zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Psicologia
A Vontade e a Consciência, a Morte e o Despertar

Há pouco tempo fizemos este questionamento e uma explicação do que é Gnosis, do que verdadeiramente é Gnosis, e vemos como temos muitas vezes falhado no que é o Despertar da Consciência.

A Morte psicológica, esta eliminação de nossos defeitos, como homens e mulheres, fazemos principalmente com vontade, por meio desta vontade.
Com a vontade tiramos a expressão do Ego, nossos defeitos não podem atuar se lhe tiramos a força e se nos submetemos a uma rígida disciplina frente ao que ele deseja.

Claro que nisto entra a compreensão, entra a contra-parte divina que é o Auxílio da Mãe Interna que levamos, para que desintegre este elemento já compreendido e separado da psique pela vontade.

A Consciência se manifesta quando a Despertamos, este despertar é o exercício desta consciência, é fazer uso daquilo que liberamos dentre as entranhas do Eu.

Alguns realmente supõe que este Despertar é poder ver clarividentemente as coisas, que seja sair em Astral conscientemente, claro, o é, mas não em um primeiro momento, porque isto é um aprendizado gradual e querem pular etapas essenciais deste aprendizado, os que pensam desta forma.

Quantos exerceram sua vontade e a morte, vocalizando anos e anos, uma vida inteira, meditando (nem que sejam nos centros de estudos gnósticos), fazendo Runas e não despertaram a consciência, não tiveram logros de capacidades internas, enfim, não viram os resultados concretos e fecundos de seu trabalho.
Isto se dá porque não lutaram por este Despertar, este despertar da Consciência, fazemos principalmente claro com a vontade, que tem que continuar firme, mas dando este algo mais, que são os trabalhos relacionados a consciência.

Temos que aprender a não sermos pensadores, isto de pensar, ou ficar emitindo pensamentos a todo momento, é algo que nos impõe o ego, para nos manter adormecidos e tendo atenção aos seus critérios e planejamentos.
Não é que a pessoa não vá pensar, mas temos que ser seletivos no que permitimos que se manifeste em nossa mente, o correto uso da Mente e de nossos Sentimentos, é algo que temos que reflexionar profundamente, se anelamos o Despertar da Consciência.

Um pensador sempre criará novos eus, porque qualquer pensamento que tenhamos e logo lhe envolve um sentimento, já há um eu tentador interno que logo virá a manifestação (física, cometendo o delito), e já temos um infrator a mais dentro de nós. É Muito difícil nos dias atuais se manter indiferente as coisas do mundo, as pessoas se põe a fazer coisas, que acabam sendo sua perdição no sentido esotérico.

A Falta de energia é algo que causa grandes estragos ao Despertar da Consciência, por isto que se comenta isto do não pensar, quando não há necessidade, de evitar estes sentimentos negativos provocados pelo ego.
De estudar cada um destes instintos e paixões que tenhamos, com o objetivo de descobrir e eliminar estes escapes de energia.

Uma pessoa dificilmente será casta fisicamente, se tem sua energia sexual poluída de alguma forma. Porque a energia se torna volátil e explosiva, devido a grande carga negativa e artificial que lhe é imposta.
Então que claro precisamos fazer um censo e uma concreta observação do que prejudica esta pureza da energia sexual, desde diálogos, o que vemos, o que pensamos, o que sentimos, porque a energia precisa ser pura e espontânea no sentido de não ter sido estimulada artificialmente.
É aí que temos que fazer uso da vontade e da consciência que tenhamos. O Eu quer ver algo morboso, não vejamos, quer pensar coisas estúpidas no sentido sexual, não permitimos.

O Arcano é um Mistério, mesmo com tudo que foi dito sobre o Arcano AZF, poderia se escrever tomos e tomos de explicações e sempre haveria o que dizer, porque para cada variação há explicações, para cada momento há distintos entendimentos que temos que ter, por isto que se faz URGENTE o Despertar da Consciência, porque a pessoa acaba podendo ter sua própria consciência por guia e sabendo como proceder.

Muitos se casam para praticar o Arcano, mas fazem sem maturidade, vão a prática cometendo delitos e muitas vezes criando mais ego e mais Karmas, por não terem conquistado a castidade e esta pureza quando solteiros. Claro que aos que estão comprometidos, recomendamos o esforço de fazer adequadamente, mas aos que não estão casados, recomendamos uma maior maturidade esotérica, um esforço por este Despertar antes de se lançar a Nona Esfera.

Viver cada momento é essencial, estar aonde estamos, fazer o que estamos fazendo, observando ao mundo, observando acima de tudo a nós mesmos, física e internamente. Sendo a cada instante este Juiz que como consciência é capaz de reconhecer cada falta que cometamos, seja a nível físico, instintivo, emocional, mental, sexual... enfim que tenhamos esta maturidade de parar de querer mudar o mundo e mudar a nós mesmos.
Nunca poderíamos extrair uma mudança dos demais, se isto não acontecesse primeiramente dentro do indivíduo. Muitos lutaram por criar um mundo mais justo, mas esqueceram de levar esta justiça primeiramente dentro de si mesmos.

