CLXV
Textos sobre Metafísica
O Simbolismo dos Sonhos

Os Sonhos sempre exerceram um grande fascínio sobre a humanidade.
Muitas invenções, muitas idéias tiveram origem exatamente durante o processo de descaso do corpo físico, aonde internamente nos locomovemos por regiões distintas ao mundo físico como conhecemos.

Houveram homens no decorrer da história que profetizaram em base a experiências durante este repouso do corpo físico, e outros que viram detalhes, pequenos fatos que acabaram vindo a repercutir posteriormente na parte física, material como conhecemos.


É Raro quem já não tenha sonhado com algo, e posteriormente tal evento tenha vindo a acontecer, ou ter vindo a conhecer alguém que já viu durante o sono. Ter visitado algum lugar em sonhos e logo passa a conhecer fisicamente o mesmo local.
Tudo isto nos ajuda a demonstrar a tamanha realidade que são estas dimensões superiores, e interiores da natureza.

Dizemos regiões superiores, porque são mais divinas, mais puras, mais espirituais. Afirmamos serem interiores, devido a que se expressam em uma materialidade menor e por ocuparem um espaço menor, tornam-se gigantescamente maiores, em relação ao mundo que habitamos fisicamente.

Claro que estas vivências claras e concretas nos mundos internos nem sempre são possíveis para todos, porque depende do grau de consciência que cada um tem desenvolvido, e de certos veículos já criados para realizar esta locomoção em tais regiões.


Os Sonhos são realidades, queiram ou não queiram, acreditem ou não acreditem. Sonhos são fatos, e por mais que uma pessoa possa não acreditar, ou não tenham consciência para comprovar, realmente o são.

Fatos no sentido de que todos os sonhos são de uma extrema e absoluta importância, já que não é um mero acaso que ocasiona tais experiências, são vivências.
Tudo que vivemos em nossos sonhos são acontecimentos que ocorreram nestas regiões, e que apesar de não serem físicas, tem extrema importância.


Claro que o sonho nunca pode ser tomado literalmente, há que sabiamente interpretar o simbolismo e o sentido do que está sendo expresso por meio de um sonho.

Há diversos tipos de sonhos, e para cada tipo, temos que dar uma atenção diferente.
Muitas vivências que temos durante o sono, são um reflexo de nossa vida, uma continuidade de nossas preocupações diárias, não apenas preocupações que percebemos, mas que ocultamente cintilam em regiões do subconsciente e vem a tomar vida durante o sonho.
Fica claro que se nos vemos em situações do dia a dia, é porque nos identificamos, ficamos fascinados e até sonhando, completamente adormecidos, naquela situação do dia a dia.
Isto é um sinal suficiente para nos alertar de situações e de acontecimentos os quais devemos por mais atenção, desenvolver mais consciência, e eliminar estes elementos psicológicos que nos fazem sonhar quando no estado de vigília (acordados). O Sonho se processa em uma região aonde a matéria de nossos desejos e até de nossos pensamentos, tomam vida.

Há sim sonhos simbólicos, acontecimentos mágicos aonde se transmite uma mensagem para a consciência do indivíduo.
Conforme já não tenhamos tantas preocupações, tantos apegos, tantas situações mal resolvidas, seja da atual ou de outras existências, é natural que os sonhos nos transmitam mensagens e nos dêem indicações que devemos levar em consideração.

Mesmo durante estes sonhos por reflexo de nossos apegos e preocupações do dia a dia, é natural percebermos algumas questões deste tipo simbólico e espiritual.


Há Sonhos que denominamos proféticos, que são uma vivência nestas regiões internas, de situações que ainda estão para se cristalizar no mundo físico.
Podemos no sonho nos ver em uma guerra, em uma catástrofe, em algum belo evento, e este realmente esteja para acontecer no mundo físico. Claro que temos que realmente estudar como isto ocorre dentro da particularidade do dom que tem cada um já desenvolvido neste sentido.
Há acontecimentos que podem vir a ocorrer no mesmo dia, outros podem levar muito tempo, normalmente há um padrão nestas datas.

