zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Psicologia
Transição Psicológica

A Base fundamental daquilo que se processa em nosso interior e daquilo que realizamos no mundo, e mesmo o que assimilamos do mundo, é o resultado de nosso Estado Psicológico.
A Alteração de Estados Psicológicos se fundamentam na compreensão das origens e consequências destes estados, bem como na conscientização de nossa atual realidade e do que isto nos conduz, a cada momento.
Claro que muitas alterações de Estado Psicológico, são por assim dizer, involuntárias. Isto porque nos integramos com forças superiores ou inferiores, ou mesmo somos afetados por campos de egrégoras que geram em nosso interior alterações psíquicas, e nos elevam ou nos fazem baixar estes níveis psicológicos.

Obviamente um ambiente negativo, melancólico, depressivo, triste, nos gerará um estado psicológico similar, se nos deixarmos influenciar pois tais energias, e da mesma forma pessoas, objetos negativos.
Certamente também, se nos integrarmos com as forças superiores da natureza, seja voluntária ou involuntariamente, acabaremos sendo elevados em nossos Estados Psicológicos e conduzidos a esferas superiores de harmonia, de tranquilidade, de paz, felicidade, etc.

Muitas vezes nosso estado psicológico não permite com que façamos voluntariamente esta mudança psicológica, porque, em verdade, não estamos em um bom estado de consciência suficiente para compreender a situação que nos encontramos, ou as influências que nos conduzem a estes estados, e nos mantém neste cárcere de infelicidades e má aventurança.
Nestes casos mais infelizes e de declínio moral, sensitivo, anímico, o ideal é buscarmos algumas mudanças que geram estas elevações por nivelação. Há ambientes que são propícios, assim como objetos que por sua natureza, tanto do valor que damos a eles, como o valor intrínseco que tem, nos ajudam nestas elevações. Claro há igualmente pessoas, e lugares que se permitimos que se integrem conosco, purificam e limpam nossa egrégora e libertam nosso coração e nossa consciência destes estados tão nocivos.
Vejam que se sentimos ódio e permitimos com que o amor daqueles que amamos penetre em nosso interior, toda a raiva e o rancor, o próprio ódio acaba perdendo a força, o sentido, a razão de ser. É um exemplo disto que comentamos...


Há pessoas que não estão em Estados Psicológicos tão negativos e não estão igualmente tão fixos, e isto permite com que trabalhem conscientemente sobre si mesmas, por si mesmas, para alterar estes estados.
E é aonde entra isto que falamos anteriormente de Análise de sua realidade, de Conscientização, e de uma mudança voluntária e positiva de seu estado por um esforço que ela mesma faz, buscando chegar aonde quer, aonde tem de chegar.

Muitas coisas que para nós fazem sentido e para nós são importantes, podem perder completamente o valor quando perdemos o Estado de Consciência.
No fundo, uma pessoa poderia perder a vida, ou perder o rumo de sua vida, por uns poucos momentos aonde decaia o Nível de Consciência que manifesta.
Em geral nós vivemos já, claro, certamente, hipnotizados por tudo quanto nos rodeia, mas ainda assim, apesar da grande gama de forças negativas que em nosso interior se manifeste, há sempre estados ainda mais negativos e mais profundamente terríveis que uma vez se manifestando em uma pessoa, podem evocar forças as quais quebrem a mínima harmonia e linearidade que tenha em sua vida.

Não há como fazer uma Transição Psicológica Consciente, sem que tenhamos a capacidade de reconhecer realmente nosso Estado Psicológico, também sem que tenhamos a Compreensão e a Vontade necessárias para tais mudanças.
A Compreensão no fundo é o que permite saber, de verdade, onde estamos metidos, e saber onde é o caminho que devemos seguir, ou seja, o Estado Psicológico possível de ser alcançado e o caminho para isto. A Vontade vem como a força motriz desta mudança, que rompe e que elimina estes grilhões que nos prendem neste estado negativo.


Infelizmente para as pessoas é muito difícil aceitar que "seus problemas" no fundo não são problemas, e sim seu Estado Psicológico vê estas coisas como problemas, como dificuldades que no fundo não estão ali, e que de verdade não seriam dificuldades se estivessem em um Estado Psicológico um pouco mais elevado.
Se o leitor lograr observar em um momento de desespero, de tristeza, de desânimo seu Real Estado Psicológico, entenderá que no fundo a questão é apenas seu Estado Psicológico e não as situações que sinta-se magoado, triste, desanimado.

E claro que o segundo passo de reconhecer isto, é alterar este estado...
Isto é um aprendizado que cabe a cada um de nós desenvolver, tanto de reconhecer, como de alterar estes estados. E certamente há diversas formas possíveis de realizar isto, de acordo com certas características que tem cada indivíduo e os aprendizados, a sabedoria que já tenha trazido de suas idas e vindas do mundo.
Ainda assim, chamamos neste momento a atenção do Leitor para a importância que tem tudo aquilo que nos rodeia e a importância de saber assimilar o bom e nos isolarmos do que é negativo, não permitindo com que prejudique nosso Estado Interior.

15/04/17