CLXV
Textos sobre Metafísica
Humanidade e Espiritualidade

Observando todas as coisas, chegamos realmente a conclusão de que tudo é dual, que todas as coisas tem pelo menos duas formas, dois caminhos, dois valores, dois princípios e que desta dualidade surgem todas as demais coisas existentes, no relativo a estas naturezas.

Já dissemos muitas vezes mas do Extremo Calor e Frio, vemos as estações Verão e Inverno, e a progressão entre uma e outra que denominamos Primavera e Outono... O Mesmo ocorre entre o processo de Dia e de Noite, aonde há um Amanhecer, um Entardecer entre o ápice dos dois princípios.


Nos Sistemas Espirituais, ou seja, no aspecto interno esotérico, isto também existe. No Raio Esotérico Maçônico, nas regiões internas da natureza, mais além dos graus já bem conhecidos, existe também um dual caminho que é percorrido de acordo com a natureza de seus membros.

Há uma frase de Hermes Trismegisto que encontramos em sua Tábua de esmeralda que diz: "Sobe da terra para o Céu e desce novamente à Terra e recolhe a força das coisas superiores e inferiores."

Se levarmos em conta isto, vemos que há um profundo ciclo entre a integração Espiritual, que vem a ser um primeiro passo no caminho de ascensão, como uma reintegração com as coisas humanas, fazendo uso destes princípios adquiridos desta Integração Espiritual.

Assim que ao Aprendiz o que necessita antes de mais nada é Espiritualidade e cabe a este o estudo dos Símbolos e Alegorias, das Histórias e dos ensinamentos Espirituais.
Esta abertura espiritual que se depara o Aprendiz lhe causa um desequilíbrio, pois este ao fim de sua jornada adentra a uma região de beleza e Mistério, ainda assim como Companheiro tem de estudar os problemas Humanos e trazer tal espiritualidade de certa maneira como reguladora das coisas mundanas o que ao fim se concretiza como a Maestria que é o pleno equilíbrio e integração das coisas Superiores e Inferiores.

Ainda assim, se observarmos mesmo nos demais graus, há um constante ciclo de subida e de descida, como aquele que busca algo, se integra com algo, e logo traz este algo a outra região inferior para que cumpra com certa função, com certo objetivo. A Iniciação como um todo é assim, e assim vemos ocorrer, são forças que se encarnam, que vem ao mundo quando o iniciado penetra em seus mistérios e se integra com estas.


Mas falando de particularidades, internamente há no Raio Maçônico um paralelo nível de instrução, de guiatura, aonde há aqueles cuja natureza é mais relativa as coisas Espirituais, e por tal motivo recebem uma guiatura para tornarem-se Guias Espirituais, e também existem aqueles cuja natureza é mais ligada as coisas Humanas e por isto são instruídos e guiados para a resolução de problemas Humanos, enquanto os primeiros no relativo ao que é Divino.

É Claro que em um sentido de ascensão, todo indivíduo que queira estar a frente de algo, de maneira digna, precisa primeiro compreender e integrar-se com o que é divino, compreender as leis, compreender o Grande Criador seu sistema e suas criações, e então uma vez integrado com o espírito e com o que é espiritualidade, pode se buscar resolver questões humanas de uma maneira que seja justa, correta e adequada.


Muitos legisladores buscam dar um parecer justo, mas se baseiam em conceitos meramente humanos, e pela falta de Integração Espiritual, falham em dar um julgamento adequado as coisas.

Por isto que falamos que no caminho de Ascenção o primeiro passo é sempre a Integração Espiritual, depois então um retorno as Coisas Humanas, já integrado com o Espírito. E é neste ponto que da perfeição das duas coisas que surge este dual caminho entre algo mais ligado ao Espírito, e algo mais ligado a Matéria.

É Muito natural entender que cada Alma tem diferentes potenciais e diferentes impulsos, de acordo com o que são Intimamente. Há certas naturezas que lhes permitem desenvolver-se de maneira plena, quando integrados com estas. E é por este motivo que há este duplo caminho Espiritual, uma vez que se termine esta primeira jornada e se inicie esta segunda jornada de Perfeição.


Vemos que existem certas pessoas que se sobressaem mais no que é relativo ao Espírito, que curam doenças da Alma, que são capazes de instruir acerca das coisas do Espírito, mas também há indivíduos que tem uma maravilhosa predisposição a realidade humana, e que tornam-se guias sociais por assim dizer, legisladores de coisas humanas.

É Claro que acaba sendo muito difícil visualizar isto que aqui falamos, nos tempos atuais. Pois tanto a Religião como a Política, bem como demais áreas similares se converteram em amargos dissabores à vida humana. Mas em seu sentido original, mais puro e verdadeiro, é como acaba sendo dividido este dual caminho, que ainda que interligados são processos em separado.

Afinal é impossível que saibamos tudo de tudo, mas podemos chegar a perfeição de alguma coisa. Isto quer dizer que nossa natureza naturalmente se predispõe e se integra com algo, que no fundo é um caminho que temos para nosso desenvolvimento interno, físico.
Isto são questões que em geral as pessoas chegam em suas próprias vidas, como escolhas que fazem, como impulsos de realização que tem, naturalmente. Por vezes algumas pessoas tentam ignorar estes chamados ou mesmo tomar outros caminhos que intelectualmente lhes parecem mais agradáveis, mais dignos, mas acabam por fazê-lo sem a guiatura interna, seja porque não chegaram até tal processo, seja porque seu caminho não corresponde a este percurso.
Estas violações acabam tendo um preço caro, seja para o indivíduo que se estanca em seu processo interno, seja para as demais pessoas que veem-se presas em um beco sem saída, ao integrarem-se com este indivíduo.

22/10/2018