CLXV
Textos sobre Metafísica
O Magnetismo Universal

Tudo no mundo são energias, ainda que umas estejam mais fisicamente cristalizadas que outras. Nada neste universo se perde, tudo é reaproveitado e continua existindo mesmo antes de um suposto nascimento físico e mesmo depois que deixe de existir fisicamente.

Nossa capacidade de perceber, sentir, ver e apalpar estas realidades espirituais costumam estar limitadas a níveis e barreiras que temos que ultrapassar a nível de consciência.

Falamos da dualidade e da importância que existe na criação e sustentação do mundo. A Dualidade é a base de toda imantação que ocorre e que sustenta os sistemas e a natureza.

Existem forças evolutivas e existem forças involutivas, mais além disto existem forças revolucionárias.
Todas estas forças exercem algum tipo de imantação para com os que lhe rodeiam. Diferente do que muitos imaginam, os iguais na verdade se repelem e os diferentes se atraem. Porque duas forças idênticas não podem ocupar um mesmo lugar a um mesmo tempo e por isto se repelem para que não haja o atrito entre estas forças.
É como em uma instituição, não podem haver dois guias, por isto eles se repelem se ambos representam uma mesma força. Os diferentes se atraem porque se complementam.

A Individualidade como Homem, depende do sábio manejo e conhecimento destas leis de magnetismo universais.
Nós sabemos que cada corpo, seja físico ou interno, tem o que chamamos de respiros magnéticos. Todo existente exala e respira energia que há a seu redor. Por este motivo que os Mestres Gnósticos recomendam distância de cemitérios e lugares afins, pois aqueles corpos em decomposição, aquelas personalidades e corpos etéricos que por ali ainda vagam, aspiram as energias vitais dos vivos e exalam a pestilência e a morte que carregam. Igualmente as salas de cinema é algo que devemos evitar, porque destes respiros magnéticos que fazem as pessoas por uma extrema emoção, ou entusiasmo, acabam por preencher estes lugares de energias e por consequência de larvas que se alimentam de tudo aquilo que é produzido.

Tudo isto envenena a pessoa e certamente faz muito difícil a Grande Obra. Mas não precisamos ir tão longe... qualquer pessoa má intencionada, de má índole, enfim, que tenha qualquer delito a flor da pele, exala suas energias relacionadas a isto e se não temos esta individualidade magnética, acabamos por respirar suas aspirações negativas.
Vemos como isto acontece quando as pessoas andam em grupo, isto que chamamos conduta gregária, se dá por uma egrégora que se forma em um grupo, normalmente um dominante impregna o grupo negativamente e aquele grupo passa a atuar como um todo magnético, aonde causam danos por aonde passam.

Claro que isto nos demonstra o porque de termos muito cuidado com nossas companhias, realmente as próprias doenças internamente tem sua energia e impregnam os veículos mais frágeis que se aproximam. Não apenas doenças físicas, mas mentais, emocionais, tudo nos causa dano sem que tenhamos esta capacidade que tem os Adeptos e os Mestres.

Quantas pessoas adoeceram e morreram pela inveja ou pela ingratidão, isto são energias vertidas na luz astral, que visivelmente atuam como flechas que voando pelos mundos internos atingem sua vítima que muitas vezes padece misteriosamente e repentinamente.
O Magnetismo é pois a ferramenta motriz dos mundos e do homem, conhecer, compreender, estudar e encarnar este magnetismo é pois a culminação da Grande Obra.

Todos, absolutamente todos os Grandes Mestres souberam valer-se destas leis universais e imitando a natureza em seu aspecto superior, souberam utilizar-se destas leis em benefício de sua Obra e de seu sacrifício pela Humanidade.

Quando uma pessoa imita a outra em algo, isto indica que há um Magnetizador e um Magnetizado, isto é... uma pessoa é magneticamente mais forte que a outra e por isto esta segunda por um encantamento, por uma assombro, repente exatamente o que faz a primeira.
Muitos destes grandes Mestres quando se levantaram, quando realizaram a Obra, ao seu redor levantaram-se multidões por esta imantação que o Mestre exercia em seu ofício interno.

