CLXV
Textos sobre Metafísica
[CLXV] Os Poderes do Mago Branco

Muitas das pessoas que ingressam nos ensinamentos gnósticos o fazem como uma busca por poderes, por imortalidade, por uma série de coisas que se fossemos observar a origem destes impulsos, são certamente egóicas e mais tem a ver com a Loja Negra do que com a Loja Branca.

No caminho branco o centro de gravidade está no Íntimo, no caminho negro o centro de gravidade está na Alma Humana.
O Caminho negro está cheio de belezas e de uma constante busca por poderes, por domínio, não de si mesmo, mas de domínio sobre os demais, para que se cumpra a vontade egoísta do que trilha este tenebroso caminho.

“Pai, se é possível afasta este cálice, mas que se faça a tua vontade, não a minha”
O Mago Branco o que pratica é a Teúrgia, todos os poderes do Mago Branco residem no Íntimo. A Alma Humana recebe os poderes e o Íntimo os agarra.
Sempre que o Mago Branco precisa de algo, ele o esforço que faz é rogar ao Íntimo, a seu Deus interior, para que realize o prodígio, o milagre, e se é vontade d’ELE, então realiza-se inevitavelmente.

Os poderes do Mago Branco brotam como flores que nascem espontaneamente quando lhe é propício. Precisamos é preparar nossa própria terra, em vez de nos preocupar com as flores.
Nós como filhos de nosso Deus Íntimo, como desdobramentos d’ELE, somos os herdeiros de tudo quanto ele acumule. Mas a verdade é que por mais capacidades, por mais sabedoria, por mais poderes que tenha o Íntimo, no atual estado que nos encontramos, este estado moral... não temos condições de lidar ou de exercer diretamente tais poderes.

Muitas pessoas sofrem porque não locomovem-se consciente pelos mundos internos, muitos lamentam-se de nunca ter dialogado com um Elohim ou que desconhecem seu Santo Guru. A Grande maioria sonha em ver clarividentemente algo, escutar os sons do ultra, e tantas promessas que são reservadas à aqueles que são fiéis ao Ser neste caminho.

Em vez de nos preocuparmos com estes poderes, há que lutar por chegar a esta perfeição moral, e desintegrar toda a maldade que há em nós, realmente fazer-nos puros e santos.
O Gnóstico se prepara para receber os poderes, mas não os cobiça. Nos preparamos mantendo-nos em castidade (Magia Sexual), eliminando o mal em nós, meditando, vocalizando.
Com isto preparamos o terreno para que estas flores de fogo possam emergir triunfantes desde nossa coluna vetebral.

Em vez de nos esforçarmos e buscarmos estes poderes, há que nos esforçar por erradicar o mal que habita em nós, somente assim naturalmente receberemos estes dons que nos cabe por este trabalho bem feito.
Recordando que o Mago Branco sempre roga ao Íntimo o que necessite e pede que sempre se cumpra de acordo com a vontade d’ELE. Nós fazemos o possível como pessoas que somos, mas nossa Divindade pode e faz o impossível se é justo o que pedimos.

“O líquido cefalorraquidiano e o sêmen são os dois polos da energia sexual. O anjo tem seus dois polos para acima para a cabeça, e o homem e os demônios tem um polo acima e outro para baixo. Com um formam o cérebro, e com o outro coabitam. O Kundalini do anjo sobe. O Kundalini do demônio desce.” – A Revolução de Bel, Samael Aun Weor

Diversas vezes quando nos mundos internos, questionamos diferentes Mestres a respeito do Símbolo CLXV, dentre estes questionamentos certa vez questionamos ao V.M. Samael a respeito do mesmo e ele nos mostrou o 9 do símbolo invertendo-se, dando a entender que a Obra consistia em elevar aquela corrente.
O Símbolo CLXV como um Principio Espiritual, um Arquétipo Divino, é a origem e o principio de grande parte dos símbolos e conhecimentos.

O Pentagrama é o símbolo da onipotência divina, é a suprema perfeição do homem, e isto é o resultado de certa luta que temos de travar nos princípios do que seja o Símbolo CLXV. Afinal assim compreendemos o sentido do que seja o Pentagrama Esotérico.

O 8 é um símbolo universal do que é Divino, eterno, inefável.
O Santo Oito representa o equilíbrio, a consciência divina, sem dúvida alguma.

No oito está representado a Mente o Coração e o Sexo. Aonde na parte superior está a mente, no centro o coração e abaixo o sexo.
Mas gostaríamos de ir mais fundo e desdobrar este símbolo em três, afinal o nome da Serpente é I.A.O por um motivo muito óbvio.
1 Mente
8 Coração
0 Sexo

O Coração é neutro, enquanto a Mente é positiva e o Sexo é negativo.
Nos demônios representamos o símbolo invertido, pois a razão dá lugar aos impulsos sexuais.

No símbolo CLXV encontramos a origem do Ego e como ele se instala dentro do Homem.

O 8 é a consciência, quando a Consciência identifica-se com um pensamento, surge o 6, quando identifica-se com um desejo, surge o 9.
Não é por acaso que o Mestre Samael fala do trabalho com o Arcano 15 (6+9) como sendo o Trabalho com o Diabo, pois dentro de nós é o que faz oposição ao Íntimo.

Assim é como surge o ego e como fica a consciência presa em meio a esta prisão psicológica.
Neste momento o Símbolo CLXV representa um Ego formado, se analisamos o restante dos números, veremos que são 5 (7, 5, 2, 3 e 4) representando os cinco centros da máquina humana os quais fazem uso nossos defeitos para sua expressão. Além dos Três Cérebros (1, 8 e 0).

Para eliminar o Ego, dependemos do sábio manejo da força sexual, se agregamos o 0 ao 6 e o 0 ao 9, teremos 60 e 90, representando que estamos projetando o fogo por meio da compreensão tanto a mente como aos instintos sexuais e claro demais centros aonde se manifeste o defeito.
Aí encontramos o CL (150 = 60 + 90), recordemos que o nome que se dá a este símbolo é CL XV.
É Pelo fogo que o mal é criado e pelo fogo que é desintegrado.

Nossa mente, assim como nosso sexo, hoje se encontra tomado por forças negativas e não temos escolha senão em nos abrigar no coração e desde lá exercer a compreensão necessária para a eliminação de nossos defeitos.

02/12/13