zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Psicologia
Medo de Amar por Medo de Sofrer

"No amor não há medo; pelo contrário o perfeito amor expulsa o medo, porque o medo supõe castigo. Aquele que tem medo não está aperfeiçoado no amor." - João 4:18

Em nossa vida nos deparamos com muitas imperfeições de tipo psicológico, e é muito natural para algumas pessoas que alguns elementos tornem-se muito expressivos em nosso interior, principalmente devido a vivências complicadas e traumas.
Recordo que uma vez dialogava nos mundos internos da natureza com certa pessoa, e esta dizia exatamente isto, que sentia medo de amar, por medo de sofrer.

Medo e Amor, no fundo acabam sendo palavras incompatíveis como diz João em sua Epístola, já que quando há o pleno Amor, o medo não existe e não é possível que exista. Assim que se há medo, há uma barreira para a manifestação do Amor, e por consequência das vivências relativas a esta integração amorosa.

Amor é uma palavra muito exigente como já aqui explicitamos algumas vezes. Amar é realmente depositar em alguém um valor maior do que se dá a si próprio, realmente ser capaz de fazer o todo o possível por este bem alheio.


O Medo de Amar precisa ser profundamente estudado em sua origem, pois mesmo quem tem o potencial de amar pode acabar barrando a expressão deste Amor ou mesmo matando este amor, devido ao simples fato de ter medo do sofrimento que este amor possa causar.

Há diferentes tipos de sofrimentos que podemos encontrar na ação de amar, como é o caso de um amor não ser correspondido; da perda da pessoa amada; ou mesmo do sacrifício que amor nos impulsiona a realizar pelo outro.
De qualquer maneira, a perfeição do amor, a plena manifestação do amor, torna irrelevante, absolutamente sem sentido, qualquer receio pelo sofrimento que este nobre sentimento possa causar em nossa vida.
Até porque para quem Ama, a simples tentativa de integração com o outro vale qualquer possível sofrimento, e para este basta amar, pelo próprio amor que sente, sem necessidade de compensações, benefícios, ou mesmo de ser amado.

É muito óbvio que este medo de amar, pelo medo de sofrer, pode se estabelecer no interior de cada um, por diferentes portas, de diferentes maneiras e é aonde entra a observação de nossa psicologia e o estudo deste elemento que nos impede verdadeiramente de amar.
O Amor sempre exige grandes sacrifícios, e por consequências sofrimentos por parte de quem ama, até porque assim como a vida se alimenta da morte (de outra vida que se sacrifica, como os distintos alimentos), o Amor também exige algo muito similar por parte de quem emane esta virtude.
Assim que se há medo de amar, é porque não se ama perfeitamente, nem se compreende o valor destes sacrifícios e por consequência destes sofrimentos que no fundo são uma plena felicidade ao serem realizados.

13/12/16