CLXV
Textos sobre Metafísica
Anjos e Demônios

Comumente na sociedade fala-se de Anjos e Demônios, sem muito aprofundamento ou entendimento do que sejam ou de como transformam-se propriamente nisto, tais criaturas.
Tudo que é malévolo e extracorpóreo diz-se Demônios, tudo que não seja físico e benevolente Anjos... mas na verdade não é bem assim... ou melhor, não é somente isto.

Sabemos que há graus e níveis tantos divinos como abismais e apesar de denominarmos estas criaturas Divinas como Anjos, há Arcanjos, Serafins, Potestades, ainda que de acordo com a época e a cultura tenham recebido diferentes denominações.

Os Verdadeiros Demônios, realmente assim chamados, são Anjos Caídos. Isto não é difícil entender ou compreender, porque uma pessoa qualquer que se volte ao caminho negro, se é uma pessoa comum e corrente, certamente ficará limitada devido ao seu pouco potencial e poder... agora um Anjo caído sim, este já tem todo um poder e um mando que ao voltar-se ao caminho negro faz uso de certa forma, daquilo que já tem desenvolvido.

Claro que há poderes divinos, que realmente só se manifestam quando da pureza e da bem-aventurança de um Ser, coisa que estes que se lançam as trevas perdem de imediato, certamente.
Muitos dos Demônios que hoje conhecemos, já foram grandes Anjos, Arcanjos... um dos mais importantes Demônios que conhecemos que já foi extremamente Divino foi Jahvé, que é citado pelo Mestre Samael em seu livro A Revolução de Bel.

Também ocorre o inverso, muitos dos que trilharam o caminho negro, ao arrependerem-se de suas maldades e atrocidades através das eras, ao voltarem-se ao caminho branco e passarem nas provas de rigor, pois elevam-se muito mais alto do que aqueles que nunca pecaram, eis o caso de Belzebu também citado neste mesmo livro que a pouco citamos.


Existem muitas pessoas boas e pessoas más, que verdadeiramente servem de peões para o lado ao qual tem afinidade, mas ser realmente uma peça fundamental para um destes lados requer um algo a mais muito difícil de ser encontrado pelas ruas.


Mas voltando a história destes Anjos Caídos, os autênticos Demônios são Anjos que voltaram-se a esta vida "animal" e que pecaram uma vez tendo sido Divinos.
É Claro que o Ser, o Divino daquela criatura não torna-se um Demônio, este simplesmente se afasta e deixa seu filho, aquela Alma em desgraça.
Quando a Alma, uma Alma Humana de um Ser Divino, corrompe-se mais uma vez pela maldade e cai no erro, então surgem aqueles terríveis Demônios que assombram as eras.

Anjos e Demônios são filhos de suas próprias ações, não temos de pensar que as criaturas divinas e infernais se formam em regiões alheias ao mundo físico, pois é equivoco.
Toda a criação surge do sexo e desfaz-se pela força da potência sexual. No sexo erguem-se Anjos, Arcanjos e demais divindades também no mesmo sexo, dependendo do uso que se faça desta força, aparecem ditos Demônios e demais criaturas infernais. Pelo intermédio da força sexual Anjos caem na geração Animal e tornam-se Demônios, também pelo sábio manejo e pelo intermédio da força sexual, Demônios reerguem-se majestosamente ao reino do Super-Homem. Do caminho do erro só há uma saída, o sincero arrependimento.

Mas para nós o que importa saber sobre os Demônios, é o que diz respeito ao pior de todos, ao maior mal que pode recair sobre uma pessoa, e este demônio chama-se Ego, nossos próprios defeitos. O Que pode arrastar uma pessoa ao delito e ao abismo são estes defeitos, estes demônios interiores que em realidade são os que nos ligam e nos prendem a estas entidades demoníacas fora de nós. No dia que não hajam mais esta sombra dentro de nós, esta força externa também não terá qualquer poder sobre nós.

24/02/14