Todo este esforço por perfeccionar a Alma, por direcionar sabiamente estas energias do Terceiro Logos dentro da pessoa, lhe conferem uma capacidade magnética excelente que se bem aproveitada é a Magia que permite realizar todos os Prodígios e Milagres tão conhecidos por todos.

Claro que a natureza não dá saltos e não há sensacionalismo nisto, mas se faz necessário eliminar de nossa natureza toda razão inútil para que possamos não só perceber a Luz Astral translúcida tal qual é, como que tenhamos condições e capacidades de manejá-la conscientemente para o bem das Humanidades.

No físico uma pessoa não percebe, não sente a realidade destas energias porque comumente está presa (sua atenção) a coisas materiais e com isto não pode perceber a sutileza das energias que lhe envolvem.
Tanto que é por isto que os Mestres nos alertam que não devemos estar a olhar vitrines se não temos nada para comprar (se não procuramos algo em específico), ou que aquele que anda por aí olhando mulheres (ou homens), é um débil.

Porque isto, dentre tantas outras coisas, é um mal uso que fazemos deste magnetismo, desta magia. A pessoa deposita e divide seu interesse e sua atenção em milhares de coisas e por isto não é capaz de cristalizar nada.
A Vontade, a Consciência e a Ação dirigidas e aplicadas em um único ponto produz o que seja a vontade de seu operador, porque isto é a Magia.
Saber resguardar-nos e ir eliminando em nosso interior todo elemento que nos faça mal uso de nossa energia mental, emocional, física, etc... é pois urgente, pois é deste material que desenvolvemos nossa Obra.

Muitas, muitas pessoas mesmo, no decorrer destes anos que temos esta página nos procuraram principalmente querendo aprender a viver experiências Astrais de forma consciente ou pelo menos mostras mágicas nos mundos internos.
A Verdade é que as pessoas não querem realmente isto, porque no dia que tenham a real necessidade de Sair em Astral, sairão.

TODAS as vezes que tivemos questões sérias nesta atual existência, sempre pudemos Despertar nos mundos Internos e buscar as informações necessárias para poder continuar neste árduo caminho.

Porém como já dissemos e reforçamos tantas vezes, a consciência para manifestar-se necessita um motivo. Nenhum Anjo cristaliza-se fisicamente na presença de um invocador, sem que haja igualmente um real propósito para aquilo.

Tudo nos é possível, mas tal ação necessita fazer-se necessária e temos que ter os méritos assim como a capacidade de manejar positivamente esta Luz Astral, este Magnetismo Universal.
Mas recordem-se que isto é para os Castos, sem castidade, sem energia, não há magnetismo, não há nada, pelo menos no Caminho da Grande Obra (Branco).

Nos mundos internos cada noite, senão sair conscientemente, poderiam as pessoas terem experiências místicas como perceber o futuro, reviver o passado, no entanto por um dia agitado, pelas preocupações mentais que tem, a realidade Astral que poderíamos perceber, é modificada e tona-se turva devido aos desejos e pensamentos que emitimos.
Se não houvesse interferência egóica, se não houvessem pensamentos ou sentimentos de tipo algum, se não direcionássemos este magnetismo a região alguma, perceberíamos a Luz Astral tal qual é e com isto poderíamos ver o futuro ou o passado, tal qual ocorreu ou ocorrerá.
Isto é o Akasha, é a forma que temos de acessar as memórias da natureza. Se queremos ver algo em específico podemos direcionar isto com a consciência e com a vontade, mas sempre necessitamos ser Puros, em pensamento, sentimento e ações, sem isto perceberíamos nossos desejos ou realidades falsas inventadas pelo sonhador.

A Clarividência autêntica se baseia na interpretação e na percepção unicamente interna da parte Espiritual.
A Pseudo-Clarividência se baseia na observação dos fatos físicos. Uma pessoa poderia deduzir algo de observar fisicamente alguma coisa e concatenando eventos ou acontecimentos chegar a uma conclusão.

Existe uma Clarividência intermediária que pode ser positiva ou negativa que relaciona-se a observação do Astral, mas como já dissemos qualquer pensamento, qualquer sentimento emitido muda a realidade na observação destes eventos.

