zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Psicologia
Memória Síntese

Nossa existência é marcada por lembranças. No entanto aquilo que somos, inevitavelmente é algo mais além das lembranças, é o resultado daquilo que vivemos e daquilo que estas vivências nos tornaram.

Nem tudo acabamos recordando, no fundo uma mínima parte de nossas vivências acabamos verdadeiramente gravando e recordando. Ainda assim, tais memórias acabam sendo infiéis a realidade, já que os estados psicológicos moldam tais lembranças de maneira a se adaptarem a estes.


Nós não necessariamente lembramos tudo que vivemos com uma pessoa, mas no fundo temos um entendimento sintético de se é um bom amigo, um mal amigo, um bom famiiar, um mal familiar, se é um bom cidadão, ou um mau cidadão.

Esta Memória Síntese é como o resultado de um cálculo matemático aonde somamos vivências e no fundo carregamos apenas o resultado do cálculo. Isto é o que no fundo acabamos levando da vida, estas Impressões Síntese, seja de situações, seja de lugares, seja de pessoas.


Esta Impressão Síntese, é como uma Memória Conscientiva dos eventos ou poderíamos também chamar de uma Compreensão Sintética de uma unidade.

Quando falamos da Humanidade, nos referimos à uma unidade. Quando dizemos qualquer coisa sobre o que seja a Família, sobre o que seja um indivíduo em específico, ou mesmo acerca de um evento, ou uma situação, estamos de certa maneira utilizando uma função da memória ou da Consciência para afirmar algo acerca de tais questões.


Nem sempre a memória é confiável, como já dissemos, por isto é importante aprendermos a transferir a responsabilidade da análise para a Consciência, para este formato superior de uma Memória Consciente.

Isto claro é apenas ainda um passo para algo maior, pois a Memória Síntese ainda que seja algo Conscientivo e elevado, é apenas uma soma da experiência pessoal que tivemos, daquilo que vimos, e daquilo que vivemos, não chega a ser o Dom que nos permite realmente observar do ponto de vista universal, do ponto de vista realmente espiritual uma Criatura, uma Situação ou um Evento.

O Dom do Discernimento dos Espíritos, é certamente a próxima etapa, depois desta que aqui relatamos, ainda que claro como humanos, como Almas, como indivíduos, sempre existirá uma Memória Síntese, ou uma Impressão Síntese, se assim preferirem chamar, acerca dos eventos os quais vivenciamos.


É isto que a natureza obtém de nós no instante da morte, um resultado de tudo aquilo que fizemos de certo e de errado, de bem e de mal na vida e é isto que gera as circunstâncias do que nos corresponde após a morte e mesmo as características de um retorno a este vale de lágrimas que é o mundo.


Quando nos tornamos capazes e de realizar este mesmo cálculo, e chegar a esta síntese, não apenas de nós mesmos, mas de tudo e de todos, conseguimos dar a justa ação a cada circunstância, também a mudar e moldar, o que precisa ser alterado. Criar o que precisa ser Criado e Destruir o que precisa ser Destruído.

A Memória Síntese nos traz estabilidade, pois não precisamos revisar as memórias e adentrar em um campo distorcido e maligno, aonde em vez de obter informações acerca do passado, mudaríamos a percepção do passado e nosso entendimento, em base aos estados psicológicos que nos encontramos.

Temos de tomar muito cuidado com distorções, sejam distorções que nós mesmos fazemos, seja com aquelas provocadas por opiniões e por conceitos das demais pessoas. Muitas vezes algo bom parece ruim, e algo ruim parece bom, por uma mudança momentânea que temos em nosso Estado Psicológico. Infelizmente quando agimos em base a estas falsas bases psicológicas, acabamos causando danos, por vezes irreversíveis e irreparáveis.
Tais danos infelizmente são fatos, e fatos uma vez consumados não podem ser modificados, podemos tentar reparar o mal, mas nem sempre é possível. Por isto é importante termos dita estabilidade e também aprendermos a carregar antes de mais nada esta Síntese concreta dos Eventos, das Situações e das Pessoas, para não sermos levados por impulsos negativos ou enganados por percepções equivocados que tenhamos acerca dos eventos.

Uma pessoa que tenha dita Compreensão de Síntese, inevitavelmente sabe o que quer, sabe quando quer, sabe como quer. Compreende o que é, e compreende o que o próximo é. Não que entenda a totalidade, mas pelo menos o que viu, o que viveu, tem pleno em seu entendimento.

O Que como já dissemos é uma base, é um patamar para percepções ainda mais elevadas.
Infelizmente toda a vida se alimenta de sacrifícios. Funções inferiores sempre tem de ser sacrificadas em benefício do surgimento de novas funções.

Para que venha a vida o animal, o ovo deve romper-se, aquilo que era precisa passar por um processo para tornar-se algo distinto. Da mesma forma como a semente precisa romper-se e liberar o broto em sua jornada até a luz. Assim ocorre com praticamente tudo que é o indivíduo, nós constantemente fazemos esta escolha de se continuamos com o que temos, de se continuamos sendo o que somos, ou até algo pior, ou realmente rompemos e nos transformamos em algo completamente novo, superior.

26/12/17