zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Metafísica
Males que vem para Bem

A Nossa existência é sempre um misto de coisas agradáveis e desagradáveis... Buscamos as coisas que consideramos boas para nós e agradáveis e tentamos evitar e nos livrar do que seja desagradável, que nos cause dano aparente, etc.

Há duas noites atrás, nos mundos internos fui procurado por um casal que passava por uma situação recorrente sem solução e que queria que desse uma explicação do motivo disto, para saber o motivo de tal problema não poder ser solucionado.
Após investigar o caso, informei ao casal, que tal infeliz situação, na verdade era algo necessário, e que por mais que parecesse ruim o que se havia gerado, esta no fundo era a trava para que algo muito pior não acontecesse. Ou seja, o problema no fundo era uma solução temporária, para algo que sem isto, seria muito, muito pior na vida destes.


Todos nós acabamos tendo situações difíceis, limitações, até mesmo doenças, que verdadeiramente são bênçãos e salvaguardas de situações muito piores. Se não houvessem as doenças para limitar o mal, este sentiria-se e agiria como um Rei, sem ter de lidar com quaisquer consequências de suas nefastas ações. Claro que aqui não estamos falando de consequência, estamos falando de problemas que surgem como limitadores para que algo pior não se desenvolva.

Imaginem uma pessoa livre de medo, livre de fadiga, livre de dores... É Realmente muito compreensível que uma pessoa que perca inibições, que perca limitações, e tenha influências negativas, externas ou internas, possa realizar grandes maldades, delitos, crimes... Assim que muito do que levamos, dentro de nós mesmos, são limitações intencionais e impostas, devido ao rumo que as coisas tomariam, negativamente, se isto fosse liberado.

Há doenças, há situações aparentemente negativas, que são no fundo um remédio para a maldade que cometemos, mas também que são limitadores para que não cometamos maldade, também são bênçãos e intervenções da própria divindade, de forma a tentar corrigir o curso de uma ou mais vidas.


Isto dizemos como um alerta, e uma reflexão, acerca daquilo que não apreciamos, daquilo que também não somos capazes de resolver, não para que seja utilizado como uma justificativa derrotista, mas como uma compreensão, do pelo que devemos lutar diretamente ou indiretamente.

Há problemas cuja solução é enfrentar a dificuldade diretamente. Já há questões, que se queremos solucionar, devemos resolver certas pendências as quais por si só destravam tal situação, característica, ou evento que queremos evitar.
Existem vidas cujas mazelas são no fundo um precioso adubo para as realizações mais divinas e mais espirituais que poderiam haver. Grandes dos Sábios Mestres que instruíram a humanidade, passaram por severas dificuldades em suas vidas, e não simplesmente porque mereciam, porque carregavam grandes crimes e estavam sendo punidos, mas porque por meio destas dificuldades, iam limitando certos eventos que não deveriam ocorrer, também porque há algo que nestes processos necessitavam compreender profundamente.

A Vida tem muitos enigmas, tanto a Física como a Espiritual, também o que haja abaixo, entre, e mais além disto.
Não importa o quanto possamos vivenciar disto, mas o quanto possamos aproveitar destas vivências... Mesmo que um homem apenas estivesse limitado a vida normal e cotidiana, se observa, se aprende, se compreende, se prepara em definitivo para realizações mais intensas, mais profundas...
A Maioria das pessoas passa a vida em um vazio pleno, ou seja, tem suas vidas preenchidas com nada, ainda que tenha todo seu tempo ocupado com alguma coisa. E o problema não é nem que façam as coisas erradas, mas que não observem o que estão fazendo, não tenham reflexões acerca do que levou a pessoa até ali, até aonde isto vai conduzir, o que é que está fazendo realmente, assim por diante.
Isto claro tem muitos níveis, tem muitas instâncias, mas temos de começar por algum lugar...

É como isto que falamos de "males que vem para bem"... Se não sabemos que batalhas travar, em que momento, de que maneira, por vezes ficamos estancados em coisas sem solução, seja porque não é o momento, seja porque a metodologia a ser aplicada é outra, ou em outro lugar.

Vejam que no Trabalho Psicológico, quando uma pessoa se propõe a eliminar uma debilidade, geralmente indicamos que a pessoa compreenda e por meio da vontade, libere-se da falha... Mas e quando esta falha no fundo é um limitador para que um mal maior não se manifeste?
Neste caso por exemplo, seria impossível a eliminação de tal defeito, assim como há elementos que são kármicos e não conseguimos eliminar diretamente, igualmente.

Quantas pessoas tentam interferir na vida uma das outras, sem saber o que leva cada pessoa a fazer o que, e porque é de tal ou qual maneira, em determinado momento. Quantas pessoas julgam o mal do outro, sem saber que por vezes o aparentemente negativo é no fundo um fruto divino (uma Obra do Espírito) ali posto para o bem do mesmo, enquanto não tenha resolvido pendências ainda maiores.

Há muitos males que existem simplesmente porque a pessoa não tem ainda como lidar com o que surgirá quando este cesse, e mesmo que tenha compreensão, que tenha vontade, depende de uma preparação que no fundo nada tem de ver diretamente com este elemento, senão que ligado a um Despertar da Consciência, para que tenha condições por si mesmo para lidar com estes novos eventos, com estas novas forças que surgem quando o primeiro cessa.

Isto lembra muito daquilo que ocorre com as pessoas que Fumam e ao parar de fumar, passam a engordar, porque tinham um vício que no fundo era limitador do outro... A Pessoa pelo fumo, satisfazia-se, não tinha apetite pelo alimento exageradamente porque perdeu o paladar, também porque sabia que não podia cometer todos os crimes, já tinha "o seu", que elegeu.
Isto claro não é para servir de justificativa para o leitor, apenas estamos querendo exemplificar como uma coisa se transforma em outra, como um elemento ao cessar, desencadeia outro...
Neste caso, é óbvio que a pessoa, se tem um vício, deve buscar eliminar o quanto antes, e observar e lidar com as consequências e mudanças que isto gere, sem deixar com que outras forças negativas tomem o controle do organismo.

Realmente precisamos saber ler nestas entrelinhas da vida, realmente intuir o que deve e o que não deve ser, e ter muito cuidado ao interferir na vida dos demais. Já vimos muitos crimes sendo cometidos com palavras ditas sem critério, sem verdade.

05/10/17