Este é o exemplo que nos dão os Mestres, este é o exemplo que nos dão todos que seguem realmente este caminho, que tudo começa com esta mudança interior, agindo sob o pulso firme da vontade, para com nós mesmos.
Posteriormente este esforço por fazer consciência, daquela essência que resgatamos, e assim podendo ir avançando verdadeiramente no caminho.

Irmãos, de nada vale um iniciado chegar a uma Primeira ou Segunda Iniciação de Mistérios maiores, se faz dormindo, se faz com risco de que a qualquer momento lhe surja um e lhe derrube, seja porque é uma prova, ou porque lhe atacam.

Lhes recomendo, fortemente, sinceramente, de coração, que se vale a pena lutar por algo é por este Despertar da Consciência, e isto se faz nos detalhes, podemos Despertar com coisas simples, e isto muda tudo.
Falamos tanto de Inspiração, de paz, enfim parecem as vezes coisas pequenas, mas tudo isto é a origem de todos aqueles demais dons que muitos almejam e que nunca terão porque querem colocar o telhado sobre uma casa que ainda não existe.

Porque são exigências do caminho, porque, porque se daria dons a uma pessoa adormecida? Há que saber usar estas coisas, usar com sabedoria, com altruísmo, porque lhe tiram, hoje em dia mais do que nunca, no primeiro erro lhe tiram tudo...

Então que se faça neste momento este Despertar, porque para um êxodo não se está pedindo que um tenha corpos solares ou que se esteja em tal ou qual iniciação.
O Que se está pedindo é CONSCIÊNCIA, é que Despertem e saibam integrar-se com seu Ser, que estejam verdadeiramente dispostos e fazendo uma Obra de acordo com o que sua Consciência determina.

Já comentávamos em outro texto, que Despertar da Consciência é Sacrifício, realmente é... e costuma ser com muita dor, com muito sofrimento que advém este Despertar, porque não é de interesse de nossa natureza inferior e interior, que Despertemos, porque sabe-se que este mundo interno será completamente destruído e reconstruído sobre novos moldes guiados pela luz da consciência.

Consciência de certa forma é sofrimento, porque vemos, sabemos, conhecemos a realidade por detrás das realidades e é duro a todos conhecer isto e muitas vezes não poder lograr de maneira justa ajudar a seus semelhantes.
Entendam que quando falamos consciência, não estamos falando do que está escrito nos livros, estamos falando do que pudemos viver e comprovar, e se faz urgente desenvolver estas virtudes e suas capacidades, para que não sejamos dizimados por estas forças tenebrosas que atualmente, constantemente tentam nos afastar do Caminho e da Verdade.

"Lembremos irmãos, que a Gnosis é o que podemos viver. Podemos nos colocar diante das Comunidades e dar-lhes uma infinidade de informações e essa não é a Gnosis, essa é a informação que se dá da Gnosis. Da Gnosis só resta em nós o que praticamos, o que somos capazes de viver, essa é a Gnosis para nós.
Pode ser que devoremos oitenta livros do Mestre Samael, temos a informação de oitenta livros, porém o que fizemos desses oitenta obras?" - V.M. Lakhsmi

Mas recordemos que antes de exercer a Consciência, precisamos exercer a Vontade; vontade para fazer as práticas, vontade para auto-observar-nos, vontade para impedir a manifestação de nossos defeitos, vontade para compreendê-los, vontade para viver cada momento, VONTADE e logo teremos condições de expressar a Consciência e ir encarnando estas frações de Alma que viemos resgatando em meio a nosso inferno particular.

Vejam, escutem por favor... não estamos aqui indicando nada no sentido de que façam se não tem anelo, se não tem este impulso, não estamos impondo nada por medo.
Sabemos que há milhares de milhões de almas que já estão passando pelo processo de Segunda Morte no averno, e que outras tantas ainda seguirão o mesmo rumo, por não ter este impulso de sua Mônada ou por não ser capaz de permitir-se guiar por seu Ser e por sua Consciência.

Nada é o fim, e nada está terminado, porque mesmo com a morte, mesmo ingressando ao abismo, nada é eterno, e uma vez passado este doloroso trânsito, ressurge novamente na evolução e logo chega a um reino humano em algum rincão e tem novamente a chance de quem sabe realizar esta Obra.
Então que claro, se não recebemos este chamado ou se não estamos dispostos a seguir este impulso, bem, os Mestres nada podem fazer, cada um tem seu livre arbítrio.

Mas se por outro lado, sente este anelo, se percebe este impulso palpitante que lhe dá o Ser, pois que lute por este Despertar, porque vivemos períodos limites, momentos que diríamos será intrafegável para quem não esteja provocando este Despertar dentro de si.
Já dissemos e não custa recordar, que o Abismo não traga quem ainda tenha uma Alma e uma Consciência atuante, o Abismo é destinado as Almas perdidas e que já não tem mais possibilidade de realizar uma Obra.
Não é porque estamos nos tempos do fim, que será o fim de nossa jornada, há remédios e remédios e nosso Ser conhece estes remédios. Sejamos mais confiantes e sinceros conosco mesmos.

Paz Inverencial!

16/10/12