zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Psicologia
Associações Psicológicas

Na tarde de ontem falávamos sobre as palavras, e as ligações que fazemos de seu significado com outras questões, dando a elas novos significados, um novo entendimento.

Vejamos que as cores, nós fazemos o mesmo, muita das afinidades que temos por uma cor ou por outra, a preferência, é o resultado de associações mentais que fazemos... seja com o time de futebol, seja com a cor que um familiar constantemente usava, seja porque é a cor da pátria e assim por diante.
Nós para tudo damos um significado distinto do que na verdade são, ou seja, criamos laços mecânicos que nos impedem de perceber a realidade de tudo, de toda a natureza, seja física, seja espiritual.

Toda nossa psicologia está sustentada neste tipo de Associações Psicológicas. O Ego, nossos defeitos, eles sobrevivem exatamente por conta destes laços que sustentam mutuamente uma inumerável interligação de ações negativas as quais não conseguimos vencer exatamente porque ao atacarmos uma fração, todas as demais respondem por esta ligação que tem entre si.

Por isto que no Trabalho Psicológico, quando trabalhamos sobre um Defeito, recomenda-se que não pule aleatoriamente para outro, senão que siga toda esta cadeia de associações, exatamente porque o Eu em questão não está realmente morto, ainda que pareça, porque esta associação ainda não só o sustenta, como poderia o trazer novamente a vida.

O próprio trabalho de Morte Psicológica nos exige que desfaçamos estes laços que os Eus tem entre si, exatamente porque neste simples processo de desfazer as Associações Psicológicas, muitos elementos morrem exatamente porque nunca se manifestaram, mas se mantinham vivos pela associação que o alimentava indiretamente.

E não pensemos que estamos falando apenas dos agregados de um Tipo Específico, muitas Cabeças de Legião, são sustentadas exatamente por agregados que correspondem a outras. Ou seja, muito de nossa Ira, está enraizado em nós e sendo ativado por elementos de Preguiça, mesmo de Luxúria, Orgulho, etc.

Compreender estas associações e desfazê-las realmente é algo urgente, exatamente para que todo o nosso organismo interno e mesmo físico, espiritual, possa se manifestar plenamente, sem interferências.


Nós realmente temos a Mente sempre ativa e sempre atuando negativamente, exatamente porque estas associações constantemente evocam outros elementos psicológicos para que se manifestem, e o Ser, o Real, fica impossibilitado de manifestar-se porque este espaço já está ocupado.
O Ser é como uma pessoa que se observa em um lago, e este lago somos nós. Enquanto haja algo na superfície, sejam outras criaturas, seja sujeira, ou mesmo agitação na água, o Ser nunca estará plenamente refletido neste lago que somos nós.

Como pessoas, realmente o único que temos de fazer, é purificar-nos, é eliminar de nossa psicologia estes elementos negativos que impedem a manifestação do Ser, da Consciência, e um dos trabalhos que nos corresponde realizar, e que inclusive é essencial para nosso avanço, é ter esta pureza que é gerada pela eliminação das Associações Psicológicas.

Nós hoje não conhecemos a verdade, não porque ela esteja distante, não porque esteja escondida, e sim porque simplesmente estamos cegos a toda a realidade, exatamente por conta dos conceitos equivocados, dos dogmas, por conta claro de nossos defeitos e de toda esta interligação que os sustenta em nosso interior.


Se não tivéssemos tantas Associações Psicológicas, que constantemente nos carregam para regiões obscuras do subconsciente, inevitavelmente em nossa Mente estaria manifesto o Ser, e aquilo que nos fosse necessário perceber, seria pois vertido em nossos sentidos internos. Assim também toda a Sabedoria Divina estaria acessível, graças a esta imparcialidade da Mente, e de todas as manifestações dos Corpos, como um fiel reflexo desta natureza íntima.

Uma única cor, tem mais que nos ensinar, do que toda a sabedoria que já foi escrita até hoje. E para nós é apenas uma percepção que nos recorda coisas humanas. Assim ocorre o mesmo com as letras, os números, as palavras... há tanta sabedoria e tanto a ser realmente compreendido sobre cada coisa, que certamente não haveria papel o suficiente no mundo para plasmar fisicamente tudo que pode ser aprendido sobre cada uma destas coisas, que dirá o conjunto que conforma o mundo e suas interações.

A Verdadeira Sabedoria, realmente não existe sequer como ser expressa a outra pessoa, pois como já dissemos, por mais apurado que seja o nosso entendimento das palavras, nosso próprio vocabulário não é criado para expressar o que esteja além do físico. Mesmo que fosse, a verdadeira compreensão vem da vivência e esta vivência necessita que nosso Coração esteja livre, liberdade esta que só conquistamos desfazendo severamente estas Associações Psicológicas que nos mantém presos no Cárcere do Raciocínio Animal.

14/06/16