de selecionar minimamente o que seja verdade, por meio de uma divina intuição, algo que conduz nada menos que a Loucura.

Ainda aquele que crê em um Profeta, necessita tornar-se um Profeta, não pode viver para sempre assimilando verdades alheias, escutando verdades da palavra de outro, precisa romper com esta estagnação, e transformar-se no que precisa Ser, para chegar por si mesmo, até tais terríveis vivências verdades.

Ainda que sejam processos difíceis, e por vezes intermináveis, é o passo natural para darmos sequência a nossa jornada... E é aonde encontramos o primeiro grande Deserto Esotérico, onde nossa Alma passa por aquele terrível processo que falávamos anteriormente. Não há jornada mais terrível, também não há maior prêmio...

26/09/17