Claro que temos defeitos psicológicos, apegos, situações mal resolvidas no dia a dia e isto tende a interferir e a projetar questões adversas por sobre esta profecia.
Todo Profeta pode equivocar-se em sua profecia, se por acaso o karma for perdoado ou modificado. Tudo que acontece internamente é um fato, mas nem sempre isto se cristaliza no físico, depende do destino não ter sido alterado.

O Profeta tende a ser um visionário silencioso e velado de tais acontecimentos, já que na maioria das vezes não pode interferir sem alterar o destino.
Isto são dons que tem o Ser de cada pessoa, é o Ser sempre o Profeta, e algumas vezes a pessoa humana pode ver tais eventos com os olhos do Ser.
Todas as forças conscientes que regem a humanidade, tem a obrigação de respeitar o livre arbítrio também o destino. O Dom da profecia, da visão do futuro, costuma ser um teste no sentido do respeito a estas leis. Também serve como uma preparação da pessoa para tais eventos, uma vez que saiba identificar o que são sonhos proféticos.
Se tais eventos futuros são relativos a própria pessoa, e se são de algum tipo negativo, tem o adepto a chance de alterar o destino ao negociar seu karma, seja pagando (Sacrifício pela Humanidade), seja por meio do perdão da Divindade (Morte Psicológica, eliminação do defeito que cometeu o delito).


Há tantos tipos de sonhos que nos parece inconveniente listar e detalhar a todos, neste momento.
O Plano Astral (local aonde nos locomovemos durante o repouso do corpo físico) corresponde hoje em dia para a maioria das pessoas uma região de sonhos e de inconsciência, antes de mais nada porque não temos nossa consciência desperta e livre de influência de nossos defeitos.

Estes defeitos mascaram a realidade destas regiões superiores, e nos atraem a versões inferiores, regiões baixas correspondentes ao Plano Astral.
Mesmo assim, nem tudo que vemos destas regiões correspondem as realidades internas, porque projetamos nossos desejos, nossos medos, nosso anseios e preocupações sob esta matéria moldável que é o Plano Astral.


Para a maioria dos sonhos, existem tabelas úteis que podem nos ajudar a entender um pouco da simbologia dos fatos que ocorrem nestas regiões, já que nem tudo é literal.
Tabela de sonhos (http://www.clxv.org/textos/clxv/dicionariodesonhos.htm)

Claro que isto serve para alguns sonhos específicos, nem para todos podemos nos basear em algo estático como este Dicionário de Sonhos.
Mais vale nosso sentir e nosso entendimento, a própria consciência que temos sobre o evento, do que qualquer outra coisa.
O Que podemos e devemos fazer, é quando tivermos dúvidas sobre algum simbolismo, consultar o valor genérico de tal símbolo por meio destas tabelas.


Cães para dar um exemplo, muitas vezes representam amigos, se os cães são amigáveis. Se os cães atacam, representam inimigos, algumas vezes intenções ocultas que tenha alguma pessoa próxima.
Neste exemplo vemos como os sonhos servem de alerta e nos demonstram situações do dia a dia, do ponto de vista simbólico.

Assim podemos concluir dizendo que vale este esforço por recordar cada vivência interna que tenhamos, e vale o estudo de cada aspecto, seja este consciente, seja inconsciente de tudo que ocorre durante estes períodos de descanso do corpo físico.
Estas vivências internas, são tão importantes quanto qualquer coisa que venhamos a fazer em posse de nosso corpo físico.

Quem desperta no mundo físico, quem deixa de sonhar fisicamente, deixa de sonhar durante este processo de repouso do corpo físico. O Plano Astral é um novo mundo a ser explorado.

Paz Inverencial!

05/06/13