CLXV
Textos sobre Metafísica
Mensagens Telepáticas

A Amizade é algo que realmente une as pessoas, forças como o amor, a simpatia entre dois seres é algo que os une de uma maneira que nem mesmo o tempo e o espaço podem separá-los.

Estas forças divinas como são o Amor, a Amizade, tem seus dons e seus atributos divinos que nos permitem exercer certas capacidades que nos mantem sempre próximos a pessoa querida.

O Amor de uma mãe por seu filho, facilmente é capaz de intuir de perceber telepaticamente qualquer necessidade que este tenha. Ao primeiro sinal de desespero de preocupação do ente querido, já fica informado do problema que este sofre, ainda que não possa intelectualmente expressar o que seja, percebe, sente, sabe.

Este mesmo amor entre um homem e uma mulher também os une além do espaço tridimensional e suas ondas telepáticas de carinho, de afeto, facilmente são percebidas entre estes dois enamorados.

A Amizade também é um tipo de amor que não pode ser desprezado, afinal duas pessoas que mesmo no decorrer de muitas vidas não tenham se visto novamente, ou que por um longo período fazem-se distantes, acabam sempre ligadas por este laço espiritual que as uniu e a recorrência, esta também afinidade de Almas as atrai para repetirem os mesmos feitos.

Ainda que face a face não se vejam, que pessoalmente ou de outra maneira não possam dialogar, facilmente o pensamento pode ir ao encontro do pensamento do outro, sentimentos e vontades também encontram-se livres para agir mais além dos conceitos de tempo e de espaço. Então mesmo distantes continuam dialogando, conversando, sentindo as emanações do que o outro sente, percebendo os pensamentos que o outro tem.

O Espírito é livre e sempre pode ir até aonde esteja o filho muito amado, a esposa adorada ou ao venerável amigo. Nada se faz impossível, distante ou complicado para nossa fração espiritual e é por isto que temos de nos guiar pelo Espírito pois este sabiamente sabe de todas as necessidades de todas as pessoas. Não apenas as pessoas próximas mas toda a humanidade se realmente a amamos.

Podem estes queridos seres estarem distantes muitas léguas, continentes, oceanos, até mesmo mundos, nem mesmo a morte é capaz de separar e de afastar dois seres que se amem, se adorem, que se respeitem.

Quando lemos um bom livro de um grande Mestre, o que fazemos é muito mais do que simplesmente ler algo morto que foi escrito a muito tempo atrás. Nosso espírito busca nos mundos internos o espírito deste Ser que escreveu tal livro, nossos pensamentos e sentimentos se voltam até tal Ser e o evocamos com grande mística para que nos desvele seus mistérios, nos entregue seus ensinamentos.

Por isto que temos de ser mais seletivos com aquilo que lemos e mais atenciosos com tudo que pomos nossos olhos.


Quando nos voltamos para o espírito, quando nos integramos com nossa Consciência, nossa Alma Divina, adentramos em uma região aonde o impossível já não existe, e o tempo e o espaço são reduzidos a nada.


Ao elevar-nos ao espírito temos, ou melhor devemos, olhar ao gênero humano, aos protótipos de homens e ajudá-los em sua transição do estado animal intelectual que se encontram para que tornem-se verdadeiramente humanos e posteriormente sobre-humanos.
O Homem é chamado a tornar-se uma estrela no céu estrelado e ainda assim deve abdicar de muitas coisas divinas se é que ama realmente o gênero humano. Muitos Deuses lançaram-se a matéria por anelar servir à humanidade. Em cada homem reside um Deus em potencial, uma divindade aguardando o momento místico de ser realizada.

Não devemos, realmente não podemos olhar ninguém com desprezo, pois a maldade humana reside no Ego e pode trás deste elemento sinistro encontra-se o aspecto Divino que cada um carrega.

07/01/2014