CLXV
Textos sobre Metafísica
[CLXV] Mistérios da Criação

Quando falamos de Deus, quando falamos da Criação, muitas coisas certamente vem a mente de cada um. No entanto cada pessoa tem um conceito de o que é, de onde está, de como se processa, qual seu propósito.
Claro que em realidade tudo tem uma resposta, ou diferentes respostas, de acordo com o momento, já que tudo está em movimento e nem tudo é possível ser explicado com clareza, dependendo da capacidade e do momento que cada um vive.

Nós falamos muitas vezes do Espaço como sendo um infinito, mas na verdade o Espaço aonde nosso Planeta vive, seu Sistema Solar, sua Galáxia e assim por diante, estão limitados pela expansão de Deus.

A Divindade tem dois aspectos principais, uma Imanifestada e outra Manifestada. Quando da Manifestação, O Pai e o Espírito Santo se afastam para que surja o Filho, e então possa expandir-se e em meio a estas três forças, tudo possa ser criado.

Já explicamos certa vez o Símbolo CLXV, como o 1 Representando o Pai, o 0 Representando o Espírito Santo e o 8 Representando o Cristo.
Na verdade isto tudo depende do ângulo e do momento, da região que estamos nos referindo.

Existem muitos símbolos místicos, realmente mágicos, mas infelizmente por vezes não totalmente explicados em sua profunda realidade.
A Cruz, esta na qual o Cristo passou por seu martírio e que foi e é o Símbolo Místico de seu Mistério e de sua realização é um exemplo de um Símbolo que está muito longe de ter seus maiores mistérios revelados.

Quando da Criação, do primeiro momento aonde a Luz se separam das Trevas, existe apenas o Binário, o Branco e o Negro, a Luz e as Trevas, isto é representado pelo princípio do Pai e do Espírito Santo. Esta dualidade é o que permite com que surja o Terceiro Principio e que toda a criação realmente venha a manifestação, à Existência.

Depois que a Luz separa-se das Trevas, quando surge o Terceiro Logos, o Terceiro Princípio Criador, este assume a posição oposta ao Pai e o Espírito Santo assume a Horizontal ao centro dos dois.

Este é o Motivo pelo qual a Cruz é um símbolo da Divindade, não apenas do Cristo, mas de Deus como um todo, porque é como está disposto no Universo a criação, Pai acima, filho abaixo e o Espírito Santo ao centro estendendo-se infinitamente.
É Claro que o Espírito Santo é ao fim sempre o Princípio que está ligado à Criação e à Destruição e por isto ele é ao mesmo tempo a parte integrante e limitante de toda a Vida.

No Símbolo CLXV (16890), ou melhor diríamos no Símbolo MDCLXV (756892034), ou Símbolo CLXV completo, temos o Pai como o Sete principal que fica acima do 1. O Filho como o 3 4 (7) que fica abaixo do 0. Temos ainda o Espírito Santo nas laterais representado pelo 5 à esquerda e 2 à direita que formam os braços da Cruz (2 e 5).

Ao centro de tudo temos as duas Almas, a Alma Divina e a Alma Humana representadas pelo enlace dos dois círculos formando o Santo Oito (Consciência e Vontade).
Acima disto temos o 1 como representação do Íntimo, à Direita como o 6, vemos a Mente, o Corpo Mental, à esquerda vemos o Corpo Astral.
Abaixo temos o 0 como representação do Corpo Físico e Vital.


Isto claro é uma forma de representar um aspecto de como o mundo está formado em determinado momento da criação e no referente ao que é a Pessoa, ainda assim como já afirmamos o próprio universo tem esta mesma configuração e Deus (Os Logos) se dispõe da mesma forma.

É Interessante ver que a Criação se dá Dentro da própria Divindade, porque a Humanidade feita imagem e semelhança também gesta suas criações em seu Centro (no Útero).
É Igualmente interessante observar que primeiro são dois, o Homem e a Mulher, então surge o Terceiro, que nasce no centro, logo deve assumir uma posição lateral, por assim dizer, conforme cresce.

O Que no fundo é como a própria vida humana está disposta em seu funcionalismo, afinal a Criança ainda que fique ao centro dos Pais, logo adquire conhecimento e capacidades que a faz deslocar-se a um ponto extremo da família e não permanece ao centro, como é o caso dos Logos que anteriormente especificamos.

Outro fato interessante é que como Símbolo cada um dos Logos neste exemplo é representado pelo 7, um acima (7), um abaixo (3 4), e cruzando o centro (5 2).

26/03/2019