zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Psicologia
Dois Mundos

"O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem".
Mateus 15:11

Certamente não podemos fazer do Alimento e da Alimentação uma Religião, mas certamente esta tem um papel fundamental, principalmente hoje em dia, naquilo que somos e naquilo que estamos vindo a nos tornar.

Em outras épocas aonde o alimento era simples e a alimentação uma atividade mais branda e mais pura, certamente a alimentação não tinha tantos problemas e tanta importância para nosso Progresso Espiritual.


Nós realmente temos de entender que vivemos entre dois mundos, um Externo e outro Interno.
Vivemos em um mundo fora de nós mesmos que é este mundo em que nascemos um dia e hoje nos locomovemos e temos nossa vida exterior. Também vivemos em um mundo Interno, dentro de nós mesmos, com todas suas particularidades íntimas como são aquilo que nos conforma Animicamente, Espiritualmente, e tudo o que seja mais além do Corpo Físico.

Existe uma perfeita harmonia entre estes dois mundos pois toda atividade interna, no Mundo Interior, certamente molda e determina o mundo Exterior, igualmente as atividades e aquilo que assimilamos do Mundo Exterior, molda determinantemente nosso Mundo Interior.


Bem, não podemos pensar que uma coisa não afeta a outra, pois é muito certo e perceptível que de acordo com nossos estados de ânimo, segundo nossas Vontades, nossos Pensamentos, Sentimentos, será o tipo de ações que teremos no mundo, e isto impacta e muda, molda nossa realidade exterior e alterará o que assimilamos do meio externo, moldando por consequência mais uma vez o interno.
Tudo que se passa nesta região fora de nós mesmos tem direta influência sobre aquilo que somos e aquilo que viremos a nos tornar, afinal todas estas impressões que temos do meio, sejam os exemplos, sejam as vivências, são alimentos que recebemos e que geram impulsos em todas as distintas frações que formam o homem.

Temos de entender que mesmo os alimentos convencionais tem uma profunda importância em nosso Mundo Interior, afinal é certamente por conta disto que muitas falhas psicológicas existem, e é o motivo pelo qual muitas delas persistem, apesar de esforços internos para eliminá-las.


Praticamente a totalidade dos alimentos tem intrinsecamente maldades, forças que uma vez assimiladas moldam nosso corpo físico e também influenciam nossos corpos internos.
Vejam que muitas vezes vemos uma pessoa Luxuriosa, ou vemos uma pessoa Iracunda, etc,. etc,.., e no fundo vamos encontrar que o que realmente impulsiona tais atividades, tais impulsos em seu interior, são aspectos da Gula, por exemplo.

Há diversos alimentos que são profundamente eróticos, ou mesmo inflamáveis aos sentidos. Isto significa que a má administração de certos alimentos ao organismo podem alimentar diversos distúrbios psicológicos ou mesmo gerá-los.
Assim que vemos a importância de saber aprender, por nós mesmos, como tudo isto que vem do Mundo Exterior nos molda, nos influencia.

E Não são apenas os alimentos físicos que nos referimos, mas os contatos, toda convivência que temos, as conversas que temos, aquilo que escutamos seja de alguém por meio de um diálogo, seja por notícias ou mesmo resultado de algum entretenimento. Tudo isto nos molda internamente e molda aquilo que manifestaremos externamente.


Não citamos aqui os alimentos e suas influências, simplesmente porque cada organismo tem suas resistências próprias, também cada região tem uma oferta diferente, e não nos adiantaria decorar informações, assimilar teorias e cumprir com algo sem que possamos verificar por nós mesmos como isto se processa.
O Mesmo vale para o Entretenimento ou as Convivências, e assim por diante...

O Que necessitamos é aprendermos a aprender da Vida, somente assim seremos capazes de Multiplicar os Pães, como fez o Cristo Jesus, que nada mais é do que multiplicar a Sabedoria, infinitamente, o quanto seja necessário, para alimentar não somente a nós mas a quantos necessitem.

Não façamos da Alimentação uma Religião, mas obedeçamos á Religião no sentido do que nos Alimentemos.
Recordando que a Religião é o ato, o processo de integração com a Divindade. Por tal motivo o que nos aproxime, ou o que nos afaste, tem de ser levado em conta para que não sejamos prejudicados em nossos avanços.

28/02/18