zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Psicologia
Valor Psicológico

Ao Longo da vida passamos por muitos momentos distintos, e vemos como cada coisa para nós passa a ter importância diferente, de acordo com estas etapas do desenvolvimento humano.
Os Elementos, as coisas, as pessoas, tudo por si só, tem um valor natural, uma atribuição e uma função na vida, mas para nós, dependendo de nossa experiência, dependendo de nossas vivências, também do estado de Consciência, atribuímos Valores Psicológicos a tudo e a todos.

Que valor uma criança dá ao Dinheiro? Ou que valor esta daria ao Trabalho? Certamente são etapas aonde não tem de preocupar-se com estas coisas, mas com o tempo, conforme cresce, isto toma uma importância diferente, assim como amizades, família, trabalho, etc.
Vemos que é natural que esta sucessão de interesses aflore nas diferentes etapas do Desenvolvimento Humano, mas inevitavelmente devido as imperfeições que temos, em geral damos valores inadequados, por vezes absurdos a algumas coisas o que faz com que soframos sempre consequências muito negativas.


Se observamos um esportista qualquer, seja um Jogador de Basquete, de Futebol, um maratonista, vemos que este em geral dá um valor muito grande a estas realizações as quais se propôs a realizar, no entanto para outras pessoas é muito comum que não haja sentido ou valor algum em ser capaz de jogar uma bola em um local específico ou praticamente desmantelar o organismo físico correndo simplesmente para chegar na frente de outros.
Em geral todos se esforçam por coisas que para eles tem sentido, e em sua Psicologia tem um Valor muito grande.
Assim, cada pessoa tendo valores distintos, faz coisas diferentes, e que muito comumente somente tem este valor para ela mesma.

Claro que por vezes é algo superior, também por vezes é algo inferior ao que a humanidade como um todo está acostumado à realizar. Este "Superior" e "Inferior", que nos referimos é em relação a Espiritualidade, ou seja, mais espiritual, mais material.
Sempre haverão pessoas as quais veem no Espírito, algo a ser dignificado e integrado, realizado em si mesmo, e sempre também haverão pessoas as quais tem o Valor Psicológico das coisas materiais e mundanas, excessivamente desenvolvido.

Como tantas vezes já dissemos, cada um é certamente livre para escolher o caminho que queira, e fazer as realizações que lhes corresponde. Por vezes é exatamente por estas práticas negativas, e estes resultados tenebrosos que colhem de suas ações, o que gera ao fim das contas, um Despertar de sua condição, assim que devemos sempre respeitar a escolha e o julgamento, ou seja os Valores Psicológicos dos demais, ainda que equivocados.


Quantas coisas nós mesmos não atribuímos valores equivocados as coisas? Basta recordar temas mais incompreendidos da humanidade, como a Morte, como as Tragédias Naturais que ocorrem, que tem um sentido e um objetivo, e nós sempre acabamos interpretando e atribuindo Valores Psicológicos negativos.
Conhecer internamente esta seção de nossa psicologia nos permite alterar conscientemente o quanto cada coisa tem de valor para nós, fazendo com que tenhamos o devido equilíbrio e possamos dar a cada coisa sua devida atenção, sua devida solução, e o devido esquecimento, sem que possa nos causar a mínima preocupação ou tristeza, constrangimento, etc.

Muitos Valores Psicológicos que temos, são valores agregados, devido a Associações Psicológicas.
Se algo que damos muito valor, psicologicamente está ligado com outra coisa, então este segundo aspecto recebe uma fração do valor do primeiro.
Assim é como nossos Defeitos, também nossas Virtudes procriam, expandem-se em nosso interior.

Por isto que acaba sendo tão importante analisar o valor que damos a cada coisa, o que em outras palavras é a importância que este aspecto tem para nós, pois tudo que damos valor excessivo, damos inevitavelmente energia e desenvolvimento, e se o fazemos a algo equivocado, estamos alimentando uma maldade crescente em nosso interior, a desenvolvendo mais e mais cada dia.
Mesmo as virtudes, se ficamos presos em uma, se a evocamos excessivamente, acabamos exatamente por este excesso de energia, causando um dano e criando uma falha que se alimenta do excesso disto.
Vemos algumas vezes pessoas tem o dom da caridade, que dariam até mesmo o que não é seu, ou se colocariam por conta de suas doações em situações aonde não poderiam nunca mais ajudar ninguém, ou até mesmo causando a si mesmos a morte devido a manifestação excessiva e por consequência equivocada de algo.

Vejam que ninguém nunca deveria estar rezando a todo momento, há o momento de orar, há o momento de vivenciar cada aspecto da vida. Quando damos a devida atenção a cada coisa, a cada situação, a cada um, tudo acaba se manifestando de maneira perfeita e plena, mesmo nas dificuldades, nas adversidades.
Tudo aquilo que fazemos na proporção certa, que damos o valor adequado, acaba tendo o melhor resultado, já que é por este equilíbrio interno, que se manifesta cada aspecto do Ser, da Consciência e da Alma.

16/08/16