Claro que muitas experiências internas vemos do ponto de vista espiritual, então há uma linguagem especial que cabe a consciência interpretar. Outras vezes certamente vemos os fatos tal qual ocorreram ou ocorrerão, tudo depende da região que estejamos e certamente da capacidade de cada indivíduo.

Para que se tenha uma idéia de como isto se processa, já tempos depois de ter percebido e estudado os Mistérios do Símbolo CLXV (16890), estávamos nos mundos internos junto ao Mestre Lakhsmi e ele nos pediu para apresentar "os planos". Estávamos vendo aquilo em terceira pessoa, apresentamos ao Mestre dois livros, dois planos e ele abençoou ambos, nos abençoou e esta foi a experiência.
O Que vimos e o que sentimos a nível Espiritual que descrevemos a parte Astral, foi a ação que deu início a esta página e a tudo que aqui é ensinado.
Os Planos que pediu nosso Gurú, foram os resultados do que seria feito a nível Pessoal como Nascimento e Morte, e a nível Público, como Sacrifício pela Humanidade.
Há muitas instruções que nos dão com números, com certas vivencias muitos especiais, algumas inclusive são provas para a consciência.

Nós temos que aprender a nos desligar desta imantação negativa, deste magnetismo odioso e repulsivo que tem os atuais sistemas sobre nós, pois não temos individualidade, agimos como agem as multidões, porque nos deixamos ser imantados por esta sociedade degenerada.

O Ser quando nos dá seus desígnios, percebemos e entendemos se estamos internamente dispostos e despertos para estes sentidos. É Uma energia que é vertida de dentro de nós e necessitamos ter este alinhamento interno, esta integração, para que cheguem até nossos sentidos e nossas ações.

Por isto que estamos contra toda mescla, tudo aquilo que sirva para encher mais o intelecto de teorias, para alterar artificialmente estes estados. Vejam que é muito fácil uma pessoa mais ou menos desequilibrada ao tentar observar-se internamente e buscar a seu Ser, entregar-se a alguma entidade.
Por isto que somos ABSOLUTAMENTE contra toda Planta de Poder, ou qualquer coisa do gênero no início do trabalho.

Percebam, entendam, escutem que não estamos contra tais plantas, mas isto são elementos que um ADEPTO faz em épocas ou momentos de emergência.
Estas alterações de estados, forçosamente e em momentos inadequados, só servem e só continuam servindo para esta Mediunidade negativa, passiva aonde a pessoa se põe como um Magnetizado por alguma entidade.

Há que observar que uma coisa é uma pessoa ir até um destes elementais e realizar o rito ele mesmo, outra coisa é fazer uso "gnóstico" de plantas ritualizadas para fins ESPÍRITAS e Mediúnicos.
Isto é algo que ocorre até mesmo com muitos incensos vendidos... fazem rituais e preparam o incenso ou qualquer outro elemento para fins de Magia Negra, como para Umbanda e as pessoas utilizam supondo que terão benefícios.

Por isto temos que aprender a nos servir desta Magia que se dá da integração com nós mesmos, da percepção destas energias universais que nos rodeiam, este despertar interno é inadiável, nestes tempos aonde a corrupção e o engano nos rodeiam por todos os lados.

Quando a Quinta Serpente está em seu curso no corpo da Vontade, é quando aprendemos em absoluto os segredos desta Imantação Universal, pois esta é a força da vontade, esta é a verdadeira persuasão positiva que fazem uso os Mestres.

"O Arcano 19 é o arcano dos presidentes, dos reis e dos governos. Descobriste agora, ó Buddha, que és rei dos reis do mundo. Descobriste agora, ó Buddha, que és governante que governa os governos. No entanto, os governos da Terra não te conhecem. Tremula a bandeira da vitória. No lado direito de tua cabeça resplandece um diadema com três diamantes. Tu sabes disso. Inefáveis orquestras ressoam no espaço infinito. Grandes multidões te saúdam. Meu irmão, dirige-te ao mais humilde. A multidão aguarda tua palavra. Fala para a multidão que celebra tua vitória com frenesi. Agora sabes que mandas. És um rei invisível e as nações te obedecem. És um autêntico governante com poder para governar os governantes. As pessoas não sabem disso. Mas tu sabes..." - Câmara 19, Vontade Cristo - Samael Aun Weor.

25/10/12